# #

Porque não. 22

2724 palavras | 1 |3.15
Por

A minha mãe tinha colocado na minha cabeça que eu deveria arrumar um filho pra mim. Era pra arrumar um neto pra ela.

Eu coloquei a minha mãe mais a Daiane juntas para que a minha mãe ajeitasse as coisas porque eu não iria envolver com outra mulher nunca porque eu estava bem com ela.
A Daiane estava empolgada com tudo enquanto isso eu passei a comer a Daiane.
Come a Daiane era uma coisa que não me satisfazia era muito diferente ela não me dava aquele tesão que eu sentia de quando estava com a minha mãe.
A minha mãe enquanto arrumava as coisas para a nova casa resolveu tocar no assunto com a Daiane sobre ter filhos.
A Daiane falou que não queria filho porque ela era muito nova ainda que ela iria esperar um tempo pra poder arrumar filho ,
Isso já foi de contra as intenções da minha mãe.
Foi um ponto negativo pra Daiane.
A minha mãe me pegou sozinho e me falou que a Daiane não queria filho que era melhor eu arrumar outra pessoa pra mim e deixar a Daiane se lado.
Eu falei pra minha mãe que iria falar com ela depois.
Bom nisso eu deixei a casa no ponto de mudar era só passar pra dentro.
Os meses foi passado eu continuava com a minha mãe a Daiane era quando dava aí a Daiane começou a colocar quente pra nós se assumir logo que já estava na hora de nós se juntar e construir uma família,
Foi aí aí que eu coloquei o meu plano em ação.
Eu falei pra Daiane que eu queria um filho que era um sonho de criança que a mulher pra viver comigo teria que saber disso qual era a minha intenção de forma uma família.
A Daiane ficou pensando e me falou que ela também queria filhos mais queria esperar um tempo pra arrumar filhos.
Bom eu só falei pra ela que não iria esperar ficar velho pra tentar arrumar filhos.
Ela concordou comigo e nisso então passamos ajeitar as coisas para nós casamos.
Fui conhecer os pais dela nisso eu levei a minha mãe também pra mostrar que eu era um homem de família e tudo.
Os pais dela nós trataram muito bem era pessoas simples do campo,
Além da Daiane eles tinham mais um rapaz e uma outra filha mais velha que já era casada.
Passamos o dias com eles e nisso fizemos o nosso casamento foi uma festinha simples com pessoas da família mesmo,
O tempo passava e nada dela engravidar então eu fui dá uma olhada nas coisas dela enquanto ela estava pra escola trabalhando e descobri que ela estava usando anticoncepcional pra não engravidar.
Ela usava escondido de mim pra mim não sabe que ela usava isso.
Eu tinha um amigo meu que tinha uma casa na beirada do rio onde ele usava para pescar então chamei ela pra nós dois irmos pescar passar um final de semana na beira do rio só nós dois.
Ela aceitou eu arrumei tudo na hora de colocar as coisas no carro eu figuei observando ela assim que eu vi ela colocando o remédio na bolsa arrumei uma desculpa para ela pegar umas coisas pra mim fui na bolsa dela e tirei o remédio da bolsa isso era em uma sexta feira a tarde.
E nós vamos lá si estava eu e ela não tinha ninguém o meu amigo tinha emprestado a casa pra nós passamos o final de semana sozinho la.
Bom la ajeitamos tudo colocamos tudo no lugar nisso já era hora de dormir eu fui para a cama com ela nisso eu já vi ela procurando uma coisa pra cá procurava pra lá eu fazia de conta que não estava sabendo de nada que não estava vendo nada.
Depois de um tempo ela foi pra cama reclamando que não estava bem que estava sentindo umas dores que precisava dormir um pouco pra ver se melhorava.
Nisso eu falei que estava esperando pra gente fazer um amorzinho gostoso que isso tudo iria passar ela tentava evitar eu fui mexendo com ela até que ela falou que achava que estava menstruada que iria descer aquela noite porque ela estava com muito cólica.
Ela colocava um obstáculo eu arrumava uma solução.
Depois de muita conversa ela aceitou deixar eu comer ela mas eu teria que tirar na hora de gozar não era pra mim gozar dentro.
Eu aceitei mais não iria fazer isso nunca eu iria encher ela de porra.
Eu comecei a comer ela mas ela sempre ligada pra ver a hora que eu fosse gozar pra ela sair fora então eu fui ajeitar as coisas até que eu tei uma travada nela e gozei dentro dela quando ela sentiu eu gozando ela virou uma cobra em baixo de mim querendo sair de baixo e já arrumou uma falação brigando comigo porque eu tinha feito aquilo que não era pra mim ter gozando dentro que eu tinha prometido pra ela que não iria gozar dentro que eu não tinha feito papel de homem.
