#

Flagrei Meu Filho Comendo o Amiguinho… Comi os Dois

1840 palavras | 22 |3.90
Por

A cena era a seguinte:
Meu filho de 12 anos deitado com a cueca no meio das coxas, e embaixo dele seu melhor amigo de 11 anos com o shortes e cueca abaixados até aparecer seu cuzinho, amvos deitados em minha cama… Meu filho com seu pintinho de uns 11CM enterrado no reto do seu amiguinho, que reclamava pra ele ir logo, pois eu poderia chegar, e pegar os dois.
Meu filho também reclamava pra o amigo abaixar a roupa até os juelhos, o que não era atendido pelo coleguinha… Vozes gemidas, e aquele barulho característico de piroca entrando no cú de um viadinho.

Isso… Eles estavam fazendo sexo…

Na hora eu pensei em dar uma surra nos dois, pois se fizesse isso, garanto que a mãe do moleque não reclamaria, pois ela era mãe solteira, inclusive já tinha comido ela uma vez em que fui levar o moleque em casa, mas não foi isso que fiz…

Eu sou adebto de qualquer tipo de putaria… Não tenho preconceito algum… Como mulher, homem, parente, aderente e afins.

Sou separado de minha ex-mulher desde que meu filho tem 06 anos, mas de vez enquando fodo ela, que já tá casada com outro a uns 3 anos… Hoje fazemos todo tipo de putaria… Como o cú dela, já trepei com ela na casa dela com o corno dormindo no sofá, e nosso filho dormindo no carro, isso aconteceu na garagem.

Mas vamos aos acontecimentos…

Falei em tom sério:
Bonito isso que vocês ficam fazendo né?

Os meninos pularam da cama em uma velocidade que nem eu mesmo consegui ver… Quando dei por mim, eles estavam em pé já vestidos na minha frente chorando convulsivamente…

Mandei os dois me esperarem na cozinha, que eu já ia conversar com eles, e mandei eles calarem a boca, pois não tinha batido neles, e eles não tinham motivos pra chorarem ainda…

Fiquei pensando o que faria… O que diria…

Na hora me veio uma excitação que nunca havia tido… Na minha época de moleque tinha feito muita putaria com os meninos da minha rua, meus primos e amiguinhos da escola… Comia os cuzinhos, e também dava o meu… Mas comia mais do que dava…
Então fui ao encontro deles na cozinha sem saber o que ia acontecer…

Chegando lá os dois estavam sentados de cabeça baixa um de frente para o outro… Ao me ver começaram a chorar novamente… E eu dei um murro forte na mesa e mandei eles pararem com aquilo. Os dois arregalaram os olhos, e ficaram sem sangue nos lábios com o susto.

Sentei na ponta da mesa, de modo que eles ficavam ao meu lado… Mandei eles olharem pra mim, sem baixar as cabeças, no que fui atendido… Dos seus olhos saiam muita lagrima, o que me deu pena naquele instante…
Com a voz séria falei assim:

Vamos conversar como homens ok? E tudo que eu perguntar vocês vão me responder sem mentir, chorar ou tentar me enrolar certo?
Os dois mudos só balançaram as cabeças dizendo sim…

Então perguntei a Lucas, que é o nome do amiguinho do meu Fernando: Luquinhas a quanto tempo vocês fazem isso? Ele ficou calado com os olhinhos azuis arregalados pra mim… E eu me aproximo dele e pergunto novamente… Luquinhas… A quanto tempo vocês fazem isso? Ele falou:
“Desde o natal do ano passado”.
Meu filho quis começar a chorar novamente… Olho sério pra ele que engole o choro…
Pergunto a meu filho: Fernando, vocês fazem isso toda tarde quando vocês estão sós aqui em casa?
Ele fala:
“Quase todo dia pai… Mas…”.
Interrompo ele fazendo sinal de silencio…
Pergunto: Luquinhas só você dá a bunda, ou você mete também no Fernando?
Ele responde:
“A gente faz as duas coisas, mas o Fernando mete mais nemin do que eu nele.”
Então mando ele se levantar, arrodear a mesa e ficar em pé perto do Fernando… Ele não entende nada, mas me obedece…
Pergunto a Fernando: Você já goza?
Ele engole seco, e me responde:
“Goso, mas só sai uma aguinha rala, não é como teu leite que é bem branco e cremoso”.
Então pergunto a ele: E como é que você sabe que eu gozo branco e cremoso?
Fernando responde:
“Ouvi minha mãe falando com a mãe do Luquinha que você tinha Goza de Cavalo, que era muito branca e cremosa.”..

