# #

Eu e o papai, como tudo começou (Parte 1)

752 palavras | 22 |4.83
Por

Como eu comecei a fazer sexo como meu pai quando ainda era uma criança.

Olá , sou Ana Maria , pratico incesto com meu pai a muitos anos . Estive longe por um tempo mas resolvi voltar para contar sobre nossa relação .
Hoje vou contar como tudo começou , espero que gostem e comentem, isso me incentiva a contar mais . Eu sou morena clara,olhos cor de mel quase verdes, seios médios bem durinhos e com bico grande e marrom e um bumbum grande também rs .
Tudo começo quando eu era bem novinha, minha mãe é médica e meu pai advogado, os dois sempre trabalhavam muito e eu e meus irmãos passávamos boa parte do tempo com minha avó paterna. Meus pais tiveram 3 filhos e meu pai fez vasectomia quando minha irmã mais nova nasceu.
Quando minha mãe estava de plantão a noite dormíamos apenas com meu pai. Ele sempre foi muito cuidadoso com a gente , até mais que minha mãe .Ele ensinava as lições de casa , nos dava banho e colocava pra dormir ( essa era a melhor hora pois ele sempre contava histórias )
Um dia minha avó materna caiu e quebrou a perna ,minha mãe foi ficar uns dias com ela e levou minha irmã mais nova . Ela me deixou em casa com meu irmão por causa da escola.
As 18:00 meu pai chegava e minha avó ia embora. No dia que mamae viajou meu pai chegou no mesmo horario de sempre, mas assim que minha avo foi embora ele se arrumou e saiu, falou que ia rapidinho e já voltava , porém voltou já era madrugada .
Ele chegou e entrou no meu quarto , acordei com ele tocando minha bucetinha por cima da calcinha , ele passou a mao e disse: está ficando gostosinha, eu fingi que dormia mas vi que ele cheirou minha buceta e depois saiu do quarto.
Eu nunca tinha tido nenhum tipo de contato sexual e fiquei curiosa com o que tinha acontecido. No outro dia a mesma coisa, ele chegou , minha vo saiu , ele mandou a gente colocar a roupa de dormir e logo saiu atras .
Meu irmão dormiu , eu fui pra sala e deitei no sofá , lembro que estava com uma camisola de bichinho e pela primeira vez estava usando ela sem calcinha . Fiquei esperando ele chegar.
Nesse dia papai chegou cheirando a cerveja e suor ,nao sei porque , mas não me esqueço daquele cheiro (minha bucetinha pisca só de lembrar) então ele se aproximou ,viu que eu estava sem calcinha e me tocou novamente, eu fingi que acordei e ele se assustou e pediu desculpas , disse que estava brincando , eu disse que desculpava e que queria brincar mais .
Ele me olhou assustado e me fez jurar segredo , eu jurei . Ele começou a passar os dedos na minha buceta bem devagar, ele me dedilhava e ia perguntando se eu estava gostando, eu dizia que sim , ele cheirava os dedos e depois lambia . Eu não sabia bem o que estava acontecendo mas achava aquela brincadeira legal .
Ele me alisou por um tempo , depois colocou o pau pra fora e disse que ia me ensinar uma brincadeira nova , disse pra eu fingir que o pau dele era uma mamadeira e se eu mamasse ia sair um leitinho de verdade é que era muito gostoso ( se eu conseguisse fazer o leitinho sair e mamasse tudo ele ia me dar um presente ) segurei aquele pau toda seu jeito e fui fazendo o que ele mandava, passei a lingua na pontinha, depois lambi a cabecinha e coloquei ela dentro da boca ( só cabia a cabeça mesmo ) enquanto eu segurava aquele pau grande e duro com as duas mãos, ele segurava minha cabeça e não demorou muito pro papai dizer : vou te dar agora meu leitinho e não esquece que tem que engolir tudinho, abre bem a boca filhinha.
Eu abri e ele encheu minha boca de porra, no começo achei ruim ,mas eu obedeci e engoli tudinho. Foi o primeiro boquete da minha vida ( hoje essa é uma das minhas especialidades rsrs )
Depois que ele gozou ele disse que ia me ensinar brincadeiras novas (ensinou mesmo ) e que um dia ele ia fazer comigo igual ele fazia com a mamãe .
Quero saber se gostaram do meu primeiro relato e se tiverem gostando eu continuo contando. Meu próximo relato será como perdi a virgindade .
Beijos molhados nas bucetas e uma mamada nos pau de vocês que curtem incesto .
Com amor ,
Ana Sapequinha

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,83 de 48 votos)

Por # #

22 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder elisabeth

    gostei

  • Responder Ebannus

    Boa menina, muito obediente..
    Parabéns pele conto.

