#

Insolação se resolve com uma bela chupeta II…

2721 palavras | 3 |5.00
Por

jovem bem dotado, volta no outro dia pra agradecer ….

Como contei no conto anterior, no dia 27 de Janeiro de 2020, socorri um jovem bem dotado com insolação e acabei chupando ele na minha casa.
no dia 28 eu acordei por volta das 09 horas todo empolgado com a possibilidade de reencontrar com o Paulo, haja visto que ele me pediu se poderia voltar no outro dia após seu horário de trabalho. Fui em uma farmácia e comprei um tubo de gel KY, um tubo de creme hidratante e um pacote contendo 10 camisinhas e uma fita adesiva que as mulheres usam pra se depilarem.
Fui pra minha casa e lendo as recomendações da fita eu usei água morna pra lavar bem o cuzinho e a bunda, colei a fita só em volta do cuzinho e fiquei de cócoras alguns minutos pro produto aderir bem no local, fiz conforme a indicação e dei um puxão na fita, fiz essa operação por duas vezes ,arrancando os poucos pelos que tinha no local, deixando o cuzinho e sua volta completamente lisinho.
Passei bastante hidratante pra não correr o risco de ficar irritado e gostei do que sentia no cuzinho, quando eu hidratava o local com o dedo…..estava bem sensível e dava muito tesão.
Fui ao mercado e comprei uma bela lasanha sem pronta, frios, refrigerantes e pão de forma pra fazer um lanche se caso fosse necessário.
Voltei pra casa e fui preparar a lasanha e o molho bolonhesa, toda hora olhava o relógio pra ver o horário, e parecia que a hora não passava.
Por volta das 15 horas fui tomar banho e fazer uma chuquinha bem feita no cuzinho, pra deixar tudo bem limpinho, pra esperar o Paulo, terminei o banho e fui pra sala assistir alguma coisa na televisão, não demorou muito tempo e a campainha tocou e eu fui rapidinho ver se era o que eu tanto desejava.
Quando abri o portão eu dei de cara com Paulo com a mesma roupa e o mesmo tênis do outro dia, ele deu um belo sorriso e disse ” oi Augusto, eu vim te agradecer pelo que você fez ontem por mim”, e esticou a mão pra me cumprimentar .
Eu o cumprimentei e o convidei pra entrar e tomar um suco ou comer alguma coisa, perguntei se ele estava com fome, o qual ele me disse que estava “varado de fome” e que só havia tomado café da manha em uma padaria, com parte do dinheiro que eu havia dado pra ele no dia anterior.
Ele entrou e eu o indiquei onde era banheiro, pra ele poder se lavar, ele me perguntou se poderia tomar um banho pra tirar o suor, e eu disse que logico e que iria pegar uma toalha seca e arrumar um camiseta e um calção pra ele ficar mais a vontade e tirar a roupa suada.
Fui ate a lavanderia e peguei uma toalha seca, um calção de jogar futebol e uma camiseta, levei pra ele no banheiro e fiquei de lado admirando aquele corpo de homem jovem, com um belo cacete pendurado. Ele terminou de se banhar e virou pra sair do box, se surpreendeu comigo ali parado e olhando o seu corpo e seu belo cacete…pegou a toalha da minha mão e começou a se enxugar e quando chegou no cacete olhando pra mim , começou a fazer movimentos de masturbação, indo e vindo com a mão, e perguntou se eu queria pegar e terminar de enxuga lo.
