A coroa que vi no supermercado rondom de Aracatuba SP

O fato relatado aqui aconteceu dia 02/07/2016. Me chamo osmir 38 anos solteiro, moro sozinho em meu apto, e tenho uma noiva mas, como todo mundo já sabe o homem sempre está disposto a pegar uma mulher principalmente se essa mulher for uma coroa gostosas e esposas carentes como a que eu conheci num caixa de supermercado.

Estava eu em um supermercado rondom em Araçatuba SP fazendo minhas compras quando observei uma coroa muito bonita nos corredores com seu carrinho, deu certo que eu e ela nos encontrássemos várias vezes nos corredores entre as gondolas, acabei trocando uma ou duas palavras com ela, o que eu observava era que ela usava uma roupa de licra dessas que se usa para academias, em cima um top embaixo de uma minuscula blusa de malha, e quando ela se inclinava para pegar suas compras no carrinho, dava para ver nitidamente a marca do fio dental que ela usava por baixo do agasalho.

Apesar de ser bem coroa já passava dos 40 anos com certeza mas ainda era muito bonita e gostosa, dei um jeito de entrar na mesma fila do caixa que ela escolheu e eu estava na bem atrás dela, enquanto a gente esperava os outros clientes serem atendidos a gente um pouco sobre futilidades tipo a sujeira politica, chegou a vês dela, ela tinha que retirar a compra e colocar no caixa e ainda tinha que empacotar, porque hoje em dia os mercados não tem mais pacoteiros, eu como estava com apenas 4 itens na cestinha coloquei-a do lado e ajudei ela a empacotar as compras, e falei se vc esperar um pouquinho te ajudo a levar até o carro, ela agradeceu disse que não precisava que usaria o próprio carrinho mas eu insisti então passei minha compra coloquei tudo numa sacola só e fui com ela até o seu carro, ajudei a colocar tudo no porta malas, ela me agradeceu, disse que nos tempos atuais era dificil as pessoas conversarem e se ajudarem quando não se conhecem, nos despedimos ela entrou no carro mas antes de colocar em movimento me disse, nem perguntei seu nome, no que eu respondi Geovano, muito prazer , ela retribui dizendo o prazer é meu, Angela, eu brinquei com o nome dela dizendo bonito nome, ai bem pra uma anja bonita que nem você, ela sorriu e espontaneamente me passou o numero do telefone pensei comigo essa coroa tá a fim.. e fui embora.

Para não deixar esfriar a coisa, dois dias depois um pouco depois do almoço eu liguei pra ela me apresentei, ela era daquelas mulheres bem espontânea e logo começamos a conversar animadamente, descobri que ela era casada, que não tinha filhos e que o marido era empresário, conversa vai conversa vem ela então me pergunta se eu não queria ir até a casa dela pra tomar uma cerveja, na hora tive a convicção de que ia rolar algo mais quente perguntei mas e seu marido?? Como quem dissesse ele não vai estranhar… ela respondeu, meu marido só chega a noite não tem problema, fiquei de pau duro, queria mesmo era convidar ela pra ir a um motel, mas a gente não tinha conversado nada sobre sexo, pensei que se eu fizesse essa proposta poderia ser que ela só estivesse sendo gentil e eu queimaria meu filme.

Sem muita opção resolvi arriscar e fui, mas na verdade nem tinha a certeza que poderia rolar algo, pois ela era casada, eu não sabia onde ela morava mas por telefone ela explicou e disse quando chegar de um toque pelo celular que eu abro o portão, peguei meu carro e fui, chegando lá era uma casa enorme lá no fundo do terreno, dei um toque pelo telefone e disse que eu ia deixar o carro estacionado na frente ela então falou que era melhor eu colocar na garagem e da garagem já dava acesso para a casa, quando a vi ela estava deslumbrante dentro de um Jeans azul daqueles que marcam bem a silhueta da mulher, em cima de um salto alto e uma blusa branca por dentro da calça, usava uma discreta maquiagem e um bem suave, ela continuava aquela mulher toda gostosona que eu tinha visto no supermercado.

