#

eu so tinha 7 anos e ele tinha idade de ser meu pai

2268 palavras | 2 |2.25
Por

Eu sou muito azarada mesmo fui estrupada por dois adulto de idades de meus avos quando era crianças 7 aninhos, acho que isso me deixou assim hoje..

Bom pessoal ,o vou relatar,porque aqui é um site de conto,isso não aconteceu,na verdade,foi so,uma fantasia,é claro que,quem conhece já vivenciou saberá se é mentira ou verdade,mas aqui é conto,mesmo,aconteceu mas não foi bem assim,ta ligado.
Meu nome é Mara Tenho 37 anos sou mae solteira,hoje,1.69.moreninha,cabelos curtos,moro em uma casinha alugada,com 3 filhas,de 6 anos Ana9 anos Bia11 anos Mara,sendo que a mara é filhade um estrupo,que eu não tenho coragem de narrar,foi muito violento,na época eu tinha 17 anos,e trabalhava numa confeitaria,e um dia saindo para tomar ônibus,as5 da madrugada,eu já era juntada, com um moreno,e meu moreno,sempre me levava,no ponto de ônibus de manha,mas este dia ele estava acamado,e pediu pra mim ficar em casa com ele, estava chovendo,e ele não poderia tomar chuva,mas eu teimosa não queria perder o emprego,tinha muitos planos,acabei indo ,dei um beijo no Beto,meu moreno,e fui,abri o guarda chuva e cheguei ao ponto de ônibus,fiquei la uns 15 minutinhos,e nada de ônibus,já eram 5 30 e meu ônibus,passava as 5 :15,me lembroque passou umcarro branco,e voltou e perguntou se eu queria carona,eu disse que não,ele insistiu,dizendo que sabia que eu trabalhava na confeitaria pão gostoso,eu disse que não obrigada meu ônibus já vem,então ele saiu,foi embora,alguns minutos depois,voltou o mesmo carro,so que dentro tinha 3 homens desceu dois e um ficou no volante,um me puxou ,tampou minha boca,mostrou uma arma,e me colocou no banco traseiro ,um de cada lado,em seguida,me encapuzaram,e alguns minutos depois,tirou o capuz,eu estava em um local ,um quarto,tijolos a a rebocar,sujo,silencioso,so ouvia trovão e chuva,o cara que me levou era um polaco de uns dois metro eu acho e,logo de cara tirou toda a roupa e vi seu enorme pênis,eu estava de jeans e blusa de frio,ele tirou minha calças primeiro e já foi logo enfiando aquela pica,entrou de uma vez,eu senti envadida,os outros tiraram minha blusa e sultian e começaram a chupar meus seios,e estavam pelados pedindo para mim chupar,eu apenas gritava,o mais alto possível,chega fiquei rouca de tanto gritar,eles so davam risada e dizia que ali era um sitio bem distante que eu podia gritar a vontade,mas me deram um tapa pediram pra mim ficar quieta,pois estavam tentando me penetra anal e vaginal,foi quando senti um liquido quente escorrendo por dentro o polaco gozou dentro e parece que era porra,de litros,ficou vazando,seus amigos ainda tirou muito piada,dizendo que um cavalo gozou ali,que estva arrombada aquela buceta,pediram pra mim ir lavar,fui lavar,e do nada viraram de quatro,e começaram a arrombar meu cu,sem gel sem nada,ficavam cutucando,mas não entrava,eles revezavam ,pra ver quem conseguia,entrar naquele cuzinho,o mais velho acho que por experiencia,foi ate a cozinha,e pegou margarina vi a lata de manteiga,nas mãos dele,passou um monte e enfiou dentro do meu cu,e socou dentro do meu cu,em seguida,direcionou seu pintao e entroduzio,entrou e foi entrando a dor é terrível,parece que esta saindo um coco muito grande e duro,tirou e ficou dolorido,e enfiou denovo,ele juntava minha bunda com força,eu comecei a chorar,pedi para parar,eles não sentia nada por mim,virou me de frente e o polaco denovo meteu na buceta,eram dois dentro de mim eu pedia pelo amor de Deus deixa eu ir embora,parem com isso,levei um tapão,e fiquei quieta,o outro colocou seu pênis na minha boca,aquilo era um verdadeiro, surubão que so tem em filmes pornôs os mais depravados,que eu nunca assisti,e agora era personagem desde filme real,eu so pensava em ir pra casa com vida,pois,deixei eles fazerem o que quizem comigo,derrepente sinto de novo aquele liquido quente entrando dentro de mim,fiquei comedo pois eu estavno período fértil.e não tomei meu remédio.e meu marido estava doente não poderia fazer sexo comigo aquelas semanas,enfim deu 4 horas sei porque tinha um relógio de parede.deste de plástico,e eles por fim cansados de goaremacho que cadum gozou duas vezes,pediram pra mim se lavar que me levaria de volta para o ponto de ônibus,com uma condição eu nunca poderia