Festinha na Chacara

Me Chamo Jean, como já descrevi em relato anterior, quando meus pais faleceram minha irmã ficou com a casa da família no litoral e eu que na epoca tinha pouco mais de 20 anos fiquei com um terreno também frente ao mar, a praia era um pouco afastada o que fazia com que o imovel tivesse um pequeno valor comercial, tudo mudou e logo eu tive uma proposta de uma grande construtora que fariam uma permuta por dois apto e mais um valor em dinheiro, valor esse que me proporcionou uma vida com um certo conforto.
Vamos ao relato, no ano de 2015 em uma véspera de feriado fui pra casa de um tio no interior do Paraná, pois o feriado era em uma 5ª feira e tinhamos um primo em uma cidade próxima que iria se casar no domingo, cheguei na cidade na 4ª a noitinha, passei pela rua principal e conforme eu passava com meu carro que na época era um Audi TT todos notavam que era alguem de fora e ficavam curiosos pra saber quem era, sabe como é cidade do interior, né… cheguei na casa dos meus tios, logo vieram me atender, minha prima que fazia mais de 2 anos que eu não via e era uma muleka de 12 anos agora era uma delicia veio correndo em minha direção e me abraçou forte, depois de cumprimentar todos, peguei minhas malas no carro e fui guardar no quarto que eles tinham reservado pra mim, logo depois de um tempo que estava arrumando as coisa minha prima bateu na porta do quarto e me convidou pra ir dar uma volta no centro, logo saquei que ela estava doida pra se exibir com meu carro, rsrs disse que só ia tomar um banho e já iriamos, tomei meu banho e coloquei uma bermuda e uma camiseta e fomos ao centro, demos duas voltas na rua e logo ela viu um grupo de amigos dela e pediu pra parar. paramos ela foi conversar com os amigos e eu fui comprar uma cerva na lanchonete ao lado e fiquei proximo ao carro, logo ela veio e apresentou algumas amigas, mas nada que me chamasse a atenção, depois de um tempo falei pra ela que queria ir descansar, ela se despediu e fomos embora, chegando na casa dela ela abriu o portão e ficou na frente da casa, logo meu tio pediu pra deixar o carro dele atras do meu pois ele iria sair de manhã, depois de movimentarmos os carros notei que ela estava na frente da casa em um banco que ficava embaixo de uma arvore conversando com um grupo de amigos, resolvi ficar ali com eles um pouco, por volta de 23h passou uma saveiro com um casal, quando bati o olho notei que a moreninha era muito linda, pararam um pouco abaixo na rua e ficaram um pouco dentro do carro, momentos depois ela desembarcou e o carinha foi embora, logo ela veio pra onde estavamos, ai minha prima apresentou, ah Jean essa é a Amanda, nossa quando me lembrei da garota ela era uma pirralhinha um pouco mais de um ano mais velha que minha prima e que nas ultima vez que tinha ido na casa do meu tio ela ficava mandando recadinho pra mim pela minha prima, eu a considerava muito criança e agora ela estava lá uma morena deliciosa, ficamos o grupo conversando e logo os amigos começaram a se dispersar pra suas casas, quando reparei estavamos eu ela e minha prima, conversa vai, conversa vem, minha prima diz que vai dormir pois iam viajar logo cedo, fiquei sozinho com ela, ai comecei a perguntar do namorado dela e ela começou a se queixar, que ele deixava ela pra ir beber com os amigos, ai eu disse que se tivesse uma namorada gata como ela, jamais iria trocar por amigos, ela riu e disse vocÊ fala assim mas a um tempo atras você não me quis, eu ri e falei ah, naquela epoca a situação era diferente, você era quase uma criança agora você é um mulherão, que se eu tivesse não deixaria ficar sozinha. ela riu e disse eu tinha tantos planos pra hoje a noite, ai eu falei brincando se voce fosse minha namorada eu ao invés de colocar um copo de bebida na boca iria preferir colocar outra coisa mais gostosa, kkk, ela também riu e perguntou, o que? respondi que não era uma coisa muito boa de falar nesse momento, rsrs ai ela deu uma apertada disfarçada no meu pau e disse eu também preferia outra coisa na boca, falei calma garota que a coisa pode ficar fora do controle, ela veio ao pé do meu ouvido e disse eu adoro quando sai do controle e me tascou um beijo na boca sem eu esperar, abracei ela e ja fui com a mão no peito dela que estava com um vestidinho de alcinha e sem sutiã, senti ela se arrepiar na hora e ai eu falei, não temos como ir a outro lugar, ai ela me disse vamos ficar aqui mesmo, ela ja apertava meu pau por cima da cueca,como estavamos na sombra da arvore e tinha um caminhão logo acima na rua tinhamos uma certa cobertura, quando vi ela ja tinha tirado meu pau pra fora e tava tocando uma punheta pra mim, eu coloquei a mão por baixo do vestido dela e pra minha surpresa não encontrei calcinha, falei ue cade a calcinha? não coloquei era pra facilitar pro meu namorado e ele nem notou, sentia a ppk dela molhadinha, logo ela veio sentando nomeu colo de costas pra mim, na hora falei e a camisinha, ela falou esquenta não tomo remédio e veio sentando, começou a rebolar no meu pau enquanto eu apertava os biquinhos dela, nossa como era gostosinha aquela bucetinha, molhadinha e quentinha, ela gemia e descia e subia no meu pau, depois sentou de frente pra mim, senti ela gozando e enchi ela, ficamos assim, ai eu disse que delicia só não vai dar pra eu fazer aquilo que eu queria com a boca, ai ela disse que também naão tinha feito mas disse assim, vamos ter outra oportunidade, ai eu falei que no sabado de manhã já iria embora, ela pediu meu celular e digitou o telefone dela e pediu pra passar um wats no outro dia pra vermos.
