7 aninhos

Autor

Essa é mais um estória (ficção) que eu trago a voces. Boa leitura.

Quando Maysa nasceu, seus pais se separaram. Mas quando ela completou 7 aninhos eles resolveram tentar novamente, e seu pai foi morar com ela e sua mãe de novo.
Maysa sempre amou seu pai. Ele sempre foi muito carinhoso com ela. Um dia ele a colocou sentada em seu colo, e ela sentiu algo bastante duro e comprido pulsar na meio da sua bucetinha, mas como ela era ainda muito pequenininha nao entendia o que era aquilo pulsante em baixo dela. A partir desse dia, seu pai sempre a colocava pra brincar de cavalinho no colo dele, fazendo ela pular encima do seu cacete armado.
Um dia quando eles estavam a sós em casa, Maysa pediu pro seu pai que a deixasse brincar na banheira do seu quarto, ele disse q tudo bem.
Entao ele tirou a roupinha da filha e ela foi pra banheira nuazinha. Ficou lá brincando por um tempo, ate seu pai aparecer na porta e ficar olhando pra ela com curiosidade. Entao ela falou, "papai entra aqui tbm"…. e ele "é acho vou entrar um pouco…ta muito calor filinha".
Foi entao que ele tirou toda sua roupa revelando seu cacete ja duro e todo babado, que nao era muito grande mas que a assustou, então ela disse, "papai o q é isso"? ele riu e disse "isso é um brinquedinho". A criança nao entendeu nada e ele entrou na banheira por fim, brincando com ela.
Depois de um tempo brincando, seu pai começou a passar a mão pelo corpinho da criança e dizendo "nossa vc vai ficar muito gostosa qdo crescer". E continuou: "vamos brincar de uma coisa". Ela disse, "sim papai do que"? Ai ele a mandou se levantar e sentar na beirada da banheira. Sua filha fez como ele pediu e ele abriu sua perninha. A criança se assustou e disse, "do que vamos brincar papai?", entao ele disse, "nao se preocupe vc vai gostar". Entao ele começou a passar a lingua na sua bucetinha. Mas Maysa nao gostou e tentou escapar, mas seu pai forçou a lingua na sua bucetinha, ate que ficou gostoso e a criança nao disse mais nada…ela tava adorando.
Depois de um tempo, seu pai parou e disse, "ta gostoso filhinha"? E ela respondeu "ta papai". Entao ele a chupou mais um pouco e disse "agora é sua vez, vem aqui". Ele se sentou fora da banheira segurou seu cacete e disse, "coloca a boquinha aqui vem". A criança foi e ele enfiou aquele cacetao todo babado na sua boquinha e disse, "chupa agora igual vc faz com a mamadeira"…"vem meu nene chupa o papai bem gostoso, chupa"… Maysa nao sabia fazer isso muito bem, entao ela comecou a mamar naquela pica que, pra sua boquinha, era enorme Entao ele dizia "isso minha filha, chupa o pirulitao do seu papai, chupa… abre mais a boquinha e chupa bem gostoso…chupa delicia". O cheiro da pica do seu pai tava a deixando zonza ja, mas ela tava adorando, e ele continuou "chupa meu amorozinho… chupa…chupa q eu vou gozar na sua boquinha meu nene". Maysa nao entendeu na hora o que era "gozar". Entao seu pai enfiou a pica ainda mais fundo na sua boquinha e gozou tudinho na sua garganta, a fazendo engasgar com tanta porra na boquinha. Depois ele a pegou no colo e disse, "ta tudo bem, nao precisa ficar com medo isso é so o leitinho do papai que vc vai beber muito de agora em diante" Entao ele a limpou e disse pra ela nao contar pra ninguem o q tinha acontecido ali. Ela disse tudo bem papai.
….
O tempo foi passando e seu pai continuou fazendo isso com ela. Ele a chupava e fazia ela o chupar ate ele gozar na sua boquinha.
Seu pai vivia passando a mao pela sua bucetinha de criança e dizia que ela ja tava pronta pra receber a piroca do papai.
Dias depois chupando e sendo chupada pelo seu pai, ele a mandou sentar no seu colo e tirar a blusa, e assim ela fez. Ele começou a passar a lingua em seus peitinhos q ainda nem tinham nascidos, mas ela adorou a sensação msm assim, e a deixou nua na cama e lhe chupou inteirinha, falando entre cada linguada "hoje vamos fazer algo diferente".
Seu pai entao saiu do quarto e depois de uns minutos voltou com um copo de leite e pediu que Maysa bebesse tudo. Seu pai tinha colocado 2 capsulas triturada de flunitrazepam (sonifero) no leite e esperou ate que ela bebesse tudinho. Depois de uns minutos, ela comecou a ficar grogue, e um minuto depois apagou de vez. Entao seu pai pegou xilocaina em seu guarda roupa e passou na entrada da bucetinha da sua filha e começou a forçar ate a cabeça entrar… depois q entrou, seu pai introduziu o restante da sua piroca na bucetinha da sua filhinha deixando apenas o ovo de fora e entao comecou a fuder com muita força naquela bucetinha, bombando gostoso naquela criancinha ainda tao pequena e que ainda nem tinha peitinho ainda..ate que encheu ela de porra minutos depois. Nessa noite, ele bombou na bucetinha da filha, que ainda estava dopada, mais 4 vezes.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 12 votos)
Loading...