Fui Comido pelo meu Primão

Há 2 anos 2 ★ 5.00

Olá, este relato aconteceu quando eu era criança. Apesar da pouca idade eu já tinha uma bundinha bem empinada e que chamava a atenção dos outros garotos. Sou o mais novo de três irmãos. Nesta época meu irmão mais velho tinha 15 anos, o do meio 12 e eu 8 anos e morávamos em uma casa onde tinha um bar embaixo que pertencia a nossa família. Meu pai e minha mãe todas as noites iam para o bar trabalhar e eu e meus irmãos ficávamos em casa. Meu primo Márcio que na época tinha 15 anos e era da idade passou a visitar nossa casa todas as noites, sempre com a desculpa de bater papo pois ele só tem irmãs e sentia falta de conversar com meninos. N a nossa casa havia um sofá grande e dois pequenos onde só cabia uma pessoa em cada. Como sempre ficávamos vendo TV a noite, meu irmão mais velho que era muito espaçoso, deitava no sofá maior e eu e o outro do meio nos dois sofás pequenos. Com as visitas constantes do meu primo Márcio à nossa casa, o mais fácil seria que meu irmão cedesse lugar para ele no sofá maior, mas o próprio Márcio sempre dizia que não era pra ele se incomodar e que como eu era pequeno, caberia eu e ele em um dos sofás pequenos. Naquela época se usava muito shorts de nylon daqueles bem finos, tipo de jogador de futebol e com o passar do tempo comecei a notar que Márcio sempre se encostava em mim. Eu podia sentir suas pernas embaixo da minha bundinha. Até que um dia fiquei numa posição virado pra TV e com a bunda empinada para o lado dele, foi então que ele encostou o pau já duro na minha bunda. Eu logo percebi suas intenções mas fingi que não estava sentindo nada pra que ele continuasse, mas no fundo eu estava gostando de tudo aquilo. Pelo volume que encostava em mim dava pra ver que era uma pica descomunal. Márcio passou muitos dias nessa situação de ficar me encoxando e nunca tinha condições de ir mais além porque sempre tinha outras pessoas perto e fazia tudo de maneira muito discreta para que meus irmão não percebessem. Até que um dia caiu uma chuva forte e ele teve que dormir na nossa casa. Nós dividíamos quarto, eu e meus irmãos, então só haviam três camas. Minha mãe então colocou Márcio pra dormir no sofá da sala. Quando acordei no meio da noite para ir ao banheiro e passei pela sala vi que ele estava acordado e ele me disse que não estava conseguindo dormir direito no sofá e perguntou se eu poderia ficar ali um pouco com ele até lhe dar sono. Eu disse que sim, e ele me pediu para deitar um pouco com ele. Fiquei com medo, afinal, minha mãe ou meus irmãos poderiam ver e achar estranho pois era uma família conservadora. Mas ele me disse algo que me fez perder o medo. Da sala ele ouvia o ronco dos meus irmãos e a porta do quarto dos meus pais estava fechada, se abrisse daria tempo da gente dizer que eu estava indo ao banheiro. Então aceitei me deitar com ele. Márcio era muito safado e assim que me deitei ele disse que estava com frio devido à chuva e me pediu pra me abraçar. Eu deixei e assim que ele me encoxou por trás já pude sentir sua rola crescendo como ele sempre fazia comigo, só que dessa vez ele colocou pra fora e enfiou entre minhas pernas e disse que ela estava fria e que assim não conseguiria dormir. Mas eu já havia sacado suas intenções e deixei rolar por que afinal eu estava adorando tudo aquilo. Então de repente ele colocou a cabeça daquele cacetão na portinha do meu cu e disse que se fizesse movimentos de vai e vem esquentaria mais rápido. Eu fui deixando ele se aproveitar até que senti aquele leite grosso e quentinho escorrendo no meu rabinho. Naquele dia não houve penetração, acho que pelo medo dos meus pais, mas depois eu conto o dia que Márcio me levou em cima do pé de mangas na casa dele e me fez bater uma punheta e chupar seu cacete.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Sidarta

    Quem não tem uma história de tesão com primo…continue!

  2. W.G.

    Gostei….Continua