Trenzinho Caipira

Quando era pequeno meus avós moravam num sítio no interior de Minas Gerais e a família sempre se reunia lá para comemorar dias especiais, numa dessa reuniões estávamos eu, que na época tinha 11 anos, meus primos Dedé 12 anos, seu irmão Carlinhos 09 anos, Junior 13 anos, seu irmão Eduardo de 10 anos, Rogério 11 anos e seu irmão Leco de 10 anos. Corríamos por toda a propriedade, nadávamos no pequeno córrego que tinha nas proximidades, subíamos nas árvores, aproveitávamos ao máximo, uma hora o Junior combina alguma coisa com o Dedé e depois vem falar comigo propondo uma brincadeira de meinha, eu não sabia o que era aquilo mas fiquei interessado, parecia legal, ele disse que já estava tudo acertado com os outros e todos participariam, mas que tinha que ser em um lugar escondido, depois de muito discutir decidimos pelo paiol, lugar onde se armazena o milho para alimentar os porcos e as galinhas e lá fomos nós. A brincadeira consistia em abaixar as calças e nos colocarmos um atras do outro em fila e todos esfregando seus pauzinhos nas bundas dos outros, era um verdadeiro trenzinho caipira, depois de certa discussão para decidir quem ficaria na frente e quem ficaria atras começamos o esfrega esfrega, a ideia é que o trenzinho ia andando o da frente corria para traz e iamos revezando, o que estivesse na frente mais próximo da porta deveria ficar vigiando para ver se não aparecia ninguém, como eramos muito novos não tinha penetração mas a brincadeira tava boa, na frente desse paiol estavam estacionados os carros dos meus tios e num determinado momento de um dos carros me levanta um tio que tinha ido descansar dentro do carro para fugir do barulho do interior da casa, foi uma correria de menino vestindo as calças e fugindo um para cada lado, esse tio não comentou nada, mas não tinha como ele não ter visto.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...