Meu marido me deu um jovem insaciável de presente

Autor

MEU MARIDO ME DEU UM JOVEM INSACIÁVEL DE PRÊMIO

Olá, sou uma mulher casada há 15 anos, estou com 37 anos, 1,77 m de altura, corpo bem feito, cinturadinha, seios pequeninos e firmes, com biquinhos durinhos. Minha bundinha é saltadinha, com nádegas durinhas, redondinha e gostosa. Quando visto uma tanguinha fio dental, quem me olha por trás imagina QUE ESTOU NUA. Na frente, aparece uma bucetinha triângulo, estufadinha e sem pelos.
Não temos filhos. Preferimos aproveitar nossa vida a dois. Ainda mais que ele viaja seguidamente e me deixa às vezes 15 dias sozinha. Adoramos fuder e imaginar coisas novas que nos excitam!
Meu marido viaja e fica muito tempo fora. Acabo ficando muito tempo sozinha. Isto me deixa louca para fuder, principalmente quando vejo um jovem me dando banda. Adoro sentir um jovem me desejando, pois esses são insaciáveis e conseguem fazer uma mulher gozar bastante e forte, pois são insaciáveis. Estão sempre com seus paus duros. Estou sempre louca por um pau bem duro e grande! Sou insaciável! Adoro fuder!

Meu marido é engenheiro e veio do interior. Lá ficaram muitos amigos de sua juventude que são bastante considerados por ele.
Minha aventura, muito gostosa, por sinal, aconteceu com o filho de amigos de infância de meu marido. Tiveram um filho somente. Quando chegou a época de servir ao Exército, o Edu teve de vir se alistar em nossa Cidade, pois lá não havia quartel. Então, seus pais pediram para nós se haveria como lhe dar algum apoio nesse período. Eles falaram que não queriam deixar o rapaz solto pela cidade, pois as tentações são inúmeras, além da segurança.
Toni falou comigo se haveria problema de ajudar o rapaz. Falei-lhe que não, pois estava ao nosso alcance.
Diante disso, com muita boa vontade convidou o Edu para ficar em nossa casa, que era bastante grande, depois que terminasse o estágio de adaptação, a famosa quarentena.
Quando conheci Edu fiquei impressionada pela sua educação e também pela sua aparência jovem, bonito, alto e forte, com apenas 19 anos.
Arrumamos o apartamento suíte dos fundos da casa, onde poderia ficar bem à vontade, sem ninguém para atrapalhá-lo.
Uma das condições exigidas pelo Toni era de que não poderia trazer amigos ou namoradas para nossa casa, pois tiraria nossa privacidade. Ele aceitou, sem problemas, até porque era bastante caseiro. Gostava de ver filmes na TV, nos momentos em que estava de folga.
Sua mãe falou-me que estávamos tirando um peso deles, pois como Edu era um cara bonitão, as mulheres davam muito encima dele. Não parava com namoradinhas, trazendo preocupações aos pais que não o queriam vê-lo se comprometer com alguém, pois era muito novo e teria que estudar, antes de tudo.
Devido à sua aparência, creio que já comeu a bucetinha de cada uma daquelas mulheres que davam encima dele. Pois seu olhar não é de alguém tão inocente assim como sua mãe imaginava,
Gosto dele, pois é muito lindo e atencioso comigo! Depois que li no computador um conto erótico de um rapaz que morava na casa de um casal, fiquei imaginando qual seria o tamanho de seu pau? Afinal, era um cara alto, musculoso. Tudo indicava que deveria também ter uma pau grande!
Os meses foram passando. Ele já não mais ficava no quartel. Trabalhava durante a semana e nos finais de semana estava sempre em casa. Passei a desejá-lo, talvez por ficar muitos dias sem meu marido e consequentemente sem sexo.
Tinha seu apartamento, com todo o conforto. Podia sair e voltar a hora que quisesse.
Aproveitei que o Toni iria ficar 15 dias fora e convidei-o para ficar comigo na piscina, depois que voltava do trabalho. Dei-lhe uma sunga do Toni para usar. Aquilo foi meu colírio, pois a sunga mostrava bem como era seu pau. Se mole parecia tão grande, maior do que o do Toni, imagina aquilo duro.
No inicio usei maiô, pois tinha receio que me julgasse mal com minhas tanguinhas. Mesmo assim, por várias vezes peguei-o olhando para minhas coxas e para minhas nádegas roliças. No terceiro dia resolvi checá-lo. Vesti uma tanguinha fio dental, pois já estávamos mais íntimos. Já nos conhecíamos bastante.
Quando me viu chegar na piscina, senti que seus olhos brilharam e grudaram-se na minha fofinha, saltadinha. Atrás era como se estivesse nua. Aquilo deixou-o perturbado, tanto é que logo entrou na piscina e ficou dentro d"água falando comigo. Fiquei contente, pois até que enfim tinha-o impressionado com meu corpo. Sou uma mulher nova e gostosa. Seria impossível um cara com toda aquela saúde não sentir nada ao meu lado! Agora sabia que havia tocado em sua libido.
Durante os dias da semana, tinha-o em casa somente à noite. Já estava conosco três meses. Sabíamos tudo um do outro. Toni estava viajando por 15 dias no Nordeste e passaria lá o final de semana. Ainda bem que o Edu estaria ali, pois do contrário ficaria sozinha.
Naquele dia cheguei em casa no meio da tarde. Sabia que não deveria estar em casa, pois dissera-me que iria chegar após às 18:00 h.
Entrei em casa, tirei minha roupa e fui logo para o chuveiro tomar uma ducha para tirar o suor e me refrescar. A água de meu chuveiro não esquentava. Acho que havia alguma coisa errada. Como não conheço nada dessas coisas e louca para me refrescar, resolvi tomar um banho de piscina.
Como tudo é cercado e com muros altos, saí do meu quarto totalmente nua, só com minhas havaianas nos pés e uma toalha no pescoço.
Depois de alguns minutos de molho e já refrescada, decidi que iria tomar um banho no quarto de Edu, pois lá tinha certeza que havia água quente e eram apenas 16:30 h.
Fui direto para o quarto, onde o banheiro também era amplo e igual ao meu. A porta do quarto estava aberta e fui entrando.
Qual não foi o meu espanto ao dar de cara com meu amiguinho e o que vi me deixou tonta.
Edua tinha acabado de tomar banho e estava completamente nu, assim como eu, deitado na cama, assistindo um filme pornô e tocava uma bela punheta olhando fixamente para a TV.
– NOSSAAAAA!!! Falei alto.
Fiquei parada, estática, olhando fixamente para seu pau enorme e grosso. Nunca imaginei que meu amiguinho tivesse um pau daquele tamanho.
Naquele momento fiquei em dúvida. Pensei, será que era por causa disso que vivia trocando de namoradinhas? Será que se assustavam com o tamanho daquele enorme pau grosso?
Não sabia o motivo, tinha apenas uma desconfiança! O certo é que fiquei babando, olhando para aquele pau duro, pulsante! Ainda mais que já estava uma semana sem o meu Toni, sem seu pau que me consolava todos os dias…
Encantada por seu pau, nem me dei conta que também estava nua diante dele, a não ser quando notei que seus olhos olhavam fixos para minha bucetinha lisinha, sem pelos.
Fique envergonhada, tentei tapá-la com as mãos.
Engoli seco! Minha vontade maior era pegar naquele pau enorme e duro, sentí-lo em minhas mãos e cair de boca naquele monte de nervos gigante.
Ao mesmo tempo Edu ficou meio assustado por tê-lo pego daquele jeito, nu, de pau duro e batendo uma punheta. Ficou totalmente sem ação, com seu pau duro apontando para cima.
