Depois de 30 anos de casados vem os desentendimentos sexuais no Casal

Bem o que vou confidenciar com você aconteceu comigo, sou casado, já a trinta anos, já algum tempo que a vida sexual entre a gente esta difícil, virou uma rotina, não há mais interesse sexual, de ambas as partes, um casal sem fantasias, sem perspetiva, eu tenho um amigo meu já a muitos anos temos boas intimidades, depois de já ter ingerido muita bebida comecei a conversar com ele mais aberto, ele acabou me contando que estava tendo um envolvimento com um casal, realmente casados com filhos que gostavam de transar a três, e disse tem muitos por ai, inclusive na internet.

Mesmo alcoolizado gravei aquilo e procurei na internet, e ouvi vários depoimentos de casais que mudaram de vida depois de entrar nesta fantasia, o interessante e que eu acabei ficando exitado.

Minha mulher a pesar da idade e bonita, gostosa, umas pernas lindas, uma bunda maravilhosa, saliente, carnuda, queimadinha do sol, adora sol, com a marquinha do biquine, ela sempre gostou de roupas provocantes, apertadinha, mostrando bem a bunda, eu comecei sentir tesão em ver ela se mostrando, principalmente na praia tomando sol, os homens ficam olhando para a bunda dela.

Passei então a atiçar ela falando que os homens fica de pau duro olhando para a bunda dela, e como ela adora sexo anal, ela e completinha faz de tudo, já fizemos de tudo, eu não sou dotado, meu pau e pequeno, então fico atiçando ela dizendo também você não aguenta uma rola grossa na bunda, ela fica furiosa.

Uma vez andando pela praia sozinho descobri uma barraca de uma firma que sábado costumam jogar bola, e só tem homem, levei ela ate lá ficamos próximo a barraca, consumindo a bebida da barraca, nossa bastante homens bebemos umas batidas, já alegrinhos, comecei a falar para ela e mostrar os caras de sunga com umas malas, que era bem visível, tinha um negro, nossa não tinha como esconder, eu mostrei para ela, ela riu e disse pelo jeito tu estas querendo ser corno com um pau pequeno fica mostrando umas coisas destas, esta querendo se corno, nisso o jogo acabou, a barraca ficou cheia, fila para pagar ou pedir bebidas, eu pensei e fiz um desafio, você não tem coragem de ir lá buscar umas batidas para nos, mais assim do que jeito que você esta, ela disse você duvida, eu duvidei, ela se levantou do sol, foi tomar uma chuveirada e toda molhada foi pegar as batidas, nossa fiquei de rola dura, ela na fila e um cara atrás dela só de sunga, de onde eu estava dava a impressão que o cara encostava nela, ela, veio ela com as batidas disse esta vendo tive coragem, eu disse o cara que estava atrás de você se encostou em você, ela disse encostou uma vez sim, mais eu n~]ao senti nada não, e isso estava nos exitando, chegava em casa a gente transava, eu chamava ela de putinha, ela me chama de corno muito legal.

