# #

Vizinho Nigeriano dos meus sonhos

3584 palavras | 2 |4.83
Por

Logo reparei um enorme volume balançando em seu short, ele sorrindo com certeza sabia que Eu estava olhando para seu enorme pauzão ainda mole.

Como todos os meus leitores sabem, sou da Zona Norte do Rio de Janeiro e nunca passou pela minha cabeça acontecer o que vou relatar nesse conto.
Como de costume Eu acordei, fui no banheiro, soltei o barro, escovei os dentes, tomei banho e sai de toalha enrolada na cintura, chegando no quarto tirei a toalha e joguei em cima da cama, abri a gaveta do armário e peguei uma cueca branca tipo box só que curta e bem apertadinha, como estava do lado da cama que tinha uma janela, não me preocupei de ficar com a bunda a mostra já que os apartamentos do lado e de cima onde Eu residia que tinham vista para a cama estavam vazios, era o que Eu pensava, acabei de me vestir e quando olhei para cima, tinha um negão enorme, fortão que chamou logo minha atenção, principalmente por seu porte enorme tipo de segurança na janela, como não sabia se ele tinha chegado naquela hora ou antes e ter visto tudo, fiz que não era comigo e falei:
– Bom Dia, não sabia que esse apartamento já tinha sido ocupado, se você for o proprietário seja bem vindo, caso precise de alguma coisa estarei a seu dispor no que estiver ao meu alcance!
Ele respondeu:
– Bom dia, já fiz o meu café da manhã, imagino que você ainda não tenha tomado o seu, se você quiser pode subir que aqui tem para dois, e podemos conversar melhor.
Sorrindo safadamente.
Eu não poderia perder essa oportunidade e respondi:
– Já ia sair para comprar o meu café mas vou aceitar seu convite, depois te dou a forra!
Então subi e encontrei ele me esperando com a porta de seu apartamento aberta quando sai do elevador, entrei em seu apartamento e nos apresentamos,
Logo reparei um enorme volume balançando em seu short, ele sorrindo com certeza sabia que Eu estava olhando para seu enorme pauzão ainda mole.
Tomamos o café e ficamos conversando por umas duas horas, um detalhe que me chamou a atenção foi o apartamento novinho e totalmente mobiliado, então perguntei:
– Essa TV gigante já estava no Apartamento?
Ele respondeu:
– Os móveis já estavam aqui, mas a TV foi instalada ontem!
Eu não queria ainda entrar no assunto se ele tinha visto minha bunda ou não, iria depender dele me falar e entrar no assunto, então ele ligou a TV e tinha um filme pornô pausado na seleção, que provavelmente ele estava vendo ontem a noite ou hoje de manhã, então ele disse:
– Estava vendo esse filme!
E deu play.
Na cena tinha um negão que estava metendo devagar no cuzinho de uma novinha.
E continuou falando:
– Escutei o som de uma janela abrindo e fui olhar, como dava para ver uma cama daqui de cima, achei que tinha uma vizinha gostosa mas acabei vendo você chegando de toalha, tirando e pegando roupas na gaveta com sua bundinha gostosa e linda a mostra, ficou mais gostosa ainda com aquela cueca branca apertadinha que você vestiu.
Eu sorri meio encabulado e disse:
– Não sabia se você tinha chegado na janela antes de Eu ter me vestido, ou se tinha visto minha bunda, agora descobri!
Como Eu estava sentado ao seu lado no sofá, não falei mais nada, levantei e me posicionei de joelhos entre suas enormes pernas musculosas, puxei e tirei seu short, ele estava sem cueca e segurei em seu enorme Pauzão preto, grossão, que mole tinham mais de 16 centímetros, abocanhei a cabeçona e comecei a mamar já deixando ela dura, e também fiquei admirando seu enorme saco com duas bolas grandes e também pretas, fiquei chupando, dando linguadas em suas bolas e não tive coragem de perguntar o tamanho, então ele disse:
– Tenho lubrificante e xilocaína, sei que vai ser difícil para você!
Eu não disse nada e continuei mamando aquele pauzão preto como um bezerro.
Ele começou a gemer dizendo:
– Assim vou gozar logo, você sabe chupar gostoso… gemendo…
Mas ele não queria gozar em minha boca e sim dentro de mim, se levantou, tirou minha bermuda e apertou minha bunda, Eu ainda estava de cueca branca, me agarrou e ficou me sarrando por trás dizendo:
– Que bunda gostosa você tem, você vai me dar ela?
Eu respondi gemendo:
– Já é sua!
