# #

Me encantei com a menina vendendo balas de porta em porta

1431 palavras | 11 |4.56
Por

Eu morava sozinho, trabalhava a noite, Jeisa sempre me acordava, batendo palmas, eu levantava pra ver o que era, Jeisa me oferecia as balas.

que tinha que vender e levar o dinheiro pra mãe, senão apanhava, eu ficava com dó, e comprava as balas, mas pra ela não me acordar mais, eu combinei com ela, deixava tantas balas, eu deixo o dinheiro pravocê na caixa de correio, combinei isso, sem nem ter visto a menina, pois meu portaõ era todo fechado, não dava pra ver do lado defora, mas vi que a mão dela cabia na entrada da caixa de correspodencias, então todos os dias ela deixava as balas e pegava o dinheiro, mas ai eu sofri um acidente na empresa, quebrei o pé, notei que ela também ja não ia la por vários dias, fui olhar na caixa e havia uma boa quantia, eu com o pé quebrado, usando uma cadeira de rodas, depois de umas 3 semanas, eu nem lembrava mais da menina, quando escutei alguem mexendo na caixa de correspondencia, eu fui ver o que era, mas só vi mão da menina, Oi querida, você sumiu, voltou a vender suas balas? Do lado de fora ela fala, Oi moço é que não deu pra sair mais, e eu estou devendo balas pro senhor, eu peguei dinheiro aqui, e não deixei as balas. Eu fui ao portão abri, e vi a menina, loira, olhos azuis, um rostinho lisinho, estava de calça preta, legging, e uma blusinha cor de abóbora, devia ter uns 12 anos, ela não estava com balas, eu perguntei, Ué, mas cade as balas, não ta mais vendendo? Ela com o rosto envergonhado, falou. Moço, desculpa, é que outro dia alguns muleques me roubaram, e levaram minhas balas, minha mae quer que eu arrume dinheiro pra comprar mais balas pra vender, eu vim aqui ver se tinha, desculpa eu ja peguei dinheiro aqui outras vezes, Eu falei pra ela entrar, ia separar algumas coisas pra ela, pois como eu recebia cesta basica, tinha muitas coisas em casa, ela uma menina não magra demais, nem gorda, mas forte, extremamente linda, mas percebia que era bem pobre, eu separei algumas coisas mas ela disse que não poderia levar pra casa, pois a mãe dela só daria tudo pros outors filhos dela, que usavam drogas, eu fiquei sem saber o que fazer pra ajudar Jeisa, ela de fato com 12 anos, alta pra idade, eu ofereci café da manhã pra ela, que estava com fome, ela comeu, conversamos muito, ela disse que estava com dor de dente, mas a mãe dela não a levava ao dentista, eu liguei pra dentista que que atendia bem perto de minha casa, e Jeisa foi la, fez a restauração no dente, parou a dor, e ela voltou pra minha casa, pedi almoço comemos, ela me falou que nem roupa direito tinha, disse que a vontade era ela sair de casa, ja pensou várias vezes em ir morar na rua, pois alguns irmãos dela ja moravam na rua, ela não estudava, e eu cadavez mais encantado por ela, eu achava que era algo como sentimento de pai pra filha, pois eu estava com 30 anos, ela falava e as vezes chorava, o que me comovia mais ainda, ai a tarde ela ainda na minha casa, falou que se pudesse não sairia mais de la, e me abraçou, eu senti o calor do corpo dela, e me escitei, aime dei conta, não é sentimento de pai, foi quando ela falou que eu era bonito, que vivia fugindo da mulecada da rua, mas de mim jamais fugiria, em meio a lagrimas e e abraços nos beijamos, ela senta no meu colo, e ficamos ali nos beijando, embora com cheiro de dentista, mas o beijo foi muito bom, ai ela pediu pra que eu a deixsse ficar, eu deixei, nem pensei nos problemas que daria, mas a familia dela nunca ligou, eu cuidei dela, comprei roupas novas, pois a que ela estava usando ja era muito velha, a calça rasgada, a blusinha ja manchada, a calcinha sem o fundo, quando cheguei com as roupas pois eu fui de carro comprar e ela ficou em casa dormindo, ela ainda dormindo, eu cheguei e mostrei o que tinha comprado, calças, saias, lingerie, blusinhas, blusas, shorts, enfim, varias peças de roupas e calçados, meias, etc, ela ficou muito feliz, pois nunca teve roupas novas, ai eu mostrei o banheiro ela foi tomar banho, eu entrei junto, e ela meio com vergonha, foi tirando aroupa, eu pedi pra sair, mas ela falou pra eu ficar, a calça rasgada, a calcinha eu peguei bem velha, cheirei, um cheirinho de buceta bem gostoso, ai ela toda