Num final de semana fomos passar numa chácara, uma casa muito legal uma piscina maravilhosa, chácara esta de um amigo meu, fomos para lá na sexta feira, no sábado o meu amigo apareceu fizemos um churrasco, minha mulher foi para a piscina, como sempre com a bunda aparente, ficamos bebendo, eu e meu amigo, depois de umas a mais começou a conversa se sexo, como já comentei ele que ascendeu a minha cabeça, sobre sexo a três, ele perguntou se eu havia comentado com minha mulher sobre a nossa conversa, eu disse da conversa não mais sobre o assunto sim, ele perguntou e ai ela o que disse ate agora nada, eu aproveitei fui levar uma batida para ela, aproveitei e disse o Andre, meu amigo, ficou vidrado com a sua bunda, ela riu e disse e mesmo, passou ate a mão no pau, ela virou quasse que o copo todo, voltei a conversar com meu amigo, logo ela pediu mais uma batida, eu fui levar e disse cuidado cu de bêbado não tem dono em, ela respondeu não é o que você quer que não tenha dono, então deixa ficar sem dono, quem tiver coragem, eu perguntei coragem de que, de foder, ora, eu disse e assim se tiver coragem você vai dar, e assim fomos bebendo ela levantou já meio altinha, veio comer alguma coisa, e veio só de biquine, ficamos conversando um pouco, isso as horas se passaram, já era 17 horas, ela disse vou tomar um banho e saiu, depois voltou enrolada na toalha e disse bem eu vou deitar um pouco, estou ali no quarto, imaginando a resposta dela, eu disse ao Andre tem coragem, ele disse eu vou tomar um banho, tomou banho e entrou só de toalha no quarto ela estava deitada com boas partes da bunda aparente com a bunda para cima, eu fiquei observado, ele foi começou a beijar a bunda dela, ela não falou nada ele foi alem tirou a tolha deixou ela nua, deitou em cima dela já com a rola dura, e que rola, 19 cm por 8 cm, grossa cabeçuda, ela se virou ele começou a chupar a boceta dela, ela começou a pedir vem aqui vem mete esta rola aqui dentro ele socou a rola nela, nossa ela gemia, gritava, ele socava forte, devido a bebida demorou para gozar, nossa eu gozei duas vezes só olhando, ele gozou, ela nem sei quantas vezes gozou, ele se levantou foi ao banheiro eu fui conversar com ela, ela disse chupa a minha boceta, eu disse o Andre gozou, ela disse e dai, chupa eu acabei chupando nossa com o tesão que eu estava chupei aquela porra todinha, deixei ela limpinha, o Andre voltou começaram a se beijar, ele virou ela de bruço com a bunda para cima, e devagarinho foi penetrando no cu dela, meteu tudo ela rebolava na rola dele, depois tomamos banho e ficamos pelados, bebendo, sem nos avisar aparece um senhor mulato, que nos pegou no flagrante os três pelados, era o caseiro, que mora do lado, nossa ele comeu minha mulher com os olhos, o Andre e minha mulher foram para o quarto, eu coloquei a sunga, pedi desculpas, ele disse não tem que pedir desculpas não, o visual foi bom, ele disse, ofereci uma bebida e ficamos conversando, comendo um churrasquinho, logo minha mulher aparece só de toalha, eu perguntei cade o Andre, ela disse se apagou, eu pensei que ela iria voltar para dentro que nada ficou ali conversando só de toalha, eu bem baixinho disse a ela você vai ficar assim, ela já bebendo disse claro, e completou gostoso este caseiro em, rustico, deve ter um pauzão, e sentava mostrava as pernas, eu já também doidinho, disse você fica mostrando as pernas ai o caseiro vai ficar exitado, ela respondeu ele já me viu pelada, não é mesmo, ele respondeu sim e que coisa linda, a filha da puta abriu a toalha e disse você acha mesmo se mostrando nua, deu liberdade para ele também para mostra a sua rola nossa maior que a do Andre e grossa também, não deu outra ela veio e sentou na rola dele encaixando ela todinha na boceta, ficou cavalgando, ate o caseiro encher a boceta dela de porra, saiu de sima e fez eu chupar a boceta dela e a rola do caseiro que acabei deixando dura de novo, ela disse isso mesmo faz ela fica dura, e com jeitinho encaixou na bunda, nossa ela sentada na rola dele e eu chupando a boceta dela , nossa que loucura, foi uma noite maravilhosa, de manha o Andre ainda fodeu com ela de novo, ele teve que vir embora de manha, nos ficamos viemos mais a tarde, mais antes de vir embora ela meteu com o caseiro de novo, final de semana esquecível.

Nossa vida melhor cem por cento, agora se damos bem e vez em quando vamos na casa do caseiro meter e temos uns outros amigos que conhecemos na net. maravilhoso.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...