Ela ficou uma fera comigo eu olhei pra ela e falei que era aquilo porque aquela raiva toda dela porque ela estava daquele jeito comigo .
Ela sentou na cama e começou a chorar falando que eu tinha prometido que não iria gozar dentro que eu não deveria ter feito aquilo com ela.
Eu fazia de conta que não estava entendendo nada mais sabia muito bem qual era o problema dela.
O problema dela era que ela não queria filhos.
Aquela noite tivemos uma discussão feia foi uma briga com muita ofensa dos dois lados até chegar no assunto de filhos.
Ela me falou que eu não tenho o direito de obriga ela de ter um filho porque isso era uma escolha dela de ter filhos e não minha.
Eu falei que eu não era obrigado a viver com ela se não fosse pra construir uma família com filhos se ela não queria ter filhos então porque ela quis casar ?
Isso foi uma discussão que foi até tarde no outro dia ela queria ir embora bem cedo eu não levei ela figuei la passamos o dia só voltamos no domingo de manhã foi nós chegando em casa ela pegou a moto dela e sumiu,
Eu não sei pra onde ela foi só sei que ela sumiu.
Ela só apareceu a tarde.
Ela chegou entrou para o quarto e de la só saiu no outro dia pra trabalhar.
Eu trabalhei o dia todo então eu fui la na minha mãe e contei pra ela oque tinha acontecido a minha mãe falou pra mim ficar calmo com isso.
Eu falei pra minha mãe que achava que ela tinha alguém que ela era apaixonada nele a minha mãe falou que não era nada disso não.
Que eu não precisava ficar preocupado com isso que era outra coisa que tinha alguém fazendo a cabeça dela pra não arrumar filhos.
Então eu deixei de pensar nisso e figuei na minha.
Ela não falava comigo eu não procurava assunto com ela era como dois estranhos na casa.
Então depois de uns dois meses desse jeito eu cheguei em casa ela estava chorando muito no quarto eu fui saber oque era ela me falou que iria passar uns dias na casa dos pais dela.
Eu nem liguei pra isso só falei vai com Deus.
Ela pegou as coisas dela e saiu e foi pra casa dos pais dela eu achei estranho porque ela levou as roupas dela quase toda.
Depois eu figuei sabendo que ela tinha tirado uma licença da prefeitura sem tempo pra voltar.
Então ela estava pra casa dos pais dela.
Ela já estava pra lá iria fazer 4 meses quando ela voltou assim que ela chegou eu estava no trabalho cheguei ela me mostrou que estava grávida então eu fui bem irônico com ela que coisa estranha não podia ter filhos comigo saiu daqui de casa pra arrumar uma barriga com outro agora volta pra mim cria filho dos outros eu não quero você aqui não pode voltar para o lugar de onde você estava.
Ela o filho e seu eu juro que não figuei com ninguém esse filho e seu eu não de trai eu juro ,
Como você quer que eu acredito nisso ?
Eu vou esperar esse minino nascer depois que fazemos um exame de DNA eu vou descobrir se esse filho e meu ou não.
Mas a minha vida de casado com você acabou não quero nunca mais você como esposa.
Se esse filho vou meu eu vou criar ele longe de você para você pode viver na putaria com as suas amigas.
Isso foi uma coisa dura e seca pra cima dela.
Nesse momento ela queria conversar comigo mas agora quem não queria conversar era eu.
Primeiro eu não me sentia bem com ela eu só queria mesmo era um filho e nada mais ela Deu razão pra mim ficar livre dela eu iria aproveitar o máximo daquilo iria tirar aproveito situação agora.
Eu fui para casa da minha mãe e lá contei pra ela sobre a gravidez da Daiane a minha mãe chegou chora de felicidade da notícia.
Eu contei oque tinha feito com ela a minha mãe falou que eu não iria fazer isso que eu tinha que me acalmar pra resolver isso.
Bom no outro dia eu fui trabalhar quando saí do trabalho fui direto pra casa da minha mãe.
A minha mãe me contou que a Daiane tinha ido la pra conversar com ela que era pra mim pensar nas coisas que a Daiane estava precisando muito de mim que eu não iria fazer nada de errado com ela não.
Eu falei que não queria levar esse casamento pra frente mas que eu queria arrumar alguém que não iria me arrumar problema no futuro.
Então eu falei pra minha mãe que iria colocar fechado nela para que na próxima vez ela não fizesse de novo aquilo.
Bom fiz ela pegar as coisas dela e volta pra casa dos pais dela.
Ela chorava muito me pedia perdão por tudo mais eu mostrava que não estava pra conversar com ela.