peladinha, a bucetinha lisinha, fechadinha, com o grelinho pra fora, que delicia, os peitinhos ja pontando, eu ja sem o gesso, mas não podia por o pé no chão, entei junto no box, liguei o chuveiro, ela me olhando ai comecei a tomar banho, ela viu minha dificuldade e me ajudou, me ensaboou, ai chegou em meu pau, e sem jeito, perguntou se eu mesmo lavava, eu falei que sim, mas ela também podia lavar, ai ela segurou ensaboou, e foi muito bom, ela riu, vendo que eu estava gostando, ai ela pediu shampoo, eu dei a ela, ela começou a tomar bano, lavou o cabelo, se ensaboou, lavou a bucetinha linda, ai me secou, depois se secou, enrolou a toalha na cabeça e saimos, pelados, eu sentei na cama, ela senta eu meu colo pelada, e nos beijamos, eu ja com a mão na bunda, ai peguei na bucetinha, fiquei doido pra chupar, uma bucetinha virgem, ai eu a deitei na cama, e fui chupando sua bucetinha ,ela falava, ai que gostoso, eu deveria ter te conhecido antes, promete que vai ser sempre bonzinho comigo meu amor? eu prometi, e continuei chupando, enfiei a lingua, e fui sentindo um azedinho bem gostoso, ela falava que era bom demais ,eu continuei, ela respiranod fundo, segurndo minha cabeça ai senti ela gozando na minha boca, senti um meladinho gostoso descendo, tomei tudo, e quando ela me soltou, eu vi que estava bem vermelha a bucetinha dela, ai chupei os seios, a beijei de novo, dei um secador de cabelo a ela, que secou os cabelos, e eu deitado ainda pelado, ela veio, eu pedi pra ela me chupar, ela segurou meu pau, perguntou como ela poderia fazer, eu expliquei, e ela foi chupando meu pau, com a boca bem macia, eu fui delirando, ela engolia mais meu pau, passanod bem a linda, e eu gozei muito, ela tomou toda a minha porra, ai ficou chupando até eu não aguentar mais, ai fomos jantar, o frio aumentou, e voltamos a cama dessa vez debaixo dos cobertores, nos beijamso muito, ela foi direcionando meu pau em sua buceta, ai eu a puxei pra cima de mim, e fui encaixando devagar, ela gemeu, eu coloquei bem pouco, mexi, ela gemeu mais forte e gozou muito em minha rola, eu depois gozei também, e foi uma delicia, passamos a noite toda namorando, eu nunca pensei em ter nada com uma menina novinha, mas nunca também pensei que seria tão bom, tudo, o beijo, a pele, a bunda, a buceta, os seios, as coxas, muito bom, em meio a tanta alegria, ela diz que ja tinha me observado antes, e insistiu em me vender pra ter contato comigo, e agora realizou o sonho de consumo, no dia seguinte acordamos, eu com dificuldade, mas levei café na cama pra ela que gostou muito, ai aconteceu que devido a morte da minah mãe, eu passei a receber a aposentadoria dela, e fui também reabilitador pelo inss, devido o acidente, e também devido o fato de ter perdido dois dedos dos pés, ai nem quis mais saber de trabalhar, era cuidar dela o dia todo, e era muito bom, me mudei até de estado junto com Jeisa, e era muito bom, os anos forma passando eu providenciei documentos pra ela, tivemos dois filhos, ela ainda menor, quando ela ficou maior, tivemos um casal de gemeos, e ficamos felizes, nos casamos no civil, e assim se deu, hoje, ja estamos casados a 15 anos, somos muito felizes, a familia dela nunca a procurou, ficamos sabendo que a mãe morreu, os irmãos todos zuados, drogados, marginalizados, e nós nos amando muito, temos filhos lindos e somos felizes, é isso, espero que gostem, meu primeiro e ultimo

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,56 de 36 votos)

Por # #

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Vital José de Souza Leão

    Parabens.assim e a vida vc a mudou pra ser ajudado.muito bom seja feliz vcs metecem

  • Responder Carlos cruz

    Que delicia eu tenho muito tesão por criança menina tenho muita vontade de comer uma bucetinha infantil tel Ccruzsilva

  • Responder Rock

    ahahahahahahahahahahahahahahahahaha

  • Responder Zooka

    Bom conto parabéns

  • Responder jota

    só me chamar

  • Responder jota

    ia adorar falar putaria com vc

  • Responder jota

    me responde

  • Responder jota

    55 anos

  • Responder Strangef

    Ei eu tô aqui ;-;

  • Responder Strange

    Eu tenho 19 serve? Ou não?

  • Responder Strange

    Meu sonho é achar uma cocotinha novinha dessas aí 😔