Minha historia, Minha vida, tudo mudou

Há 3 meses 2 ★ 4.64

Bem vou contar para vocês a minha historia, me casei muito cedo, tinha apenas 17 anos, comecei namorar com meu marido ele tinha 22 anos, eu era muito simples, virgem, família muito tradicional, sexo eu não sabia de nada, comecei tomar ciência sobre sexo quando comecei namorar meu marido, e acabei me entregando, depois de certo tempo engravidei, para que meus pais não soubesse resolvemos nos casar.

Casamos uma situação difícil, ele no momento desempregado, fomos morar na casa da mãe dele, minha sogra, ele se empenhou trabalhou muito para a gente melhorar de vida, logo veio o filho, eu tinha que terminar meus estudos, me formei em pedagogia, ele trabalhava que nem um louco, acabamos fazendo um concurso publico e passamos, nossas vidas deu uma melhorada, em matéria de sexo, ele me ensinou tudo, fazíamos sexo anal, que ate hoje eu adoro, fazíamos de tudo, ele adora sexo, eu só conhecia ele como homem, seu pau e pequeno 16 cm, mais gostoso, sempre pronto, nos eramos felizes.

O tempo foi passando ele mesmo como funcionário publico comprou um caminhão, ai começamos a fazer planos para compra de uma casa própria, no trabalho com o caminhão ele fez amizade com um rapaz, mais novo, e por intermédio deste acabamos fazendo amizade com o pai dele, um senhor mulato, bom falante, brincalhão, onde a gente sempre estava junto num churrasco aqui , ali, ele e muito bem de vida, como a gente estava pensando comprar uma casa e faltava uma parte do dinheiro ele resolveu arriscar e pedir ao Manoel, o nome dele, que para nossa sorte emprestou.

A unica coisa que me deixava um pouco constrangida e que o Manoel me comia com os olhos, na verdade eu sou uma mulher bonita, tenho uma pernas grossas, uma bunda que é o carro forte do meu corpo, chama muito a atenção, saliente, um seios médios, sou bem chamativa mesmo, costumo usar roupas curtas, em fim, o Manoel, ficava me comendo com olhos, nas brincadeiras me abraçava, eu sentia as má intenções, mais não queria falar para meu marido.

Ate que fizemos uma reforma na casa ficou bonita, programamos um churrasco, e veio o Manoel, eu bem a vontade com um vestidinho soltinho eu percebia que o Manoel alisava a bermuda, depois de algumas cervejas comecei a ficar exitada, mais me comportei, a noite já na cama eu e meu marido eu toquei no assunto, comentei com ele, discretamente sobre o Manoel, dizendo que ele não tirava os olhos de mim, e que percebi ele alisando a bermuda, meu marido me respondeu também, tu estava gostosa de mais com aquele vestidinho, e começamos a brincar, meu marido me penetrou, e sem querer ele disse se o Manoel, meter nesta boceta ele te arromba todinha, eu então dei corda, perguntei e mesmo, porque o pau dele e grande, ele respondeu é grande e muito grosso, na bunda tu não aguentaria, e olha que ele e fanático por um cu, e se pega um cuzinho deste apertadinho vai fazer uma avaria, eu então perguntei tu acha mesmo, aquela conversa estava nos deixando loucos de tesão, ele disse eu acho, se você ver a rola dele nem vai querer transar com ele, eu respondi será, ele perguntou por que tu teria coragem, eu respondi se você deixasse pode ate ser, ele retrucou teria coragem mesmo, eu respondi que sim, e assim acabamos gozando e dormimos.

Depois de uns dias novamente toquei no assunto, perguntei do Manoel, ele respondeu, eu então perguntei tu teria coragem de deixar eu transar com o Manoel, ele me respondeu olha o Manoel nos ajudou muito, e um cara legal, ate teria, mais queria ver você chorar naquela rola, eu respondi que delicia, ele então me disse só que depois não tem xuru melas, vai ter que aguentar tudo, quer mesmo, eu respondi quero, eu já estava doidinha, o Manoel e um coroa que na época tinha uns 60 anos, forte, mulato, e assim ele disse que iria programar para ele vir em casa tomar umas e que eu me vestisse bem provocante.

