# # #

Um Pai e seus Meninos famintos

3222 palavras | 18 |4.70
Por

Giovane , personnal trainer, massagista e ainda descobre outro talento e outra fonte de renda ao conhecer um pais e seus dois filhos de 7 e 9 anos.

——— Identidade Bourne é meu codinome————
Está é a história De Giovane , personnal trainer, massagista e descoberto por uma rede de pais liberais

Eu caí numa situação muito pervertida! Que vou contar a vcs. Sou Giovane, acabei de fazer 29 anos, personnal trainer, e também faço massagem esportiva numa sala na academia onde trabalho para ajudar clientes nos treinos e prevenir problemas musculares com a musculação, meus clientes pra massagem geralmente são caras que malham e precisam de massagem muito forte.
Tenho uma carteira de clientes movimentado, faço meu marketing pessoal com fotos de mim mesmo, meus resultados, meus músculos e etc, como todos os outros. Sou moreno, cabeça raspada moicano, 1.80m de altura, peso entre 93 a 95k. Não tenho namorada sério ainda, mas paquero muito.
Quando quero nadar eu vou no Sesc local, coisa que faço duas vezes por semana só, pra alongar todo o corpo.
Como muitos outros marombado, eu acabo olhando meu corpo nos espelhos de academia e vestiário, tiro selfies pra marketing e tal e sempre alguem me pergunta se sou personnal dai já passo meu contato.
Numa dessas que fiz um cliente, seu nome era Rui, ele malhava no Sesc e me viu no vestiário, disse que estava treinando pra ter um corpo legal e tal e assim comecei a treinar ele na minha academia. 

Rui tinha 1,70, magro, pouco de barriga, cabelo ralo,  40 anos, casado e disse ter 2 filhos pequenos. Em três meses ele teve algum resultado com muito esforço, a genética dele não ajudava e eu era realístico com a ele. Também fizemos várias sessões de massagem que resolveu muitas dores crônicas que ele tinha por trabalhar sentado em finanças. Ele fez questão de sempre pagar adiantado, dinheiro pra ele não era problema. 

Um num sábado fui nadar no Sesc, era fim do dia e já fechar logo. Gosto nesse horário pq fica quase vazio. Rui estava na piscina com um meninos pequenos. Depois que pus minha sunga fui pra piscina cumprimentar meu cliente. Ele me apresentou as crianças, Cauê de 9 anos e o Caique de recém 7 anos. Ambos pareciam mais novos que isso, eram gordinhos com peitinhos e cintura larga, mas não obesos.  Rui me disse que estava numa fria esse fim de semana, pois sua esposa precisou viajar e ele ficou com as crianças.  O mais velho nadava mas o outro tinha boia.
Eu sai da piscina primeiro e fui pro vestiário tirar o cloro do corpo, sai do privativo e estava nu secando meu cabelo com minha toalha pequena e ouvi vozes deles entrando, continuei sem prestar muito atenção. Mas vi que o menino já corria pelo vestiário peladinho, então levantei a cabeça alertando ao Rui que ele poderia escorregar e cair, mas ele estava de costas abrindo o armário, e Cauê estava com ele, ainda de sunga, que parecia ser tamanho menor que ele, ele estava olhando pra mim com meu pau a mostra. Tapei minhas partes com a toalha. Outro cara saiu da ducha balançando seu dote, ainda parecia se exibir. Por azar meu armário era o acima deles. Então fui me aproximando cobrindo minha cintura com a tolha, pro pai deles não achar que eu agia impropriamente. 

Ele sentado baixado tirando as coisas do armário, eu não conseguia alcançar meu armário com eles ali então fiquei esperando e o menino me olhando de cima em baixo, meu pau fazia uma saliência na toalha e fiquei sem jeito na frente dele, o outro menino veio e parou ali também. Rui Tirou as coisas e pos tudo no banco e se afastou pro lado me dando um espaço.