Logo que entramos na sala, ela me disse pra sentar-me e já, trouxe uma taça de vinho tinto, saboreamos com calma sorvendo gota a gota sem pressa, e enquanto a gente conversava é é claro que eu não podia deixar de olhar e analisar cada centímetro de seu corpo, a visão de seu corpo com a roupa bem justa desenhando suas formas.me deixava louco, no ar um clima de tesão explicito da minha parte, pensei em tomar a iniciativa mas fiquei receoso, nossos olhares pediam uma aproximação carnal, estávamos sentados lado a lado, coloquei a taça de vinho na mesinha de centro me aproximei dela e rolou o primeiro beijo. Até que ela se levantou, segurou em uma das minhas mãos e conduziu-me até o quarto.que tal aqui é mais confortável, disse-me apontando para cama?

Eu nem esperei por uma segunda pergunta, pois eu já estava superexcitado ela aproximou e segurou com firmeza em meu cacete e soltou um gemido safado e caiu de boca em meu cacete chupando bem gulosa, chupava e babava parecendo uma bezerra desmamada, eu estava adorando seu boquete, mas estava mais louco de vontade de foder com ela. mas não sem antes fazer um 69 suguei e mordisquei seu grelo com tanto prazer que parecia que era a primeira vez que eu chupava uma xoxota, ela rebolava e gemia, meu rosto ficou todo lambuzado de seu mel foi quando ela gozou.

Ela era uma cavala de gostosa, muito fogosa, saciei a vontade da coroa, coloquei suas pernas em meus ombros segurei em meu cacete e enfiei, comecei a meter furiosamente em sua xoxota, metia e tirava sem parar, e a todo o momento mudava de posição, depois de meter gostoso coloquei a Ângela de quatro e continuei socando sem parar na xoxota, mas vendo aquela bundona bunda maravilhosa com marca de biquíni na minha frente isso me deixou ainda com mais tesão, soquei por mais de dez minutos sem parar enquanto lhe tapas com a mão aberta em sua bunda que estralava, ela gemia, pedia para não deixar marcas para não correr o risco que seu marido percebesse, isso ia deixa-la mal.

Eu tinha quase certeza que o marido dela era um corno manso e não representava muito perigo, senão ela não me receberia em sua própria casa e em sua cama, eu como homem e solteiro não tinha nada a perder tinha mesmo era que aproveitar soquei por mais alguns minutos para depois coloca-la na posição de frango assado, bombei furiosamente até gozar e a Ângela também gozou novamente comigo e assim que terminamos ela saiu de baixo de mim e caiu de boca deixando meu cacete limpinho, abracei-a e beijei ainda sentindo gosto de minha própria porra que ainda estava em sua boca, estávamos todos os dois bem lambuzados então fomos tomar um banho rápido e logo voltamos para cama, eu todo carinhoso com a Ângela começamos a conversar, falei que eu adoraria mesmo era comer o rabinho dela dai ela me confidenciou que nunca havia feito sexo anal. e Isto foi um afrodisíaco porque despertou meu desejo ainda mais.
Deitamos e recomeçamos as preliminares, comecei a bolinar no cuzinho dela ela meio que regulava mas eu levante-me e fui pegar um óleo qualquer que desse pra lubrificar, procurei na penteadeira dela não achava nada até que achei um óleo umedecedor e fui ao ataque, ela se submeteu a mim que cuidadosamente eu tentava penetra-la por trás, e ela ronronava parecendo uma gata no cio, quando eu percebi que ela estava bem relaxada deitei-a de ladinho e comecei a meter em seu anelzinho, lentamente centímetro por centímetro, meu cacete foi lentamente engolido pelo rabo da ângela, ela gemia rebolava mais não deixava eu enfiar tudo duma vez mas depois de alguns minutos, com calma pude sentir meu pau todinho atolado no rabo da Ângela, ela se mostrava relutante então dei-lhe um beijo na orelha e falei:

– Paixão…. relaxa que você vai adorar! Ela respondeu:

– Tudo bem, estou mais relaxada! Já passou aquela ansiedade dos primeiros momentos,
Então comecei com ritmo lento e cadenciado até começar a acelerar. Socava e tirava sem parar um segundo sequer, simultaneamente a masturbar-lhe meus dedos aceleravam seu prazer e juntos explodimos em um gozo pleno.procuro novas coroas ou casadas que queira um prazer intenso.. meu whats 18997218952.. se tiver uma gostosa que queira ter esse prazer…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,00 de 1 votos)
Loading...