# #

Marcela Nudista – Parte 3 – Grávida aos 15 anos

1282 palavras | 10 |4.63
Por

Após um banho de piscina nua ao ar livre, depois de vários dias de sexo sem proteção com o Bryan sempre gozando dentro de mim, eu descubro que estou grávida.

Acordei de manhã, Bryan e Mamãe ainda estavam dormindo. Saí do quarto nua, eu ainda tinha esperma em meu corpo da noite passada. Bryan gozou na minha buceta, mas depois ele gozou sobre meus seios, achei legal deixar o esperma dele ali e nem me preocupei em limpar. Fui na cozinha pra preparar um suco e um pão pro café da manhã. Estava fazendo um pouco de frio, mas eu não queria vestir roupa, preferi ficar pelada. Sentei pra comer, minha mãe acordou, saiu do quarto nua e veio me dar um beijo…

“Bom dia meu amor, dormiu bem?”

“Dormi sim mamãe, acordei cedo hoje e vim tomar café”

“Bryan ainda tá dormindo?”

“Tá sim, ele tá cansado”

Pensei… depois da noite de ontem, não teria como ele não estar né… rsrsrs

“Ah tá, o que é isso nos seus seios filha?”

Minha mãe fez uma cara de assustada quando me perguntou, com certeza ela sabia que isso era esperma… rsrs

“É esperma mãe, Bryan gozou em cima de mim, esqueci de limpar”

“Ah filha, depois vai tomar um banho pra tirar isso, você não pode ficar andando pela casa coberta de porra, e se chegar alguma visita?”

“Eu vou tomar banho mãe, deixa minha toalha no banheiro. A hora que eu sair do chuveiro eu vou congelar de frio.”

“Bota uma blusinha, fica sem nada por baixo, só cobre os seios.”

Eu queria ficar pelada, mas minha mãe tinha razão, pra ela era fácil falar, ela ia ficar pelada o dia todo… rsrs… terminei de tomar o café e fui direto pro chuveiro. Ouvi a porta do meu quarto se abrir, era Bryan, que tinha levantado com uma ereção enorme, querendo fazer xixi, mas esqueci e tranquei o banheiro.

“Amor é você que está aí?”

“Sim”

“Abre aqui deixa eu entrar, preciso mijar”

Eu saí do box pingando e fui abrir o banheiro pra ele, quando me deparei com aquele pau ereto dele…

“Nossa Bryan, você já acorda assim?”

Acho que ele ficou envergonhado quando falei, aí ele respondeu:

“É amor, você que me faz ficar assim…”

Dei um beijo nele e depois ele saiu do banheiro, gritei:

“Deixa aberto!!”

Bryan ainda tava com o pnênis ereto quando encontrou minha mãe pelada na cozinha preparando o almoço:

“Bom dia dona Rosane”

“Bom dia meu lindo, dormiu bem??”

“Dormi sim, a cama da Marcela é muito macia…”

Minha mãe abaixou a cabeça, olhou pro pau do Bryan ereto e falou com um sorrisinho no rosto:

“Deu pra perceber que você está bem relaxado…”

“Desculpa tia…”

“Pode ficar à vontade amor, se quiser pode se masturbar, senta lá na sala e relaxa!”

Minha mãe ainda não estava satisfeita, e ainda perguntou:

“Transaram muito ontem?”

“Ah um pouco tia, eu amo a Marcela… quero ter filhos com ela”

“Vocês são adolescentes, tem que transar mesmo, não precisa nem usar camisinha. Eu não acho uma boa idéia se Marcela engravidar, ela só tem 15 anos, mas como vocês dois querem ter um filho, não vou impedir.”

“Ah tia, que bom, a minha mãe me teve jovem também, ela só tinha 16 anos quando ficou grávida de mim. Meu pai é empresário, eles são separados, minha mãe é vendedora.”

Eu tava ouvindo minha mãe e o Bryan conversarem na cozinha, terminei meu banho, saí enrolada na toalha e fui pro quarto, procurei uma blusinha pra por, por causa do frio que fazia de manhã, mas fiquei só de blusa e descalça, deixei minha buceta de fora, ai como eu amo o naturismo…

Me juntei a eles na cozinha, dei um abraço na mamãe e um beijo de lingua no Bryan, senti o pau duro dele roçar na minha xereca. Sentamos no sofâ e ficamos vendo televisão.