Tirou minha cueca e me posicionou de quatro no sofá, Eu me arreganhei e ele enfiou sua enorme língua em minha flor me fazendo gemer e rebolar, com isso ele já estava me preparando e me lubrificando com sua saliva, em seguida tentou enfiar seu enorme dedo praticamente me estuprando com seu dedo grosso, como não estava bem lubrificada, minha flor resistiu, não deixou seu enorme dedo entrar.
Obs. Homens altos e grandes geralmente tem dedos grossos e deliciosos, são um aviso do que tem dentro da cueca.
Nisso ele disse:
– Sua flor linda é uma verdadeira Cuceta, já está toda deflorada, acho que você já está acostumado com pauzões!
Eu rebolando disse gemendo:
– Mete logo seu pauzão preto enorme em mim, quero sentir logo ele pulsando e me enchendo com todo seu leite..
Então ele disse:
– Vou passar xilocaína para adormecer seu cuzinho, não quero te machucar!
Eu respondi:
– Não precisa use só o lubrificante, gosto de sentir a dor e o tesão da penetração e do alargamento das minhas Esfíncter’s e faz tempo que Eu estava procurando um negão ativo como você com quase 2 metros, é tudo de bom para um cara de 1,70 metros passivo.
E me arreganhei mais e me abri ao máximo para ele oferecendo o meu anel que ainda estava com cheiro de sabonete, indicando que meu cuzinho já era dele, que logo pôs a língua novamente, lambendo, chupando e forçando a entrada, quando disse:
– Que cuzinho cheiroso e gostoso, deve estar apertadinho!
Eu respondi gemendo:
– E existe cuzinho largo para o tamanho de seu pauzão preto?
E novamente tentou enfiar seu dedo grosso que me penetrou um pouco mas com dificuldade, para tentar facilitar a entrada de seu dedo, ele primeiramente tentou molhar mais com saliva e com a língua, recolocando o dedo que dessa vez entrou todo, eu já estava mais relaxado e gemendo de prazer, então ele enfiou dois dedos, senti uma leve dor e pedi para ele tomar cuidado para não me machucar, ele tirou e usou um pouco de lubrificante e foi massageando e forçando a entrada lentamente até que relaxei mais e ne arreganhei rebolando, deixando os dedos grossos dele entrar e brincar a vontade dentro de meu anel.
O safado era bom em dar prazer e começou a massagear minha próstata como um especialista e quando Eu comecei a rebolar mais e gemer gostoso disse:
– Assim vou gozar só com seus dedos..
Ele respondeu:
– Não goze agora, que depois você vai até pedir para eu não tirar mais, quando meu Pauzão preto entrar todo em você!
Eu não respondi e não parava mais de gemer, rebolava e forçava minha bunda na direção dele, pedindo mais e mais gemendo de prazer dizendo:
– Estou quase gozando, quero você todo dentro de mim agora, quero sentir você todo dentro de mim, quero sentir seu pauzão Preto todo dentro de mim!
Detalhe: Ele era preto e brilhoso, bem veiudo e preto mesmo, sua pele e tudo nele eram pretos, um negão africano raiz, pele bem preta, apesar de ser nascido no Brasil era filho de Nigerianos.
Ele percebeu que seus dedos já não eram suficiente para me dar mais prazer, me tirou de cima do sofá, se sentou mais a frente no sofá e me puxou para cima do sofá, com o tamanho e a força dele, eu parecia uma boneca inflável e leve, subi com os pés no sofá, um em cada lado de seu quadril de frente para ele que segurava seu enorme Pauzão para cima que também estava lubrificando, e fui agachando na direção de seu colo, nisso ele disse:
– Venha agora engolir meu Pauzão, quero entrar em seu cuzinho bem devagar, bem devagarinho mesmo, eu quero que sinta cada milímetro de meu Pauzão entrando todo dentro de você até sua bunda encostar em minhas Bolas pretas!
E fui cuidadosamente em direção ao seu enorme Pauzão, que parecia ter crescido e engrossado ainda mais, deixei ele conduzir a foda e fui sentando bem devagar, ele encaixou sua cabeçona que já tinha pelo menos o dobro de diâmetro de minha pequena entradinha, Eu de frente para ele segurava no encosto do sofá fui descendo e subindo, alargando meu anel que se abriu acomodado seu enorme cogumelo preto na entradinha, ele me pegou pela cintura com suas enormes e fortes mãos, isso significava que a partir dali, ele teria o controle de meus movimentos e eu nada poderia fazer e ele disse:
