# #

Nerd perdendo a virgindade

965 palavras | 1 |2.38
Por

Esse é o meu primeiro conto, irei narrar historias que aconteceram comigo nesses poucos 25 anos de vida. Bom eu sou o Mateus Vieira como disse tenho 25 anos atualmente, estou levemente acima do peso, sou branco, cabelo castanho e olhos azuis, pau medindo 13cm e muito tímido. O típico jovem que nunca é notado pelas garotas, ou melhor, que nunca era notado, o fato a seguir mudou toda a minha vida.

No ano de 2012 tinha 15 anos e tinha acabado de entrar no ensino medio. Era bastante zoado pelos valentões da escola, mas não ligava. Me importava apenas com o fato de que ainda era BV e praticamente quase todos que conhecia já tinha beijado e alguns já tinham até transado. Estudava em um colegio de elite que era bem difícil e que exigia bastante esforço de seus alunos, e em minha sala tinha uma garota a Luiza uma menina linda, abençoada por beleza, 14 anos, branca, loirinha, olhos verdes e que já tinha um belo par de seios e seu bumbum era normal, nada de mais. Ela era a garota popular do 1º ano e todos os garotos a desejavam e claro eu não tinha nem chance.

Entretanto o final do ano estava chegando e Luiza tinha bastante dificuldade com matemática, a minha materia preferida e a que de longe eu era o melhor aluno da classe, e ela necessitava de fechar sua prova para poder ainda ter chance de passar de ano na recuperação que era ofertada pelo colegio e por isso ela veio me procurar. Porém ela sempre zombava de mim junto com os valentões, então falei que não iria ajudar ela e ai me ofereceu dinheiro e novamente recusei. Logo ela me questionou perguntando o que eu iria querer em troca de ajudar ela e eu respondi que o que queria ela não iria querer me dar e então ela começou a zoar e eu fechei a cara e comecei a andar e ela veio atrás pedindo desculpas e disse que eu poderia pedir o que ela quisesse, dai falei para ela que eu queria perder minha virgindade com ela e logo veio a cara de espanto misturada com nojo. Depois de sua reação eu comecei novamente a andar e falei que avisei que ela não iria concordar comigo, mas ela puxou meu braço e disse que topava, mas tinha uma condição que eu não poderia contar para ninguém e eu topei, nem ligava para a condição dela.

Então ela marcou um dia para eu ir na casa dela e falou que naquele sábado seus pais não iriam estar em casa. No sábado fui bem cedo para sua casa, chegando lá ela estava com um vestidinho desse larguinhos que tinha um senhor decote e na hora meu pau deu vida e apesar de não ser muito grande, Luiza percebeu e falou calma ai Mateus não cumpriu a sua parte do combinado ainda. Então subimos e fomos ao seu quarto e começamos a estudar, até que deu a hora do almoço e fomos almoçar, e depois voltamos a estudar. Quando percebi já era quase 20h e tinha praticamente feito quase todos os exercícios que eu tinha separado para que ela estudasse e então falei que tinha que ir embora e fui arrumar minhas coisas, então Luiza me empurrou na sua cama e veio tirou minha calça e começou a me chupar e era perceptível sua cara de nojo e não deu muito tempo e eu gozei dentro da sua boca, ela cuspiu tudo no chão e disse que tinha acabado.

Foi então que eu disse, acha que sou trouxa, quero o serviço completo se não dou um jeito de você se ferrar nessa prova e então ela puta começou a tirar sua roupa sensualizando e veio me beijar e eu rapidamente já estava com o pau duro e ela sentia, então falei para ela deitar na cama e fui para cima dela com muita vontade, posicionei meu pau na sua entrada e meti para dentro com muita força e jogando todo o meu peso em cima de seu corpo e comecei a meter rápido e forte nela e como já tinha gozado, a segunda demorou um tempo até que veio. Quando acabei me joguei do seu lado e fiquei lá em êxtase por uns 10 minutos, até que mandei ela chupar meu pau de novo e ela até tentou relutar, mas sem muita chance foi novamente me chupar e dessa vez nem tentou disfarçar o nojo que estava do meu pau gozado. Então ele ficou duro e ela foi chupando, até que quando estava sentindo que ia gozar, segurei sua cabeça e gozei na sua boca e fiquei com o pau lá dentro e falei que só iria soltar ela se ela engolisse e ai ela teve que engolir e fez até ansia de vomito, mas segurou. Foi então que eu levantei e peguei meu celular e fiz questão de mostrar para ela que estava tudo gravado e ela se desesperou, mas tranquilizei ela que era só ela ser obediente que tudo iria dar certo.

Na segunda ela fez sua prova e tirou nota maxima, então fui ajudar ela mais uma vez e desse vez até dormi em sua casa, transando com ela diversas e diversas vezes, até que eu não aguentasse mais. Novamente fiz alguns videos e fotos e com isso ia tento aquela vadiazinha em minhas mãos, o que iria me trazer uma grande recompensa para o futuro.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,38 de 8 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Gotica ID:1czac1uald1b

    Amo garotos nerds,virgens ett..melo toda.. magro, gordinho,oq for