Virei putinha dos meus primos

Autor

Meu nome é Lohanie, tenho 16 anos, mas na época do ocorrido tinha 14.
Como sempre me apresento, sou morena, 1,64m, peitos médios, barriga lisinha é um enorme bundao.
Desde bem novinha eu era considerada cavala, tinha cochas grossas, cintura fina e meus peitinhos começaram a se desenvolver cedo, aos 13 eu já tinha corpo de mulherão.
Era início de 2016, eu mal tinha acabado de perder a virgindade e minha família decidiu ir inteira para a praia, detalhe, todos ficaríamos em um mesmo apartamento.
Fomos todos juntos, meus pais, meus tios e primos e meus avós.
Chegando lá mal passamos protetor e já saímos correndo para a praia, eu usava um biquíni cortininha e a parte de baixo era daquelas que favorece o bumbum, foi eu tirar a saída e meia praia estava olhando para a minha bunda, inclusive meus primos mais velhos: João e Pedro.
-Caralho em priminha- comentou João me olhando de cabo a rabo
-Se você continuar me olhando assim eu desidrato- respondi na lata
-pode deixar que eu te deixo bem molhadinha- completou Pedro
Eu já estava acostumada a ser assediada por eles, era como uma brincadeira nossa, eles provocavam eu respondia sempre com alguma grosseria mas eles sabiam que no fundo eu gostava dos comentários.
Bom, passamos a tarde inteira na praia e eu acabei dormindo enquanto tomava sol, resultado: insolação. Quando finalmente voltei para o apartamento estavam fazendo a divisão de pessoas por quarto e como eu era a última a chegar fiquei com o que sobrou, o quarto dos meus primos.
Nem liguei muito para isso, sempre tivemos uma relação bem de boa apesar das provocações entao coloquei a mala lá e sai comer com meus pais.
Quando voltamos minhas costas estavam terrivelmente ardidas, então perguntei aos meus primos se haveria problema em dormir apenas de calcinha e regata, e ambos negaram rapidamente.
Eu tinha acabado de tomar banho e estava deitada na minha cama, haviam 3 no quarto, de bruços, tentando dormir quando comecei a escutar sussurros.
-você acha que ela já tá dormindo?- Pedro
-não sei cara, vai lá ver- João
-o que vocês querem?- respondi com a voz abafada já que estava com o rosto voltado para o travesseiro.
-é que a tia pediu pra ver se você não quer passar o pôs sol- disse Pedro
– Ahh, quero sim, você pode passar para mim?
Ele fez que sim com a cabeça e eu prontamente tirei a regata que estava usando, liberando meus peitos na cama e deixando ambos boquiabertos.
-é aqui ó que tá doendo mais- eu disse apontando com o dedo para um ponto nas costas e ele jogou o creme nas minhas costas e começou a espalhar com aquelas fortes mãos enquanto me massageava.
Eu estava gostando muito, estava quase dormindo de tão relaxada com o toque quando ele passa a se concentrar com o creme na minha bunda, estava muito bom, então não pedi para que parasse, só continuei na mesma posição, de olhos fechadinhos. E então, passei a sentir uma terceira mão passando pela minha bunda e descendo de encontro a minha buceta, que começará a ser alisada por cima da calcinha.
– O..oque você está fa..fazendo?- perguntei olhando para trás.
-Relaxa gostosinha, você vai gostar- respondeu joao, que bulinava minha buceta por cima da calcinha
– só aproveita- disse Pedro que agora passava a mão pelos meus peitos que saiam pelo lado
Me aquietei e deixei que continuassem o que estavam fazendo, estava muito bom e desde a minha primeira vez eu não tinha fudido com mais ninguém.
João me pediu pra ficar de quatro e assim o fiz, ele desceu a minha calcinha e eu comecei a me inquietar
– e se alguém entra no quarto?- perguntei preocupada
-tá trancada- respondeu joao sem dar muita importância
Ele começada a passar levemente seus dedos pelo meio da minha bucetinha enquanto Pedro se ajeitava por de baixo dos meus braços e começava a beijar chupar e morder meus peitos, comecei a gemer baixinho.
Joao começou a me chupar também, ele metia os dedos na minha buceta e no meu cuzinho, chupava meu grelinho com vontade, eu estava completamente entregue.
Não demorou muito e minhas pernas começaram a tremer, quis gemer alto mas taparam minha boca e rapidamente gozei levando chupada na buceta e nos peitinhos.
-isso putinha, goza pros primos, goza- disse João ao me ver gozando
Fiquei mortinha após a gozada, mas eles não, continuaram me chupando mesmo apos eu ter gozado, me provocando múltiplos orgasmos.
Me achei no dever de retribuir, já que tinham me feito gozar maravilhosamente, então comecei a Mamae aqueles caralhos, metia os dois na boca, lambia as cabeçonas olhando pra eles e eles mantinham dedos na minha buceta e cuzinho, gemiam rouco me dizendo o quão putinha eu era por estar chupando meus primos com meus pais no quarto ao lado e isso só me fazia mandá-los com mais vontade.
E então, quando estavam a ponto de gozar e eu louquinha pra tomar um belo banho de porra, batem na porta.
Continua…

Esse conto é veridico e se quiserem a continuação do que ocorreu comentem aí embaixo, LEIAM MEUS OUTROS CONTOS!
Beijos gregos