De repente tive um desejo

Depois de muita punheta juntos, aquele dia não tive vontade, já havia batido uma em casa. Mesmo assim fui ao banheiro com ele para ver ele gozando no box do chuveiro. Sentado no vaso vendo ele gemer e nada do gozo chegar. Quando ele pensou em desistir eu não deixei. Ele pediu para eu continuar a bater punheta pra ele. Falei que ia fazer só desta vez. Ele cuspiu no próprio pau para facilitar, segurei fiz como ele fazia. Ele gemia de olhos fechados, também cuspi no seu pau, mesmo assim ele não gozava. Foi ai que ele pediu pra eu chupar um pouco. Eu disse que já era demais e parei. Voltamos pro seu quarto e ele continuava de pau duro. Colocou um pornô no DVD e ficou alisando seu pau, peguei ele de novo e reiniciei a punheta. Como ele permanecia de olhos fechados, aproveitei pra passar a língua na cabecinha do seu pau, ele pediu mais, quando fiz menção de passar a língua, ele enfiou na minha boca e segurou minha cabeça pela nuca. Pedi a ele para não gozar na minha boca, ele só mandava eu não parar. Fui me empolgando que não percebi que ele ia gozar. Só tive o trabalho de engolir sem desperdiçar nenhuma gota. Fomos pra rua para encontrar com os amigos, depois de caminhar até a praça e não encontrar ninguém. Ele mostrou o pau pra mim e pediu pra chupar ali mesmo, como não quis ali atrás da moita, ele pediu pra eu ir com ele de volta a sua casa. Ele de pé e eu sentado na cama mamando. Ele estava demorando, pois a meia hora atrás já havia gozado, chupei até aprender e ele derramou seu leite na minha boca, que só soltei quando ele estava amolecendo. Pra ele tinha acabado a fase da punheta e eu queria cada vez chupar mais paus. Depois dele me apresentar um primo dele, de 24 anos, que desejava que eu chupasse ele. Como eu tinha procurado ele para chupar, depois de extrair seu leite, chupei seu primo também, duas vezes cada um, foi tanto leite que pensei em ficar muitos dias sem chupar ninguém. Engano meu, pela manhã eu queria chupar alguém, advinha qual foi meu café da manhã na casa deles. Fiquei muito tempo chupando sempre que surgisse alguém. Amo ver um pau desmaiado de tanto gozar e eles pedindo pra eu parar. Contarei outras histórias.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...