#

João e Matilde irmãos na putaria

1445 palavras | 0 |4.22
Por

Sou … sou… puta…tarada…boqueteira…piranha… diz ela no intervalo de cada chupada, Faço movimentos rápidos de vai e vem s e sinto a porra a vir. ...

Férias, os pais marcaram uma semana de férias num hotel do litoral, dois quartos, não faz sentido cada um de nós ter um quarto, pelo preço eu pela idade 13 e Matilde para ser controlada.
O pai diz-me para estar de olho nela. Estouvada demais… faz-me soltar o cachorro, o comportamento dela.
Idade perigosa diz a mãe,( a Matilde tem 16 ) contamos contigo João meu filho, tem de cuidar de sua irmã que aqui há muito garanhão na caça de menina .
Claro papai, digo eu..
Durante o dia sou um menino educado e carinhoso, já Matilde é sempre explosiva, criando babel em tudo que é sitio.
Á noite viramos do avesso, começamos logo na primeira noite, a Matilde deita-se só de soutiã e calcinha, na minha cama.
Maninho ?
Sim Matlide… Papai alugou este quarto com duas camas… Não precisava.
Tu é doida… acha que papai queria um quarto só de uma cama ?
Claro que não bobinho… Se ele soubesse que os filhinhos queridos são dois safados…
Rio-me… Tu é mesmo doidona…
Vá pára de papo mole e vem para junto de mim, que quero amasso e vara.
Puta merda…tu é mesmo tarada..
Tu não gosta ? Há quem queira… taradinha…putinha safada, diz ela com voz sinuosa.
Safada…puta merda… Tenho de estar de olho em você.
Deito-me e viro pra ela e beijo apenas os lábios. Ela reclama comigo quer de língua, abraço-a e começamos a nos beijar, ela aperta-se a mim e o corpinho quente faz que eu fique de pau duro.
Ela sente e mete a mão por dentro do meu short.
Está dura maninho, puxa meu short, e aperta o pinto com a mão.
É meu, diz ela a rir.
Todo teu maninha, quer brincar com ele ?
Ela ri-se das minhas palavras.
Brincar ? Eu quero é que tu meta até eu gozar feito doida.
Sua taradinha, adora pica.
Começo passar a mão na bundinha dela,dá um gemidinho e empinoa a bundinha, passo pela lateral da calcinha e passeio o dedo na rachinha dela, essa tua calcinha é muito apertada, ela ri, no momento em que eu coloco sua calcinha de lado e enfio a língua na sua racha.Dá um gritinho e força a buceta no meu rosto; começo a chupar forte, ela abre as pernas, e começa gemer alto, seu corpo treme incontrolavelmente, olho pra cima, sem tirar minha língua de dentro da buceta revira os olhos.
Ai…maninhooooo tão bommmmm…continua…continua.
Páro de chupar e reclamo de novo da calcinha apertada.
Rápida tira o sutiã e a calcinha e deita-se na cama de pernas abertas, mostra-me a bucetinha lisinha, molhada e os lábios inchados da chupada, meu pau está quase estourando de tão duro; começo a passar o pau na bucetinha.
Ela suspira o peito sobe e desce descontrolado.
Quando vou tirar o teu cabacinho ?
Quer meu cabaço seu tarado ?
Quero sim….
Hummm…
Você sem sutiã, deixa-me doido de tesão, que peitinho lisinho e durinho…
Vai chupar eles e meter no cuzinho, está a piscar de tanta tesão.
Doidona… isso é maneira de falar com teu mano?
Vá maninho deixa de conversa mole, estou com tesão, faz-me gozar
Eu então parto para cima dela, dou um beijo de lingua e de seguida começo a chupar os peitos . Ela fica louca, começa a gemer mostrando que está gostando; inclina o corpo pra trás, empina bem seus peitinhos e pede para eu chupar ela.
Baixo minha cabeça e começo a mamar os biquinhos duros, ela fica toda arrepiadinha, geme e já com a respiração ofegante. Desço minha mão aliso sua barriguinha, até chegar à bucetinha aliso aperto, passo o dedo sobre a rachinha, ela gemie, sinto a bucetinha, inchadinha, com os pelinhos ralinhos e toda molhadinha. Passo meu dedo bem no meio, tirando ele todo melado e chupo, ela me olha e sorri, mexe o corpo começa a chupa-la, uma delícia chupar e enfiar a língua entre aqueles lábios fofinhos, chupo o grelinho tão duro que parecia um piruzinho.
Quando ela está pra gozar eu meto e tiro a lingua em movimentos rápidos e goza que nem uma doida, segura com força os meus cabelos pressiona-me cabeça de encontro à xoxotinha.
