# # #

Perdeu a virgindade do Cuzinho aos 13

1222 palavras | 7 |4.59
Por

Minha menina, sente o pau do papai agora, vou rasgar esse cuzinho gostoso e fazer de vc uma putinha completa

Olá meus amigos, como prometi venho relatar o dia que Luana minha filha novinha conseguiu enfim aguentar meu pau dentro da sua bundinha…
Eu e Luana parecíamos casal de namorados a flor da pele, todas as vezes que estamos sozinhos é transa na certa, as vezes a noite ia no seu quarto só pra fazer um oral bem gostoso. Algumas vezes falei com minha esposa que ia no shopping com ela, mas íamos é para o motel, escolhia sempre aqueles que escolhemos a suíte por interfone, pois aí não sabiam quem estava no carro, passávamos a tarde toda no motel e depois íamos no shopping só para lanchar. Durante 3 anos eu e Luana tentamos muitas vezes fazer anal, mas todas as vezes ela deixava colocar pouco mais que a cabeça, ela dizia que estava ardendo e doendo e pedia pra tirar… como eu sabia que eu seria o primeiro, eu nunca quis forçar a barra…
Mas teve um final de semana que fomos para uma pousada, eu, minha esposa e Luana… só que minha esposa no sábado logo após o café teve que ir embora por uma necessidade do trabalho e falou pra gente ficar e aproveitar que se desse no domingo a tarde ela voltaria pra curtir um pouquinho. Não pensei e nem programei nada na hora, mas Luana pensou em tudo e qdo deixamos a mãe dela no vilarejo pra pegar um táxi ela falou que precisava passar na farmácia, então fui com ela e na hora de descer ela falou que não ia, e se aproximando do meu ouvido falou baixinho… Pai, compra um KY e umas camisinhas que hoje vou deixar o Sr comer minha bundinha… nossa, na hora eu quase dei um troço, pois estava inocente na história, mas logo depois já fiquei de pau duro e todo animado.
Comprei o que ela pediu e voltamos pra pousada, lá durante o dia todo ela ficou me provocando. Luana já tinha 13 anos, o corpo já estava mais formado, inclusive já tinha um peitinho que já dava pra chupar e morder, o que ela adorava. Sua bundinha e cintura tomou forma e qdo estava com lingerie ou biquíni já atraía os olhares dos mais safados…
Na piscina, no salão de jogos, na rede ou na sauna sempre aproveitava momentos pra encostar no meu pau que o tempo todo estava duro… no final de tarde voltamos para o quarto e ficamos no sarro, tomamos banho juntos e fomos dormir um pouco, pois a noite prometia aventuras.
Acordamos já por volta das 18:30, tínhamos combinado de ir no restaurante da pousada comer e beber alguma coisa, pois ia ter um show de voz e violão. Luana se vestiu com uma camiseta branca curta que mesmo com seus peitos pequenos destacava eles, colocou uma bermuda vinho que ficava folgada nas pernas que dependendo do movimento tava pra ver sua bucetinha ainda lisinha, ela falou que estava sem calcinha pois todas que levou eram grandes, porque até então a mãe dela estaria no quarto com a gente… Quando saíamos não gostávamos de sentar de frente um pro outro, sempre sentavamos um do lado do outro, pois assim ficava mais fácil de passar a mão e nos tocar… e essa noite não foi diferente, em muitos momentos puder sentir sua bucetinha molhada com meus dedos e ver ela gemer gostoso falando que queria meu pau todinho no seu cuzinho. As pessoas começaram a olhar meio desconfiadas pra nós, mas ela já esperta levantou e me falou… Vem Pai, vem dançar comigo um pouco… isso desviou um pouco a atenção e pudemos ficar mais a vontade então.