Estiquei me pra abrir meu armário acima deles e notei todos me olhando, pareciam esperar eu tirar minha toalha, tentei ser natural e soltei a toalha, meu pai estava relaxado e cresceu um pouco, nessa hora percebi que eles ficaram quietos eu me sentei do lado dele e passei meus pés pela minha cueca, levantei e a subi até minha cintura. Assim fiquei mais tranquilo, pois cueca e sunga não tinha muita diferença, só que nesse caso dava pra ver que meu pau estava mais saliente. Eu em pé ajeitava minha bermuda pra vestir.
Rui vestiu eles rapidamente dizendo que tomariam banho em casa, tirou seu short molhando ali mesmo e vestiu sua bermuda, um pai meio fora de forma, pinto murcho. Por isso o garoto me olhava, parecia me admirar. Coisa de quem malha, é comum parecer narcisista.
– Já já eu te ligo pra gente marcar nosso treino! Vou ver como faço por causa das crianças! – ele se despediu e foi embora. 

Depois de uma hora eu já estava em casa e recebo ligação de Rui, querendo um horário pra amanhã para massagem porque não aguentava mais de dores, eu disse que não tinha horário pra amanhã, Ele insistiu para fazer nessa noite na casa dele porque não podia deixar as crianças. Eu podia recusar mas ele me ofereceu pagar o dobro, não pude recusar, eu estava com problemas de nome sujo por causa de débitos, eu agradeci eu comentei a ele que isso iria me ajudar muito. Vesti minha bermuda, uma regata e Peguei minha maca portátil, dirigi por mais de meio hora até que cheguei a sua casa, que era nova e bonita.

Rui me recebeu muito bem, me mostrou a parte de baixo da casa e disse que logo sua piscina estaria pronta. Ele me convidou pra me sentar primeiro e me ofereceu bebida. Eu me senti muito bem tratado e aceitei uma cerveja. Os meninos apareceram brincando, correndo só de cueca Apertada, Cauê subiu quase no meu colo, Rui deu uma risada e pediu pra ele descer.
– Desculpa! Ele gosta do seu físico!
– É só comer saudável e malhar ! – eu disse cordialmente.
O menino ficou de pinto duro dentro da cueca. Eu achei isso estranho mas agi com educação, não disse nada.
– Olha papai! Tá duro! – ele mostrou sua ereção, coisas de menino nessa idade.
– Venha aqui, deixa eu ver se tá duro mesmo! – chama Rui na brincadeira.

Ele veio oferecendo seu pintinho pro paí, Rui pegou nele e deu risada! Eu fiquei sem graça.
– Da cheilo papai! – pediu o garoto.
Então Rui se baixou e esfregou sua cara na cueca deLe caindo na gargalhada. Que estranho, eu não sabia que isso acontecia entre pai e filhos. O mais novo também veio querendo o mesmo, e me olhava na cara.
– Agora vai brincar, pai vai fazer massagem. – ele deu tapinha na bundinha deles.

Então montei a mesa no meio da sala, Rui voltou num samba canção, diminuiu a iluminação do ambiente, pois uma música e deitou-se na maca. E comecei a massagear a dores musculares dele. Os meninos correndo em volta.
O papo foi legal, ele disse que ele e sua família viajaram pra Europa onde fizeram nudismo, banho turco e receberam massagem naturistas, em que todos ficavam nus. Perguntei sobre as crianças em meio a adultos.
– É bom que vejam como é o corpo adulto! Mas poucos tem seu físico! – disse rindo enquanto eu pressionava sua lombar com intensidade. – Por isso que gostaram de vc! Quase todos nudistas Tem corpos normais pra pior ! 

Achei o assunto interessante, fiquei curioso por sua esposa.
– Mas seu Rui! E os homens quando sua esposa!
– Isso que é excitante pra mim!
Eu até parei pra beber mais cerveja, soltando uma risada forçada.
– você nunca ficou assim! Entre amigos ou família?
– Eu não! Isso é complicado heheh, entende né?
– Entendo totalmente, mas a sensação é inexplicável!
Ficou um silêncio no ar, o menino correndo brincando até que Disse que queria massagem também e falando do meu corpo.
– Depois do papai! Não atrapalha o massagista!
Eu continuei em silêncio. E Rui me fala:
– Seria legal vc fazer massagem neles!
– Sem problemas! – afinal seria muito fácil e me pagaria mais.
– Pai porque ele ainda tá de camiseta? – perguntou Caíque. – Nós estamos tudo de cueca!!!
Eu dei uma risadinha, me fazendo de desentendido.
– Eu pago mais se vc fizer isso de cueca também , ele iria gostar! Não tem mulher aqui hoje.
– ah Tranquilo. – eu pensei, já que ficava de sunga. Não vi problema.
Tirei minha regata e minha bermuda, fiquei só de cueca brief Era como estar de sunga. Depois percebi que os meninos estavam nus brincando em volta. Não achei tão anormal até então. 