  • Responder Luiz Aragonês

    Como eu disse, fiquei tão alucinado com a hipótese de “brincar” com a minha enteadinha, que saí no quintal do jeito que estava…pelado. Desci as escadas e fui trancar o portão por dentro, caso minha mulher chegasse, teria que tocar a campainha. Qdo subi de volta,a delicinha peladinha no alto da escada, esperando por mim, toda sorridente. Peguei-a no colo, entramos em casa, fechei tudo e a levei para o quarto. Eu estava de tal maneira, que só de sentir o contato com aquele corpinho delicioso, eu ia acabar gozando a qq momento. Coloquei-a na cama, e não perdi tempo. Explorei cada palmo daquele corpinho delicioso e sedutor. E ela, por sua vez, apesar da pouca idade, demonstrou estar gostando de ser desejada daquele jeito. A respiração estava acelerada, ela suspirava e gemia a cada beijo recebido. Abri as perninhas dela, olhei aquela ppk linda, enorme, lisinha, e apetitosa que parecia implorar pra ser chupada, e passei a língua por toda extensão dela. Ao primeiro toque, seu corpo involuntariamente se arrepiou por inteiro, e ela balbuciou.
    – aaiii…tiooo…que você tá fazendo..tiooo ?
    Chupei com vontade, com tesão e muita volúpia, pois não sabia se teria uma nova chance como aquela.

    • Luiz Aragonês

      Eu não pensava em outra coisa, a não ser explorar aquele corpo que estava a mercê das minhas loucuras. Temia que ela pudesse falar pra mãe, mas também confiava que ela não diria nada.
      Senti os espamos do seu corpo, e continuei até que ela puxou meus cabelos e pediu.
      – espera tiooo…aahhh…
      Olhei pra ela, os olhos estavam fechados. Imaginei que ela tinha gozado, perguntei.
      – gostou ?
      Ela limitou-se a um sorriso e a balbuciar um “ahã”…
      Beijei-lhe forçando para que abrisse a boca. Ela entendeu. Inicialmente, senti sua inexperiência, o que fez com que ficasse mais gostoso. Com certeza era seu primeiro beijo na boca. Eu queria mais.
      Me posicionei, num papai e mamãe, e com calma, peguei minha rola, e esfreguei na ppk. Seu corpo se retesou por inteiro, denunciando que estava tão excitada quanto eu.
      Tentei penetra-la, ela gemeu.
      Esperei, e tentei mais uma vez.
      Senti a grutinha dela se abrir, e minha rola deslizar pra dentro com uma certa dificuldade. Fui com calma, ela gemeu.
      – aiii..tio…doeu…aaiii…
      Selei a boca dela com um beijo, e forcei mais um pouco. Pronto…eu estava inteiro dentro dela.

    • Luiz Aragonês

      Comecei me movimentar lentamente, sentindo a grutinha dela úmida e quente.
      Não demorei muito, foram poucas estocadas, e explodi num gozo delicioso, inundando aquela bucetinha apertada com a minha gala, pela primeira vez.
      Ela entrelaçou minha cintura com as pernas e se movimentou, quase em sincronia. Foi uma das melhores gozadas que tive na vida.
      Com cuidado pra não sufoca-la, descansei sobre ela, e depois sai de dentro dela. Não ocorreu sangramento, apenas vestígio de sangue, muito pouca coisa. Olhava pra ela, e pensava, como uma guria daquelas, conseguia levar um homem a fazer uma loucura, daquela que eu acabara de cometer.
      Mas não ficou só naquela vez. Após o banho, saímos pra almoçar. Comprei-lhe alguns presentes, e ao chegar em casa, pouco tempo depois, ela entrou no quarto, me beijou e perguntou, falando baixinho.
      – tio, você vai fazer aquilo comigo outra vez ?
      Abracei-a e respondi.
      – se você guardar segredo, e souber se comportar, podemos fazer sempre que você quiser.
      – tá bom tio
      Ela me beijou e falou.
      – então eu quero fazer “dinovo” agora…
      Ela tinha 9a, e fizemos sexo até perto dela completar 17, e ninguém nunca soube.

  • Responder Jvf

    Sofia comigo aconteceu ao contrário minha mulher tinha ido na casa mãe dela e eu fiquei com as crianças que era 4 filho e uma filha a única menina, os meninos tinha ido para a escola eles estudava a tarde e ela de manhã então ela chegou da escola eu dei almoço pra eles é logo em seguido os meninos foi pra escola e eu deitei no sofá para da um cuxilo como de costume ja que trabalho em casa pois sou marceneiro e fasso meu trabalhos em casa. Então eu dormi mas logo acordei com minha filha ajoelhada do lado do sofá e com meu pau pra fora na mão dela e ela acariciando eu tive um susto mas tava tão gostos que não consegui reagir ela soltou e ficou disfarsando eu perguntei oq ela tava fazendo ela dice meia sem graça eu só tava vendo seu Pinto e perguntou vc vai contar pra mamãe falei que não ai ela ficou mais contente e disse pai seu pau e muito grandão eu falei que era normal ela falou é nada como o dos meninos e pequininho eu pergunte vc já pegou no Pinto do seus irmão? Ela disse não eu vejo eles tomando banho UE. Ela jurou que foi a primeira vez que ela tinha pegado eu um pau e foi o meu. Perguntei se ela gostou ela diz que sim foi a primeira vez que ela chupou meu pau aos 8 aninhos