No outro dia acordei e notei que estava sozinho em casa todos já havia saido pra ir a Maringá, tomei um café que eles haviam deixado arrumado e add ela no wats, porem notei que o nome era diferente Andressa, logo que dei bom dia ela já me respondeu, ai perguntei, seu nome não é Amanda ai ela me disse, não eu sou a Andressa irmã dela, pedi desculpas, ela disse não liga, ela deu meu numero pq o namorado dela não pode saber e ele vê o telefone dela, ah eu já sei o que vocês fizeram embaixo da arvore; como assim? ah ela me contou o que rolou ontem a noite e ela está aqui do meu lado, ela contou tudo? sim que ela sentou no seu colo e tal rsrs, pedi uma foto delas duas, ai ela disse que da Amanda ela até mandaria mas dela não pq as duas estavam só de calcinha e sutiã, falei o que tem moro na praia e as mulheres vivem de biquini, logo veio a foto das duas. logo veio um convite pra irmos com eles a uma chacara, era dois casal e mais ela e eu, faziam tempo que eles queriam ir lá mas não tinham carro, topei na hora, ficaram de vir pra marcar o que iriamos comprar e levar, logo depois começaram a chamar no portão, fui atender e vi que era o corninho e outro cara, me comprimentaram e começamos a resolver o que iriamos levar, acertamos de comprar uma carne e bebidas pois eles disseram que tinha churrasqueira e tudo lá, dei uma grana pra eles e eles foram ao mercado, 11h da manhã estavamos embarcando, ela e o namorado na Saveiro e mais um casal e a irmã dela no carro comigo, depois de um percurso de asfalto logo chegou em estrada de terra e comecei a me arrepender de colocar meu carro naqueles buracos, enfim chegamos ao lugar e a chacarra valeu a pena, bem limpinha e bem arrumada, um salão de festa com espaço gourmet e uma piscina legal cm um vestiário, começamos a arrumar as coisas, cerveja pra gelar e tal, nisso se ligaram que haviam esquecido do carvão, pedi pra eles buscarem e trazerem mais um pouco de cerveja, dei mais uma nota de 100 pra eles, foram até a piscina e despediram das meninas que ja estavam na agua, logo que eles sairam pelo portão a Amanda saiu da piscina e veio até onde eu estava, ai me disse assim, sabia que não parei de pensar em onde vc disse que preferia colocar a boca? falei eu também, mas com suas amigas ai não tem jeito né; espera que eu já vou ver o que eu faço, começou a conversar com elas e logo voltou e disse assim, olha falei pra elas que você perdeu a aposta e teria que pagar e elas toparam; como assim? você vai ter que chupar cada uma de nós mas não pode encostar no nosso corpo, pensei, uau 3 bucetinhas pra eu chupar, ela só fez positivo pras amigar, me deitei na espreguiçadeira, ela tirou a parte de baixo do biquini e veio sentando em minha boca, comecei a esfregar a lingua nela, as amigas ficavam cuidando pra ver se não vinha ninguem pois dava pra ver quando o carro deles surgia lá em cima na estrada, depois veio a amiga que era castanha e a bucetinha bem rosadinha, chupei também com gosto até sentir ela gozando na minha boca, logo veio a irmã dela que tinha uns 13 anos e já veio sentando com conhecimento de causa, chupei aquela bucetinha gostosa ela gemia até que gozou na minha boca, logo a Amanda veio e me deu um beijo na boca e sentou denovo no meu rosto mas dessa vez virada ao contrário, logo tirou meu pau pra fora e se abaixou fazendo um 69, nossa tava muito bom quando a irmã dela veio dizer que eles estavam chegando, nos apressamos, elas foram pra piscina e eu fui ao banheiro lavar a boca.
acendi a churrasqueira e eles foram pra piscina, logo a Andressa saiu da piscina e veio onde eu estava, falou ao meu ouvido assim, nossa que pausão você tem hein, depois você deixa eu fazer igual minha irmã? concordei, ela se abaixou atras do balcão e começou a mamar, quando olhei pra piscina pra ver se ninguem estava notando, notei que eles estavam trepando dentro da piscina, cooquei ela em cima do balcao chupei um pouco mais a bucetinha e comecei a meter bem gostoso, depois que me toquei que lá era o comedouro deles.
Coloquei a carne pra assar e logo após comermos, depois de um tempo já tinha um casal trepando na espreguiçadeira e outro na borda da piscina, transei com a Andressa mais umas 2 vezes com direito ao cuzinho e leitinho na boca dela.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)
Loading...