# # #

Comi o irmãozinho do meu amigo

1670 palavras | 11 |4.66
Por

Essa história é 100% real… Sempre fui bem tarado e gostava de comer meus amigos.

Mas esse daí eu não esperava comer ele. Ele tinha uns 12 anos e eu tava com uns 16 por aí. A gente jogava bola e tudo e eu era amigo do irmão dele que tinha uns 16 também.

Um dia o Fábio (meu amigo de 16) me convidou pra ir pra casa dele jogar vídeo game. Nessa época a gente já pegava umas gatinhas, mas sempre tive tara em comer viadinho, ainda mais branquinho e novinho.
Fui pra lá, a gente já bebia, então bebemos uns traços jogando play. Daí esse irmãozinho dele que vou chamar de Luquinhas veio pra volta pra jogar também e bate papo. E eu sempre fiquei cuidando a bunda do Luquinhas e as coxas branquinhas… ele era meio gordinho e loirinho… bem delicia.. sentava de ladinho ou as vezes deitava no sofa com a bunda pra cima… bem redondinha e branquinha. Ficava imaginando se o cuzinho dele era rosadinho. Entao, A noite foi caindo e meu amigo me convidou pra dormir ali mesmo. Até pq tinha um sofá cama bem grande… mas eu ia ir embora… não tinha pq dormir ali. Queria comer o luqinhas mas não tinha dado sinais de que queria dar e eu também não ia tentar nada né.
Disse pro meu amigo que iria embora e o Luquinhas (irmãozinho dele) me olhou e disse: Porque não fica?
Eu disse: Porque moro bem ali
Ele: E oque q tem, vamo fica jogando.
Eu: É que gosto de dormir na minha cama e tal
Ele: Se tu ficar eu fico contigo aqui na sala. (Falou isso com uma carinha de malícia juro)

Eu entendi o recado e saquei que ele queria alguma coisa… então topei ficar. Meu amigo nem desconfiou de nada. Daí passou um tempo o Fábio disse que ia deitar que tava cansado e tal e foi pro quarto, ficando só eu e o Luquinhas na sala “jogando play”.
Disse pra ele apagar a luz pra ficar mais de boas e ele apagou. Pedi uma coberta alegando que estava com frio e ele pegou. Me tapei do lado dele no sofá e fiquei esperando ele se tapar… demorou um tempo ele se tapou também ficando nos dois em baixo das cobertas. Me lembro que estava jogando um jogo que só dava pra 1 jogar então tínhamos que revezar o controle… E ele começou a vim com uns papo estranho. Primeiro sobre mulher, se eu já tinha comido alguma e tal.. dei corda pra ele e mostrei uns porno que eu tinha no celular.. E ele foi gostando. Daí mostrei um amador que tinha um cara comendo uma mina branquinha de ladinho e ele ficou olhando fixado.
Só tava querendo deixar ele com tesao pra dar as cartas. Ele foi se empolgando e eu olhando o vídeo com ele… daí comecei a passar a mão no meu pau por cima da bermuda. E ele perguntou meio se rindo: Oque tá fazendo?
Eu disse: É que já tô com o pau bem duro né, a gente tá olhando isso daí (falei bem baixinho, sussurando)
Ele: Pior que eu também tô
Daí eu disse: Vamo bate uma
Ele: Aqui?
Eu disse: Sim, qq tem. A gente tá com a coberta, e tá escuro ninguém vai ver.

E ele topou, começou cada um batendo a sua punheta, mas quando vi que ele tava bem excitado, eu botei a mão por baixo da coberta e peguei no pau dele… ele nem reclamou. Me olhou com uma cara e ficou quieto. Eu comecei a bater uma pra ele.. cuspi na mão e fui batendo só pra deixar ele bem louco. Quando sentia o pau dele pulsando eu parava. Até que peguei a mão dele e botei no meu pau e ele começou a bater com aquela mãozinha branquinha…
Disse pra ele que aquilo só ficaria entre nós. E ele acenou com a cabeça. Pedi pra ele me chupar mas ele ficou com medo de alguém levantar e aparecer. Daí eu disse pra ele, vamos ali na rua que daí qualquer coisa a gente diz que foi sentar ali fora… leva uns copos e um refrigerante. Se alguém aparecer a gente inventa essa, que tava ali sentado. Ele na hora topou. Pegou os copos e o refrigerante e duas cadeiras. Posicionou tudo e eu já estava esperando ele ao lado na casa. Pois, ao lado da casa tinha um corredor entre o muro e a parede da sala. Tirei o pau pra fora e ele começou a mamar de pé… falei pra ele ajoelhar que ficava bem melhor e ele só abedecia… fascinado com o tamanho do meu pau. Chupava muito bem… bem babadinho e chupava com força… as vezes passava um dente mas logo pegou o jeito. Acabei gozando na boca dele! Na hora ele cuspiu e disse que tinha um gosto amargo. Mas não deu muita bola também. Perguntei se ele não tinha vontade de dar o cuzinho ( porque ele era bem viadinho… meio afeminado sabe) ele disse que quando batia punheta colocava um dedo no cu e que dava uma sensação boa. Na hora já pensei: Vou comer esse moleque!

