Vida enrustida-Sr luis

A minha vida continuava normal,ia a escola,brincadeiras com o pessoal,e encontrei na minha classe a Silvia que gostava de mim,e o tempo ia passando,mas sentia falta de algo mas o medo me paralisava.
Sempre que voltava da escola passava por um senhor que tinha uma loja de consertos de calçados e sentia o seu olhar sobre meu corpo e aos poucos ele começou a me oferecer balas,se estava com sede,e seus gracejos foram aumentando e confesso que estava gostando.
Certo dia ao passar por sua loja o encontrei de pé na frente e pude ter uma noção do seu físico,negro,alto,forte e me vi descendo meu olhar até sua mala e ele sorrindo começou a alisar a sua rola.Fui para casa com pensamentos me corroendo,mas confesso que gostei e não via a hora de passar de novo em frente a sua loja.
Conforme ia chegando em frente sentia meu coração disparar e ser tomado por uma sensação já vivida–submissão.
Criei coragem e entrei na loja e o sorriso me contagiou e ele me pegando pela mão foi me conduzindo a uma sala ao lado e me abraçou gostoso.
Senti seu toque e seu corpo colado no meu e sua mão deslisar sobre minhas pernas e abaixar meu short.
Me vi submisso e ele se ajoelhou e senti sua língua buscar meu anel e foi metendo gostoso,comecei a gemer e rebolar,colocou um dedo e foi metendo me levando a minha realidade.
Senti sua rola encostar no meu anel e me preparei para dar prazer ao macho e matar a minha sede de rola,não entrava e ele com calma me dizia confie em mim e foi me alisando com sua mão meu peito,me descontraiu sem tirar sua rola e pediu abre as suas nádegas meu viado e foi pressionando e senti sua rola me invadindo e aos poucos foi entrando gostoso,começou a meter e tirava e quando metia ia mais fundo,tirou tudo deixando meu cu ansioso e meteu de uma só vez enfiando toda sua rola no meu cu.
Foi aumentando sua investida e me comendo gostoso me levando a sentir a sua força e vibrava e estava feliz em estar sendo um viado submisso ao negão.
Neste momento estavam chamando na recepção e acabou com o momento e me deixando foi atender sua cliente.e me vesti e sai pela porta ao lado e fui para casa com meu cu ardendo mas saciado por uma rola.
Durante uns dias evitei passar pela sua loja,mas confesso que ia me consumindo por dentro e a vontade de dar para Sr luis ia aumentando e quase no final da tarde minha mãe me pediu para levar uns sapatos para o Sr luis consertar e ao entrar deparei ele atendendo um cliente e sorrindo disse espere um pouco meu garoto
Quando o cliente saiu ele abaixou a porta,e me levou até a sala anexa e me disse tenho andado sonhando com seu cu e ficamos nus e me colocou de 4 e senti seu dedo entrando gostoso,passou algo gelado no meu anel e foi metendo e me vi rebolando ao seu comando.
Colocou sua rola a porta do meu anel e já me vi abrindo minhas nádegas com minhas mãos e ele sorriu e disse como você e obediente.e gosta de dar seu cu.Foi pressionando e senti entrar de vez me alargando gostoso e senti cheio e aos poucos mas com rudeza foi socando,metendo pra valer e saciando toda a sua sede e aguentando suas investidas e senti ele gozando dentro do meu cu.
Me deitou de bruços em uma mesa e me puxou para a ponta e com meu cu exposto foi empurrando e me vi todo cheio de novo e via a sua alegria no olhar em estar metendo no seu viado que submisso aguentava quando ele me segurava e ia fundo me saciando.
Me colocou de 4 e senti ele subir sobre mim e senti medo quando ele mirou no meu cu e começou a socar de cima para baixo indo fundo e sentia minhas pregas irem para o espaço mas aguentei o tranco e me vi saboreando o momento.
Neste momento senti um barulho de chave e adentrou a sala um negro que vendo a situação ficou nu e pude contemplar uma rola negra grossa,e como ele foi massageando ficou linda e ansioso por meter no meu cu e quando o Sr luis saiu ele se colocou atrás e senti ele colocar sua rola na porta do meu cu e começar a pressionar,a cabeça da sua rola era grande mas aos poucos foi vencendo a invadindo meu cu e me senti cheio e ele me disse se prepare para ser minha puta seu viado e começou a socar forte e me deixar com medo,tirava tudo e me disse pede seu viado,e me vi falando come meu cu ,sou seu viado,me satisfaz,mete e ele socou fundo e me sentia invadindo e marcado pela sua agressividade e me disse viado gosta de rola deste jeito e sem perceber começei a falar,macho gostoso,fode seu viado,quero sua rola no meu cu e ele socava e quando foi gozar senti algo novo,tremia todo,mas estava feliz pois tinha dois machos para me saciar.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...