Ai maninho que delicia… que bommmm…deixa estar tua cabeça aí ….deixaaaaa…
Com a cabeça apertada entre as penas dela, continuo a lamber a bucetinha, agora suavemente, a respiração dela vai-se restabelecendo e o corpo vai perdendo a excitação do gozo e fica mole até as pernas ficarem bem abertas.
Gozou bem taradinha ?
Demais…delicia…mas quero maiiissss…maiissss…
Tu vai ficar com a bucetinha ardida… juro maninha que tu vai gozar toda a noite.
Vai fazer ? Pergunta ela com os olhos a brilhar.
Vou e depois vou abrir o teu cuzinho todo….quero arregaçar o teu buraquinho.
Safado… tu quer me arrombar ?
E tu não quer ?
Queroooo…
Após descansar um pouco, vou buscar o pacote de Halls, boto na boca um Halls daquele extraforte e começo de novo a chupar ela. Ela grita de prazer. Pede pra eu não parar. De vez em quando eu páro e sopro a bucetinha dela, só pra ver ela se tremer toda.
Ahhhh….tu me mata de gozo safado…
Pára… manino tenho a buceta a arder…
.Ela puxa-me para cima dela, beija-me com violencia. Sua língua invade minha boca, fazendo movimentos de provocar um tesão louco.
Mete na minha bundinha com força… vai abre meu cuzinho safado…
Viro-a de lado e deixo que segure a minha vara e encoste no anel do rabinho,bem devagar começo a pressionar meu mastro no seu rabinho. Geme feito louca.Quando a cabeça de meu cacete entra no seu cuzinho, digo-lhe :
A cabeça já entrou. Esta gostoso?
Fiz sinal afirmativo com a cabeça.
Agora é você que vai meter na sua bucetinha e rebolar mas devagar, começa a mexer o quadril, faço movimentos de vai e vem a vara entra inteirinha no seu cu, as minhas bolas tocam sua bundinha, mordo e chupo sua orelhinha.
Tá gostando de ser arrombada?
Eu balança a cabeça em sinal afirmativo.
Pode gemer gitar…chorar…puta arrombada
Ela ama ser xingada.
Vai gostosoooooo, mete no meu cuzinho, abre ele…
Gozo loucamente, inundo seu anelzinho com minha porra quente e grossa .Ficamos unidos por mais de meia hora.
Fecho meus olhos e continuo ali sentindo o calor do cuzinho na minha vara, demora a baixar, quando tiro a vara a porra escorre do cuzinho.
Xiii…maninha… tu é mesmo arrombada.. está cheia de porra no cu.
Safado… tenho o rabo aberto..
Vá lavar…
Vou sim safado….que ainda quero mais..
Tá doida ?
Tarada quer você dizer, diz ela enquanto vai ao banheiro apertando as pernas para segurar a porra.
Quando volta deita-se junto de mim, encosta a cabeça no meu ombro e com voz melosa diz-me, maninho vá lavar o seu pinto que quero chupar.
Quando volto, está sentada na borda da cama, chega aqui diz ela baixinho.
Quer que eu chupe ?
Sim chupa…Tu gosta de piroca taradinha.
Gosto!
Encosto meu pau na boquinha dela, ela abre, e eu fmeto, fazendo a cabeça da vara entrar naquela boquinha quente e úmida.
Humm… maninha tua boca parece uma bucetinha, que boquinha gostosa, tão apertadinha…
Ela começa a lamber coloco minha mão na sua nuca, e peço pra ela chupar, enquanto faço movimentos levemente… Meu pau desliza suavemente pra dentro e pra fora daquela boquinha macia… Pego sua mão e coloco no meu saco: – Aperta maninha, fica apertando enquanto chupa meu pau.
Ela começa a massagear meu saco, abocanha o pinto e chupa do jeitinho que só minha maninha sabe , passa a língua por todo o pau e coloca na boca de novo, chupa que nem uma bezerrinha, faz-me gemer de prazer, seguro agora a cabeça com as duas mãos e puxo-a para ela engolir toda.
-Chupa taradinha, engole essa rola, ela é todinha sua safada … boqueteira…
Mama putinha…mama..
Você é putinha não é?
Sou … sou… puta…tarada…boqueteira…piranha… diz ela no intervalo de cada chupada,
Faço movimentos rápidos de vai e vem s e sinto a porra a vir.
Você quer leite putinha? Quer? então toma!
Ela abre boca e espera o leitinho, esporro-me e ela engole tudinho , porque safada nunca cospe leitinho.
(continua)

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,22 de 18 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos