Jane-3-Fodi com os meus irmãos e apanhei tau-tau no rabinho

Autor

Continuação do conto Jane-2-o dia seguinte
Estava maravilhada com aquilo tudo, ele era perfeito.Nessa mesma noite falamos muito por sms, e ele até era um negão querido de se apaixonar, mas que tonteira,eu estava me a apaixonar por um estuprador!
Será que estava a fazer o certo ao sentir essa atração?Tanto faz.
Passaram dois dias, e nós ainda não nos tínhamos encontrado,e eu estava cheia de tesão para levar aquele monstrao na minha bucetinha.
O dia já estava a acabar,já estava em casa.Fui para o meu quarto e despi me.Fui buscar o vibrador do Lamar (era assim o nome dele) e enfiei o todinho na minha bucetinha enquanto mechia no grelinho.Aquilo tava muito gostoso,eu queria gemer muito mas não podia, estava a minha família em casa.
Eu estava a adorar aquilo, gozei duas vezes e o meu melzinho era delicioso.De repente o meu irmão Diogo abre a porta e vê me assim:
–O que é que estás a fazer maninha?Já não és virgem?-eu disse que não abanando a cabeça.-Ò Francisco!-nem acreditava que ele foi chamar o meu outro irmão.
–O que queres…Epa hoje vai haver festa!
Os dois subiram para cima de mim e começaram me a devorar.Era impossível dizer não a aquilo,eu estava cheia de tesão.Fodemos durante uma hora e foi maravilhoso.Os paus dos dois eram médios.
Dormi como um bebê.No dia seguinte o Lamar convidou me para eu ir a casa dele dormir,e lá foi a cadela.Tinha saído da escola às seis e meia,e o Lamar foi me buscar com o seu carro de luxo, "tinha muito dinheiro para gastar comigo"foi o que disse me numa sms.
Quando entrei no carro ele beijou me e perguntou me como é que eu estava.Fiz lhe um boquete pelo caminho,e ele gemia por todo lado.
Entramos em casa e ele deu me um ramo de rosas que eu amei.O jantar estava delicioso também.Depois disso beijei o muito como agradecimento,e ele era um fofo,perguntou me se eu queria dar um passeio,eu disse que sim.Fomos para a praia á noite, estava muito frio.
Ele levou uma mantinha para nos enroscar nos.Sentámos nos á beira do mar na areia.A praia era perfeita.Ele embrulhou me na manta e abraçou me entre as pernas dele.A praia estava vazia.
Nesse momento eu disse lhe enquanto olhava para ele com um sorriso malandro:
–Eu hoje fodi com os meus irmaos,eles apanharam me a masturbar me com o vibrador que me destes.
–Tu és só minha e não fodes com mais ninguém!!-Nesse momento ele ficou furioso e cheio de ciúmes.
–Sabes o que é que acontece às meninas mal comportadas?
–O quê?
–Apanham tau-tau no rabinho!
Ele desembrulhou me e deitou me de barriga para baixo nas pernas dele , baixou me a sai, puxou me a minha cuequinha de fio dental para cima com uma mão e com a outra batia me com muita força no meu rabinho.
–Sua putinha!
Eu gemia muito,até que a partir dos quinze tapas eu gemia enquanto chorava de dor.Ele só me bateu até aos trinta.Depois de e bater tirou a minha cuequinha,guardou a no bolso e voltou me a embrulhar me na manta.
–Nunca mais fazes isso ao papa?Ouvistes?
Eu acenei com a cabeça enquanto ainda chorava baixinho e ele dava me beijinhos na testa a dizer que eu era dele.
Fomos para casa, quando chegamos ele pegou me ao colo e levou me para a cama.Fiz lhe outro Boquete ainda melhor que o anterior,ele despiu me e devorou me com a sua boca, apertando me o pipi e as maminhas ao mesmo tempo.Fodeu me com toda a força que tinha e gozou tudo dentro.Após isso dormimos em conchinha debaixo dos lençóis, foi maravilhoso.
Eu amava esse homem, ele era de apaixonar.
Espero que tenham gostado, até a próxima 😘

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,70 de 10 votos)
Loading...