Onde tudo começou

16-06-18 3 ★ 4.71

É incrível como os pais acham que seus filhos mesmo depois de uma certa idade ainda são crianças.

Lembro que aos meus 8 ou 9 anos, eu ficava muito tempo sozinha em casa. Fui criada pelos meus avós e eles tinham muitas coisas para fazer, então depois da escola eu ficava horas sozinha dentro de casa. Teve um dia que combinei com as meninas que mais tinha contato na sala de aula de irem lá para casa, para brincarmos. E não brincamos kkk ficamos conversando e chegamos ao assunto: masturbação.

Minhas amigas ficaram falando sobre as coisas que elas faziam, se esfregavam no travesseiro, nos bichinhos de pelúcia, algumas se tocavam e eu como era a mais tímida da turma falei que nunca fiz essas coisas e era realmente verdade, nunca tinha me masturbado na vida. Elas me zuaram pra valer e depois cada uma foi para tua casa.

Enfim, quando eu tinha 10 anos meu avô faleceu, minha avó resolveu ir para outra cidade e para não mexer na minha rotina ela pediu para meus tios cuidarem de mim. Então fui morar com a minha tia e seu marido. Quando chegou meus 11 anos, virei mocinha e foi onde tudo começou.

Sempre tive uma relação muito boa com eles, menina obediente. Alguns meses depois da minha primeira menstruação, comecei a receber visitas no meu quarto. Minha tia era enfermeira e acabou trocando de turno, foi para o noturno e eu passava boa parte da noite sozinha em casa com seu esposo.

Uma bela noite, estava dormindo, gostava muito de dormir apenas de camiseta e calcinha, meu tio veio até minha cama e começou a passar a mão na minha bucetinha, acordei assustada e ele percebendo saiu correndo do quarto. Ali eu já sabia o que ele estava fazendo, pois desde a conversa com minhas amigas, passei a me tocar e sentir as cocegas na bucetinha.

Duas noites se passaram e ele resolveu fazer outra tentativa, mas dessa vez eu fingi que estava dormindo, ele enfiou sua mão na minha bucetinha e começou a alisar de cima a baixo por cima da calcinha, nesses movimentos meu coração já estava acelerado e comecei a sentir minha boceta piscando, não demorou muito para ficar toda molhadinha, o safado do meu tio sentiu minha boceta toda molhada e pelo o que percebi ele estava se masturbando e provável deve ter gozado, pois ele saiu muito rápido depois que eu fiquei toda ensopada.

De manhã, eu não o vi, então não ficou um clima chato, minha tia não se preocupava pois creio que ela jamais desconfiaria que seu marido era desse tipo.

Passado algum tempo, suas visitas foram mais constantes, antes ele esperava 2 ou 3 dias para voltar ao meu quarto, mas ele passou a ir basicamente todos os dias, menos quando minha tia estava de folga.

Da passada de mão na minha boceta por cima da calcinha, ele começou a enfiar a mão por dentro dela, sua mão quente me tocando, subindo e descendo na minha bocetinha lisinha, me deixava doida, passei a ficar molhadinha cada vez mais rápido. Aquilo deveria deixa-lo doido também, porque cada vez que ela babava, a respiração dele mudava completamente.

De mudança em mudança nessas preliminares, ele passou a tentar enfiar o dedo. O desgraçado estava querendo mesmo romper minha virgindade. Só que nessas tentativas, eu já não tinha mais como fingir que estava dormindo, era impossível se controlar com os toques daquele homem. Ele enfiava seu dedo na minha bocetinha enquanto se masturbava e eu ia gemendo baixinho.

Outra vez, nas suas visitas ele metendo seu dedão em mim, senti algo diferente, como se eu não conseguisse controlar meu corpo, eu me tremia toda, dos pés a cabeça, queria falar pra ele parar, mas ao mesmo tempo que me assustava, estava gostoso demais. Depois, foi onde descobri que tive minha primeira gozada.

Ele enlouquecido com isso, meteu o dedo todo na minha xoxotinha, fazendo eu gemer alto, beijou minha boca, coisa que ele nunca tinha feito e foi pro banheiro, com certeza se limpar e eu fiquei jogada na cama, curtindo a brisa da minha gozadinha.

Continua se tiver boa pontuação nas estrelas

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,71 de 143 votos)

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Pachecao

    Continue pois seu conto está delicioso fiquei muito excitado e de Pau hiper duro vou tocar uma Gostosa Punheta me imaginando estar tocando em você..

  2. augusto

    Interessante .

    Continue

  3. Negrão sp

    Bom dia adorei gostaria de fazer contato com mulheres que gostam de aventura 019 .971.41.4555