Fiquei viciada em Zoofilia, o dia em que fui arrombada pelo Sadan

Autor

Minhas lembranças (XVIII), Esta historia que vou contar é uma historia verdadeira, é um relato que aconteceu comigo e que nunca vou me esquecer. Meu nome é Flávia, O fato aconteceu quando eu tinha 16 anos. Amigos dos meus tios tinham um cão que se chamava Sadan e ele era da raça dog-alemão, eles viajaram e levaram para a fazenda para minha tia cuidar dele enquanto ele viajavam ele já era adulto, tinha uns 2anos, eu fui pra fazenda e ia ajudar minha tia a cuidar do Sadan, ele é todo desengonçado, mais é enorme, tudo nele é enorme, eu comecei a reparar algo nele que não era normal, ou seja, o tamanho do cacete dele, pois realmente era descomunal. Passei a comparar com o cacete do Sansão (que esse eu conhecia bem), e com de outros cães também, consultei sites de zoofilia e depois de ver muitas fotos na Internet e de fato ele era um bem dotado, Eu sempre ando com meus hormônios a mil, querendo provar coisas novas, mas depois de observar aquela imensa vara que ele tinha, comecei a sentir um calor sobre meu corpo e minha xota estava ficando úmida e trêmula a cada toque que eu dava em sua vara quando eu fui dar banho nele. No fim de semana que eu estava na fazenda foi o que tudo aconteceu. Eu estava ansiosa, pois eu só ia passar o fim de semana na fazenda, e eu não queria perder tempo. Finalmente eu e minha tia estávamos afim de tirar a virgindade do Sadan. Eu estava bem tesuda com os biquinhos do seio bem durinhos, Então resolvi dar um banho no Sadan antes de brincar, fomos pro banheiro, liguei o chuveirinho e comecei dar banho, Eu estava lavando ele e ficava dando toques de leve em sua vara e olhava para ver o que estava acontecendo e percebi que quando ficava tocando sua vara para frente e para trás sua vara aumentava de tamanho e então segurei seu pinto fazendo movimentos de punheta mais rápido e vi sua vara ficar enorme quase toda para fora. Então não aguentei de tesão eu fui dar uma chupada gostosa naquele pau gigantesco. Que delicia de pau, enorme, eu estava muito excitada e não conseguia mais parar. Minha xota estava ensopada e latejando, pedindo para que aquela pica vermelha, cheia de veias e monstruosa penetrasse na em mim. Terminamos o banho e o enxuguei com uma toalha grossa e convidei a titia e fomos para o pomar, lá ficaríamos na sombra de umas mangueiras(fruta), ficaríamos mais a vontade, levamos um tapete macio para não esfolar meus joelhos, eu estava só de saia e blusa sem calcinha, coloquei um meião nas patas dianteiras dele para não me arranhar muito a costa, minha boceta já estava melada com meu mel. O dog começou a me cheirar e a me lamber vigorosamente. Eu fiquei completamente maluca e alucinada de tanto tesão eu estava super excitada. Então resolvi ficar de quatro e ele montou em mim me agarrou com tanta força que não dava para me mexer. Ele ficou tentando estocar com aquela imensa vara na minha xoxotinha, mas ele não conseguiria me penetrar, eu estava toda ensopada com meus fluidos e mais a saliva do dog, a cada estocada que o pau dele dava no meu sexo, seu pau roçava no meu grelinho. Então fiquei doida e resolvi facilitar as coisas para ele, empinei minha bunda e minha tia com a mão eu segurou aquele pinto grosso e guiou na direção da entrada da minha boceta. Ele foi rápido e preciso. Encravou sua imensa vara na minha boceta de tal forma que dei um grito de prazer. Ele penetrou aquela vara enorme na minha boceta. Os movimentos eram rápidos e frenéticos. Logo no início, comecei a gemer e dar gritinhos de prazer, pois como não podia sair ou me movimentar, pois ele me segurava com muita força, comecei a gemer de prazer e rebolar minha bunda e ele continuava a me estocar vigorosamente, metia tudo na minha boceta sem piedade como um verdadeiro macho. Senti que minha boceta começava a acomodar aquela pica descomunal e o