# # #

Carlos 22 cm me comeu aos 13 anos conto 1

1638 palavras | 13 |4.65
Por

Olá leitores estou de volta pra conta essa história verídica que aconteceu a um tempo atrás, na época eu tinha uns 13 anos e o meu vizinho Carlos tinha por volta de 19 anos, Carlos era um homem alto deveria ter entre 1,80 para 1,84 por aí, moreno chocolate, cabelo preto, com alguns pelos no rosto muito fino que com muito custo dizia que era uma barba, um pau de deixar qualquer gay passivo desejando, pois era 22cm com a cabeça rosa, sem muitas veias, na grossura certa e um pouco curvada pra esquerda, sempre fomos muito amigos pois ele era uma rapaz simples, meus pais sempre gostaram dele, ele era da escola para casa, não era de sair, estava finalizando o 3 grau, morava só com sua mãe, que passava dias fora, as vezes vinha pela noite para ver se estava tudo bem com ele, e volta pro trabalho, sempre andei muito na casa dele assim como ele frequentava nossa casa, como na época não tinha vídeo game, sempre ia pra casa dele para jogar ou vê-lo jogar, pra quem não leu meus contos anterior eu me chamo Lucas sempre fui um garoto de afeições boa, pois fui criado por vó, então já sabe como é, cheio de manias e vontade, branquinho, cabelo preto, bundinha empinada, pernas grossas, como frequentava muito a praia com minha mãe e irmã, então sempre tive marquinha de sunga.

Tudo começou em uma tarde de segunda quando voltávamos da praia, eu minha mãe e irmã, como a casa do Carlos era antes da nossa então sempre precisa passar pela casa dele até chegar a nossa, quando passamos vejo ele jogando vídeo game pela janela do quarto dele, e viciado do jeito que eu era já disse que ia em casa tomar banho e voltava pra jogar, ele só fez concordar e vou correndo pra casa, entro pro banheiro pra tomar banho e quando saiu do banheiro minha mãe fala: – só vai pro Carlinhos quando lanchar! Eu pra não contraria minha mãe concordo com ela e entro no quarto pra me vestir bem rápido, sempre usava roupas coladas, vesti qualquer bermuda e blusa e sai em direção a cozinha para lanchar correndo e ir pro Carlos jogar, já se passaram das 16:30 logo logo iria anoitecer e ele ia parar de jogar, acabo o lanche e vou correndo pra lá, chego no portão do Carlos gritando: – Carlinhos abre aqui! Carlinhos aparece na sala, só de calção de futebol não sei se havia cueca, mas sempre marcava nos calções dele sua mala, que devia ter uns 16cm mole, ele abriu o portão, eu entrei e fui por quarto sentar do lado dele, pra velo jogar, estava jogando um jogo de tiro que só dá pra ser de um, passava horas vendo ele jogar, as vezes o ajudava nas direções e e lendo as traduções no dicionário de inglês o que significava as missões para realizar, chegou à anoitecer era por volta de 18:00, ele fechou a janela do quarto e continuamos jogando, vez por outra ele ficava pegando no pau e apertando, não sei se de propósito pra eu olhar ou se era comum, em um certo momento ele começou a fazer umas brincadeiras de tipo deixa o controle em cima do pau e mandava eu pegar pra jogar, quando chegava perto ele pegava minha mão bem rápido e colocava no pau dele, em um certo momento enquanto repetia a brincadeira o seu pau estava duro feito pedra e marcava bastante em sua bermuda, até que ele fala pra mim: Luquinhas senta aqui no meu colo pra jogar vídeo game senta? Eu meio sem entender me fazendo de bobo pergunto: – pra que man? Aqui da certo de vê também. Ele responde: – vem man só um pouco, rapidinho você sai. Eu então concordo e sento em cima do pau dele, que estava duro, como estava de lado sentia o pau dele alto de uma lado da minha bunda, só que em um certo momento ele pede pra eu levantar e deixa o pau apontando pra cima em direção ao umbigo dele, como o pau dele era muito grande ficava com parte pra fora do calção passava do umbigo dele, nessa hora que sentei dava pra sentir perfeitamente entre meu rego, ele ficava me mexendo pra baixo e pra cima e soltando uns gemidos, até que em um certo momento ele faz um proposta falando: – Luquinhas deixa eu te comer deixa? Eu deixo você jogar no meu vídeo game 1 hora direto, eu como era viciado doido pra jogar e logo uma hora direto aceitei, mas fiz um pouco de charme antes e falei: – não man doi, minha mãe pode vir aqui me chamar, não dá certo não! Carlos: – rapidinho man a gente vai ali no outro quarto e eu coloco um pouco e tiro rápido! Eu: – tá certo, mas tem que ser rapido e não pode colocar toda! Vou na frente já com o pau duro no calção, e ele atrás de mim, chegamos no quarto ele pede pra eu deitar na cama e baixar o calção até o meio das pernas e abrir a bunda pra ele, ele sobe na cama fica de joelhos atrás de mim e baixa o calção até os joelhos e quando olho pra trás um pau lindo grande atrás de mim, ele puxa a pele mostrando o cogumelo rosa cospe na mão e começa a se inclinar em cima de mim, sinto a cabeça encostar na entradinha do meu cuzinho, na mesma hora gelo, uma sensação diferente, ter aquele macho com aquele pau todo entregue pra mim encostando no meu corpo pronto pra me estuprar, não sei o que aconteceu, ele começa a forçar, mas como é tudo novo, não entrou de imediato, ele cuspiu um pouco mais na mão e colocou no meu cuzinho empurrando o dedo pra dentro, estava totalmente entregue a ele, estava me sentindo uma mulher quando se entrega pro seu homem pela primeira vezes, estava relaxado pronto pra aceitar aquilo tudo dentro de mim, ele começa um vai e vem com o dedo para acostumar com algo, ele então tira e aponta novamente o seu pau no meu cu, e começa a forçar, sinto algo no meu cu alargando e ele gemer, percebo que a cabeça entrou, é uma sensação diferente ter algo entrando em você, ele coloca as duas mão na cama e começa a enfiar o pau alargando meu cu e rasgando minhas preguinhas, doía um pouco mas não queria que ele parasse, gemi um pouco ao mesmo tempo em que eu mastigava o pau dele contraindo meu cuzinho, ele gemia mais louco ainda, ele beija minha cabeça e fala Carlos: – já entrou metade, nossa que cu gostoso, se eu soubesse que era assim quente e apertado eu já tinha te comido antes.

