,

Ninfetinha desde sempre

21-06-18 Por 4 ★ 4.26

Os fatos deste conto que irei relatar, são reais e aconteceram quando eu tinha 10 anos, mas antes vou me apresentar. Me chamo Clara tenho atualmente 18 anos, desde novinha sempre fui muito encorpada, bundinha grande, peitinhos bem marcados e comecei muito nova a me tocar e descobrir que sexo era bom.
Bom, tudo aconteceu em uma manhã em que fui com meu pai até o seu serviço, ele era o moço que ajudava a direcionar a obra, falar o que os pedreiros tinham que fazer e etc, quando chegamos ele disse que eu podia brincar pela obra, mas que não deveria me sujar e que não deveria atrapalhar ele durante o seu trabalho, eu acenei dizendo que sim e fui brincar. Quando cheguei em uma parte mais afastada aos fundos da obra eu comecei a brincar com uns pedacinhos de madeira, foi então que ouvi os passos de uma pessoa atrás de mim, de início eu me assustei, porém ao olhar pra trás eu vi que era um dos pedreiros da obra e então fiquei mais tranquila. Ele chegou perto de mim começou a passar a mão nos meus cabelos e disse que eu era muito bonitinha, eu agradeci e ele continuou a me elogiar e passar a mão no meu corpinho, de início eu não vi maldade e então não esbocei nenhuma reação, apenas continuei brincando, então ele se abaixou e perguntou se eu gostava de pirulitos e eu disse que amava, ele se levantou e disse que tinha um pirulito pra eu chupar que talvez eu gostaria muito. Tirou seu pinto pra fora e eu lembro que realmente tinha uma cabeça bem vermelha que parecia um pirulito mesmo, ele pegou minhas mãozinhas e colocou no seu pau e disse que pro recheio sair eu deveria ficar passando a mão, eu comecei a passar a mão e estava gostando de brincar com aquilo (ser putinha já estava no sangue RS) depois ele pediu pra que eu começasse a lamber a parte vermelha do “pirulito” eu inocentemente comecei a passar minha linguinha, parei e falei que o gosto não era bom, ele passou a mão nos meus cabelos e disse que era pra eu ficar calma pois o melhor ia sair dps. Enquanto eu lambia ele começou a fazer uns barulhos, me pediu pra parar e me pegou no colo pra me colocar em um andaime que tinha perto, eu fiquei um pouco triste pois estava adorando lamber o pirulito novo, mal sabia eu que o melhor estava por vir. O moço então abriu minhas perninhas e tirou minha calcinha, começou a passar a mão no meio das minhas pernas e eu comecei a sentir uma coceirinha muito gostosa, foi então que ele falou que quando me viu já sabia que eu era uma putinha que estava na minha cara, eu não entendia nada do que ele dizia, mas estava adorando, ele pegou o pau dele é começou a pincelar na minha xoxitinha falando que ia brincar de uma brincadeira muito gostosa comigo e que eu ia adorar, continuei deixando porque estava muito gostosinha a coceirinha só que de repente ele começou a colocar no meu buraquinho e começou a doer eu pedia pra ele parar mas ele dizia que logo ia ficar gostoso e que eu tinha uma bucetinha quentinha e molhadinha, ele fazia muitos barulhos estranhos enquanto entrava e eu comecei a querer chorar, imagino que todo esse barulho tenha chamado atenção do meu pai e dos outros moços da obra que acabaram chegando.
Meu pai então apareceu com muito ódio tirou ele de cima de mim e começou a bater nele eu só sabia chorar, os homens da obra seguraram meu pai e afastaram o cara dele, então meu pai me pegou no colo me colocou no carro e fomos pra casa, o trajeto inteiro ele iá chorando e eu só pensando que ele iria me bater quando chegasse em casa, mas pra minha surpresa, não foi isso que aconteceu…
Continua…
Peguem leve esse é o meu primeiro conto, essa história realmente aconteceu comigo mas claro que dei uma incrementada, quem quiser entrar em contato comigo pode me mandar um e-mail [email protected] adoro falar putaria e quem sabe trocar uns nudes?

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,26 de 27 votos)

Por ,

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anonimo

    Deliciaaa… vou te mandar um e-mail, tenho 20 anos, quase suabidade 😉

  2. Tarado por noivinhas

    Adorei espero ansioso pela continuação

  3. Anônimo

    Continua…

  4. Picagostosa20

    Oi ninfetinha espero continuação