Na hora eu peguei aquela ferramenta de carne na mão e comecei a masturbar, punheta-vá ele bem devagar e o pau começou a crescer na minha mão, aquilo foi me dando mais tesão e eu não aguente, me ajoelhei na sua frente e com as duas mãos eu fazia movimento de ir e vir, pra frente e pra traz, e fui com minha boca e abocanhei a cabeça daquele pau delicioso, que eu tanto esperei naquele dia. Chupava com muita vontade e com muito cuidado pra deixar meu menino bem tesudo, babando muito e punhetando muito ele se entregou e encostou na parede ao lado do porta do box, deixou eu ali no controle da situação, tirei uma mão do cacete e fui fazer carinho no saco, brincando com suas bolas e com a outra mão fui fazer movimentos no corpo do pinto punhetando e chupando muito intensamente aquele pau delicioso, mamando somente na cabeça do pau e punhetando o corpo do pau e engolindo somente a cabeça.
Paulo começou a gemer e pedir pra eu parar porque ele iria gozar, ai que eu intensifiquei a chupada e os movimentos com carinhos no cacete….Paulo pegou minha cabeça e enfiou o pau ate minha garganta e começou a foder ali, fiquei engasgado por alguns segundos e fiz força pra tirar um pouco aquele pau da minha garganta, pra continuar chupando, senti o primeiro jato de porra bem no céu da boca, segurei firme e continuei chupando e movimentando o pau, foram uns 10 jatos seguidos e muita porra na minha boca, continuei chupando e engolindo ate ficar tudo bem limpinho, olhei pra cima e meu homenzinho estava de olhos fechados curtindo todo o tesão que lhe tinha proporcionado.
Nos restabelecemos e eu entreguei o calção e a camiseta ao Paulo e fui a cozinha preparar nosso almoço.
Coloquei a lasanha na mesa, os pratos e talheres, sentamos e almoçamos, meu homenzinho estava realmente com muita fome, comeu ate se esbaldar de lasanha.
Depois do almoço eu lhe perguntei se ele iria ficar mais um pouco, ele disse que só iria embora se eu o mandasse, que veio preparado pra passar o restante da tarde e sabe se lá ate o horário.
Sentamos na sala em sofás de frente um para outro, conversamos um pouco, liguei num programa de futebol e em alguns minutos, percebo que Paulo estava sendo vencido pelo sono, se ajeitando no sofá ele pegou no sono..
Deixei ele dormindo no sofá, fiquei vendo o programa de futebol por algum tempo e depois fui fazer algumas coisas em casa, arrumar o quartinho da edícula, já levei o hidratante , lubrificante e as camisinhas pra lá.
Depois de 1hora e 30 minutos mais ou menos eu voltei pra sala e fiquei olhando aquele tesãozinho cochilando de lado no sofá, e o pau dele saia pela lateral do calção, não aguentei de tesão e fui gatinhando, dei um beijinho e uma chupadinha na cabeça do pau dele, ele acordou e começou a rir, me chamando de safado, levantou as pernas e tirou o calção e depois a camiseta, ficando peladinho no sofá, como eu já estava ali de joelhos, estiquei meu corpo um pouco pra frente e já abocanhei o caralho meio bomba sem usar as mãos. comecei a chupar o cacete e usar as mãos fazendo carinho no corpo dele. Paulo começou a se contorcer no sofá e seu pau começou a crescer na minha boca ficando completamente duro.
Eu chupava e molhava bastante, deixando o pau bem babadinho e ele foi ficando cada vez mais tarado, ele esticou o braço por cima de mime e alcançou minha bunda com a mão, começou a apertar a minha bunda com força e falava baixinho, “que tesão, hoje eu vou meter nesse cuzinho gostoso, você vai ser minha mulherzinha”, aquilo foi me dando muito tesão, ai eu chupava mais, punhetava mais e babava mais, ele pediu pra eu ficar peladinho também, eu parei de chupar fiquei em pé e tirei toda minha roupa, Paulo se levantou rapidamente veio pra traz de mim, se aninhando nas minhas costas, ajeitou seu pau muito duro no meio das minhas coxas e começou a beijar meu pescoço, orelha e nuca.
