,

Dayane Minha Vizinha Linda Meu Amor

26-10-16 13 ★ 4.22

Ola, sou Marlon, hj tenho 18 anos, a 6 anos atraz com meus 12 anos de idade, eu na oitava série, sempre fui adiantado, meio nerd, na época eu já era super responsável com afazeres domésticos, visto que minha mãe é viúva, eu sempre a ajudei em tudo, lavar roupa, passar, louca, arrumar a casa, e enfim sempre fui muito caseiro, sempre gostei de ficar sozinho, estudar, aprender tudo sozinho, na escola eu sempre fui o melhor aluno em comportamento e nas notas também, sempre pratiquei natação e musculação, ciclismo, mas na maioria das vezes sempre só, aos 12 anos nunca nem beijado eu tinha, não me envolvia com nenhuma menina, até que Dayane se mudou com o filho pra casa ao lado da minha, Dayane com 42 anos, uma loira, olhos azuis, forte, alta, uns 1,80 de altura, não era gorda, mas bem forte, o filho dela, Rodrigo tinha 15 anos, mas estava na quinta série, era muito ruim de estudo, Dayane já era conhecida da minha mãe, ela era copeira no hospital em que minha mãe era enfermeira técnica, Dayane era linda, eu gostava de vê-la andando, e quando ela ia la em casa, eu me sentia bem, até então eu nem me masturbado tinha, mas ela me deixava louco, eu não entendia, mas gostava dela, sentia algo muito forte, ela ia em minha casa e eu fazia de tudo pra agrada-la, e Dayane sempre me elogiava, me abraçava, me beijava no rosto, e sempre falava que queria que o Rodrigo fosse igual eu, ela sempre parabenizava minha mãe pelo jeito que tinha me criado, e pelo excelente garoto que eu era, eu não gostava do jeito de Rodrigo, pois ele maltratava a mãe, falava palvroes, e até mandava ela tomar no cú, certo dia ela falou com minha mãe que o computador dela havia parado de funcionar, e minha mãe falou, a o Kaue da uma olhava ela entende muito de computador, afinal eu tinha feiot curso, ai eu fui a casa dela olhar o computador, o Rodrigo não estava, ela falou, pode verificar ai, eu to na cozinha, se precisar de algo me chame, e me abraçou e me beijou forte, me chamando de meu amor, eu verifiquei e vi que a fonte havia queimado, então eu falei, que tinha uma em casa, ia pegar e já voltava, ela falou tudo bem, mas não precisa se preocupar, se não tiver jeito, eu fui e voltei bem rápido, troquei a fonte e o computador voltou a funcionar, eu verifiquei no histórico de navegações e vi que o Rodrigo só acessava coisa relacionadas a drogas, ai eu chamei Dayane e falei com ela pra tomar cuidado, ela me abraçou colocando minha cabeça bem perto dos seus seios, eu delirei, que cheiro bom, que delicia de mulher, meu pau endureceu, eu disfarcei com a caixa de ferramentas, ela chorou e falou que o Rodrigo só traz decepções pra ela, e eu falei, mas vc é tao linda, é uma mulher tao boa, ela tem que te respeitar, vc e uma excelente mãe, ai ela me abraçava mais e me beijava no rosto, eu eu pedi pra ir ao banheiro, estava quase estourando de tesão, sensação jamais sentida, mas era muito bom, no banheiro vi uma calcinha dlea no cesto de roupa suja, peguei cheirei, hummm que cheiro bom, nunca tinha sentido, era maravilhoso, ela era viúva também, ai eu peguei a calcinha coloquei na cueca e levei pra mim, ai ela veio com dinheiro e me deu, eu não aceitei, falei que pra ela era sempre um prazer fazer tudo que pudesse pra elaficar bem, ela me elogiou e me chamou de cavalheiro, e falou que eu era o melhor menino do mundo, ela insistiu em me dar o dinheiro mas eu não aceitei, em casa eu me masturbei, lambi aquela calcinha, e gozei muito, no dia seguinte Dayane veio a minha casa, e trouxe um bolo bem gostoso pra mim, ela falou pra mim e pra minha mãe que fica sempre com medo de Rodrigo se meter em encrencas, pois sempre anda com mas companhias, ela falava pra minha mãe que desejava que o filho dela fosse igual eu, mas infelizmente tao bom e educado feito eu ela dizia que nunca viu, Dayane ficava cada vez mais linda, ela sempre usava alguns vestidos tao lindos, eu ficava doido, outro dia ela me chamou pra concertar o celular dela, e mais uma vez eu fui ao banheiro e vi outra calcinha úmida da xana dela, coloquei na cueca e sai, interruptores eu consertava, fechaduras, radio, TV, e ela semrpe me elogiava, eu já tinha ido tantas vezes a casa dela, e todas as vezes eu levava um calcinha usada, úmida da xota de Dayane, já estava com uams 15 calcinhas em casa, ai numa tarde de sexta feira, veio a terrível noticia, Rodrigo foi encontrado morto, estava dirigindo um carro roubado e colidiu contra um muro e faleceu, Dayane chorou muito, ficou muito treste e depressiva, se passaram 4 meses e ela ainda bem triste, mas já estava mais conformada, as vezes minha mãe dormia na casa dela pra ela não ficar sozinha, e passamos a ficar mais unidos ainda, ela voltou a trabalhar, e estava melhor, e eu sempre que podia levava uma calcinha dlea pra me masturbar, mas eu já tinha umas 20 calcinhas, e achei que ela já estava dando falta, ai eu passei a levar uma a uma, de volta, mas as vezes levava uma ou duas, e voltava com outra, e visto que os horários da minha mãe e os de Dayane não coincidiam mais eu fazia companhia a Dayane na maior parte do tempo, ela me chamava e eu gostava de ficar com ela, conversava, a elogiava, ai certo dia eu já com quase 13 anos, ela me perguntou, vc não namora não? e eu falei, não, mas ela dizia, vc é tao lindo, as meninas devem gostar de vc, mas eu dizia, mas eu nã gosto delas, só de uma, mas acho lque é impossível, e ela falou, mas impossível porque? eu disse, ela é muito mais velha que eu, e jamais iria querer algo comigo, e ela disse, a quem sabe, tenta, afinal, vc esta bem mais avançado do que os garotos de 13 anos, e sabe muito mais do que muitos adultos, ai começamos a falar dela também, como era o marido dela, e ela disse, que só ficou com o marido, por dois meses, ele faleceu de acidente de moto, ai ela ficou viúva, e nunca mais quis saber de ninguém, e eu falei, mas vc é tao linda, poruqe não se casou de novo? e ela falou, ah nunca mais me interessei por ninguém, e não tinha muito tempo, não costumo sair, e falamos bastante sobre esse assuntos, até que já quase nahora de ir embora eu falei pra ela, depois te falo uma coisa que tenho pra ti falar, e ela insistiu mas eu não consegui, e ela ficou curiosa, mas eu não falei, ai ela me beijou, me abraçou, e eu fui pra casa, minha mãe chegou e a chamou pra dormir la em casa, e ela aceitou, ela disse pra minah mãe que eu fiquei a tarde inteira com ela, e ela gostou muito, minha mãe chegou tomou banho e jantomos, ai ela se sentou no sofá e eu fui fazer massagem nos pés da minha mãe, sempre fazia antes, e Dayane ficava maravilhada, como teu filho é cuidadoso, além de lindo, cuida muito bem da mãe, e de mim também, ai depois fomos dormir, e eu sonhava com Dayane, no dia seguinte Dayane saiu cedo, e minha mãe ficou dormindo, eu fui a escola, quando voltei, me masturbei muito, a tarde, Dayane chegou e eu logo fui a casa dela, afinal ela tinha me chamado, ai ela tomou banho, e eu me comecei a fazer massagem nos pés de Dayane, que estava de saia, e nem se importou em esconder, a calcinha que estava usando, humm que delicia, eu fazendo massagem nela e ela começou a perguntar, quem é a moça mais velha que vc, a qual vc gosta, fala pra mim, e eu falava, não jposso falar, senão pode prejudicar o que nem começou, ou o bastante que já tenho, embora não é somente o que eu quero, e ela falou que não iria contar pra ninguém, mas eu não tinha coragem, e continuei a massagear seus pés, depois massageiei seus ombros, e ela gostou muito, ai tomamos um café da tarde, e ela me pediu ajuda pra recolher umas roupas, eu a ajudei, dobrei, e até a ajudei a passar algumas roupas, minha mãe ligou no meu celular, e disse que iria demorar um pouco, pois tinha uma emergência la, ai Dayane falou que eu ficaria mais tempo com ela, la pelas 18 horas minha mãe liga de novo, e fala que iria demorar mais, pois houve vários acidentes e ela era necessária la, talvez teria que virar a noite, ai Dayane pegou o celular e falou, não se preocupe, ele ficará bem comigo, e minha mãe falou, obrigado Dayane, esse menino é de outro, Dayane falou, claro que sim, ele me faz bem, e eu não fico sozinha, é muito bom tê-lo aki comigo, ai jantamos assistimos alguns filmes, e depois desligamos a TV e ficamos conversando, e eu falava que ela era muito linda, e ela também falava o mesmo de mim, ela falou que não iria trabalhar no outro dia, e poderíamos conversar até bem tarde, ai ela falou mas porque vc não tem amigos? namoradas, eu gosto muito de ter vc aqui, mas acho que seria mais saudável vc ter amigos da sua idade, e namoradinhas, ela falou tanto isso que já estava me enchendo, e eu então tive coragem de falar, Dayane, é que eu nunca quis ter muitas amizades, acho todos muitos sem noção, as meninas são nojentinhas, mas depois que vc veio pra ca, isso aumentou, pois vc supre toadas as necessidades de companhia, ai ela falou, mas eu tenho a mesma idade da tua mãe, sou velha, e eu falei, não vc é linda, e eu me sinto muito bem com vc, ai ela falou, eu também gosto muito de vc, vc me faz tao bem que me sinto com 13 anos novamente, ai eu falei, lembra da moça que eu disse que gosto? Ai ela falou, sim! e continou, não acredito que sou eu? e eu disse, sim é vc, desde o primeiro dia que te vi, me desculpa, não fica diferene comigo, e ela falou, claro que não meu amor, eu também gostei e gosto de vc, vc me faz sentir a melhor mulher do mundo, e eu falei, então vc também sente o mesmo por mim, e ela falou, é, mas no meu caso é crime, vc é um menino, e ainda filha da minha amiga, imagina o que sua mãe diria, eu falei, a mas nada disso me impede de te amar, e de vc me amar também, ela falou sim, claro que sim, e ela falou confesso que sonho com vc, dormindo comigo, me beijando, ai que pecado, mas eu falei, ah eu também sonho sempre com vc, e nos beijamos na boca, meu primeiro beijo na boca, uma delicia, e eu falava direto que a amava muito, e ela me beijava e ofegava forte, ai ela falou mas não fala pra ninguém, e eu disse, não nunca falarei nada, e nos beijaos muito, e ela me disse que me também me deseja muito, meu pau já duro e ela começou a mexer nele, uma delicia, ai ela enfiou a minha cara nos seios dela, e me pediu pra chupa-los, hummm que delicia, ai ela levantou tirou a roupa, e me mandou deitar em cima dela, e foi direcionando meu pênis na vagina dela, ela me puxou e entrou tudo de vez, e ela ficou mexendo, que delicia, a vagina dela raspada, mas com alguns pentelhos ralos, os aranhoes que os pelinhos faziam eram tao bom, que gozei rápido, e ela ficou ainda cheira de vontade, ai ela direcionou minha cara na vagina dela ,e me mandou chupar, eu chupei e ela falava passa a língua mais pra cima, falando bem ofegante, e eu passava, e eal suspirava mais forte, e ela falava ai vai mais forte ai, ai eu fazia pressão bem onde ela mandava, derrepente ela se contorcia mais ainda e ofegava gemia e não falava mais nada, só segurava minah cabeça contra a xana dela, que já estava quase que enterrada nela, ai muito melado começou a descer, e ela ofegava mais forte, derrepente ela quase que gritando gemendo muito e gozou na minha boca, que lambi todo o melado em volta da xana dela, muito bom mesmo, ela toda molhada de suor, e eu também, ai ela falou vou ao banheiro, e foi meio cambaleando, ai ela começou a tomar banho, e me chamou, e tomamos banho juntos, no banho eu a chupei de novo, ela também me chupou uma delicia, eu gozei feito doido, e dormimos juntos, acordamos muitas vezes e transamos muito, de manha minha mãe chegou e eu ainda estava la, com Dayane, la pelas 9 eu acordei fiz café, e quando ela acordou ela eu levei café na cama pra ela, eu sempre fazia isso pra minha mãe, mas agora era a mulher da minha vida, ela até chorou, e falou te amo meu amor, nunca ningeu mfez isso pra mim, ai ela tomou café, e transamos e ela depois falou vai ver tua mãe, e eu