Já era quase 22 horas fomos embora para o quarto e assim que fechei a porta ela pulou no meu colo e me beijou com tanta vontade que ficava até sem fôlego… ela dizia… Nossa Pai, vc me deixou com um tesao tão gostoso que estou pegando fogo, quero dá a noite toda, quero sentir seu pau bem fundo me rasgando toda… joguei ela na cama, tirei sua bermuda e comecei a chupar sua buceta… que delicia, que maravilha, não me cansava daquela menina, todo dia parecia o primeiro. Depois sentei na beirada da cama, coloquei ela no meu colo, tirei sua blusinha e comecei a chupar seus peitinhos… era tão bom ver minha menina daquele jeito… selvagem, puta, gemendo e com olhar de safada… Joguei ela novamente na cama e fiquei em pé tirando minha roupa e nem precisou pedir, ela já veio e colocou meu pau na sua boquinha que agora já ia quase tudo… até então só a bucetinha dela que aguentava meus 22 cm …
Então fomos pra hidro e colocamos ela pra encher, e ela não parava de me chupar. Na hidro ficamos nos tocando, meti gostoso na bucetinha dela, tudo sem pressa, mas com muita vontade e tesao… tomamos um banho e fomos pra cama…
Já na cama com muita carícias e beijos, coloquei ela de lado com uma perna dobrada e outra esticada e comecei a passar o KY no cuzinho dela, enfia um, dois, três dedos e beijava sua boca, suas costas até o momento que ela pediu…
Papai fode o meu cu, pode colocar tudo e não tira, depois fode com força que esse cuzinho hoje é todo seu…
Fui enfiando devagar… passou a cabeça e um pouco mais, fiquei no vai e vem por um tempo e depois coloquei devagarinho até entrar tudo, minha menina estava em lágrimas, mas pediu pra não tirar… fiquei um tempinho com ele todo no seu cuzinho e fazia carinhos e dava beijos nela… então falei pra ela… Minha menina, sente o pau do papai agora, vou rasgar esse cuzinho gostoso e fazer de vc uma putinha completa… fui então começando um vai e vem tirando até a cabeça e enfiando ele todo, comecei devagar e fui acelerando pra ela acostumar… depois de um tempo já estava fodendo aquele cuzinho com força e sem tirar de dentro peguei ela no colo, deitei na cama e deixei ela por cima falando que era pra ela subir e descer bem gostoso no pau do papai com aquele cuzinho maravilhoso… ela gemia e arranhava a minha perna até que não aguentei mais e gozei gostoso sentindo aquele cuzinho apertando o meu pau… Ela meio que desfaleceu caindo pro lado e vi a porra saindo daquela bundinha de menina, deixei ela quieta por um tempo e depois fui beija-la e chamei ela pra tomar um banho comigo…
Essa noite ainda comi aquela bundinha mais uma vez colocando ela na cadeira virada pra parede, fomos dormir já passava das 3 manhã e no outro dia ela já foi acordar era quase 13 da tarde, reclamou que estava sentido muita dor, então fui na farmácia comprar uma xilocaina e uma pomada pra assadura que virou acessório pra nossas transas, pois apesar da dor que sentiu pelo menos uma vez por semana ela queria na bundinha de novo…
E assim minha menina ficou viciada em anal e eu o pai mais feliz…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,59 de 22 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @babinovinha Tlg ID:40vojt9sb0j

    Perdi virgindade do cu com 14 só mas a xana já dava antes hehe

    • Leozinho ID:19ii1trsoveo

      Queria tanto comer um cuzinho pela primeira vez

  • Responder Fjo ID:xgls2lhi

    Que inveja(boa) aproveita o máximo que puder

  • Responder Wesley ID:valsnpn6p76

    pqp q merda de conto.

  • Responder Mariana, a sacana ID:1dqfoeiak8f0

    Perdi minhas pregas aos 11 anos, aos 13 eu já estava completamente arrombada, eu queria picas cada vez maiores, isso é natural e muitos homens não entendem, precisamos de pica todos os dias, assim como eles precisam de buceta e bunda. Eu sempre aviso meu parceiro: só chupo se vc comer minha bunda!

    • Mateus ID:dct0dg7qj

      Eu chupo e como seu cuzinho muito antes de socar vem no insta tenho 26 anos 1m 90 moreno solteiro discreto mtssmelo

    • Mateus ID:dct0dg7qj

      Um bom papo nos 2