– Vc disse que tem dívidas e tal…? – disse Rui.
– Sim, tá complicado! Por isso não recuso trabalho. – eu disse finalizado sua massagem.
– Então posso te pagar mais , só preciso que você também fique nu. Topa?
– Ah seu Rui, não to acostumado a ficar assim não!
– É como estar no vestiário, vc vai gostar! Você tem que experimentar isso!..
Ele me ofereceu uma Boa quantia só pra ficar nu. Não podia recusar. Estão tirei minha cueca. Minhas bolas e membro Ficaram livres pendurados, meus pelos pubianos era curtos e eu raspava meu saco porque algumas meninas pediam.
Cauê veio correndo e escorou-se na maca do lado do meu penis.
– Minha vez!!!
Rui ficou feliz, desceu da maca e colocou o menino  cá deitado de bundinha pra cima.  Minha mão ficou enorme e toquei com cuidado, era muito gostoso, tudo muito macio! Senti algo estranho meu penis esquentou e inchou um pouco. Rui ao lado acompanhado, seu penis parecia mais vivo. Depois foi a vez do outro garoto e meu penis já está delatado em volume.
– Deixa a gente fazer massagem nele pai!! – disse Caique.
– Só se for no sofá, porque é mais baixo. – disse Rui.
O garoto abraçou minha coxa e eu me afastei. O outro quis pegar no meu penis, eu disse que era melhor eu ir embora. Mas Rui me parou e falou em meu ouvido.
– Giovane, vou te contar algo, não se assuste nem
me julgue. Eu gosto de ver outro homem com meus filhos, eu pago bem. Prefiro pagar pra vc do pra algum outro, pq vc ê gente boa, merece Muito e é muito viril. E eles gostaram de voce! 

Eu fiquei sem saber o que dizer e olhei pro Rui. Eu não esperava isso, mostrei uma cara de confusão, sem ter certeza.
– Eu gostaria de ver vc fazer!  Sem problemas pra você Giovane? – perguntou Rui.
Ele me fez uma oferta que resolveria meus problemas! E disse que tinha parte em dinheiro mas me transferiria o resto na hora. Eu fiquei atentado, mas fiquei com medo de ser armação.
– Fique tranquilo! Tudo discreto! Nada de câmeras , pode olhar em volta!
Ele foi buscar as notas e me mostrou que transferiria pra mim agora, eu meio duvidando passei meus dados e ele fez.
– Senão cair a transferência você sabe onde eu moro, minha família , meu trabalho. Pega mais bebida, relaxe no sofá e deixa eles tocarem ok? Não é sempre que eles  sentem essa vontade por alguém!
O dinheiro era muito bom, e como ele me disse, ninguém precisava saber. Se não for eu, seria algum outro!
Eu concordei; tocava uma música de spa, a luz só do abajur. Sentamos lado a lado no sofá, eu bebia mais pra relaxar, sentei de pernas aberta expondo todo meu penis  pros meninos.
– Podem vir, papai já conversou com ele, ele deixa vocês brincarem.
Ele ficaram de joelhos entre minhas pernas encarando meu membro, começaram a tocar de leve e dar umas lambidas na minha virilha, no canto do meu saco e tenho que confessar que era bom. O pai deles dizia como fazer, eles lambiam meu saco ao mesmo tempo, deixando bem molhado e babado, eu não pude me conter, estava gostoso, meu pau ficou duro.
– É maior que o do pai né Cauê?! – disse Rui ao seu menino . – Agora façam assim: Cauê chupa as bolas e Caíque chupa a cabeça. 