    • Luiz Aragonês

      Eu tinha um caso com uma mulher e resolvemos morar juntos. Ela tinha uma filha de 9a, que não gostou muito de sair do apartamento, pra morar na minha casa. Eu fazia de tudo pra tentar anenizar a situação. A menina acabou por aceitar e ficar de boa comigo. Eu tinha duas férias vencidas, tirei uma em dinheiro e outra em descanso. Nos primeiros dias de folga, notei a menina me observando, qdo deitado no sofá. Um dia cochilei, e acordei sentindo algo, percebi que era ela. Onde ela mexeu, me deixou com a pulga atrás da orelha. Mas, o tesão e a curiosidade de ver até onde ela ia, falaram mais alto, facilitei. Levantei, e fui ao banheiro. Tirei a cueca, e deixei a rola livre leve e solta, ficando só de calção, e voltei a “dormir”.
      Minutos depois, lá estava ela rondando de novo. Ela se aproximou, passou a mão, me chacoalhou, e eu fiquei quieto. Qdo enfiou a mão e sentiu minha rola, que já estava meia-bomba. Ela tirou rápido. Voltou a enfiar a mão, e começou à acariciar. Foi demais sentir a mão daquela menininha tão nova, alisando a minha rola. Ela não percebeu que eu estava de olhos abertos. Estava tão bom, que resolvi fazer uma loucura, já que ouvia tantas histórias com meninas como ela.

    • Luiz Aragonês

      CONTINUANDO…
      Resolvi arriscar, e perguntei.
      – você já gosta de brincar com uma rola bebê ?
      Ela se assustou, mas não teagiu. Apenas soltou a minha rola e ficou olhando pra mim. Não deixei por menos, tirei o calção, liberei geral, e falei pra ela.
      – pronto, agora vc pode fazer o que quiser.
      Ela ainda estava em choque, mas tratei de fazer com que relaxasse, dizendo que era natural a curiosidade dela. Mas, que eu tinha que falar pra mãe dela. A guria se apavorou, pediu por tudo que podia, pra eu não contar. Sem o mínimo pudor, dei a tacada certeira. Disse-lhe que seria um segredo só nosso, e que poderíamos fazer outras coisas, e caso não quisesse, não me restaria outra coisa, senão contar pra mãe. Aceitou de primeira. Pedi pra deixar eu ver a ppk dela, e me surpreendi. Ela parecia querer aquilo, pois tirou toda roupa, num piscar de olhos. Foi a primeira vez que olhei pra uma guria novinha, inteiramente nua na minha frente. Os biquinhos dos seios despontando, que visão maravilhosa. Olhei aquela ppk enorme, inchada, com os lábios fechadinhos, e o grelinho parecendo forçar a saída. Só pensava numa coisa…que aquele cabacinho ia ter que ser meu. Fiquei tão alucinado com hipótese…

  • Responder Fernando

    Delicia de conto [email protected]

  • Responder rolagostosa

    oi Sofia vem ser minha putinha se deliciar numa rola grossa e gostosa me chama [email protected]

  • Responder Sofia

    Adoro seus comentários ,tben sempre fui puta desde novinha

    • DiLuca

      Sofia, podemos falar? [email protected]

    • Joeste

      Me chama no telegram pra gente conversar @Joeste

    • Rael

      Tenho tanta história pra te contar.
      Se quiser, meu email é: [email protected]

  • Responder Anonimo

    Me chama no telegram anderf1

    • Thon

      Também já brinquei com minha enteada delicia

  • Responder carlos

    oi gostosa amei oconto amo incesto [email protected]

  • Responder ssdsdfw

    continua mas fala as idades

  • Responder Anonimo perverso

    Que esperma. Fala que é porra mesmo, é mais gostoso de ler. Essas putas que chamam de filhas só servem pra isso. Pau nas bucetinhas de crianças

    • [email protected]

      eu sempre adorei fingir está dormindo pra ser bulinada

  • Responder Henrique

    Eita. Muito bom o seu conto. Continua que eu to bem ansioso pra ver onde isso vai dar.
    Parabéns pelo conto. Muito excitante.

  • Responder Tarado 22cm

    Continua tesao