Ela foi pra casa dos pais dela passou duas semanas eu recebi a visita dos pais dela querendo saber oque tinha acontecido com nós porque eu estava separando dela eu contei que ela tinha me maltratado muito que ela falou que ela era dona da vida dela que ela não tinha compromisso comigo.
O senhor sabe quanto tempo eu mais ela não vamos pra cama porque ela não quis mais ficar comigo vai fazer uns seis pra sete meses ela agora que apareceu porque ela estava em outro lugar e não aqui em casa.
A mãe dela falou que ela tinha uns 4 meses na casa deles e que ela tinha falado pra eles que estava aqui com você.
E pra vocês verem com quem eu estou mexendo.
O pai dela mais a mãe dela me falou que ela estava muito deprimida que isso poderia fazer mal para o bebê eu falei que iria aceitar ela de volta pôr causa do bebê que poderia ser meu mais eu não tinha intenção de tocar a minha vida com ela mas não porque ela tinha me maltratado muito.
Eles falaram que ela iria mudar de agora pra frente que eu iria ver que ela era outra pessoa.
Eu falei também se o bebê fosse meu eu iria querer ficar com ele e ela poderia seguir a vida dela sem filho ,
Ela deu um vacilo comigo muito grande,
Então ela apareceu muito sem graça e ficamos como dóis entranho em casa eu não falava com ela e quando ela falava comigo era resposta culta e rápida sem cerimônia.
Comprei pouca roupa para o bebê levava ela no médico para fazer o pré natal mas não entrava o médico me chamou várias vezes mais eu não entrava.
Chegando os dias dela ganhar nenê eu passei a ficar mais em casa para que se ela passasse mal eu estivesse la.
Ela não suportando o desprezo que eu estava tanto nela resolveu puxar conversa comigo querendo saber oque ela tinha que fazer para que eu voltasse a ser o homem que eu era com ela porque eu era homem doce carinhoso meigo e me transformei nisso.
Eu falei pra ela que foi ela que tinha feito eu virar nisso quando ela falou que eu não era homem que eu não sabia nada da vida que eu era irresponsável e agora vem com essa.
Ela falou que não poderia ter um filho comigo daquele jeito com ela.
Eu falei pra ela que não tinha intenção de ficar com ela porque ela tinha que arrumar um homem responsável pra ela que fosse um homem maduro que sabia oque fazia eu não me enquadrava no nível dela.
Ela não sabia oque fala comigo então ela passava a chorar e eu saía de perto dela.
Bom eu cheguei do trabalho era cinco de Agosto ela já estava passando mal pra ganhar nenê eu figuei e não falei nada até que ela me avisou que não estava bem..
Eu tomei banho troquei de roupa e peguei ela e levei para o hospital.
Ela já foi levada pra dentro eu figuei la fora então fora me avisa que ela já estava ganhando nenê eu fazia de conta que não estava nem aí com aquilo ,
Eu não era um homem mal mas ela no dia que eu gozei dentro dela tive que escutar muitas coisas dela ela fez questão de me jogar la em baixo.
Ela achou que ela era a dona do pedaço mais estava muito enganada as esteria dela só me ajudou e muito.
Eu figuei la fora até que ela ganhou nenê assim que vieram me avisa que ela tinha ganhado nenê eu só perguntei oque era então eles me responderam que era uma menina muito linda.
Bom eu perguntei o dia que ela iria ganhar Alta eles falaram que no outro dia então eu fui embora isso no hospital virou notícia todo mundo no hospital começaram a me chamar de mostro como ela deve coragem de ficar com um homem como eu que eu era um animal que não era pra ela deixar a filha dela chegar perto de mim e tudo.
O povo do hospital ficaram horrorizado comigo.
No dia que eles me avisaram que ela iria ganhar alta eu chamei o médico e falei que iria querer um exame de DNA que era para providenciar pra mim o médico me falou que teria que ter a autorização da mãe dela ou se um juízo pra fazer isso.
Mandei ele ir falar com ela então depois de um tempo ele voltou avisando que ela tinha autorizado a fazer o exame foi aí que o pessoal viram que tinha alguma coisa de errado alí.
Nós colhemos o material a minha mãe estava junto e vamos para a casa a minha mãe estava delirando com a nenê mas eu evitava contato com o bebê.
Esperamos uma semana e repetiram o exame duas vezes.
O resultado foi positivo eu era mesmo o pai da nenê a minha mãe foi a loucura com o resultado dos exames então eu fui e registrei ela coloque o nome de Abigail porque sempre achei muito bonito esse nome.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,15 de 13 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Sincerao! ID:1d24942vs2kx

    Fim da novela kk