– Relaxe e venha, vou entrar só um pouquinho minha cabecinha dentro de você, venha descendo devagarinho que vou ajudar!
(Nunca acredite em quem disser que vai colocar só a cabecinha).
Eu relaxei e fui descendo sob o seu comando e senti seu enorme cogumelo forçando a entrada e me alargando ainda mais, ele deixou Eu ir descendo e subindo e a cada subida e descida sentia a dor e prazer de seu enorme cogumelo preto me rasgando e entrando mais fundo dentro de mim, fui bem devagarinho, era assim que ele queria e eu também, não senti muita dor no início mas assim que me distrai ele me puxou com força e forçou mais seu enorme cogumelo dentro de mim, ainda não tinha entrado nem a metade, mas a puxada forte dele fez meu Esfíncter ceder e deixando todo seu enorme cogumelo entrar, tipo como se fosse sugado para dentro involuntariamente, e a inevitável dor surgiu, então eu disse gemendo alto:
– Aaaaaaiiiiiiii….
Ele sentiu tesão achando que Eu estava gemendo de prazer e foi me puxando para baixo e forçando seu enorme cogumelo preto para dentro de meu anelzinho, minha dor foi aumentando mais e mais, isso me fazia gemer alto de dor, mas querendo logo gemer de prazer, Eu disse:
– Vamos devagar para não doer tanto..(na tradicional reclamação que aumenta o tesão)
Ele disse:
– Sei que está gostando, o melhor de mim está por vir, ou melhor, para entrar… (risos sacanas), ele foi me puxando para baixo com força, agora senti seu enorme cogumelo alargando meu segundo Esfíncter, nessa hora a dor é maior do que o prazer, respirei fundo tomei coragem, relaxei e deixei meu corpo descer, queria que ele me alargasse e entrasse logo todo dentro de minha bunda, Eu não conseguia controlar a dor que se misturava com prazer e tesão, já não tinha mais forças nas pernas para resistir devido a posição e gemia muito o que o excitava mais e o fazia me puxar para baixo com força e ir enfiando seu pauzão preto, grossão todo dentro de mim, e na reação natural da dor Eu tentei subir mas ele me puxava e me forçava mais para baixo, me segurando pela cintura com muita força, e falou:
-Relaxa e deixa comigo, se tentar tirar é pior, estou quase lá… fica calmo que logo será só prazer…calma…
Eu disse:
– Vá devagar e ao mesmo tempo tomei coragem, respirei fundo novamente e relaxei deixando seu enorme Pauzão preto entrar e me rasgando por dentro e sentindo o prazer de cada milímetro daquele caralho preto imenso me invadindo e me rasgando, o tesão era tanto que queria sentir logo ele todo dentro de mim, o que estava prestes a acontecer, depois que seu enorme cogumelo preto passou por meus dois esfíncter a dor diminuiu e fui descendo e subindo, descendo e subindo, abracei seu pescoço em posição de agachamento e ele começou a me beijar na boca com a língua grande e quente, o que me deixou louco de tesão e gemendo alto, após um tempo subindo e descendo, finalmente sentei em seu saco preto sem acreditar que seu pauzão grosso e preto estava todo enterrado dentro de mim e não havia mais dor, Eu sentia tudo dentro de mim, grosso, grande, aquele saco enorme preto e quente já encostado em minha bunda, ficamos quietos abraçados e nos beijando por alguns minutos curtindo a posição, Eu já era a fêmea dele.
Ficamos uns minutos abraçados e curtindo a posição papai e mamãe nos beijando.
Ele se levantou comigo engatado nele e me levou para sua cama no quarto e se deitou comigo em cima dele.
Então comecei a cavalgar, rebolando e a subir e descer, parei com a bunda empinada a certa altura meio agachado e ele dobrou seus joelhos para cima e começou a me bombar e fuder lentamente, com muita suavidade, alternando com força, me puxando e entrando com tudo até sentir minha bunda junto a seu enorme saco preto grande e peludo, Eu gemia cada vez mais e rebolava para sentir melhor seu mastro dentro mim..
Ele disse:
– Está bom não está?
– Que Delicia é fuder você, que cuzinho apertado e delicioso…
– Você é muito gostoso, não quero tirar meu Pauzão preto de dentro de você nunca mais…(rindo maliciosamente)…
Eu disse gemendo e rebolando:
– Vai cara me fode gostoso, quero sentir seu Pauzão preto todo me penetrando profundamente, você é muito bom, sabe me foder gostoso… (gemendo e rebolando).