fui, minha mãe estava dormindo, ai eu voltei e transamos de novo, eu chupei muito a Dayane, la pelas 13 horas ela me chupou bem gostoso e eu fui em casa, minha mãe estava dormindo ainda, eu fiz comida, arrumei a casa, e quando minha mãe acordou la pelas 16 horas tomou um banho, comeu e Dayane foi la em casa, ela me elogiou muito, e falou pra minha mãe que eu levei café na cama pra ela, minha mãe falou é meu filho é um cavalheiro, imagina se fosse um adulto assim? Dayane falou, ah eu prenderia la em casa, ai minha mãe falou, até eu que sou mãe também, e as duas me abraçaram e me beijaram, no rosto, eu me sentindo um rei, ficava em extase por dentro, na escola eu só faltava explodir, as notas sempre a melhor, ai eu ia todo dia a casa de Dayane, e transavamos feitos doidos, era a melhor coisa do mundo, minha mãe nã via nada demais no fato de que eu estava sempre na casa de Dayane, as vezes quando minha mãe trabalha a noite ela já falava, filho vai dormir na Dayane, e eu ia, dormíamos juntinhos, eu a chupava, penetrava, ela também me chupava, engolia meu pinto que era médio, mas ela gostava, eu dava banho nela, era tudo tao maravilhoso, mas aconteceu que uma tia minha se mudou pra mesma rua, era bem perto da minha casa, e essa tia tinha uma filha, que gostava de mim, mas eu nunca nem liguei pra ela, essa tia reclamava pra minah mãe que eu não ia pra escola com a minha prima, afinal eu não gostava dela, essa prima minha tinha 15 anos e estava na sexta séria era atrasada, e eu já com 14 anos no segundo ano do ensino médio, todo dia minha tia e minha prima ia la em casa e ficava enchendo minha mãe, era tao chato que as vezes elas ficavam até tarde em casa e eu na Dayane, alias eu só pensava na Dayane, só ela e minha mãe eram importantes pra mim, 1 ano passou eu transando as escondidas com Dayane, muitas vezes dormindo la, eu dava desculpas pra minha mãe e dormia com Dayane, minha mãe não via mal algum, mas minha tia começou a reparar que eu só dava importância pra Dayane, eu com 15 anos e minha prima com 16 pra 17 anos, ela nem estudava mais, havia deixado a escola na sétima série, foi quando ela apareceu gravida, minha tia ficou doida com ela, e ela negou de todas as formas, mas os exames mostravam que ela estava gravida mesmo, ai ela deisse que o filho era meu, mas ela saia pra bailes noturnos, ia pra pacadão, e eu não saia a noite pra esses lugares, eu só ia ao centro da cidade, ao cinema, alias eu ia direto com Dayane, mas minha prima insistiu que eu a tinha engravidado, minha mãe, não acreditou, mas elas insistiram, e eu nunca nem tinha ido a casa delas, encheram tanto minha mãe que ela começou a ficar diferente comigo, eu falava com minha mãe, o que estava acontecendo, e ela não me falava nada, até que eu cheguei e perguntei na lata mesmo, mão o que é, pelo menso a senhora tem que acreditar em mim, eu nunca dei motivos nem nunca dei preocupações pra senhora, e ela falou, filho tem certeza que vc não fez nada com sua prima, e eu falei, mãe eu nunca quis outras meninas de família acha que iria querer ela que é bem promiscua, ela sai com todos, imagina que eu iria querer aquilo, ai eu falei, vamos pegar o dinheiro que a senhora coloca na minah conta e fazer o exame, quando eu falei isso, na frente da minha tia e da minha prima elas desconversaram, ai minha mãe voltou a ficar bem comigo de novo, mas sempre recebia minah tia e minha prima em casa, ai minha prima fez um aborto, mas certo dia, eu estava saindo da casade Dayane, e minha tia viu, e depois falou com minha mãe, eu já estava trabalhando no programa jovem aprendiz, e eu ia com Dayane evisto que saiamos smepreno mesmo horário, eu ia de carona com Dayane, minha tia também começou a fazer futricos sobre isso, mas da minha prima que saia com todos tipo de cara, até velhos que pagavam as coisas pra ela, isso minha tia nem ligava, ai certa vez minha mãe foi trabalhar a noite, e Dayane foi la pra casa, dormimos juntos, transamos feitos doidos, no