# #

Corno no natal

861 palavras | 11 |4.43

Olá, trocarei os nomes para não comprometer as pessoas.
Sou Ellen, loira, 164 altura, 54 quilos, cabelos claros e longos, seios pequenos e bundinha e coxas media, tenho 16 e meu namorado Aílton tem 19 anos, moramos no mesmo bairro e já estamos juntos a um tempo.
Ele foi o único homem que já tinha transando, nosso namoro já tinha 2 anos.
Neste ano comecei a trabalhar em uma loja de produtos de higiene pessoal e no inicio de dezembro foi contratado um segurança já tinha sempre acontecia pequenos furtos.
Esse segurança tem 46 anos, negro e daqueles que são enormes.
Seu Delmiro era muito legal, sempre brincava e como morava em um sitio sempre levava frutas para nôs.
Eu sentia que ele me olhava com mais atenção e desejo que as outras meninas mas não esquentava com isso.
As vezes ele ia até o ponto de ônibus comigo e meu namorado que me pegava no fim da tarde na loja.
Entre eles nasceu uma amizade, acho que falsa mas eles se davam bem.
Em um sábado fomos convidados para ir na casa dele e fomos, um sitio bem bacana apesar de simples.
Eu estava de short e blusinha pequena e vi que o Seu Delmiro me comia com os olhos, meu namorado nem notava, só queria mesmo e tomar cerveja e comer tira-gosto.
Esse assedio dele começou a me excitar, nunca tinha imaginado trair meu namorado mas aquela situação tava mexendo comigo.
Depois na casa de meu namorado quando ele me comia eu imaginei o Seu Delmiro em cima de mim, fiquei com muito tesão e gozei muito.
No domingo dia 20 de dezembro fizemos hora extra somente na parte da manhã, eu eté que vendi bem.
Apôs a loja ser fechada fomos fazer uma confraternização dos funcionários e familiares em um restaurante.
Eu fui sozinha, minha mãe tinha compromisso e meu namorado estava de plantão.
Durante o almoço eu bebi um pouco e na hora de ir embora seu Delmiro se ofereceu para me levar em casa, nada demais já que ele tinha ser tornado amigo de meu namorado.
No carro ele disse que estava sozinho no sitio e me convidou, aceitei na hora, tava muito a fim de experimentar outra piroca.
Chegando lá ele disse que ia tomar um banho, tava bastante calor, depois de uns minutos ele apareceu de short e sem camisa, nossa, que macho era aquele.
Perguntou se eu queria tomar um banho, disse que sim mas pensei na roupa mas ele logo me disse que tinha algumas roupas novinhas que ganhou de outra loja que trabalhou.
Fui no banheiro,tirei a roupa e abri o chuveiro, que água boa, ele bateu na porta e disse que estava com as roupas, eu podia escolher, então eu escolhi um short bem pequeno e uma regatinha.
Vesti as roupas sem sutiã e sem calcinha, fiquei uma delicia, quando ele me viu deu um assovio.
Ele experiente já sabia que eu estava querendo rola e ele tinha uma enorme.
Começamos a nôs beijar e sentir a dureza daquela piroca na minha barriga.
Ele foi abaixando e me chupando, primeiro os peitinhos e depois a buceta e o cuzinho, eu estava molhadinha de tesão.
Agora era minha vez, cai de boca na piroca muito gostosa, grande, grossa e com cabeçona vermelha.
Chupei e mamei uns 20 minutos, fiquei até com a boca doendo.
Me deitei no chão mesmo e ele veio em cima de mim e acertou na minha buceta e meteu, nossa, que sensação deliciosa, doía um pouco mas queria mais e pedia para ele me fuder, naquela hora era era a putinha dele.
E como ele metia gostoso, gozei umas 4 vezes com ele socando a piroca na minha buceta.
Ele não gozava de jeito nenhum e eu já tava morta de tanto levar pirocada, então ele me virou e chupou meu cuzinho, deixou muita saliva e me disse no ouvido que ia comer meu cuzinho com gosto.
Disse que podia mas devagar, ele então foi enfiando e eu chorava e gemia com aquela invasão no meu cu.
Aguentei tudo, com muita dor e sofrimento mas fazendo seu Delmiro feliz.
Ele acabou gozando e enchendo meu cuzinho de porra.
Ficamos um tempo abraçados e fazendo carinho.
Pedi pra ele me levar em casa e depois que tomei banho fomos até minha casa, no caminho ele parou e disse que tava com tesão, nossa, eu não ia aguentar mais nada mas ele disse que era apenas para eu chupar e assim fiz, chupei ele até receber sua porra na minha boca, engolir um pouco e o resto caiu na minha blusa.
Me recompus e cheguei em casa.
Passados uns 10 minutos meu namorado chegou e me beijou, nossa, me lembrei que não tinha escovado os dentes depois de receber a porra de seu Delmiro.
To com pena de meu namorado corno.
Que faço, termino com ele ou deixo ele continuar corno, afinal agora eu não vivo sem a piroca do seu Delmiro.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,43 de 7 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Paulo R. ID:fx7nvkoi9

    Gostei do conto e também gostaria de come-la, de todas as formas..

  • Responder ZUZA TRIPÉ. ID:5unpwbbbd2

    Coisa de garota que trabalham em lojas, muitas são piranhas mesmo e gostam de dá para um bem dotado.
    Tadinho do corno, kkkkkkkkkkkkkk.

  • Responder Anônimo ID:2xbuy5nnv9a

    Voce deve ser muito gostosa..

  • Responder Bruninha ID:2xbuy5nnv99

    Adoro relato de novinhas com coroas, quem tiver pode me enviar no email.
    tambem gosto de fotos de novinhas
    envie no email
    [email protected]

  • Responder SATÃ ID:2xbuy5nnv9a

    quero vc Ellen. quero te fuder muito…

  • Responder Lisianne ID:5unpwbbbd2

    Eu já tive que dá para dois seguranças para não perder o emprego, eles me chantagearam e tive que virar putas do dois, fiz de meu noivo um corno e acabei gostando.
    Terminei o noivado, ele era muito legal e não merecia ser corno a vida toda coitado.
    Agora sou vadia mesmo, adoro um segurança desses bem fortão.

    • badboy ID:2xbuy5no6ij

      Manda whatsapp safada. Sou segurança e quero muito lhe conhecer

  • Responder Joel dos Santos ID:2xbuy5nnv9j

    Bem vagabunda, eu conheço essas garotas que trabalham em lojas, muitas gostam de putaria e são safadas.
    Eu sou vendedor e já comi muitas, fico com pena dos namorados e maridos mas eu não tenho nada com isso e como mesmo.

  • Responder Aline Mendez ID:2xbuy5nnv9j

    Relato bem parecido com o que aconteceu comigo, eu trabalhava em escritório e acabei me tornando a amante de um porteiro.
    Eu tinha 18 anos e era meu primeiro emprego, o porteiro também era negro e coroa.
    Meu namorado e atual marido foi corno uns 5 anos, só depois que casamos que parei de sai com o meu amante.
    Mas ainda sinto muito tesão em coroas negros, acho que qualquer dia vou reviver meus tempos de jovem e putinha.

  • Responder casal-mar ID:6zsh65tk0c

    Não contes nada continua com os dois..

    • Anônimo ID:2xbuy5nnv9j

      Mas será que não vai dá rolo?