Papai e Filhinha 9

Autor

Olá, meu nome é Lilica e vou continuar o relato do conto Papai e Filhinha 8
Como eu disse no conto anterior, na segunda de manha papai foi direto trabalhar, sem me procurar. Eu fiquei com vontade das brincadeiras rsrs, e esperei q a noite acontecesse algo a noite.
De manha sem duvida era melhor, pois meu irmão sempre tava dormindo. A noite tinha q esperar ele dormir. E foi isso q aconteceu.
Mudança de rotina. Meu pai chegou cedo da noite, e eu fiquei ansiosa e ate com raiva pq meu irmãozinho não dormi. A gente comeu, conversou, assistiu TV e meu pai foi pro quarto. Eu esperei um pouco, deixei meu irmão assistindo TV e fui atrás do papai. Ele tava deitado com a luz apagada e a porta aberta entrava claridade do ambiente externo. Perguntei se podia deitar com ele e ele disse q sim. Deitei de conxinha com ele e encostei minha bundinha bem no rumo do pau. Não demorou muito já senti ele duro. Nessa hora senti a mao do papai acariciando minha bunda. Agente tava debaixo do lençol, a porta continuava aberta dando vista pra o outro quarto onde estava meu irmão que estava vidrado nos desenhos. Notei q papai tava atento pois ao mínimo movimento do meu irmão ele parava com os carinhos dele e ficava quieto. Meu irmão levantou pra ir tomar água, então papai ficou quieto e eu também fingindo dormir. Quando meu irmão entrava no quarto papai começava a me bulinar rsrsr. Sem tirar minha calcinha ele passeava a mao no meu corpinho todo, na bundinha, nos peitinhos, e dava leves estocadas com o pau no meu rabinho, mas ele de cueca ainda e sempre de olho na porta.
Papai ficou nessa brincadeira até que ele arriou um pouco minha calcinha, não tirou completamente, foi so o suficiente pra ele colocar o pau entre minhas coxas. Como já disse varias vezes, eu era pequenina, magrinha, então o pau do papai me atravessava da bunda até a frente na mina bucetinha e ainda sobrava a cabeça pra cima da barriga. Aí ele ficou num vai e vem esfregando o pau por trás de mim, indo da bundinha até a ppka. Só que naquela, ele parava qando via algum movimento do meu irmão. Agente tava com o lençou cobrindo ate acima da cintura. Papi ficou me fudendo daquele jeito enquanto cheirava meu cabelo e esfragando o pau dele na minha xotinha. Ai ele levantou um pouco minha perninha e começou a socar com mais força e quando ele deslizada o pau dele ele dava uma pressionada na entradinha da minha bucetinha, mas não entrava, claro. Ele ficou me fudendo e beijando/mordendo minha orelha. A respiração dele cada vez mais forte. Então ele na agüentou e tirou uma perna da minha calcinha e veio pra cima de mim e continuou a me fuder gostoso, agora esfregando seu pau no meu grelinho. Nessa posição a gente ficava de costas pra porta, então papai ficou meio com pescoço virado olhando pra porta. Ele tava me fudendo e olhando pra porta, não olhava no meu rosto. Eu tentava ver por baixo da coberta o pau dele, mas não tinha claridade o suficiente.
E ficamos assim, papai por cima de mim com as mãos apoiadas no coxão e olhando pra porta e fudendo meu grelinho. De vez em quando ele se apoiava em apenas uma mao e com a outra ele pegava no pau e ficava pincelando a entrada da minha bucetinha, ele tava doido de tzao e queria me comer, mas a buceta bem apertada e novinha, não entrava, e ele também não forçava tanto pra não me machucar, ele fazia uma pressão e ficava fazendo movimentos em circulo com a cabeça do pau na minha entradinha. Isso tudo debaixo do lençou.
De repente ele sai de cima de mim e ajeita o pau de volta a cueca de forma rápida e voltou a posição de deitado ao meu lado fingindo dormir. Quando percebi meu irmão tava na porta chamando ele, eu continuava quietinha, mas minha calcinha tava vestida somente numa perna, mas como eu tava debaixo do lençou, meu irmão não viu nada, mesmo pq tava somente meio claro.
Papai disse pra ele não falar alto que eu tava dormindo. Meu irmão chegou perto da cama, eles conversaram um pouco e papai disse pra ele ir no banheiro fazer xixi antes de dormir, enquanto ele foi no banheiro, papai ajeitou minha calcinha e me pegou no colo e me levou pro quarto enquanto eu fingia dormir e meu irmão ia saindo do banheiro.

Bom. Nessa noite foi só o que aconteceu. Meu irmão acordado não deixou render muito rsrsr. Mas tem muito mais pra contar. Nos encontramos no próximo conto.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,39 de 31 votos)
Loading...