Mesmo assim, seus olhos não desgrudavam de minha bucetinha que já estava molhadinha.sem roupas e ainda com ele desse jeito!
– Nossa Marcela, desculpe-me por teres me pego assim, dessa maneira, tipo Adão sem roupas e ainda com ele desse jeito! Falou olhando para seu enorme pau.
– Ai Edu, desculpe-me por entrar assim, sem bater! È que você havia me dito que voltaria tarde, não me importei de sair pela casa nuazinha, pois tinha certeza que estaria sozinha em casa! Falei meio assustada.
Meus olhos também não conseguiam desviar daquele enorme pau que continuava duro e pulsante. COMO ERA LINDO!
Edu não sabia o que fazer e nem o que falar. Estava deitado numa cama de casal. Seus olhos estavam hipnotizados pela minha bucetinha lisinha e fofinha. Senti que estava molhadinha. De repente quebrou o silencio entre nós e falou:
– Não queres vir aqui deitar na minha cama para podermos conversar? Podemos ficar assim, nus, pois afinal já nos vimos e sabemos como cada um é! Permita-me que ouse te falar uma coisa que sempre achei que deverias saber. O Toni está de parabéns por ter uma mulher tão linda e gostosa como você! Estás com tudo encima! Dás de 10 x 0 nas guriazinhas lá de minha cidade. Nenhum tem a tua beleza e um corpo tão lindo como o teu!
– OH, obrigada! Você também está muito lindo nessa roupa de Adão. Acho que já descobri o motivo de não ficares com tuas namoradinhas. Falei rindo, olhando para seu pau.
– Que bom que fui aprovado pela minha deusa da qual sou fã secreto!!! Agora também imagino o porquê do Toni ter me falado com entusiasmo que sente muitas saudades de ti, quando está longe. Deve ser penoso para ele, tão jovem, ter que deixar uma mulher jovem, tão linda, abandonada e desejada pelos homens que a cercam.
– Como você sabe que os homens me olham? Perguntei.
– Porque já te vi fora e não passa um sem te olhar com admiração ou outro sentimento. Além disso basta olhar para esse corpo lindo que tens. Seios pequeninos de guriazinha e durinhos, cintura fina, barriguinha tanquinho, bundinha redondinha e… e… azar se fores ficar zangada comigo… e uma bucetinha lisinha, cheinha e fofinha que deve adorar namorar com ele!!!
Aquelas palavras me deixaram altamente lisonjeada e me deram o sentimento de que o rapazinho havia se despreendido das amarras e do respeito que me devia. Falei-lhe entusiasmada:
– Pois fiques sabendo que os homens me olham sim e bastante, passam cantadas e falam piadas. Tudo isso me deixa com orgulho de ser admirada por outros homens, mas consigo aguentar. (MENTIRA MINHA! SE O CARA FOR APROVADO, NÃO TENHO DÚVIDAS DE LEVÁ-LO PARA UM MOTEL, POIS SOU INSACIÁVEL).
Fico imensamente orgulhosa e lisonjeada por ganhar essas olhadinhas e cantadas. Isto é sinal que realmente sou bonita e gostosa, como falaste!!! Além do mais, vou te confessar um segredo que será só nosso: O TONI adora quando um cara me deseja como mulher. Fica excitadíssimo e nos amamos com toda a intensidade. Somos ambos insaciáveis em termos de sexo. Nunca fale para ninguém isto que te falei!
– BAH, que estranho esse sentimento dele. O certo era ficar com ciúmes! Mas e daí vais ficar ai parada? Vamos, venha aqui para a cama! Deita aqui ao meu lado para podermos conversar. Vamos ficar assim mesmo, pois ambos somos lindos nus. Falou ele rindo.
– Sim, você é muito lindo e tem um corpo bem feito, musculoso e algo bastante grande… Falei rindo e olhando para seu pau que teimava em ficar duro.
