# #

Apanhei por culpa da minha tia, mas me vinguei dela. parte final

2450 palavras | 5 |4.17
Por

Contei que eramos todos evangelicso, fui acusado injustamente por ter pego as calcinhas usadas de minha tia, apanhei, me revoltei e me vinguei.

Continuando, após ter comido minha tia, naquela noite, e tirar varias fotos, esporrar na cara dela, deixar a buceta dela toda cheia de porra, enfim, fiz tudo o que queria, atéo cú dela eu comi. estava me sentindo, bem por tudo o que tinha feito,alem do mais por ter filmado, e poderia mostrar a alguns amigos, me vangloriar enfim, mas ja estava planejando outra, pois foi muito bom. meus pais chegaram com vários crentes, instrumentos, musicas gritos, orações, enfim tudo de crente, minhas irmãs tentaram acordar minha tia, mas não conseguiram, e continuaram o culto, eu dormi, no dia seguinte, eu eufórico, doido de vontade, olhava as fotos as filmagens me masturbava, minha tia acordou as 11:00hs, totalmente cambaleando, chamou minha mãe e disse que havia tomado um analgésico e acha que se confundiu com o remédio de minha avó, ela disse que começou com uma molesa, e nem sentiu mais nada, todos acreditaram e eu fiqeui tranquilo, os dias passaram, e duas semana depois era um feriado prolongado, sexta, sábado, domingo e segunda, os crenes combinaram de ir ao fazer uma excursão pra sede, em SP, onde sairiam na quinta e voltariam na segunda. minha tia ficou, foi minha deixa, eu ja tinha arquitetado tudo, ai perguntei a um professor que morava la perto, sobre dar remédio pra minha avó, com leite, pois ela reclamava de dor no estomago, na realidade eu estava planejando colocar no leite que minha tia tomava, o professor disse que não havia problema, ai eu resolvi colocar o pó que ja tinha preparado na caixa de leite, pois ela tomava sempre de manha e a noite, era ritual dela, ai olhei na caixa de leite, havia o suficiente pra ela tomar naquela noite, após todos terem entrado no ônibus , eu comecei a agir, esperei a noite chegar, ai eu peguei um prato de comida, esquentei, e aproveitei e coloquei o pó na caixa de leite, fui pro meu quarto, jantei, ai lavei o prato, e voltei ao meu quarto, mas a noite, ela janta, lava a louça, depois vai ver minha avó, verifica se ela estava bem, e volta, entra no quarto, e eu só ouço ela cantando musica evangélicas, aguardei e la pelas 22:40hs ela sai do quarto ,eu acompanho com a porta do meu quarto entreaberta, ela toma o leite, que enche o copo, e depois ainda coloca o que sobrou e toma, ai sai, entra no banheiro, e vai ao quarto, eu ligo no telefone, ela nem atende, pois havia uma estenção no quarto delas, ai ligo mais uma vez, ela não atende, espero alguns minutos, e entro, ela dorme, eu mexo com ela, ela não esboça nenhuma reação, eu ja vou tirando o cobertor, abro as pernas dela, beijo por fora da calcinha, ai tiro sua calcinha, e caio de boca na buceta, dou uma dobrada em seus joelhos, ela de barriga pra cima, e chupo muito aquela buceta cabeluda, sinto melando, e lambo lambo até minha lingua ficar como que assada, ai a beijo, consigo subir o vestido e deixar os seios a mostra tiro varias fotos, chupo muito, ai vou em cima dela, ela com os joelhos meio dobrados, eu meto gostoso, procuro socar até o fundo, e gozo muito, olho e vejo a porra escorrer, ai vou ao banheiro, mijo, vou a cozinha tomo agua, e volto, coloco leite condensado em sua buceta e faço minha brincadeira, lambo tudo, pego alguns bombons coloco na buceta dela, depos como, coloco meu pau eu sua boca, ai fecho pelo queixo tiro foto, parecendo que ela estava mesmo me chupando, ai viro ela de bruço, e dou uma lubrificada no pau com manteiga de cacau e meto no cú, até o fundo, e gozo gostoso, ai vou ao banheiro, levo bem meu pau, e volto, chupo muito sua buceta mais uma vez, ai vou comer algo descanço um pouco, e volto, meto gostoso, e gozo muito em sua buceta, a noite toda eu descançava, ai voltava a comia de novo, e assim se deu até as 5;00 da madruga, eu ja exausto, vesti sua roupa, tirei sua calcinha, peguei outra, a vesti ,a cobri, e sai, fui dormir, acordei as 11:30, ela acordou ao meio dia, sem enteder nada, ela sai do quarto, cambaleando e pergunta. Só esta você aqui? Eu só mexo com a cabeça afirmando, sai tonta, e me pede café, eu levo café e dou a ela, no sofá, ela fala que acha que tomou remédio de minah avó novamente, ai ficou sentada no sofá até as 13:00hs, eu sai, fui na rua, e voltei e ela la, ai perguntei se ela ja deu almoço pra vó, ela disse que não, perguntou se eu podeira ajudar ,minha avó estava no quarto com fome resmungando, eu esquentei e levei a ela, ai ela me deu os remédios