Aquilo estava muito gostoso e fui me entregando, os carinhos foram se tornando mais intensos e Paulo sabia o que estava fazendo, devagarinho encaixou o pau entre as bandas da minha bunda e a cabeça do pau foi se alojar bem na porta do cuzinho, nossa aquilo estava bom demais. Paulo esticou a sua mão, pegou no meu pau, começou a me cutucar no cuzinho com a cabeça do seu pau, beijar meu pescoço e movimentar meu pau pra frente e pra traz, me punhetando devagar. Eu estava entregue e ele poderia fazer o que bem entende se comigo. ai ele parou tirou o pau da porta do cuzinho, deu um paço pra traz, me fez apoiar as mãos no sofá, ficando com a bunda totalmente a sua disposição, desceu beijando minhas costas abriu minha bunda e cutucou meu cu com a língua, aquilo me deu um choque, eu fiquei de quatro no sofá e com as mãos abri minha bunda pra ele chupar meu cuzinho a vontade. Paulo me deu um tapinha na bunda, me chamou de vadia safada e que iria comer muito meu cu, que meu cu ficaria no nome dele, me comeria sempre e seria meu macho.
Ele chupava muito deixando tudo muito babado, eu entregue a aquele macho, de quatro com a bunda aberta e meu cu totalmente exposto, ele se ajeitou atrás de mim e encaixou a cabeça do pau bem na porta do cu e ficou esfregando, esfregando, esfregando…..aquilo da tanto tesão que o cu vai se abrindo sem forçar e a cabeça do pau entrou fácil.
Deu uma certa dorzinha gostosa quando a cabeça do pau entrou, meu macho me dominava completamente; e ai eu lembrei das camisinha e do lubrificante na edícula nos fundos.
Falei pra Paulo pra gente ir lá pro fundo do quintal, que lá a gente poderia brincar bem a vontade, lá ele poderia fazer o que deseja se comigo.
Peguei Paulo pelo pau e sai puxando ele até a edícula, ele dava risada e me chamava de putinha safada, que estava amando estar ali comigo, que estava morrendo de tesão.
Chegamos na cama da edícula e eu deitei Paulo de barriga pra cima e com as duas pernas pra fora da cama, fiquei de quatro no chão em sua frente e fui gatinhando ate poder abocanhar seu cacete, comecei a chupar suas bolas e com a mão segurei aquele pau muito duro, ia chupando e punhetando meu macho e ele se contorcia na cama, fiquei assim por uns 15 minutos e ele pediu pra eu parar, porque não queria gozar de novo na minha boca e sim dentro do meu cuzinho.
Ele se sentou na cama e eu fiquei em sua frente de joelhos, nossos olhos se cruzaram e ele passou a mão na minha nuca e me puxou pra dar um beijo, que beijo delicioso, ele me beijando e eu beijando ele….que tesão.
Deitei ele de novo naquela cama, com o corpo na transversal e as pernas pra fora da cama, dei mais uma mamada no seu cacetão, peguei o pacote de camisinhas, tirei uma, encapei aquele pintão, que estava duro como pedra, peguei o tudo de KY e lambuzei bastante o pinto encapado, fiquei de pé e de costas pra ele, enchi minha mão de KY, dei uma inclinada pra frente e lambuzei bem meu cuzinho e as bandas da bunda, fiz massagem com os dedos pra entrar o lubrificante dentro do anel.
mandei ele fechar as pernas, segurar o pinto pra cima, eu abri minhas pernas envolta das dele, abri as bandas da bunda e fui sentando, fui sentando e direcionando aquele cacete que parecia uma lança pra acertar o alvo, quando senti a cabeça do pau na porta do cu, fui rebolando pra frente e pra traz, fui sentando e esfregando aquela cabeça de pau no cuzinho, como o pau estava bem lubrificado, e o cuzinho também, a cabeça do pau entrou com uma certa facilidade.
Eu de costas com o pau engatado no cuzinho, rebolando, fui descendo a bunda e o pau foi entrando, eu sentava e levantava, sentava e levantava…parecendo as meninas que dançam funk, fiquei assim por um bom tempo, nossa eu estava com muito tesão e meu macho também, ele me pegou pela cintura e quando estava descendo ele me puxou pra baixo, entrando tudo, ate o talo.