Dou um sorrisinho sacana, e mando com um tom de ordem:
Lucas… (Eu o chamava sempre de Luquinha), Baixa o shorte e a cueca até os juelhos… Ele quis protestar, mas dei um tapa na coxa dele pra deixar bem claro que ali eu mandava… O moleque muito assustado e tremendo muito abaixa o shorte e a cueca até os juelhos, e bota a mãozinha no pintinho com vergonha, e dou outro tapa dessa vez na mão que cobria o bilauzinho… Ele entendeu…
Falo pra fernando também ficar em pé e tirar a cueca, pois Fernando enquanto tava em casa só ficava de cueca, e só vestia roupa quando tinha gente estranha.
Ele faz o que eu mando, e ficam em pé um de frente pra o outro de cabeça baixa.

Então ordeno: Fernando chupa a piroca do Luquinha…
Meu filho não acredita no que tava acontecendo, nem seu coleguinha…
Eu falo: Você tá surdo garoto? Chupa a piroca do Luquinha agora seu porra…
Ele se agacha e coloca aquela piroquinha de uns 9CM na boca… Mas o pintinho do moleque não endurecia nem a pau… Acho que por medo… Então mando Fernando… Mete um dedo no cú dele… Meu filho colocou o dedo na boca pra molhar com sua saliva, e enfia o dedo indicador no furinho do moleque…
Achei bonitinho ele ter molhado o dedo pra não machucar o amiguinho… Na hora que meu filho colocou o dedo no bumbum do amigo, seu pintinho endureceu ao mesmo tempo, o que me fez fazer o seguinte comentário: Nossa Luquinha… Como você tem tezão no cú moleque… Depois de uns 2 minutos chupando, mando agora Luquinha você chupa a piroca do Fernando…
Então eles trocam de posição…
Uns dois minutos depois mando: Fernando mete a piroca no Luquinha… Luquinha fica em pé de costas pra meu filho, que bate de leve na bunda do colega, em um sinal pra ele abrir as bandinhas… O moleque entendeu, e abriu as duas bandas, e empina o bumbum pra tras…
Fernando enfia a piroca inteira no cú do amigo, o que provoca um gemido de prazer nos dois ao mesmo tempo… Então mando: Fernando come ele agora…
Meu filho começa a meter com força no cú do colega, o que faz os dois gemerem ao mesmo tempo de tezão…
Fernando coloca as duas mãos no quadril de Luquinha e mete fundo e forte, acho que na tentativa de me provar que ele não era o viadinho da história…
Em menos de 5 minutos Fernando gozou sua aguinha como ele chamava no cuzinho do moleque… Luquinha geme mais alto…
E eu olho satisfeito com eles… Puxo Luquinhas pra mim, e dou um beijo de língua nele, que desaba no meu colo e nos meus braços… Coloco a mão de Fernando no meu pau, que aperta com tezão, mesmo depois de ter gozado…
Coloco meu dedo no buraquinho de Luquinha melado com a porrinha do meu filho e mando ele subir na mesa, pois eu também ia brincar com o cuzinho dele… Os dois riem sacana, e Luquinha sobe na mesa, e fica com as perninhas penduradas, e a bundinha no ponto pra ser enrabado… Tiro minhas roupas, e coloco pra fora meu pau de 17CM razoavelmente grosso, e mando: Fernando Me chupa…
Meu filho começa a chupar, e eu boto meu dedo melado com a saliva de Luquinha no cuzinho do meu filho, e fico massageando a entradinha dele, o que faz com que ele comece a gemer…