Meus olhos continuavam hipnotizados por aquele enorme pau que continuava duro. Resolvi atender seu pedido. Deitei-me ao seu lado. Minha bucetinha estava pingando de desejos por aquele enorme pau. Era maior do que o de meu Toni. Senti que o atendimento de seu pedido era um consentimento de que estava a fim de ficar com ele. Edu sentiu isto!
Creio que deve ter notado a ponta de meu enorme clitóris saindo para fora de meus lábios vaginais, tamanho era a minha excitação por aquele enorme pau.
– NOSSA MARCELA, como você é linda!!! Tenho que fazer muita força para não te olhar como mulher e sim como amiga!!! Não sei se irei conseguir separar. No momento só estou vendo essa mulher linda, gostosa, nuazinha, aqui do meu lado!!! Não sei se terei forças para separar!
– Edu, não sei o que está acontecendo comigo? Também não estou conseguindo te olhar como meu amigo! Vejo-te como uma macho forte, lindo e que transmite desejo só em olhar!!!
Alguém teria que deixar a frescura de lado naquele momento!! Não estava aguentando mais de desejos por aquele pau!!!
Queria pegá-lo, chupá-lo e fuder até matar todo aquele desejo forte que estava deixando minha buceta louquinha para ser fudida por ele.
Não aguentei e tomei a iniciativa!
Fui pra cima dele, segurei seu pau com um misto de curiosidade e desejo, fiz um movimento de punhetá-lo, expondo sua cabeça vermelha, que mais parecia um cogumelo.
Ele não fez nada para me impedir.
Fui logo me abaixando, levei à minha boca naquele PAU FÉRREO e comecei a chupá-lo com avidez.
QUE DELÍCIA!!! COMO ERA GRANDE E COMO ESTAVA DURO
Chupei com força e vontade. Lambia seu saco e colocava suas bolas na minha boca gulosa.
Em seguida mordia de leve para não machucar e voltava a chupar sua glande.
MINHA NOSSA!!! O pau de Edu era realmente muito grande e grosso.Mal cabia dentro de minha boca gulosa!!!
Logo senti sua mão acariciando minha bucetinha. Seus dedos passavam por cima de meu clitóris saltado para fora de meus lábios vaginais, deixando-me louca. Não aguentei e gozei fortíssimo, apertando sua mão no meio de minhas coxas.
Não demorou muito e começou a foder minha boca. Quase engasgando com aquele feixe de nervos duros, percebi que estava prestes a gozar na minha boca.
Animei-me mais ainda e caprichei na chupada. Quando seu gozo se aproximou, começou a falar baixinho:
– VAI MINHA GOSTOSINHA… CHUPA MEU PAU COM FORÇA… CHUPA QUE VOU GOZAR DENTRO DE TUA BOQUINHA… AAAAIIIIIIIII… VOU GOZARRRRR…. QUE COISA GOSTOSA MINHA MULHERZINHA!!!!! AIIIIIII QUE DELÍCIA…. AIIIIII. ESTOU GOZANDOOOOO….
Ao mesmo tempo gritei:
– AI JEAN, ACARICIA MEU CLITÓRIS COM FORÇA… AIII… ESTOU GOZANDOOOOO…
NOSSSAAAA! De repente, ambos gozamos forte e aos gritos de prazer louco que estávamos sentindo!!!
Como Edu gozou gostoso!!! Não consegui engolir tanta porra. A quantidade era tão grande que me deu um banho em meus seios quando tirei seu pau da minha boca.
Apesar de ter gozado com seu carinho em meu clitóris, aquilo me deixou louca para fuder. Minha bucetinha estava babando, pingando, louca por aquele pau férreo e grosso! E se ao ler aquele conto erótico no computador já desejava fuder com ele, agora sim é que não iria esquecê-lo mesmo.
Precisava matar minha fome de sexo, de pau duro e grosso, já que estava vários dias sem nada, na seca. Minha buceta clamava por aquele pau que não ficava mole.