falar nada a ninguém se não eles me mataria pois sabia onde eu trabalhava,e fui ao banho,toda doloridade ernas mole eu tabem tinha gozadoe muitonao sei como mas nãodependia de mim era como eles estavam bombando na buceta e cu eu ficava imaginando o que estava acontecendo comigo ,eescorria gozo meu nos seu cacete ees riam e falavam a putinha esta gozando ohhh veja isso polaco,olaha isso,ela esta gostando,ma eu não estava gostando era esquisito eu gozar,eu sentia,uma coisa por dentro muito forte não dava pra segurar e gozava mas eu ficava com vergonha dele me ver gozando,acho que gozei maais que eles demorou pra mimchegar nos orgamos masquando chegou eu gozei gozei e gozei,so que agora tenho muita raiva e ódio de mim mesmo de ter gozado sem meu consentimento.Bomme lavei elesme colocaram no carro e me deixaram no ponto de ônibus,eu voltei pra casa,e meu marido ,foi logo perguntando o que eu estva fazdo em casa,eu disse que pedi dispensa atarde porque fiquei preocupa com ele. E fuiao banho,fiquei no chuveiro uma hora chorrei rezei,vi minhabuceta e cum toda vermelha fiquei comraiva de ter gozado,fiquei imaginando os caras me invadindo,e gozando dentro,meu marido bate na porta do banheiro me pergunta se esta tudo bem,você esta a 1 hora dentro do banheiro,então eu abri,e falei praele que tambemnão estava se sentindo bem ele disse pra mim se cuidar aquela gripe era forte e poderia ter pego em mim,e fui dormir dormi dia e noite acordei 10da manha no outro dia não fui trabalhar mandei um atestado que peguei no postinho,dei a desculpa pro eu marido que estava ruim também,e ele acreditou fiquei 3 dias em casa,so fui notar mesmo que fiquei gravida 2 meses depois, e quando nasceu o bebe,era loirinho,foi quando meu marido,me despejou ,pois ele era moreno eu sou morena,como nasceu um polaco,eu tive que voltar pra casa da minha mãe com um bebe no colo,o teste de dna ,atestou,negativo pro meu marido,ele ficou furioso,e queria saber que era o pai mas eu fiquei calada,esta éa Mara,11 anos linda loirinha,so eu e vocês agora que sabem,e o bom que quando eu chegar no céu posso dizer a Deus que eu publiquei mas ninguém acreditou kkkkk,Eu depois desce episodio na minhavida,fiquei muito medrosa,eu já tinha superado uma passagem desta na minha vida,foi a 10 anos atrás eu estva com sete anos,e morava so com minha mae e avo, e todosos dias,eu brincava no quintal de areia,so lembro disto um quintal de areia perto da casa de minha avo,meu avo tinhamorrido,minha mae era separada,e eu não tinha irmão, nem com quem brincar, então eu ficava brincando o dia todo na areia,e de vez emuando lembro de um senhorde cabelos brancos que me dava balinhas ele era muito bonzinho,morava sozinho acho que aquela areia era dele,ele me dava lanche na casa dele,vi elevarias vezes conversando coma vovo,so que minha mae dizia pra mim não falar com ele ficar longe dele,mas ele era bonzinho,minha vo nunca me falou nada,eu sempre ia nacasa dele,comer lanche,pao com leite,eu lembro que eu subiano colo dele,e pegava o pao na mesa,e ficava no colo dle,ele fazia cosquinha na minha barriga,coxa,na minha pepeka,beijava minha pepeka,beijava,meu pescoço,varias vezes ele ,passava,seu dedo na minha pepeka,era gostoso,sentia arrepio,e cosquinha,eu dava risada,ele,tentava colocar o dentro dentro,mas eu dizia que doía,ele parava,depois ficava triste,então eu falava se ele colocar devagarinho,não doi ,mas doía,e muito.Parece que o diabo ajuda,porque foi so minha mãe ficar internad,e minha avó pedir pra ele ficar comigo esta noite,foi tudo o que ele precisava,a noite foi terrível,minha avó me deixou comuma troca de roupa,de manha,e disse que so poderia me pegar no outro dia.Ja de manha ele me levou pra cama ,e disse que hoje nós iria brincar a vontade,e que começasse logo,pra passar o efeito ate amanha,e tirou minha roupa todinha,me deitou na cama de quatro,passou gel, eu fiquei quietinha,pois não sabia de nada ele tirou seu pinto enorme e ficou a manha toda tentando entra em mim ,mas não teve sucesso,me virou de frente,pegou um gel esquisito,e untoutoda minha vagina por dentro,e finanemente conseguiu senti como se estivesse entalada me Rasgando por dentro eu chorrei ,chamei minha mae,e ele não parou ficou forçando ate sai uma meleca branca,que espirrou ate na minha cara eu fiquei espantada