Disse pra ele que com o pau era bem melhor e na hora ele perguntou se eu queria comer ele. Fiz que sim com a cabeça… ele se levantou e foi pro mesmo corredor e fez sinal com a mão pra mim ir junto dele. Quando cheguei nele ele virou de costas e abaixou a bermuda com cueca e tudo, deixando só a bunda branquinha pra fora. Me olhou e disse: Pode colocar. Meu pau ficou duro na hora.
Dei uma cuspida no cu dele e outra no meu pau. Ele abriu a polpinha da bunda pra me dar. Eu coloquei o pau na pontinha do cuzinho dele e ele soltou as nádegas. Comecei a tentar colocar lá dentro e não entrava de jeito nenhum.
Não forcei muito pra não machucar e ele acabar desistindo do sexo. Fui bem devagar e dando uns beijos no pescoço dele. Ele bem mulherzinha se virava pra tentar beijar minha boca. Ele tinha um boca pequena e rosinha. Bem gostoso.
Fui socando nele mas não entrava… até que forcei um pouco e entrou a cabeça… na hora ele deu um pulinho pra frente e soltou um gemidinho.. e eu fui pra trás e soquei devagarinho de novo. Daí ele pediu pra tirar. Disse: Tira, tira que tá doendo muito.
Mas eu queria gozar lá dentro… mas tive que tirar pra não machucar ele.

A gente ficou ali um tempo… depois entrou pra dormir. Disse pra ele que não podia dormir de pau duro, que ficava doendo as bolas. Bati uma punhetinha e dei umas chupadinha no pau dele ele já se entregou todo. Fiz ele me chupar e bater pra mim até eu gozar de novo na boca dele… E mandei ele engolir.

Disse pra ele no outro dia ir ali em casa… falei pra ele inventar alguma coisa pra mãe dele deixar ele ir ali em casa. E ele veio de tarde. Matou aula e veio pra minha casa. Eu estudava de manhã e ele a tarde então tínhamos o dia inteiro pra transar.

Ele entrou eu já disse pra ele vir pra cama. Ele veio que nem mulherzinha, já tirando a roupa e ficando todo peladinho. Disse pra ele deitar de bunda pra cima (pq tinha tentado comer ele em pé e em pé dói né, de bunda pra cima fica mais fácil de entrar).
Ele deitou, coloquei um travesseiro embaixo da barriga dele, passei um creme no pau e no cuzinho dele. Quando tô passando o creme no meu pau ele disse: Coloca lá dentro igual tu fez ontem.
Eu disse: Mas não vai doer
Ele: Não tem problema eu aguento.

Cara. Juro que meu pau virou uma pedra vendo aquele viadinho pedir por pau no cuzinho. Montei pro cima dele e coloquei o pau. Na hora já fui forçando pra valer… E entrou, ele soltou um gemido e disse : Aí, isso… em tom de sussurro. Me deu mais tesao.
Comecei a comer ele igual tarado mesmo, ele me deixou com muito tesao. Ele nem reclamava só aceitava o pau entrando e saindo do cuzinho rosinha dele e eu comendo ele com fome. Mordi ele. Lambi. Beijei na boquinha. Puxei o cabelo dele. E ele ali.. só gemia baixinho.
Pediu pra comer ele de mamãe e papai… acho que er assim que ele batia punheta enfiando o dedo no cuzinho. Por isso pediu pra comer ele assim.
Virei ele, ele ficou de frango assado, e eu enfiei nele de novo e comecei a bombar. Ele ficou batendo punheta e eu olhando meu pau entrar e sair daquele cuzinho… chegava a vim aquela pele do cu junto quando eu tirava de tão apertadinho que era. Sentia o cuzinho dele estrangular meu pau por inteiro. Muito gostoso. Acabei não aguentando, abracei ele daquele jeito ali. Ele travou as pernas na minha cintura e eu gozei dentro dele. Depois deixei o pau ali um tempo até ele gozar na punheta com meu pau dentro do cuzinho. Quando ele gozou eu sentia o cuzinho dele mordendo meu pau bem gostoso. Que delícia. Foi o melhor sexo que eu já fiz até hoje. Disparado o melhor. Ele me deu o cuzinho outras vezes até se mudar pra outro estado com a família. Ele está com uns 16 anos agora, e me convida para ir até lá. Quando tiver oportunidade vou lá só pra comer o cuzinho dele de novo. E da pra ver que ele ainda dá.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,66 de 68 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder T ID:1ej5xv50t7r4