dela, eu dei, e depois fui andar de bicicleta, voltei la pelas 15:00hs, minha tia estava dando café da tarde a minha avó, eu via que ela estava bem suada, mas sabia o porque, a noite eu resolvi não dar remédios a ela, pois eu havia lido que poderia dar problemas, então deixei de aquilo, na segunda feira a tarde, meus pais chegam ,ela logo vai falar pra eles o que aconteceu, que achava que havia tomado outro remédio novamente, naquela tarde, volta novamente crentes, e fazem um culto barulhento, eu no quarto só vendo as fotos, os videos, enfim, eu fiquei planejando, ja que não deu problema, achei que deveria ter feito no domingo, mas ja era, os dias passaram, no fim de semana teve uma vigília na igreja, e dessa vez minha tia foi, la ela passou mal, e a trouxeram pra casa, ai vários foram la fazer orações, os dias passaram acho que 2 semana, eu sem ter chance de fazer de novo, ai numa sexta feira, todos iriam numa vigília, no monte, e minha tia ficaria, eu ja havia planejado, mas antes de saírem, ela passou muito mal, vomitou, teve febre, minha mãe ficou em casa pra não deixa-la só e cuidar da minha avó, eu jantei, e minha mãe falou que Mirian nem quis janta, estava mal mesmo, e eu fiquei sem a buceta dela, no dia seguinte ela passando muito mal, enjoada, mas no fim do dia ficou legal, eu eu não tive chance, passou-se mais acho que duas semanas e surgil a chance, todos saíram, eu ja havia planejado tudo, as 21:00 eu ja tinha colocado o pó no leite, só estava esperando ela tomar o leite, ela foi la, tomou mais de 1 copo de leite, ai foi ver minha avó, deu os remédios pra ela, a ajeitou e saiu direto pro quarto, eu só ouvi ela dizer acho que estou passando mal, ela pega o telefone, e eu só ouço o mesmo caindo, vou ao quarto ,ver, e ela estava desmaiada, com as pernas fora da cama, eu a chamei, ela nem respondeu, mexi com ela, e ela nada, ai naeuela posição levantei seu vestido, tirei sua calcinha e ja fui de boca em sua buceta, chupei muito, a buceta as coxas, fiquei de pé, peguei suas penas e meti gostoso, gozei muito, ai coloquei ela direito na cama, a chupei mais, meti mais, filmando tudo, ai fui com o pau em sua boca, depois fui ao banheiro, descancei, e voltei, a virei de bruço e meti em seu cú, gozei gostoso, a vesti, pois escutei o barulho de carro, a cobri, e sai, mal sai, e minha mão estava chegando com várias crentes, chamaram minha tia ,tentaram acorda-la mais nada, minha mãe achou estranho, eu fingia dormir, ela me chama e pergunta se vi ela tomando algo ,eu falei que não , nem sai do quarto, ela me mandou ir dormir, eu fui, ai ouço meu pai chegnado, minhas irmãs, minha mãe conta a estranhesa de Mirian esta tão adormecida, ela achava que Mirian estava tomando de proposito, achou muito estranho o fato dela passar tão mal, enfim, todos conversaram e muitas ideias saíram, no dia seguinte, ela acorda as 14:00hs totalmente tonta, parecendo bêbada, todos acharam estranho e a levaram ao hospital, eu nem me preocupava só me vangloriava, ai voltam a noite, e ela ficou internada, pois estava intoxicada, ai minha mãe falou, com minhas irmãs, Ela esta gravida, talvez seja por isso que esteja tentando se matar, sei la, eu ouvi, mas nem liguei, fui pro meu quarto e fui ver video porno, cheirar a calcinha dela, me masturbar, enfim na segunda feira, eu falei com um amigo que tinha comido uma mulher mais velha, todos me zuaram, mas eu falei e a professora escutou, ai depois veio me perguntar, Oi, tudo bem, quero saber, que historia é essa rapaz, é verdade mesmo, com quem voce esta se envolvendo, sua mãe seus pais sabem? Você é um bom aluno, não quero que voce se envolva com encrenca, eu fiquei com receio de mostrar os videos a meus amigos, pois poderia vazar e eu me daria mal, a professora ficou na minha cola, me perguntou varias vezes, ate que eu falei que era com uma mulher de 28 anos, no caso a idade da minha tia, ela falou, Mas voce só tem 14 anos, não acha que é muito cedo, olha tenha cuidado, o que essa mulher tem na cabeça namorar com uma garoto, quem é eu conheço?, Eu disse que não. mas ela falou, olha se precisar conversar estou aqui pra isso, cuidado, não vai engravida-la, use camisinha, meu Deus que loucura, tome cuidado. e falou muitas outras coisas, eu voltei pra casa, e me dei conta. Caramba, ela ta gravida, puts, fudel, o que foi que eu fiz? Fiquei com o cú na mão, mas falei, bom não ha como alguém saber, sera que vão desconfiar de mim? pensei e fiquei tranquilo, ai minha tia foi trazida pra casa, e chorando muito falou que nunca se envolveu com ninguém, vários crentes la, um pastor perguntando quem era, alguém disse