queriair rmbora mas não podia,minha vo anão estva em casa,e minha mae doente,eu fiquei alielemedeu abnho deu lanche e depois mepentrou novamente so que desta vezfoi no cu,eu estva mesmo azarada, isso doeu mais que naminha pepeka so que ele gozou janaentrada,ele demorou ame penetra,ele pediu para ficar dequatro e tentou enfiar varias vezes ate que depois de muito forçar ele conseguiu,seu pinto era grande mais ele usava um liquido uma pomada que colocava o dedo la dentro daminha buceta e cu, e depois seu pinto conseguia entrar,acho que desde desça epoca os estrupos me percegue,aqui tambemfiquei quietinha,dormi la levantei cedo,e minha vo veio me buscar,quando foi a tarde minha vo foi dar banho e viu minha buceta vermelha e inchada ela ficoufuriosa e meperguntou se alguém mexeu ali, eu disse que não,ela me perguntou muito brava fiquei com medo de dizer que o sr,Helio tinha colocado o pinto la endendro,minhavo e´muito brava,e ficou assim ela então pegou umapomad passou e disse que podria ser uma assadurada areia,era pra mim não ir mais a areia brincar,,depois disto nunca mais fui nacasa do Sr.helio,ele sempre me chamava e eu corria dele,doeu muito,e eu não esquecia,do que lemefez,soque eu sentia uma vontadizinha,eu pensava naquiloque aconteceu,e passava a mao na minha buceta,enfiava o dedinho ,num vai e vem,eu ja tinha uns 8 aninhos, e tinha um pequeno peitinho,e fiquei ali morando com minha avo ate os 13 anos,o Sr. Hélio morreu quandoeu tinha 9 anos,e na casa que ele morou mudou uma família que era o filho do Sr Helio, ele tinha 3 filhos,2 meninos,gêmeos de 13 anso,e uma menina de 10 anos,a menina,brincav na areia igual a mim,so que eu não ia na areia ainda tinha medo,um dia esta menina ficou minha amiga e me convidou pra brincar na areia, e eu fui e nos brincava ate tarde,quando não tinha aula,os menino vinha pisotear nossa brincadeiras , eu chutava aqueles garotos,e corria atrás deles,eu corri atrás deles uma vez ate um beco e eles me derrubaram e tiraram minha calcinha,eu tiraram seus pintos e começaram a esfregar em mim na frente,e por tras,so que não me penetraram,num repente, ouvi uma voz dizendo,que bonito vocês aqui fazendo besteira,você Mara vou contar a sua mãe,eu disse não sr Barretos foram o leo e tico,que me trouxeram aqui,eu estava correndo atrás deles,e perguntou é verdade Leo ,E Leo responde para meu espanto,não ela chamou nos ate aqui pra fazer besteira,o sr, barreto então mandou os meninos embora e eu fiquei ali peladinha ele então mandou eu colocar a roupa,e disse que não diria nada a ninguém,e que seria nosso segredo,so que eu teria que dar pra ele na casa dele,e eu fui,o cara,quando viu que eu não era mais virgem so ouvi ele dizendo,aaaahh a putinha não tem cabaço kkkk e me meteu como eu fosse uma mulher adulta com força e sem dó,e ficou admirado de eu já ter perdido o cabaço como ele falou e dia muito ele dava risada ,entrou fácil,mais doía também seu pinto era grosso e curtinho,gozou e ficou em segredo ate hoje,eu sou muito azarada eu tenho que me exorcizar,mas confesso que agora eu estou gozando so de escrever tudo a vocês ,tenho outra historia de 11 anos, e uma de 15anos, . abraços e beijuss

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,25 de 12 votos)

Por #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder BIA

    Gostei do contoLayladelene ,continue,ja aconteceu comigo tambem, quando eu tinha 11 anso na 5 serie eu estava brincando comos meninos so esfregando na frente,e o guarda da escola, nos flagou e acho que viu tudo,so que eu não estava fazendo de verdade era só brincadeira,os meninos correram eu nao sei, onde foi parar minha calcinha,coloquei a calça e fui,levada pelo braço,o guarda me levou para a diretoria, esperei,mas a diretora nao estava,então o guarda me avisou que erapara falar com ele no finalda aula…Teeminado a aula fui falar com o guarda ele me levou na sua sala e me pos de castigo,so que se eu quizesse dsair do castigo tinha que beijar o pinto dele,entõ eu beijei,depois eu chupei,so lembro que eu voltei e dei pro guarda,foi muito assustadormas vou contar aqui comoaconteceu…os meninos nunca mais vi,acho que elessao medrosos se tivesse visto eu daria pra eles kkkk

    • MArcelo

      conta detalhes… sua historia parece ser interessante… e parece ate q foi consensual