O pau do Bryan não abaixava, comecei a masturba-lo no sofá e abaixei pra chupar o pau dele com vigor, babei tudo, aí ele começou a esfregar o dedo na minha vagina, fiquei com um tesão do caralho. No meio da sala, subi em cima dele e comecei a sentar naquele caralho, fiquei gemendo de um jeito que dava pra ouvir lá da cozinha, até que minha mãe chegou na porta e viu que a gente tava trepando.

Eu subia e descia feito uma louca, nunca amei tanto sexo quanto fuder com Bryan, acho que sexo natural e com possibilidade de engravidar se torna mais emocionante e muito mais gostoso. Bryan começou a ofegar e senti que ele tava gozando… aí comecei a falar, quase não conseguia pois estava ofegando de tanto tesão…

“Goza… goza amor… bota seu esperma em mim… enche minha buceta… vai… delícia…”

“Vou gozar amor… você vai ficar grávida…”

“Então goza bem fundo em mim amor, eu quero ficar grávida de você amor, vai… goza…”

Bryan deu um grito e eu comecei a sentir o pau dele pulsando dentro da minha buceta, que já tava ficando molhada de esperma… tadinho dele… tava suando e respirando fundo depois de um sexo delicioso…

Bryan me puxou e me beijou de uma maneira muito apaixonada… com muita lingua envolvida…

“Eu te amo amor… não quero me separar de você nunca… quero ter muitos filhos com você e ser feliz ao seu lado…”

Quando Bryan falou isso eu me senti muito apaixonada, o pau dele ainda tava dentro de mim, e eu disse que amava ele… que ele era o homem da minha vida.

De repente minha mãe surgiu na sala, com aqueles peitos enormes dela, eu levantei do colo do Bryan tirando o pau dele da minha vagina até que minha mãe falou:

“Vocês dois transam igual coelhos… tô vendo que vou ter uns 50 netos”

Eu comecei a rir, e senti o esperma vazando da minha buceta, fui no banheiro e peguei a toalha pra me secar… Aí minha mãe falou:

“Vamos pra mesa, o almoço tá pronto.”

Começamos a almoçar todos nús, e eu ainda tava com aquela blusinha, mas tirei a tarde pois começou a fazer calor, e fiquei peladinha. Minha mãe encheu a piscina, e ficamos ouvindo música e brincando na água. Quando comecei a ficar um pouco enjoada, aí eu saí da água e fiquei deitada no sol… Minha mãe saiu da piscina e veio por trás de mim perguntando se eu estava bem, eu disse que sim, que só estava um pouco enjoada.

Senti que minha mãe ficou preocupada, minha mãe deixou a gente no quintal, botou um shorts, uma blusa e calçou um chinelo e saiu. Quando ela voltou, trouxe um teste de gravidez da farmácia e levou pra mim lá no quintal. Pediu pra eu ir ao banheiro fazer o teste e puff… deu positivo.

Estou grávida do Bryan. Imediatamente minha mãe se surpreendeu, e o Bryan veio me abraçar dizendo que estava feliz e que nunca iria me abandonar. Aí minha mãe falou:

“Bryan, quando sua mãe voltar de viagem, pede pra ela vir aqui em casa pra conversarmos, como vocês são menores de idade, não podem tomar certas decisões sozinhos.”

“Tá bom tia, vou pedir à ela, ela volta amanhã de viagem”

“Ótimo, amanhã faz sol, se ela quiser vir e tomar um banho de piscina conosco nua ela vai ser muito bem vinda.”

Agora, eu percebi que a minha gravidez aos 15 anos, vai mudar o destino da minha família.

Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,63 de 46 votos)

Por # #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder MAX

    é delicioso ver uma adolescente no cio pedindo pra engravidar. …toda fêmea já nasce pra isso mesmo. ..

  • Responder Anônimo

    Pfvr continua tô muito ancioso

  • Responder Anônimo

    POR FAVOR CONTINUAAAAAA TO LOUCO AQUI KKKK

  • Responder Francisco

    Adorei parabéns não demora em marcela continuar

  • Responder julia

    nossa amigaaa vc teve coragem de escrever sua historia aki kkkkkkk dps me liga q domingo o ricardo vai viajar e eu kero ir ai na sua casa tomar um banho de picina pelada com vc, meus peitos tao mto brankinhos kkkkkkk bjusssss S2

  • Responder Edu

    Continua

  • Responder luana

    sexo é pra isso mesmo se nao for pra deixar o nosso namo gozar dentro nao é sexo
    Vou pedir pra ele me engravidar tbm kkkkk parabens pela gravidez marcela

  • Responder Anônimo

    Por favor ñ demore pra fazer a continuação