Ele dizia:
– Fode meu Pauzão preto, venha, me foda gostoso..
Me puxando e enfiando mais e mais todo seu enorme pauzão preto e grossão.
Eu obedecia e continuava a rebolar e gemer com aquilo tudo dentro de mim.
Era mesmo muito bom, Eu estava de pau duro e quase gozando entre nossos corpos, ele percebeu e disse:
– Agora fique de costas para mim.
E sem tirar seu enorme Pauzão preto de dentro de mim fui me virando, foi super excitante e não conseguia tirar muito, pois o pauzão dele era muito grande e quando me girei em cima dele, pude ver metade do pauzão ainda dentro de mim.
Ele disse:
– Não se preocupe, ainda tem muito Pauzão preto dentro de você…… (rindo sarcasticamente).
Eu só gemia e estava adorando, ele me comeu em várias posições e parava quando percebia que Eu iria gozar, era uma loucura deliciosa.
Ele sempre falando e gemendo grosso:
– Vem, vem, que eu quero te fuder mais e mais, vem, você tem o Cú mais gostoso que eu já comi, vem… vem… delicia… (gemendo juntamente comigo)…
Eu gemendo:
– Vai, me come gostoso, penetre tudo quero sentir você todo dentro de mim, vai meu macho me possua…
Ele :
– Vem que meu Pauzão preto quer ser fodido, vem continue assim gostoso…
– Agora quero ver você gozar com meu Pauzão todo dentro de você, quero ver sua porra voar longe, comigo todo dentro desse cuzinho gostoso…
– Vou fuder você até você gozar!
Virei e deitei de frango assado e ele pegou minhas pernas com os braços, e apontou seu Cogumelo em meu anel que essa hora era uma flor aberta, seu Cogumelo apontou e dessa vez entrou todo dentro de mim sem resistência nenhuma.
Nesse momento eu só gemia de prazer com ele me penetrando, saindo até a metade e entrando com força, me fudendo freneticamente, Eu sentia aquele trabuco todo dentro do meu rabo, indo e vindo rápido, estava muito gostoso mesmo, Eu já não me aguentava de tanto tesão, estava perto de gozar e dizia gemendo:
– Estou perto… perto de gozar. Não sei se vou agüentar esperar, você sabe foder muito, muito gostoso… (gemendo e gemendo).
Ele dizia:
– Espera só um pouquinho, quero gozar junto com você…
– Vai, agüenta ai, vai…(Gemendo Grosso).
Eu gemendo:
– Me fode meu macho, sua fêmea está com muito tesão…
-Vou Gozar…Vou Gozar.. Aahhaaahhaa…
Ele Gemendo já Rouco:
– Agüenta mais um pouco, também estou quase lá também… agüenta minha Fêmea gostosa..
Eu podia sentir seu enorme pauzão preto crescendo ainda mais dentro de mim, o meu pau já estava quase para explodindo de tesão, quando ele disse:
– Tô quase, tô quase, agüenta ai… Urrando alto.
Nesse momento eu não aguentava mais de tanto tesão, já gemia fora de mim, o tesão dele aumentou me vendo gemer e começou a me fuder mais rápido, os movimentos ficaram fortes, suas bolas batiam forte em minha bunda, o que me deixou louco, gemendo alto, era tanto tesão que eu estava para gozar.
E falei gemendo:
– Vou gozar, vou gozar, gemendo e gritando que iria gozar…
Ele disse Grunhindo alto:
Vai goza, goza… molha seu peito do com sua porra, vai…
Eu já estava por um triz, já não aguentava mais segurar mesmo, peguei minhas pernas e cruzei atrás dele e o puxei como se fosse possível ele penetrar mais fundo dentro de mim gritando e gemendo:
– Agora vai… vou gozar, vou gozaaaar… Então meu cuzinho começou a piscar rápido e meu pau começou a pulsar junto com meu anel e comecei a jorrar e gozar como nunca em minha vida, meu gozo pulsava em minha barriga em quantidades que nem eu sabia que fosse possível.
