Sexo delicioso com minha mae

Ola meu nome e Douglas e o que vou contar aconteceu a 14 anos atras. Na epoca eu tinha 15 anos. No apice da puberdade eu era louco pra comer alguem. Ate pra bater uma gloriosa era dificil porque nao tinha internet em casa na epoca, entao eu tinha que me contentar com as revistas do meu pai e com minha mae. SIM com minha mae. Eu sentia um pouco de remorso de sentir atraçao sexual pela minha mae mas a carne e fraca sabe. Na epoca ela tinha 34 aninhos. Ja era gordinha e tinhas os peitos um pouco caidos porque ela ja tinha tido 2 filhos. Eu e minha irma entao nao tinha tudo empinadinho. Enfim tinha peitos medios mas um pouco caidos uma barriguinha saliente de gordinha que sinceramente eu achava linda. Era mulata, quase negra. De rosto ela nao era tao bonita de 10 eu dou 6. Mas o que me chamava a atençao era o popo dela puta que pariu que bunda deliciosa, era muito grande redondona e o melhor, era negro. Desde pequeno bundas negras me chamavam a atençao devia ser por causa de minha mae. Voltando, a boceta dela nao ficava atras, era daquele tipo carnudo um capo de fusca delicioso, alem disso tinha alguns pelinhos o que me matava de tesao. Vamos ao que interessa, meu pai tinha viajado pra pescar no rio araguaia que pra quem nao conhece e um rio daqui de goias muito famoso nas ferias. Minha mae e eu nao fomos porque so foi os "homens" da familia. Eu odiava mosquitos e reclamava mt entao eles nao deixaram eu ir. Entao eu tive que ficar em casa com minha mae. Eles iriam ficar la por 12 dias e esse periodo todo fiquei sozinho com a minha mae. Como ela estava de ferias e eu tambem,ficavamos sozinhos o dia todo e por nao recebermos nonguem ficavamos de roupas de dormir. Depois de 2 dias da ida do meu pai aconteceu algumas coisas ja picantes. Depois do almoço minha mae estava deitada no sofa e acabou dormindo. COM AS PERNAS ABERTINHAS. Ela estava so com uma camisolona tipo vestido sem nada por baixo. Dava pra ver a racha dela do outro sofa. Eu fiquei me deliciando com a cena poe uns 2 min e doi ai que decidi bater uma ali mesmo olhando praquela buceta. So que hora que eu ia descabelar o palhaço ela deu uma mexida e nao dava pra ver mais nada da racha. Ai que eu tive a brilhante ideia de olhar debaixo da camisola dela. Peguei minha lanterninha q eu tinha e apontei la pra baixo. Que visao linda. Fiquei ali olhando por mais alguns bons minutos. Quando a lanterna cai da minha mao e minha mae acorda. Hora que ela acordou eu ja fui fingindo que tava pegando uma caneta debaixo do sofa. Ela pediu explicaçoes e eu disse que eu estava desenhando no sofa e a caneta tinha caido. Deu pra ver que ela tinha percebido o que estava fazendo. O resto do dia ela ficou me olhando estranho. Dava pra ver que toda hora olhava pro volume do meu short. Pq eu ficava sem cueca. So de ceroulas. Mas a historia principal deste conto aconteceu 3 dias antes da chegada do meu pai. Eu me lembro ate hoje como foi. Era dia de quinta. Eu e ela tinhamos ido a feira e voltamos tarde la pelas 22 da noite. Quando chegamos ela me mandou ir dormir. Na hora eu nao entendi o porque dela fazer isso sendo q ela sempre era liberal e me deixava dormir hora que quisesse. Mas hora que eu vi o biquinho do seu peito durinho matei a charada. A safada queria bater uma siririca. Beleza, falei. Escovei e fui deitar. Depois de 5 min q deitei aparece minha mae no quarto vendo se eu estava dormindo. Depois de entrar no quarto dela eu levantei e fiquei olhando dentro do quarto pela fresta que tinha entre a porta e o portal. Ela tinha pegado uma cenoura q a gente tinha comprado na feira. Grossa pra caramba e começou a putaria. Primeiro ela ficou que nem frango assado e fazia movimentos de vai e vem na buceta. Ate ai eu estava quase gozando sozinho de tamanho extase. Mas aconteceu uma coisa em que eu fiquei pasmo. Ela gozou muito na mao. Um liquido branco, e começou a lambê-lo ela lambia como se estivesse gostoso e de tamanho susto eu acabei encostado o cotovelo na porta. Que como era velha fez um barulho. Ela parou na hora e ficou branca de vergonha ao me ver na fresta. Tambem congelei. Estava Com o pau na mao. Ela ficou gaguejando tentando falar:
Ah se..seu safado. Me vendo escondido ne. Ai eu tentei explicar pra ela mas ela me interrompeu dizendo: o que voce viu?
-tudo. Disse eu
-ate a parte em que eu ?…
-TUDO disse eu
Ai depois disso ja com cara de quem queria comer ela, eu perguntei? Qual o sabor da sua porra?
Ela disse
O que e isso garoto
Eu disse
E que eu to na puberdade mae. Nunca comi ninguem e pra falar a verdade eu sou louco numa buceta. Eu morri de vergonha de falar isso mas ela ja tinha me visto bater uma pra ela. O que e um peido pra quem ja ta cagado nao e mesmo?
Depois dessa explicaçao toda ela me disse:
Se eu deixar voce me comer voce esquece o que aconteceu aqui?
Sim disse eu
Entao ela disse ja com cara de tesao
Entao eu vou te ensinar como chupar uma buceta.
Mas antes dela botar minha cabeça la embaixo ela disse.
Se voce contar pra alguem e seu pai ficar sabendo, eu conto pra ele que voce me drogou e voce vai ter que concordar. OUVIU?
Eu respondi que sim com a cabeça e fui lambendo a buceta dela. A porra ja tava meio seca e eu ia passando a lingua e limpando. Lambia tudo. E quando ela nao sentia nenhum tesao ela me ensinava. Ela me disse onde ficava o clitpris dela e que era ali que eu tinha que me concentrar. Depois de pegar a manha chupei muito bem a buceta dela. Dei umas mordidinhas no grelinho dela o que a fez esguichar em minha cara. Eu fiquei com um pouco de nojo no começo mas depois dela me falar que ate ema tinha coragem de lamber eu eu lambi o que tinha esguichado em mim e nela. Depois dela gozar ela pegou meu pau. Bateu uma punheta tao boa q eu me contorcia na cama. Quando anunciei que ia gozar ela botou na boca e disse. Vou te beijar com sua porra na boca depois. Dito e feito ela engoliu muito mas ficou um pouco na boca e com esse pouco me beijou. Um beijo todo esporrado mas delicioso depois disso ela chupou meu pai e minhas bolas cuspia, nele passava o dedo na cabeça e me dava pra lamber, eu gozri de novo so que dessa vez menos e foi no lençol da cama. Enauanto eu me recompunha lambia o cuzinho dela. Ja estava meio arrombadinho mas era uma delicia. Depois de meu cacete conseguir ficar duro de novo eu perguntei pra ela se tinha camisinha em casa. Ela diase que eu podia gozar a vontade na buceta dela porque ela tinha operado e nao podia ter filhos mais. Emtao eu aproveitei fiquei batendo a cabeça do meu cacete na rachinha dela. Depois de bater um pouco pedi pra entrar. Ela autorizou. Nao entrei devagar bombei logo. Plau plau plau e gozei dentro da minha mae. Que sensaçao boa. Ela disse que meu pau era menor que o do meu pai mas eu tinha o triplo do folego dele. Claro ele tem mais que o dobro da minha idade respondi. Depois de ficsrmos uma meia hora so nos chupando e se acariciando pesi pra comer o cuzinho dela. Ela reapondeu: so se voce gozar la dentro. Ela ficou de 4 n cama e abriu o cu com as maos. Ela nao sentiu dor claro que nao como ja tinha dito antes o cuzinho dela era arrombadinho e meu pau nao era muito grande so era um pouco grosso pra minha idade. Depois de meter varias vezes no cuzinho dela eu gozei la dentro. E depois de eu tirar o pau ela disse
Agora chupa
Eu disse
O que ? Eca nao eu gozei la
Ela disse
Quer aue eu conto pro seu pai que voce bateu uma punheta pra mim?
Eu relutantemente aceitei
Ela sentou em minha cara e a minha porra foi escorrendo eu chupei tudo com cara de nojinho. E essa excitaçao de ver um cara chupando a propria porra fez minha mae gozar de novo aquele liquidozinho branco. Depois de me acostumar com o sabor ja gostava da porra dela. Engoli todinha a porra daquela buceta e essa foda encerramos por ai. Nos continuamos transando ate eu completar meus 22 anos mas isso deixa pra outro conto. Entao o que me motivou a fazer esse conto goi a fpda que tivemos semana passada. Ela separou do meu pai e estava carente por um pau. So que dessa vez ela estava mais caida e arrombada :l valeu falou

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)
Loading...