Eu fiquei parado sem sentar totalmente e ele começou a se movimentar embaixo de mim, cutucando o pau, colocando e tirando, enfiando ate o talo, sentia a cabeça do pau mexendo na boca do estomago….literalmente eu estava empalado naquele cacetão gostoso.
Ficamos metendo naquela posição alguns minutos e meu macho tirou o pau de dentro, se levantou, me beijou na boca de novo, ficamos nos beijando por um tempo, ele me virou de costas e fez eu ficar de quatro na cama, pediu pra eu abrir bem a bunda e mostrar o cuzinho, deu um beijo nele, pegou o tubo de KY e deu mais uma melecada, passou também no seu pau e começou a esfregar ele na porta do cuzinho, sem nenhuma resistência o cu foi se abrindo e abocanhando aquela delicia de carne dura, enfiou até o fundo, eu pedi pra ele ir devagar naquela posição, porque entrava tudo e poderia me machucar, ele deu uma risadinha e começou a enfiar e tirar, enfiar e tirar, enfiar e tirar, fez eu soltar as bandas da bunda, me pegou pelas ancas e começou a enfiar e tirar, não deixava bater no fundo, mas tirava tudo pra fora e entrava de novo.
Eu gemia igual uma puta, meu macho cada vez mais excitado metia mais rápido, que tesão que tomou conta daquele quartinho, eu engatado com um pauzão no cu, meu macho metendo rápido e dizendo que ia encher meu cu de porra, que eu era um tesão, que ai me comer o dia todo, e eu peguei no meu pau e comecei a bater uma punheta, ele vendo aquilo, esticou a mão, me abraçou e ficou me punhetando junto com ele, enfiando e tirando, ficamos na mesma sintonia.
Aquilo estava muito gostoso e eu nunca tinha sentido nada igual, a vontade de gozar começou a tomar conta do meu corpo e eu avisei meu macho que eu ia gozar, ele começou a fazer mais rápido, dizia que ia gozar junto comigo, quando ouvi ele dizendo aquilo, senti um baita tesão, meu gozo vindo muito forte, comecei a gemer e gozar, meu cu começou a mastigar o pau do meu macho, ele explodiu num gozo muito intenso, me puxava com muita força ao seu encontro, segurava meu pau com tanta força que ate doía, eu sentindo o pau dele inchando dentro do meu cu e vibrando muito, meu macho continuava com o pau duro dentro do meu cu, metendo de forma mais lenta agora e esfregando nas laterais do cu pra aumentar o prazer…
Foi diminuindo os movimentos e se deitando em cima de mim, fui me direcionando na cama e meu macho deitando em cima de mim, sem tirar de dentro.
Fiquei deitado sentindo ele em cima de mim, seu peso, sua respiração, sentindo seu pau ir amolecendo devagar e ele se aninhando, ficamos mais de 20 minutos naquela posição, ele com o pau amolecendo dentro do meu cu e ele deitado em cima de mim, senti que ele acabou adormecendo com o pau engatado em mim.
Deitei de lado, com cuidado fui tirando o pau de dentro segurando a camisinha, depois de tirar de dentro, deitei mais pra baixo e dei uma mamada, pra deixar o pau dele bem limpinho.
Meu macho adormeceu ali naquela caminha e eu fui tomar um banho e dar uma lavada no rabo, afinal ele tinha sido bem usado e bem surrado naquela tarde.
Eu ainda tinha planos praquele dia….

continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 13 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Capx

    Muito bom, continue mesmo rs pois aqui no site o pessoal tem a mania de nos deixar órfãos de história nao terminadas rs

  • Responder Augusto

    tem continuação…

    • Augusto

      eu vou postar no fim de semana….