Tiro da boca do Meu filho e começo a brincar com o meu pau no reguinho de Luquinha, esfregando pra cima e pra baixo…
E paro bem na olhota do menino…
Começo a fazer pressão com minha rola, e Luquinha começa a querer reclamar:
“Aiiii Tio… Para que tá doendo”…
Falo pra ele que não vou parar, e que se ele aguentou a piroca do filho, vai ter que aguentar a rola do pai…
O moleque quis reclamar, mas dou um tapa forte na bunda dele que ficou meus 5 dedos, e ele entende…
Dou mais uma forçada e entra a cabeça, o que faz Luquinha dar um berro, que até hoje não sei como quem passava na rua não ouviu… Então mando Fernando subir na mesa, e botar a piroca na boca dele… Em mais uma estocada enfio tudo… Lucas começou a chorar e soluçar, mas já era… As preguinhas dele já tinham ido pra o espaço…
Depois de uns 5 minutos, Luquinha não chorava mais, e já chupava o pinto de Fernando… Então percebi que ele já havia se acostumado, então comecei um vai e vem de vagar, e depois de ums 10 minutos assim Luquinha já rebolava e gemia com o pirú de Fernando na boca, e o meu pau no cú… Depois de mais uns 15 minutos comendo o menino eu gozo uma quantidade de porra que nunca tinha gozado nos meus 38 anos…
Era tanta porra que escorria pelas pernas de Luquinha e caia melando o chão da nossa cozinha…
Então retiro meu pau de dentro do reto do garoto, e percebo que saia muita porra, um pouco de sangue, e meu pau tava melado de fezes… Mas não era pra menos… Havia tirado as preguinhas de um moleque de 11 anos.
Mando Luquinha ir pra o banheiro tomar um banho, e o moleque vai ainda andando com as pernas abertas e bambas…
Pucho Fernando pra meu colo, o colocando sentado de frente pra mim, o que fez com que nossos pintos se relassem… Então nos encarando por uns 30 segundos, nos beijamos loucamente…
Ao sair do Banheiro, Luquinhas reclama que seu bumbum como ele chamava tava doendo muito…
Fui até a farmacinha e pego um tubo de xilocaína, coloco a metade dentro do cú do moleque, e falo assim:
Não comente nada, pois você já sabe o que vai acontecer com você não é? Ele só balançou a cabeça afirmativamente, e falou que já ia…
Bom pessoal… Essa é a primeira de 3 partes… Na próxima vou contar como Comi meu filho, como Comi os dois juntos, e como estamos hoje 3 anos depois…
Comentem se querem que eu continue, pois vou saber se querem saber como foi o resto da coisa toda…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,90 de 40 votos)

Por #

22 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Zileno César

    Porque você nao continua a historia de vocês tres é tão gostotoso de le. Continua!

  • Responder Rola gostosa

    Wanessa tenho uma mamadeira grossa pra vc mamar com gosto até bebê leite quente e cremoso chama lá [email protected]

  • Responder PapaiSabeTudo

    Já que come o cuzinho do seu próprio filho,por que não deixa a bixa velha do teu pai comer o seu?

  • Responder Zileno César

    Continua que essa história é muito boa amei ela

  • Responder Tia safada

    Eu quero saber mais.

  • Responder Putinho13

    Não sabe fazer conto que preste!

  • Responder fabio

    Que nojo

    • Ramon

      Credo vira homem porra vai comer o cu do seu pai

  • Responder Junior

    Nojento, Isso é crime. Pedofilia.

  • Responder Ronaldo B

    Continua por favor, muito tesão.

  • Responder Admirador do Amor

    Eu quero continuação.
    Eu amo a relação pai e filhos assim
    e tirou o premio maior arrumando dos moleques lindos e tesudos cheios de vontade de trepar!

  • Responder TARADO POR

    isso que trepada gostosa..macho mandando ver nos lekim..que gosta muito…fode mesmo…

  • Responder Anônimo

    [email protected] gmail.com sou novim

  • Responder John Deere,Matador de Veados

    Haa veado,pelo estilo da escrita,você é o mesmo que escreveu o conto “Vilmar,só conheço um!”,que não passa dum puta dum veado,baitola,homossexual que nem você!

  • Responder Igor Piroca

    Mt bom… So faltou mais detalhes como o tamanho dos pintinhos, cmm e o cuzinhos deles e cor de pele, cabelo etc… Fala tb do cheiro dos cuzinhos e rolinhas deles que e mt bom pra gozar…

  • Responder Antonio

    Parabéns ótimo conto continua tbm brinco com o meu filho ele tem 11 anos se quiser conversar comigo meu e-mail é [email protected]

    • Procurando um papai

      Me chama lá no meu email:[email protected]
      Vamos fazer uma putaria gostosa

    • Anonimo

      Conta como é

    • Wanessa

      Queria ser o seu filinho para você me dar de mamar

  • Responder Benjamim Pasmanther

    Que tranza gostosa quero mais
    Continua…..

  • Responder Gostoso João

    Continuar, é tudo que eu mais quero ? ? Conto delicioso cara, gozei bastante aqui só imaginando tudo, queria estar no lugar do Luquinhas dando pra você e pro seu filho ? Delícia de conto, particularmente eu amei ❤️ Não vejo a hora de ler a continuação.

  • Responder Daniel Coimbra

    Por favor, continua. Quero saber mais. Muito tesão nessa história.