prazer se transformava numa sensação indescritível. Os orgasmos começaram a vir seguidamente e facilmente, vinha em onda, parecia um tsunami, não sei quantos orgasmo tive. Sentia o pau dele se dilatar dentro das minhas entranhas e sentindo algo maior inchar dentro da minha boceta, não sei como eu aguentei, aquele nó dentro de mim, parecia que não parava nunca de inchar, não sei quanto tempo durou as estocadas, sei que sentia seu pau socar o meu útero, Neste momento os movimentos ficaram mais lentos e ele parou de bombar, eu sentia o seu pau latejar dentro da minha boceta, seu nó pulsar e comecei a senti jatos quentes e forte lavando o meu útero. Sim, ele estava gozando dentro de mim e dava para sentir seu esperma quente jorrando em grande quantidade dentro da minha boceta e que até estava escorrendo pelas minhas cochas. Eu sentia minha boceta latejando e apertando aquele pau como se eu fosse uma cadela insaciável no cio, desta vez o meu orgasmo veio com tanta intensidade que acho que cheguei a perder os sentidos ficando desacordada um pouco, aí ele se virou e minha tia segurou o nó dentro de mim, depois de 25 minutos grudada naquela vara como uma cadela, ele retirou seu pau da minha boceta que estava com um rombo enorme que dava até para colocar uma mão lá dentro, minha boceta estava cheia de gozo de dog saindo de dentro, o Sadan começou a lamber minha boceta e minhas pernas limpando todo o seu e o meu gozo. Comecei a olhar a minha boceta que estava toda aberta e dilatada pelo pau e pelo no do Dog. Seu pau ainda estava grande e ainda dava pra ver o tamanho do nó. Eu não acreditava que a minha boceta tivesse acomodado todo aquele caralho. Fiquei assustada, pois ele ainda me desejava de novo. Eu precisava me recuperar, eu estava exausta de tanto gozar, e o Sadan deitado lambia a vara que ainda estava dura. Eu estava me sentindo como uma cadela no cio, toda fudida com a boceta arregaçada.
Pensei um pouco, eu estava um pouco receosa de agasalhar tudo aquilo no meu cu, mais o tesão falou mais alto, fiquei de 4 e minha tia deu uma chupada no meu cu e na minha boceta e depois chupou o pau do Sadan e ele já me pegou pro traz e montou em mim, minha tia direcionou a ponta da sua pica na entrada do meu cuzinho, e o Sadan com estocadas fortes, socou tudo aquilo pra dentro de mim, gemi, doeu um pouco quando passou o nó, depois aquilo foi inchando, parecia que ia me partir ao meio, depois começou o prazer, Minha tia entrou por baixo de mim, e começou a chupar minha boceta e olhando o Dog foder meu cu, ela me chupando e eu chupando a boceta dela, gozamos uma na boca da outra, e o Dog com estocadas fortes fodendo meu cu, ele acelerou os movimentos, eu sentia sua respiração quente e ofegante na minha nuca, e senti ele encher meus intestinos de porra quente, inundou meu reto, ele ficou quieto e eu sentia seu nó pulsar, aí ele se virou e ficamos atados bunda com bunda, minha tia ficou do lado dele para acalma-lo, e ficamos atados por mais uns 25 minutos até o nó murchar, mais mesmo assim quando ele saiu me arregaçou o cu, fiquei com o cu dilatado por uns minutos até voltar ao normal. Hoje, depois de algum tempo, esta forma de sexo se tornou um vício para mim e não consigo mais parar. Eu tive alguns namorados. Mas eu prefiro transar com o Sansão ou o Sadam, de qualquer outro homem. O Sadan é bem dotado, sua pica tem mais de 23 cm, pois eu mesma medi, e o nó é do tamanho de uma laranja, eu estou viciada na pica do Sadam e ele viciado na minha boceta e no meu cu, quando vou pra fazenda ele me conhece de longe, e já vem querendo me comer, começa a me cheirar e já fica com a pica dura, e eu com a boceta encharcada, minha tia acabou ficando com o Sadan, agora quando vou pra fazenda tenho o Sansão e o Sadan.
Beijos queridos, deixem seus comentários, é importante para mim.
E-mail: flaviacmantovanni@gmail.com
Flávia Costa Mantovanni