Edu convidou-me para tomarmos um banho para revigorar e para nos limparmos, pois meu peito estava todo lambuzado da porra que saiu a cântaros daquele pau.
Corri para o chuveiro, lavei-me rápido. Quando vi, Jean entrou no Box e me abraçou. Sua boca buscou a minha e começamos a nos beijar com paixão, com desejo louco que estava tomando conta de nossos cérebros e de nossos sexos.
– AI MARCELA, COMO SONHEI COM ESSE DIA!!! SE SOUBESSES COMO TE DESEJO??? SE SOUBESSES QUANTAS PUNHETAS BATI TE IMAGINANDO NUAZINHA PARA MIM, COMO ESTÁS AGORA???
– Quantas vezes ouvia teus gemidos quando estavas sendo fudida pelo Toni. Cada vez que isto acontecia, batia uma punheta, imaginando como seria gostoso se fosse eu que estivesse te fudendo, no lugar do Toni.
– ESTOU LOUCO PARA TE FUDER E TE FAZER DELIRAR DE TANTO PAU QUE VOU ENFIAR NESTA BUCETINHA PEQUENINA… VAMOS PARA TUA CAMA DE SEXO, POIS MEU PAU JÁ ESTÁ DURO E PRONTO PARA MAIS UMA FODA INESQUECÍVEL. TE PREPARA, POIS DEPOIS QUE GOZO A PRIMEIRA,FICO DURO POR HORAS E SÓ QUERO ENTRAR NESSA BUCETINHA GOSTOSA… DEVES SER APERTADINHA, PELO TAMANHO QUE APARECE ANTE MEUS OLHOS!!
– SIM MEU HOMEM GOSTOSO, ELA É APERTADINHA E ESTÁ LOUCA PARA SENTIR ESSE PAU DURO DILATANDO-A E FAZENDO-A GOZAR SEM PARAR… VAMOS LOGO QUE TE QUERO!!!
Corremos para a cama e já caímos abraçados, beijando-nos como se fôssemos dois amantes apaixonados!
Logo comecei a alisar aquela belezura que tinha acabado de chupar, até que ganhasse vida novamente. Tão logo aquela tora ficou de pé e dura como um osso, pedi para que metesse tudo na minha buceta, que estava molhadinha…
Primeiro quis me chupar, lamber, mordiscar, enfiar a língua lá dentro e provar do meu mel. Sua LÍNGUA ERA QUENTE E RÁPIDA! NOSSSAAAA, QUE DELÍCIA E QUE PRAZER LOUCO ME DAVA!!!
Que chupada gostosa levei na minha buceta. Abri minhas pernas ao máximo e deixei meu GURIZINHO saborear todo o gostinho de minha BUCETA QUE NÃO PARAVA DE TER ORGASMOS.

– UIIIIIIII… QUE DELÍCIA MEU HOMEM GOSTOSO!!!!! Soltei um gritinho de prazer quando lambeu também meu cuzinho e depois enfiou a língua lá dentro, arrancando arrepios do meu corpo. Depois de satisfeito, ajeitou-se entre minhas pernas e foi metendo aquele pau enorme e duro dentro de minha bucetinha… Sentia que seu pau dilatava minha buceta molhadinha!
– AIIIIIIII… QUE PAU GRANDE QUE TENS…. AHHHHHHH… METEEEEEE TUDO AMOR… HUUUMMM QUE GOSTOSOOOOO SENTIR ESSE PAU DURO ME DILATANDO!!!!!
Gemi deliciosamente e me agarrei ao meu jovem com todas as minhas forças quando o pau dele começou a entrar na minha BUCETINHA LISA E APERTADINHA. Quando sentiu que a glande havia entrado todinha, soltou o peso do corpo em cima do meu, enfiando TUDO, ATÉ O FUNDO DE MINHA BUCETA MOLHADINHA!!!!!
Apesar da grossura daquele pau, minha buceta engoliu aquela tora, centímetro a centímetro. Cada centímetro que meu joveenzinho empurrava para dentro, sentia aquele pau férreo ir dilatando minha buceta, deixando-me louca para ser fudida.