Já estava incomodando um pouco, digo pra ele: para aí Carlinhos já está doendo um pouco, ele começa então um vai e vem tão gostoso, meladinho deslizava com o cuspe, não sei se eu estava doido pra dar o cu ou se ele sabia fazer gostoso, mas que eu não queria que ele saísse de dentro de mim, passamos uns 15 min fazendo papai e mamãe, então ele me pergunta: – quer mudar de posição? Eu: – sim, pra qual? Como não tinha muita experiência ele que precisava me dizer. Carlos: – de frango assado. Ele tira o pau e sai de cima da cama, me vira de frente sem tirar minha roupa ainda com o calção no joelho ele puxa meu calção até o meus pés e levanta minhas pernas pro alto e me coloca na beirada da cama, Fica em pé no chão aponta o pau no meu cuzinho com uma mão e com a outra segura meus pés lá no alto, começa novamente a enfiar o pau no meu cuzinho e mais uma vezes sinto meu cu alargando e acomodando aquele pau dentro de mim, ele empurra cada vez mais e tenta enfiar toda, mas não aguento e seguro na sua cintura indicando que não aguentava mais que ele empurrasse, então ele começa a puxar e enfiar todo num vai e vem gostoso, ele gemia alto e eu adorando aquele homem todo pra mim, passamos uns 15 min nessa posição e ele pergunta se pode gozar dentro de mim, eu: – pode sim Carlos. Não sabia muito o quanto um homem poderia gozar até velo gozar pela primeira vez, ele começa a a respirar com mais força e ficar ofegante, até que começa a urrar alto e tremer, sinto uma pressão dentro de mim, como se o pau dele fosse explodir de tão inchado dentro de mim, algo quente começa a escorrer do meu cuzinho e ele dizendo que está gozando todo seu leite dentro de mim, sinto umas 5 estocadas fortes até que ele arreia em cima de mim todo suado, aos poucos seu pau vai amolecendo e saindo sozinho do meu cu, quando sair todo por completo sinto sua gala escorrer pra fora de mim, ele pede pra eu esperar na cama que ele ia me limpar, deixem seu voto aí, em breve volto pra contar mais sobre eu e o Carlos.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,65 de 138 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

13 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder taradoporrola ID:gsudr9k09

    CARLINHIS AOS 15a eu mais novo quus me comer mas n aceitei:nas o Levi o fíiico o Marquinho e o o neguinho me comeram e me alargaram

  • Responder marcos carvalho ID:mujt9noib

    que deliciaaaaaa em?

  • Responder Renato Souza ID:gsus5rb0d

    Tambem dei pela primeira vez aos nove anos…gostei.

  • Responder Ginho Moreno Corrêa ID:g3jks5mqj

    DELICIOSO , MEFEZ LEMBRA DA PRIMEIRA VEZ QUE EU TBM DEI , VC JA TINHA 13 EU SO TINHA 9 ANOS ERA UM RAPAZ DE 19 COM UM PAU HOJE EU CREIO QUE TINHA ,TINHA NAO TEM PIS ESTA VIVO UNS 18 CM NAO TAO GROSSO , A SORTE QUE EU JA BRINCAVA COM MEU CU ENFIA O DEDO A ESCOVA DE CABELO DO CABO REDONDO POR ISSO ACHO QUE AGUENTEI MAS FACIL FORA A BOA LINGUADA E CHUPADA QUE ELE DEU NO MEU CU ERA MUITA BABA E DE CUSPI E TBM MUITO NEUTROX E CREME RINSE MUITO VAO LEMBRA DESSE LUBRIFICANTE ANTIGO NE

    • taradoporrola ID:gsudr9k09

      O tempo bom em q até zoofilia eu fiz depôs disso enfiei cenoura abobrinha pepino cabideiro até gomo de linguiça…faz tempo q n dou

  • Responder Jucão ID:1eie0xnct78b

    Pqp tô estourando de pau duro imaginando a cena.. tesão demais…. já dei pra um negão assim só que na primeira posição….gozei sem mexer no meu pau tamanho foi o prazer.

    • taradoporrola ID:gsudr9k09

      Sou 50tao já dei pr novinhos de 13 a 15a Levi se estivesse aki ia afinar a rola dentro do meu cu

  • Responder John ID:13q53hqsk6xs

    Muito bom continuar qual sua idade hoje

    • Fran26 ID:giplytdj8

      Hoje tenho 27

  • Responder Anônimo ID:6oei6px3hk

    Gostoso

  • Responder Leo ID:10vmhxwicbux

    Muito bom

    • Marcelo ID:4adfm7cezrc

      Delicia

  • Responder Anônimo ID:40voi4imm99

    Belo conto, gostei, mas faltou alguns detalhes no final.