, ,

primeira viagem

21-09-16 6 ★ 0.00

minha mãe era e ainda é uma mulher batalhadora trabalhadeira muito correta teve duas filhas uma com 8 e eu 10 aninhos achou bom trabalhar como sacoleira tinha a banca dela e viajava uma vez por semana para outros estados comprar coisas que faltavam pra vender na semana ela costumava viajar sozinha ficavamos com papai mas infelizmante papai sofreu um acidente e veio a falecer e mamãe teve que nos levar junto nas viajens mamãe comprou tres passagens por telefone a viagem iria durar 12 horas sairia daqui da rodoviaria as 20 horas isso era no inverno muio frio mamãe desprevenida levou só um cobertor nos preparamos mamãe arrumou nos duas colocou em mim um vestidinho que ia ate os joelhos a na minha irma tambem calcinha bem sensualzinha pra mim vermelhinha pra minha irmã rosinha fomos a rodoviaria mamãe pegou as passagens e entramos no onibus que ja estava esperando mamãe coseguiu pegar dois bancos juntos e o outro tinha que ser com alguem entramos no onibus e mamãe foi logo procurando os acentos pelo numeros dois bancos juntos ficavam bem na frente e outro banco da metade pra traz e no corredor do onibus mamãe foi ate la e disse senta aqui viu? aqui é seu numero senta do lado deste senhor foi oque fiz mamãe comprimentou aquele senhor eu tambem comprimentei na verdade aquele senhor estava bem vestido no primeiro momento despertou confiança na mamãe e em mim ela me disse não vai passar friu meliça? antes de eu responder ele disse não se preocupe senhora eu tenho cobertor aqui aquilo tranquilizou minha mãe e o onibus saiu dali meia hora na medida que o tempo passava começou a esfriar e antes que eu pedisse aquele senhor foi estendendo aquele cobertor por cima das pernas dele e puxou tambem por cima das minhas pernihas e deitou um pouquinho o banco para traz e fez o mesmo com o meu e ficamos ali bem acoxegantes derepente ele foi e colocou a mão dele no meio das minhas pernas eu fiquei surpresa com aquela atitude mas pensei que era normal pois tava muito friu coloquei minha maosinha em cima da dele derepente ele foi dando um jeitinho e levantou meu vestidinho e arredou minha calsinha mansamente e enfiou dois dedos na minha vajininha virgem eu estranhei mais fiquei firme tava sentindo uma dorzinha junto com surpresa ma fiquei quietinha aquele senhor foi se aproveitando de mim com os dedos empurrando cada vez mais na minha bocetinha que ja estava molhadinha derepente ele tirou um dos dedos na minha bocetinha e enfiou todinho no meu cusinho ai sim eu senti dor mas não pude faser nada enquanto ele arregassava com seus dedos tanto a cusinho quanto a bocetinha ainda com o balançar do onibus veio a contribuir pra ele se aproveitar mais no vai e vem dentro de mim derepente estava me dando sono e ele percebendo isso me puxou pra perto dele e me fez deitar minha cabesinha no colo dele antes ele se mexeu e abriu o fexo da calça dele e eu deitada no colo dele tapada naquele cobertor sentindo aquele membro mole na minha cara derrepente ele com uma das maos colocou seu pau pertinho da minha boquinha senti que estava lambuzado não queria mas ele me sacudiu e eu abri a boquinha e senti aquele negocio mole na minha boca que logo ficou duro e ele me alizava tirava os dedos do meu cuzinho e me alizava gosou dentro da minha boquinha e eu egoli tudo pra não sujar as roupas acho que gosou umas trez veses eu só sentia aquele liquido echendo a minha boquinha e éra obrigada a engolir eu ja estava desconfortavel mas gostanto estava quentinho depede o movimento que o onibus fasia eu chupava mais forte aquele membro grosso fui mamando aquele senhor ate o dia amanhecer dormi muito pouco só sei que minha bundinha estava toda dolorida perguntou meu nome eu disse meliça ele disse muito lindo seu nome seu corpinho tambem. lembrei me que ainda tinha a volta. clareou o dia e ficamos muma boa fasendo de contas que não aconteceu nada mamãe fez as compras e aquele senhor tambem ali minha mãe fez amizade com ele derrepente na volta sem mais nem menos aquele senhor me entregou uma caixinha e disse senti de comprar isso pra vc minha mãe ficou surpresa éra um tablet aqueles de ultima geração disse que simpatizou comigo e era pra nos comunicarmos e que eu parecia com a filha dele que morava nos estados unidos fiquei feliz da vida mas com o rabinho ardendo por quase um mes ele deixou o atz dele mamãe memorizou o numero no telefone dela e ela mesmo prometeu que eu entraria em contato foi o que fiz ele me convidou para conhecer um dos hipermercados dele ele me fez prometer que eu levaria minha irmanzinha junto depois mamãe soube que aquele senhor era um empresario mais rico daquela cidade até hoje minha mãe não sabe de nada oque aconteceu comigo naquela viagem ida e volta. estou esperando ansiosamente o momento de ir visitar aquele senhor agora vou com minha maninha. depois eu conto. aceito contato.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

, ,

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Ex.

    Adorei seu relato, muito bom lindinha ..
    [email protected]

  2. Nando

    Meu email: [email protected]

  3. Nando

    Tem continuacao? Delicia de conto… Ficarei esperando!

  4. marco

    Oi querida lindo conto ou relato meu email é [email protected] bjs espero teu contato

  5. criantivo

    otimo conto parabens

  6. gordinho gostoso

    Gostoso.
    Me contate.