dia seguinte, minha tia falou tudo pra minah mãe, minha mãe não ligava, pois Dayane sempre dormia la em casa também, e eu também dormia na casa dela, mas minha tia falou pra minha mãe, mas ele é só um menino, essa mulher é da tua idade, minha mãe falava, sim, mas ela é como se fosse uma irma ou uma tia ou até mesmo uma mãe pra meu filho, ai minha tia falou pra minha mãe, pra mim ela esta seduzindo seu filho, acredito que aquilo tenha ficado na cabeça da minha mão, ela começou a ficar meio que fria com Dayane e comigo, mais 1 anos se passou eu já com 16 anos, já estava iniciando a faculdade, nessa tempo eu já bem mais com jeito de adulto, não me envolvia nos assuntos da minha tia, nem fazia questão nenhuma de fazer nada pra ela, pois ela inventava muitas historias mentirosas pra minha mãe, era o fato da Dayane me seduzir, ou que eu era gay, ela falava que me via com meninos, e minha mãe cada vez mais ficando fria comigo e com Dayane, ai certo dia na casa da minha tia, estava ela e o cara que estava com minha prima, derrepente houve um curto, e começou a pegar fogo em tudo, a casa da minah tia foi destruída, e elas me culpavam, pois me chamavam pra fazer reparos elétricos e eu nunca ia, ai falaram com minha mãe que teriam que ficar la em casa, eu não aceitei, briguei mas não deixei, também pq minha prima estava com um cara que era um vagabundo, minha mãe ficou brava comigo, mas eu expliquei, e depois ela acabou concordando, mas minah mãe estava estranha com Dayane, já não falava mais com ela, e Dayane começou a ficar triste com isso, minha mãe evitava Dayane, e parecia que pra ela Dayane não existia, minha mãe começou a querer me proibir de ir la, mas eu ia sempre, Dayane triste ate vendeu a casa e se mudou pra outro bairro, mas eu ia sempre la, minha mãe até pediu pra ser transferida de hospital, pra não ver mais Dayane, mas eu ia todos os dias a casa da Dayane, passaram mais 1 ano, minha tia sempre instigando minha mãe, eu brigava muito com ela, e falava com minha mãe pra não receber mais minha tia em casa, certo dia eu estava na casa de Dayane, derrepente minah mãe entra, eu já com 17 anos já trabalhando no segundo ano de faculdade, foi ai que nessa tarde eu la com Dayane, transando bem gostoso, era tudo muito bom, minha mãe bate la, eu olho pelo vitro, e vejo minha mãe, fingimos que não havia ninguém la, minha mãe ligava pra mim, mas eu não atendia, ai minha mãe voltava pra casa, passaram mais 1 ano, minha mãe sempre tentando me flagrar la mas nunca conseguia, eu já com 18 anos, já com meu carro, trabalhano num excelente emprego, enquanto minha tia e prima morando de favor, em barracos, minha prima já com 3 filhos todos de pai diferentes, mas minha tia sempre ia la em casa e falava mal de mim pra minha mãe, mas nesse dia eu cheguei em casa bem na hora que minha tia estava me escrachando pra minha mãe, ai eu estourei, falei tudo que tinaha pra tinah tia e prima, até as chamei de puta, minha mãe nunca tinah me visto desse jeito, e proibi terminan temente elas de irem la em casa, e proibi minha mãe de falar com elas, e ameacei se ela voltasse a faar com elas eu iria embora sairia de casa, minha mãe me pediu perdao, implorou, e eu aceitei, mas ela ficou proibida, ai certo dia eu vi minha mãe dando dinheiro pra minha tia, eu fiquei super nervoso, briguei com ela, fui em casa e peguei minhas coisas coloquei no carro e falei pra minha mãe, adeus mãe, esqueça de mim, minha mãe chorou, ajoelhou e eu sai e a deixei chorando, e fui pra casa de Dayane, mas Dayane me convenceu a voltar a falar com minha mãe, e eu voltei, e falei com minha mãe, do meu relacionamento com Dayane, minha mãe entendeu e estamos juntos, vendemos a casa de minha mãe, e eu ela é Dayane hj estamos morando em outra cidade, bem longe da minha tia e prima, e minha mãe hj aceita meuo relacionamento com Dayane que já dura 6 anos, espero que gostem do meu conto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,22 de 9 votos)