Senti um pouquinho de dor quando entrou, mas o prazer foi maior.
Foi entrando… entrando… até seu saco bater na minha bunda e sentir a cabeça encostar no meu útero.
Minha buceta contraía e estava completamente preenchida, tomada pelo pau duro do meu homem, que agora começava um vai e vem bem lento e gostoso.
Aos poucos foi aumentando a velocidade de suas estocada firmes e certeiras A dor que eu sentia antes, agora se transformava em um prazer louco.
– FODE… ME FODE… METE TUDO, BEM FUNDO… METE BEM GOSTOSO NA MINHA BUCETINHA… AIIIIIIII QUE COISA BOA… QUE PRAZER LOUCO ESTÁS ME DANDO!!!!
Falava e Edu metia sem dó SEU PAU FÉRREO na minha buceta. Estava louca de desejos embaixo daquele homem insaciável…
Ele metia forte em minha buceta. Era um verdadeiro garanhão e me comia como nenhum outro homem havia me comido. Não demorou e um arrepio delicioso percorreu meu corpo…
– AIIIII…. VOU GOZAAAARRR… ESTOU GOZANDOOOO FORTE NO TEU PAU DURO E GROSSO!!!! METEEE MAISSSS… AIIIII QUE LOUCURAAA!!! METEEEEE!!!!
Mal falei isso e comecei a gozar como uma louca, gemendo e soltando gritos de prazer.
NOSSA!!!! Como gozei gostoso no pau de meu gurizinho.
Ele também já não aguentava mais!!!! De repente seu pau engrossou e ficou duro como pedra dentro de minha bucetinha molhadinha de tanto gozar….
Gozou forte, jorrando uma grande quantidade de porra dentro de mim…
Ficamos os dois saciados, com ele deitado em cima de mim e beijando minha boca e movimentando seu pau bem devagar dentro da minha buceta toda melada de porra.
Logo seu pau começou a amolecer. Ficamos deitados lado a lado, trocando carícias. Depois de alguns minutos, resolvi que ele merecia um presente especial que nunca dera ao meu Toni e a nenhum homem: MEU CUZINHO!
Comecei a acariciá-lo… Chupei aquele pau molhado do meu e de seu gozo, até deixá-lo duro.
– Edu quero fazer uma coisa que nunca fiz com ninguém, nem com o meu Toni. Quero que você foda minha bundinha virgem. Vá devagar, com cuidados que sou virgem. Hoje estou curiosa para saber como é levar um pau duro e grande no cu. Vem, me fode!
Edu passou um creme em meu buraquinho piscante e em todo seu pau. Mandou que ficasse de quatro que seria bem carinhoso.
Posicionei-me e o meu homem de ferro veio com seu pau em riste. Encostou em meu cu e deu uma investida dura e forte. Entrou a glande e dei um grito de dor.
– AIII, para!!! És muito grande!!!
– Fica parada que logo acostumará com o tamanho…
Ele beijava minha nuca e ia acariciando meu clitóris. Aos poucos fui acostumando e me excitando cada vez mais. Quando meu clitóris já estava duro e louco para gozar, meuhomem enfiou mais um pouco de seu pau no meu cu e gritei desesperada.
Mesmo assim aguentei firme. Logo começou a ficar gostoso e acabei gozando com o pau dele no meu cu e seus dedos na minha buceta.
Nesse dia fiquei arregaçada mas muito satisfeita.
Hoje em dia, sempre que meu marido viaja e me deixa sozinho, meu jovem amigo me come gostoso e sacia minha fome de sexo e a dele, pois o menino é insaciável!
Agora tenho um pau duro e grande de verdade, um amante maravilhoso, insaciável e um marido que é corno, mas não sabe!
AH, e ainda por cima me ama.
Tudo perfeito.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,82 de 11 votos)
Loading...