Sentia seu enorme Pauzão preto enorme, grossão e gostoso todo dentro de meu Cuzinho, que enquanto Eu ainda pulsava em espasmos, meu anel fechava e abria piscando, enquanto meu pau pulsava e Eu gozava como nunca, era tanta porra que alguns jatos espirraram longe no meu peito, enquanto eu gozava ele continuava a bombar no meu rabo com aquele enorme pau preto, grosso e imenso, fiquei com o pau duro por um tempo, mesmo depois de ter gozado…
Ao mesmo tempo em que ele via eu gozando, ele Gemia muito dizendo:
Vou gozar também vou gozar também, vou gozaaaaaaaaar…Enterrou tudo dentro de mim, e senti seu pauzão enorme e preto começando a pulsar enquanto ele soltava um Grunhido alto com a voz rouca, parecia um animal, Eu sentia seu enorme Pauzão preto e grosso pulsando seu leite quente jorrando dentro de mim a cada pulsada, parecia uma bomba, não parava de pulsar, ele ficou em silêncio e as pulsadas rápidas foram diminuindo e passaram a ficar mais espaçadas, seu corpo tremia todo junto com as últimas pulsadas, seu mastro mesmo amolecendo dentro de mim continuava enorme, Eu sentia ele preenchendo meu cuzinho, que parecia ainda mais largo após a sua gozada, depois de tanta bombada cheia de leite que saíram de suas enormes bolas pretas.
Ele me puxou e se levantou comigo agarrado em seu pescoço, segurando minhas pernas, só suas bolas estavam para fora de minha bunda, e se sentou comigo ainda montado em cima dele na posição Papai e mamãe, e ficamos nos beijando por um tempo abraçados até tomarmos forças para levantarmos, ele se deitou e me puxou e fiquei deitado em seu peito.
Seu pauzão preto amoleceu dentro de mim, mas meu cuzinho não o expulsava.
Ficamos uns minutos curtindo a posição, eu o beijei e me levantei com cuidado tentando fechar o anel, como se fosse possível evitar o vazamento, quando seu Cogumelo enorme saiu, foi como abrir um tampão, vazou muito e corri para o banheiro, com seu gozo escorrendo de minha bunda para minhas pernas e sentei no vaso e ele só rindo vendo sua fêmea toda semeada.
Então ele disse:
– Agora você vai ser minha putinha pra sempre, minha amante, e foi o que aconteceu, ele era muito insaciável e todos os dias queria, eu já estava com meu cuzinho costumado de toda tarde ou noite ir direto no apto dele, me fazia de puta mesmo, aquelas bolas pretas enormes do quase do tamanho de bolas de tênis, produziam muito leite.

Depois de alguns anos tive que me mudar, ele também e como na época não tinha whatsapp acabamos perdendo o contato.
Quem sabe não encontro outro negão, caminhoneiro, taxista ou Uber dotado aqui na Zona Norte do Rio de Janeiro.
Se você é Ativo e discreto da zona norte do RJ e tem um local discreto, sentiu tesão por mim e deseja ser meu macho fique tranquilo, Eu Sou muito discreto, macho e não afeminado, podemos nos encontrar e conviver como amigos sem ninguém desconfiar do que acontecerá conosco entre quatro paredes.

Meu lema:

“O que acontece entre nós, nossa intimidade, ficará no nosso segredo, entre quatro paredes.”

Estarei no aguardo de seu contato.

IMG-20240210-181934

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,83 de 12 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder RNT ID:8d5f702t0a

    Que conto gostoso, é meu desejo ter um Paulão africano alargando meu cu, deve ser uma delicia

  • Responder Anônimo ID:5jy9yxevha1

    Nossa que pausao lindo. Querk um negão