    esse conto me deu vontade de comer um cuzinho novinho

  • Responder Ítalo ID:830zn15mv4

    Sensacional

  • Responder Airton41 ID:e3n0ymyt8c4

    Empatamos em quase td. Tbm peguei o irmão do meu amigo, qdo tinha 16, e ele 12 tbm. A primeira vez que quase rolou, foi no sofá da casa dele. Só não comi pq ele chorou, e pediu pra tirar. Mas ele me chupou até eu gozar. Punheta e boquete, rolava todo dia. A segunda vez foi quase tbm, e a cena se repetiu, ele chorou e pediu pra tirar. Ele mesmo dizia que queria me dar a bundinha, mas não conseguia pq doía muito. Eu estudava de manhã, ele tbm, mas não na mesma escola. O irmão estudava a tarde, e a gente aproveitava mesmo. Um dia estava saindo pra ir pra escola, ia entrar na segunda aula, e avistei ele que estava voltando. Não lembro o que houve que ele não teve aula. Nem fui pra escola, convidei pra ir na minha, e ele aceitou. A putaria começou na sala, ele chupou até eu gozar, e engoliu minha porra sem frescura. Fomos pro meu quarto, antes passei no quarto da minha mãe, peguei um pote de creme, mostrei pra ele e falei ia passar no cusinho dele, e que ele ia gostar pq não ia doer. Ele já deitou na cama de bundinha pra cima e pernas abertas. Olhei ele e pensei…hj não me escapa. Botei logo dois travesseiros pra ele ficar com a bundinha bem empinada, e só de ver aquele cusinho rosadinho, meu pau parecia que ia estourar de tão duro que estava. Melei bem o cusinho dele com creme, e meti um dedo. Ele gemeu, suspirou e empinou mais a bundinha. Brinquei um pouquinho, e ele gemia feito uma putinha. Ele mesmo pediu pra eu botar logo a rola, e ir até fim, mesmo se ele chorasse. Fui pra cima, pincelei a rola no anelzinho, ele suspirou e forçou a bundinha pra trás. Segurei firme nele, e forcei de uma vez. Ele chorou sim, e chorou sentido. Mas fiz o que ele pediu, não tirei a rola do cusinho dele. Meti até o talo e soquei até gozar. Descansamos legal, tomamos banho, voltamos pra cama, e ele quis meter de frango assado. Foi demais socar a rola no cusinho dele, e ver o menino gozar sem tocar no pau. Daquele dia em diante, eu quase nem saía mais, era rola nele direto…

  • Responder Estevam_Pt ID:1cnqd5odmhcd

    Dlicia quero um cizinho assim pra mim comer

  • Responder Gabriel ID:2pspz1l13eg

    Deu muito tesão

  • Responder Pass12y ID:1dswevldj46s

    Algum homem me come? Tele: Lcs189

    • Paulo Henrique ID:7h6fvm9a

      Eu como sim, vamos trocar uma ideia..meu e-mail é [email protected]

  • Responder Daniel ID:2dztbi68rb

    De onde vcs são??

  • Responder Ronald ID:1de1dbyjlcp4

    Delicia de conto.
    Me manda msg [email protected]

  • Responder Osvaldinho ID:1d87k2rrmg3y

    Nossa como é bom uma rola grande e grossa no meu cuzinho.eu aguento tudo.

    • Samuel ID:1d84pkvtzyj4

      Olá sou Samuel quantos anos vc tem
      Osvaldinho eu tenho 11