que teve uma revelação sobre ela estar gravida, e bla bla bla. mas ela chorava muito, passaram alguns dias ela foi levada varias vezes ao hospital, passssando mal, e varias confirmações da gravides, enfim, ela engordando, chorando todos os dias, a professora perguntava sempre quem era a mulher, e numa reunião de pais e mestres, ela falou com minha mãe, toda a conversa que ela ouviu quando falei a uma amigo que estava comendo uma mulher de 28 anos, minha mãe chegou em casa e ja foi me perguntando, eu neguei tudo, falei que tudo era mentira, meu pai me perguntou também eu neguei, e os dias passando, minha tia barriguda, chorosa, sem saber o que aconteceu, foi quando uma irmã da igreja disse que me viu com um celular na escola, eu cheguei em casa e minha mãe ja foi verificando tudo, perguntou de quem era o celular, eu disse que era de um amigo, ela parecia ter se convencido, mas a noite eu la olhando os videos que havia feito, e colocando alguns no e-mail pois alguém poderia descobrir, e também pra eu não perder, mas a internet do vizinho estava lenta demais, e demorou muito, coloquei varias fotos, e alguns videos, mas outros estavam demorando, e eu fui colocando aos poucos, ai foi quando meu pai pediu ajuda pra levar Mirian ao hospital, eu ajudei a colocar ela dentro do carro, meu pai pediu pra eu ir junto, eu fui, estava com o celular no bolso, ai no hospital, ajudei a leva-la pra dentro, ai chegou uma irma com o filhos machucado, minha tia ja na sala do médico meu pai pediu pra eu ajudar a irmã, eu fui, ajudei ela a tirar o filho machucado do carro, e a levar pra dentro, só que no trajeto algo aconteceu, meu celular caiu e eu não percebi, ai esperei minha tia que estava chorando muito se lliberada, quando ela foi liberada, o médico falando pra ela que tudo daria certo, enfim fomos pra casa e quando cheguei la, cade o celular, putz, fudeu, se alguém achar, e se me reconhecer, la todos conhecem a gente, fudeu, fique desesperado, disse a meu pai que tinha perdito minha carteira la, ele falou, que estava vazio la, só tinha conhecidos, alguém acharia e devolveria, mandou eu ir dormir, eu fiquei desesperado, pensei em cvarias coisas, mas ai fui dormir, no dia seguinte, meus pais saíram juntos, eu levanei tomei café, a minha mãe volta, ai ja veio me batendo, Endemoniado, foi voce, o que fez com tua tia, teu pai vai te matar, que Jesus tenha pena de tu, estuprou tua propria tia, foi voce que deu remédio a ela, ai ja chamou minha tia, mostrou o celular, com o videos mais picante, e varias fotos, ela é a de 28 anos né, eu sai correndo, sem rumo, nem sabia pra onde ia, mas sai, andei muito, desesperado, a tarde caiu, eu comi lanches com alguns trocados que tinha, a noite chegou eu sem saber o que fazer, passei varias vezes pela escola, passei perto de casa, me afastei, depois voltei, fiquei sem rumo, até que alguns irmãos viram eu andando, alguns foram me agarraram eu tentei escapar, mas não deixaram, me levaram pra casa, meu pai estava chorando, nem me bater ele quis, eu falei, agora podem me acusar pois foi eu mesmo, foda-se. e me tranquei no quarto, bateram na porta, eu nã oabri, desistiram, varias pessoas la, a policia foi chamada, queriam me levar pra fundação casa, minha mãe foi a única que não concordou, foi um bafafá, mas enfim convenceram minha mãe e eu fui mandado pra fundação casa, fiquei na parte de abrigo deles, onde ficavam garotos sem pai ou mãe, abandonados, e sai com a maioridade, mas nem voltei mais em casa, hj moro numa chácara onde sou o caseiro, ganho uma salario e sou registrado, além de fazer alguns serviços por fora, meu filho deve estar com uns 4 anos, nunca liguei, acho que se tiver coragem qualquer dia faço isso, é totalmente verídico, trágico, mas enfim aconteceu.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 18 votos)

Por # #

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rotulo

    Legal cara, mas na boa, é triste hein? fica como se fosse mais um drama do que conto erótico, mas acontece. muito, voce não é o primeiro nem o ultimo.

  • Responder Bacana

    Cara na boa, que historia do caralho, mas se for verdade mesmo, é uma barra, cara ter um filho da propria tia, ter perdido o contato com a família, é foda, mas enfim acontece, eu também tive problema com parentes evangélicos, inventaram mentiras sobre, mim, eu também me revoltei, e cheguei a comer minha prima crene, é claro que ela quis também, mas deu problema. força mano. tudo vai dar certo.

  • Responder Ruan

    Chato

  • Responder W.G.

    Esse conto é antigo.

  • Responder Paparabus

    Que história cara .Boa sorte na vida.