,

13 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Fiquei com tanto ódio da sua tia que perdi o tesão KKK boa sorte TB tenho uma história parecida com uma mulher casada um dia vou escrever um conto

  2. pauzudo

    foda de história, não há paragrafos…

  3. house

    parabéhs desejo a vcs toda falicidade do mundo,pelomenos vc boto na sua vida uma pessoa madura que te fez ir para frente, diferente de meninas novas que só querem sugar homem.

  4. Melissa Sexy

    Adorei,amei esse conto. Que delícia. Idade não é nada são apenas números.

  5. Danvambaster

    Sei la. Meu pau ficou mole.

  6. Anônimo

    Cara parabens, que otimo conto, !!

  7. bazooka

    Pekeno newton rs
    mas alem de uma historia erotica nao deixa de ser um conto romantuco contemporaneo da vida real
    parabens apesar de exageros eu gostei

  8. jaque

    Legal sua história

  9. Anonimo

    Muito legal bem inspirador

  10. Marcos

    Mentiroso pra caralho. 12 anos na oitava série? Fala sério vei.

  11. Anônimo

    Muito bom cara, conta mais histórias com sua vizinha/esposa

  12. Carlos

    Legal sua História vc é uma pessoa batalhadora, merece ser feliz.

  13. ...

    legal sua historia, sua tia é a maior fdp em.