# # # #

Putinha desde nova

807 palavras | 14 |4.67
Por

Me chamo Bruna e tenho 17 anos, vou contar sobre quando comecei a mexer na minha bucetinha

Eu tinha por volta de 7 anos quando comecei a tomar banho sozinha e percebi que o chuveirinho dava uma sensação muito boa, eu ficava apontando o chuveirinho na buceta e era tão bom, quando eu saia do banho queria continuar sentindo aquilo, então eu comecei a me esfregar nos travesseiros e ursos de pelúcia, braço do sofá, e era tão gostoso, eu me esfregava e aquilo cada vez mais me viciava
Até que um dia eu estava sentada no colo do meu pai assistindo um desenho e estava sentada na perna dele, e comecei a me esfregar na perna dele,aquilo tava tão bom, quando ele percebeu e perguntou eu tava fazendo, ficou bravo e me mandou parar, perguntou pq eu tava fazendo aquilo eu falei que era gostoso, ele perguntou como eu sabia que era gostoso e eu falei que fazia no travesseiro isso, ele ficou bravo e falou pra mim nunca mais fazer que era errado, mas eu não consegui parar, de noite eu continuava me esfregando.

Então com uns 8 anos eu ainda fazia, um dia de noite meu pai viu a luz do meu quarto acesa e entrou, eu estava me esfregando em um travesseiro, quando vi ele parei ele estava muito bravo falou que ia contar pra minha mãe eu pedi pra ele não contar e prometi que não ia fazer mais, e parei alguns dias mas não tava mais aguentando, então comecei de novo, passou algumas semanas e meu pai de novo pegou eu .e esfregando, dessa vez chorei e implorei pra ele não contar pra minha mãe e me deixar continuar, ele perguntou o porquê e eu disse que era muito bom e eu gostava muito, ele perguntou o pq eu achava bom e oq eu sentia eu disse que sentia uma casquinha gostosa.

A partir daqui vou relatar nosso diálogo como me lembro

– Mas filha vc não pode ficar esfregando a pepeca, é errado, onde vc viu isso?

– em lugar nenhum pai eu só vi que era gostoso, deixa por favor

– filha não sei oq fazer, se alguém ver vai brigar com vc

– ninguém vai ver pai

– tá mas vc tem que tomar cuidado

E ele saiu do meu quarto, aí os dias foi passando e eu continuei, até que um dia minha mãe foi trabalhar (enfermeira) no plantão e ficamos em casa, estávamos na sala e ele foi fazer a janta, eu estava deitada e comecei ae esfregar na almofada do sofá, estava tão gostoso que me assustei quando ele gritou

– BRUNA PELO AMOR DE DEUS, EU FALEI ORA VC TOMAR CUIDADO COM ISSO

– desculpa pai mas só tá vc aq e vc sabe

– é, tá bom mas vc não pode fazer isso perto de mais ninguém

– tá bom pai

Ai ele foi terminar a janta e eu continuei, eu estava virada para a cozinha e via ele olhando as vezes, aí fomos jantar, foi passando o tempo e eu sempre me esfregando, quando minha mãe ia pro plantão eu fazia sem medo, até que um desses dias estávamos de novo assistindo, e me deu vontade comecei a apertar as pernas e ele percebeu

-voce tá com vontade de se esfregar Bruna?

-sim

-pode fazer

-serio?

– sim

Ai eu peguei uma almofada e sentei em cima e comecei a me esfregar, ele parou e ficou olhando o que eu tava fazendo

Começou a me dar aquela sensação gostosa e ele olhando, eu nunca tinha ido até o final eu parava quando começava essa sensação e eu parei

– pronto filha? É isso que vc faz?

– sim pai

E continuamos assistindo, toda vez que eu tinha vontade e estava perto dele eu fazia, até que um dia ele me pegou no colo pra me levar na cama, quando ele me pegou eu acordei e ele sentou no sofá comigo no colo

– pode dormir filha, já estou te levando pro seu quarto

Ai eu comecei a sentir a perna de apertando minha bucetinha, tava gostoso e comecei a me esfregar ali

– Bruna para com isso tá doida

– aaa deixa pai é gostoso, vc deixa eu fazer quando ta só a gente

– mas não na minha perna né Bruna

-mas e mais gostoso, fica melhor que na almofada

Ele parou e ficou me olhando enquanto eu me esfregava na perna dele, ele só me olhava, quando eu parei ele me levou no quarto, e eu dormi, e assim foi seguido os dias

Se gostarem eu continuo
Tem muito mais coisas

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,67 de 46 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

14 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Pantera ID:1dr4cwb6b7uk

    Eu comecei a me tocar com 5 anos na frente do meu pai até sem consciência chamava ele PRA TRANZAR com todas as letras kkkk sempre ggozava ninguém,me comeu nem mulher e nem homem

  • Responder Andre ID:1etsidh328dl

    Que Delícia , conta o resto

    • Papaidputa ID:xgmtr4oz

      Muito bom mesmo gosto de contos assim que a iniciativa vem da menina, se é verdade ou não esse conto não sei mas ela tá contando de uma maneira que eu até acho que possa ser possível, diferente daqueles contos que vc lê e sabe que não tem como ser verdade
      A segunda parte tá ainda melhor

  • Responder Sideperv ID:gsudr158i

    Que delícia de conto!

    • Papaidputa ID:xgmtr4oz

      Muito bom né terceira vez que volto ler, agora ela já postou o segundo 🤤🤤🤤
      Fico imaginando a minha filha no lugar

  • Responder Uhr ID:1e6vyfekdhex

    Já minha filha tinha curiosidade de ver o meu pau, insistiu tanto que mostrei daí o trem num parou mais.

    • Papaidputa ID:1dyh5kow7tuv

      Que idade?

    • Irmão ID:1dbu8dgvwkrs

      Com minha irmã foi assim! Diferença de 5 anos entre a gente. Ela ficava curiosa e eu receoso, até que deixei, e eu com 15 e ela com 10 começou com masturbacao, depois boquete, mas nunca evoluiu disso e quando ela fez 15 anos paramos naturalmente. Hoje convivemos normal e nunca tocamos no assunto.

    • Leitorcasado ID:muju2jhrj

      @irmão ! Passei pelo mesmo na infância. Tbm nunca tocamos no assunto

  • Responder Chupadordebuceta ID:sjewprw8

    Caralho😈
    Perigo gostoso, queria uma filha🔥🥵

    • Papaidputa ID:1dyh5kow7tuv

      A minha tá me deixando louco

    • Chupadordebuceta ID:sjewprw8

      Imagino que sim🥵

  • Responder Papaiduta ID:pkkmw0yoq2c

    Delicia

  • Responder Papaideputa ID:pkkmw0yoq2c

    Continua gatinha, nossa que tesão de conto