Eu estava sempre de olhos fechados imaginando outras coisas, mas aos poucos comecei a espiar e ver os meninos mamando minhas bolas e rôla. Meu pau babava, porque suas chupadas e bocas eram macias, lábios macios. 

E pus a mão na cabeça pra tentar pensar no que estava fazendo e a quantia de dinheiro que veio pra mim. Rui punhetava do meu lado vendo seus meninos grudados o meu pau. Um dos garotos ficou mordiscando abaixo do meu saco, conforme seu pai mandava, senti sua línguinha molhada descendo até tocar e molhar meu anus, foi uma sensação estranha.
– Você vai experimentar umas das sensações mais prazeirosas da sua vida se vc erguer mais as pernas e deixar meu menino matar a vontade.
Ele estava me pagando, nao me arrancaria pedaço. Então sobi minhas pernas, e segurei minhas coxas e joelhos pra cima, o garotinho descendo com sua boca molhada e passou a lamber meu anus. Levei um tempinho para relaxar e não sentir cócegas, fechei meus olhos, então ele chupava meu buraco, e metia sua língua, senti meu anus piscar com a ponta da língua dele, depois senti os toques suaves de suas mãoszinhas nas minhas nadegas e coxas, depois senti duas bocas e línguas lambendo e respirando forte na beira do meu anus. Rui desceu pra perto deles dando instruções.
– Isso filho, lambe de baixo pra cima, igual você fez naquele dia! Agora empurra a boca e nariz  com força!
Rui pegou na cabeça do menino e empurrou contra meu rabo, rostinho era pequeno relação a minha bunda e o pai dele afundou a cara do garoto no meu rabo, que parecia não conseguir respirar, eu sentia jato de ar escapando do nariz dele entre os pelos do meu ânus. Já vi isso em filme pornô em que garotas faziam isso nos homens, Agora tenho dois meninos com o focinho macio atolado no meu cu, a sensação não deveria ser tão diferente. A pressão no meu períneo só fazia meu pau permanecer duro.
Depois isso baixei minhas pernas e os meninos ficaram se revezando entre a cabeça do meu pau e meu saco. Rui ajudou eles a engolir o máximo que puderam. Eles se esforçavam e pareciam mesmo gostar das coisas logo nessa idade. O pai deles se sentou ao meu lado assistindo os meninos dele devorando minha rola e minhas bolas. Eu tentei pegar no meu próprio pau pra não gozar de repente, Estava muito molhado de saliva, mas eles empurraram a minha mão. Fechei meus punhos sobre minas coxas pra aguentar a sensação. Rui percebeu que eu já estava no auge
– Pai pede pra ele aquele negócio, a gente quer! – disse Cauê sem soltar a base do meu penis.
Rui viu meu olhar de curioso e cochichou no meu ouvido. Mesmo diante uma oferta ainda maior. Eu rapidamente respondi.

– Já é demais pra minha cabeça, seu Rui! Eu não estava preparado pra isso, não sei! Acho que não , precisaria pensar! 

– Tá tudo bem! Tudo bem!!! Esquece do que eu te falei! Só o seu semen pra eles já tá bom! Eles estão sedentos e adoram seu dote grosso e pesado, principalmente porque vc tem pouco de pele que ele movem pra cima e pra baixo!
Os meninos chupavam com experiência, nem as meninas com quem saí fizeram tão diferente assim.
Deixei de dar atenção as palavras dele e fechei meus olhos imaginando garotas, pra me sentir menos culpado, pois aquilo estava me dando prazer o fato daqueles meninos quererem meu semen e seu próprio pai me pagar pra fornecer a eles. Eu me não sabia que eu seria tão pervertido e narcisista a esse ponto. Meu corpo começou a se contrair, preparando para entrar em erupção, Minhas mãos viraram garras prendendo nas toalhas que forravam o sofá, comecei a urrar e meu quadril deu uns trancos pra cima jorrando meu semen pra todo lado enquanto os meninos faziam se tudo para não escapar, seguravam forte no meu membro fora de controle. Eu tinha mais pra gozar , então arranquei meu pau deles e continuei bombando até sentir convulsões. As bocas deles lutavam contra a minha mão, mas já estava muito sensível pra eles chuparem. Parei para respirar enquanto os meninos me lambiam tudo meu saco e virilha, igual cachorrinhos.
– Uau!!! Maravilhoso! – disse Rui, punhetando seu pinto.

