Como virei putinha

Autor

Meu nome e Bruna, tenho 19 anos, tenho longos cabelos pretos, uma bunda de dar inveja a qualquer boa puta, e peitos medios, hoje eu ando fazendo sexo virtual pelo Omegle, me encontre por la caso queira um bom tratamento

Hoje vim contar como vire a putinha que sou, quando eu tinha 9 anos minha mãe faleceu num acidente de carro, mas isso não mudou muita coisa na rotina de casa, ele não trabalhava então o dinheiro continuou o mesmo, e também tinha mais tarefa de casa pra fazer, mas enfim não e disso que vcs querem saber

Com 10 anos eu vi meu pai e masturbando, eu achei simplesmente fantástico, aquilo despertou em mim um tesão incontrolável, mas na epoca eu não sabia o que era, então eu fui perguntar pro meu pai o que ele estava fazendo, ele ficou todo envergonhado, tentou esconder o pau e me mandar embora do quarto pra voltar a dormir no meu quarto com meus irmãos, mas dava pra ver como o pau dele estava feliz em me ver, o pau dele que estava com deliciosos 20cm estava ficando cada vez maior comigo ali, meu pai era um tarado, mas eu mal sabia que toda a minha familia era, quando eu mostrei pro meu pai que minha bucetinha estava molhada ele quase enlouqueceu, pude ver o pau dele todo duro e tremendo bem na minha frente, estava muito excitada, pedi pra ele me mostrar mais daquela sensação maravilhosa que estava sentindo, tesão imenso

Ele colocou uma cueca, que quase não cabia por causa daquele pauzão ereto e cheio de tesão, e me fez tirar a camisola que eu estava usando enquanto ele tirava minha calcinha toda babada, ele me deitou na cama e começou a lamber a minha bucetinha, bem de leve, sem colocar pra dentro, so passando pela minha bucetinha lacrada, eu ja estava gemendo bem baixinho e ficando cada vez mais alto, então meu Papai colocou o dedão dele na minha boca, deu uma chupada bem forte na minha bucetinha e disse –
”Chupa meu dedo Putinha, assim vc não acorda seus irmãos”
Foi a primeira vez que ou a palavra ”putinha” achei incrivel e ate hoje me denomino assim

Então o pau dele finalmente saltou pra fora daquela cueca, estava mais duro do que nunca, meu pai foi subindo, tirou o dedo da minha boca, me deu um beijo delicioso e bem molhado de lingua, e meter so a cabeça bem de leve na minha bucetinha, me fez sentir uma dor imensa mas um prazer maior ainda, quando ele meteu um pouco mais começou a sair sangue como de uma virgem qualquer, ele então tirou o pau de dentro de mim e perguntou -”Você quer o leitinho do Papai?”
-”Quero tudo que o Papai for me dar”
-”Essa e minha garota, não, minha nova putinha”

Ele colocou a cabeça na minha boca, abri preparada pra tomar tudo, a porra dele ocupou toda a minha boca, deixou meu estomago cheio e derramou porra quente dele por todo o meu corpinho que nem era formado ainda, tenho certeza que a porra do meu pai me ajudou a ficar gostosa do jeito que eu sou

Depois disso ele me deu um banho, me deu um beijo na testa e comecei a dormir com ele e não mais no quarto com meus dois irmãos, depois eu continuo, mas por hoje e só, se quiser fazer sexo virtual pelos comentários eu aceito, um beijo

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)
Loading...