Brigou e se arrependeu

Autor

Olá a todos vocês que são como eu viciados em sexo, bom todos contos que escrevo são reais e aconteceram comigo, mas vamos lá .
Meu apelido é Degeh, tenho 20 anos, sou moreno, tenho 1,70 de altura, cabelos sempre cortados e sempre uso boné pois meu cabelo é ruim , tenho 60 quilos e sou casado. Bom como todos sabem no casamento não é igual todos os acham que terá sexo todo dia e que sempre a mulher vai dar atenção a ele e é aí que começa minha história.
Sempre fui um cara que gosta de estar junto ficar agarrado, e faço de tudo pra ficar perto mas minha mulher é daquelas que prefere sempre evitar dando desculpa indo a mãe dela e indo a vizinha coisa que sempre odiei pois casei pra ficar perto da pessoa, e isso é um motivo de briga constante em casa. Sempre fui galinha solteiro e quando me casei ela sabia disso e sempre tocava na minha cara e isso foi desgastando a relação pois pedia pra ela ficar perto e me dar carinho pois se casei era pra ela ficar perto se fosse pra agir como solteira era melhor ela ser solteira e largar o casamento. Sempre avisei a ela que iria acabar arrumando alguém que daria pra mim todo dia e faria coisas que ela não faz e ela ria e dizia que não teria coragem de fazer isso pois sempre dizia que amava, mas….Dessa a vez resolvi tentar e comecei a entrar em grupos de solteiro de campo grande MS no Facebook e achei Joyce uma morena de 1,63 de altura seios médios cabelo liso e uma bunda enorme.
Todo dia eu conversava com Joyce pelo face até que em um dia começamos a falar assuntos picante que me excitava muito, aquilo era prazeroso e apesar de estar casado comecei a desejar aquela mulher que passava os dias falando comigo pelo aplicativo, marcamos de se ver em um parque público no qual quando chega a noite muitas partes ficam totalmente escuras e foi nesse parque onde tudo aconteceu.
No horário marcado lá estava eu com roupa de futebol e uma chuteira de futsal pra não levantar suspeitas de amigos da minha esposa e quando vejo Joyce vindo em minha direção com uma saia preta que realça sua bunda uma camisa vermelha pequena toda perfumada fico louco de ansiedade pra dar um bj naquela boca q tanto desejei, ficamos conversando algum tempo até de repente saiu um bj não aqueles caprichado mas sim inesperado depois ficamos envergonhados e quase sem fala de tanta vergonha o tempo foi passando e pra quebrar o gelo falei:
– sua boca é uma delícia e vc está radiante e bem perfumada igual eu imaginava. Ela ainda meio tímida agradeceu e disse q gostou do bj. Aquilo foi algo q me fez dar um bj agora longo e mais excitante, eu a beijava e com minhas mãos passeava em seu lindo corpo.
Resolvemos ir à um lugar mais escuro e tomados pela aquela loucura de momento começamos a se pegar ela ofegante pelos beijos longo dizia q isso era loucura, o clima foi ficando mais quente e quando dei por mim já estava com a boca nos seus seios, nossa e q seios lindos mamava um segurando o outro toda hr alternava um e outro aquilo fazia com que ela gemesse baixinho dizendo: vai chupá ele, chupá gostoso quero ver sua boca babando eles todinho. E isto me deixava com mais tesão e pouco a pouco deslizava minha mão em cima da sua bucetinha por cima da calcinha. Tirei minha camisa estiquei no chão e a fiz ficar em cima dela com as pernas abertas, ela rapidamente ficou abriu bem as pernas e eu mais que se presa coloquei sua calcinha de lado e cai de boca naquela xoxota maravilhosa sem pelos e q delicia era chupá aquilo, fiquei um bom tempo chutando até a ela começou a tremer e gemer mais alto, aquela putinha estava gozando em minha boca nossa q delicia era aquele mel esperei ela se recompor e disse:
– nossa q delicia sentir seu gosto em minha língua. E ela falou :
_ agora e minha vez de sentir vc
Então ficou de joelhos em cima da minha camisa abaixou meu short de futebol junto com a cueca e passou a língua na cabeça da minha rola
– isso putinha chupá seu macho chupá tudo
Nossa isso parece q mostrou o lado dela q em nossa conversa no face ela não tinha me mostrado. Ela chupava, lambia da cabeça até a base e eu me segurava pra não gozar em sua boca, a cada chupuda eu ficava alucinado naquela boca macia.coloquei meu short do lado da camisa ela se deitou abriu as pernas e comecei a entroduzir lentamente cada pedaço do meu penis fazendo a gemer comecei a bombar naquela xotinha gostosa arrancando gemidos daquela safada a putinha ainda pedia com mais força trocamos de posição ela veio por cima e começou a rebolar e eu agora só chupando seus peitos até q ela gozou novamente mas dessa vez em cima da minha rola já não aguentava mais de tesão e perguntei aonde ela queria q eu gozasse e ela disse q dentro da sua bucetinha então coloquei ela de quatro chupei mais um pouco aquela bucetinha deliciosa e coloquei dessa vez tudo de uma vez só fazendo ela delirar, a cada estocada dava um tapa em sua bunda e com a outra mão puxava seu cabelo depois de uns 10 minutos assim anunciei q iria gozar e ela falou pra mim gozar junto com ela, dei mais umas bombada e gozei junto com ela ainda fiquei com meu pinto em sua xana até ele amolecer depois levantei ela é a beijei num Beijo cheio de desejo nos vestimos e saímos dali, fui pra casa e dias depois minha esposa soube da traição e acabamos brigando.
Hoje minha esposa faz de tudo na cama e eu não procuro outra pessoa pra tranzar comente ai se gostaram ou não, caso gostem escreverei outras coisas q aconteceram comigo aos 16 anos

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,00 de 1 votos)
Loading...