Eu recuperei meu fôlego, me dei conta do que havia acontecido e fui logo me vestindo. Os meninos não soltavam minhas coxas.
– Éeee, acho que já tá na hora de ir embora!
– Claro Giovane , vou te ajudando com a maca! – disse Rui sempre muito educado.

Eu me arrumei em silêncio ele notou que eu estava meio abalado, pediu pros meninos subirem pra um banho e ficamos a sós. Eu me Levou até a porta.
– Muito obrigado por esse dinheiro seu Rui! – eu agradeci educadamente demonstrando que fui só por dinheiro.
Ele parou segurando a maçaneta, olhou para mim, queria dizer algo:

– Espero poder contar com sua discrição!
– Totalmente Seu Rui, eu também preciso ser discreto!
– Escuta! Você tem chance de fazer muito dinheiro, estou falando de muito mesmo! Faço parte de um clube, há muitos pais procurando homens como você, gente rica, disposta a pagar o que pedir para ver seus meninos e meninas se desfrutarem. Sua identidade seria totalmente secreta e não precisaria se preocupar com dinheiro mais. Só precisaria ser o que eles chamam de modelo. Pagamento na hora. Sem nenhum tipo de contrato. Se você por acaso se interessar a gente se encontrar pra conversar ok!
Eu ouvi e permaneci em silêncio, sinalizei com a cabeça que havia entendido. Ele me deixou sair, mal acreditava na quantia de grana que tinha comigo. Isso porque deixei de fazer algo a mais que ele tinha me pedido: disse que os meninos queriam dar o cu pra mim! E me ofereceu mais grana pra eu comer o cu deles! Eu não sabia se eu faria ou não! Era muita coisa pra uma noite só, pra um simples começo do que viria mais à frente, quando conheci esse tal clube secreto! 

 ®Identidade Bourne

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,70 de 57 votos)

Por # # #

18 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Bimbo

    Cara cadê a continuação pública logo por favor

  • Responder Mathe

    Meu telegran ruanzit88

  • Responder Milico do Nordeste

    Você escreve bem. Mas exagerou na ficção. E também desconhece crianças. A personalidade do garoto de 9 parece ser de um de 4. Com 9 anos esse garoto age como um retardado.

    • Identidade Bourne

      Então vc sacou, não preciso falar a idade.
      Essa foi mais ficção mesmo, tem gente que gosta.

  • Responder mlk

    porra que tesao, queria um de 7 e 9 pra brincar assim na minha rola, ia dar leite pra caralho
    telegram: xxmlkt666

    • FernandoR

      Eu tbm ia brincar muito, só leite de [email protected] pros garotos

    • Mathe

      Telegran errado

  • Responder Daniel Coimbra

    Bourne, já li todos os seus contos, mas esse foi o melhor de todos.
    Amo a sua narrativa.
    Espero com ansiedade a continuação.
    Muito obrigado!

  • Responder zooboyv

    eu aceitaria na hora, sem pestanejar. continua

  • Responder Lucas

    algum site com sexo entre …

  • Responder Lampião

    Qual telegran de vcs

  • Responder Luiz

    Que maravilha. Uma saga que promete… gozei litros.

  • Responder Putinho13

    Não sei como tem gente q gosta dos seus contos, credo

  • Responder Gatrenp

    Da pra ver q eh uma ficção. Mas eh um bom conto.

  • Responder Paulo

    Continue queremos sabe como é bom club deste

  • Responder PDF Negão

    Belo conto.

  • Responder colly

    As meninas também adoram sexo, talvez ★ Adoramos sexo ainda mais do que você … algumas têm vergonha de mostrá-lo .. ★ Suas preferências sexuais .. compartilhe conosco .., acesso gratuito .. (copie o link) ➤ plu.sh/platform

  • Responder Lucas

    Quem quiser sentar seu filho em 18 cm chama
    [email protected]