Isso aconteceu numa Sexta feira a gente não trabalha Sábado, podia ficar a vontade, meu marido chegou junto com o Manoel, eu já estava toda gostosa, coloquei um vestidinho bem curto, uma calcinha fio dental, sem sutien, comecei servindo umas cervejas, meu marido comentava que o Manoel gosta de um conhaque, dizia que dar tesão, eu então fui servi um conhaque a ele, aproveitei e tomei uma talagada, meu marido aproveitou e disse assim o Manoel vai ficar tarado, eu me fiz de boba, perguntei porque, meu marido respondeu e que o Manoel disse que o conhaque da tesão, e ele vai acabar ficando de pau duro, eu dei risada, o Manoel respondeu assim nem precisa de conhaque, eu tornei a rir, e sai, meu marido então disse faz sala para o Manoel que eu vou tomar um banho rapidinho, e saiu.

Eu então perguntei para o Manoel quer outro conhaque, ele respondeu só se você me acompanhar , fui pegar o conhaque ele veio por trás de mim e disse no meu ouvido, tu quer me deixar de rola dura né, eu respondi e melhor, não é, sem eu esperar ele com a rola para fora levantou meu vestido e meteu a rola no meio das minhas pernas, nossa que rola quente, me virou e sacou um beijo na boca, de linguá que foi correspondido nossa quasse perdi o folego, ele tirou o meu vestido minha calcinha me deixou nua, me colocou sentada na mesa e começou a me chupar, nossa gozei na hora, ele veio e começou a penetrar aquele vergalhão, nossa as primeiras estocadas doeu um pouco, mais depois fui me acostumando, eu olho meu marido olhando e batendo punheta, o Manoel gozou na minha boceta sem camisinha, ficou me beijando com a rola dentro, meu marido veio por baixo o Manoel tirou a rola de dentro e meu marido chupou minha boceta e a rola do Manoel, toda melada de porra, aquilo me deu mais tesão ainda, fomos para a cama, o Manoel de rola dura novamente socou na minha boceta cavalguei na rola dele, ele demora bastante para gozar, e novamente encheu minha boceta de porra, meu marido chupou de novo, levantamos fomos tomar uma banho, e ficamos bebendo os três pelados, que maravilha, que tesão, ai foi que eu pude ver o que havia entrando em mim, era grande mesmo, e muito grossa, tem 23 cm por 10 cm que delicia.

Fomos para a cama, meu marido já tinha separado o lubrificante o Manoel começou a chupar meu cuzinho, eu fiquei com um pouco de medo, ele passou lubrificante, começou a pincelar, eu dizia vai com calma, vai devagar, sua rola e muito grossa, por varias vezes fiz ele tirar, estava doendo de mais, foi laceando alargando, ate que entrou nossa que dor, mais depois foi gostoso, só mesmo quando ele tirava tudo para fora e socava de novo doía um pouco, eu gritava, meu marido dizia isso Manoel arromba o cu desta vagabunda, desta safada, e o Manoel obedecia socava mesmo, ate que gozou dentro do meu cuzinho, que ficou arrombado mesmo, ai eu não aguentava mais.

O Manoel e insaciável, quanto mais mete mais quer meter, o pau não amolece, deitado na cama eu já exausta não aguentava mais, percebi meu marido chupando a rola do Manoel, fiz que já estava dormindo, escutei o Manoel falar vira de lado, meu marido começou a gemer eu de rabo de olho vi o Manoel com a rola todinha no cu do meu marido, meu marido gemia, pedia devagar, e o Manoel socava ate gozar no cu dele, foram tomar banho, o Manoel foi embora.

Quando meu marido chegou na cama eu estava de olho bem aberto, meu marido perguntou tu não estava dormindo, eu disse não vi tudo, ele disse amor eu posso explicar, eu respondi não precisa explicar nada, eu já sei que você gosta de tomar no cu também, ai ele confessou que já algum tempo vem dando para o Manoel, pois o Manoel havia pego o filho dele metendo no meu marido, ai acabou convencendo ele dar para ele também, estamos planejando convidar o filho do Manoel, mais como ele e mais novo eu não curto muito cara novo, mais estamos pensando, depois eu conto para vocês.

espero que tenham gostado, e um pouco longa mais tive que explicar tudo para vocês entenderem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,64 de 22 votos)
Loading...

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Muito bom seu conto . Adoraria foder com você também.

  2. Carlos

    Muito bom, adorei, nos conte mais.