# # #

Comi a cliente na frente do marido corno dela!

2358 palavras | 4 |4.74
Por

A primeira vez que eu comi uma cliente, e foi bem na frente do marido corno dela.

Olá a todos, sou Massoterapeuta e terapeuta tântrico e atuo em Manaus. Tenho 25 anos, 1,80m, sou negro e tenho um dote médio. Sou novo no site e vou relatar algumas experiências que eu tive no meu trabalho.

Dessa vez, vou contar sobre minha primeira experiência com uma cliente e foi na frente do marido corno dela kkk

Recebi uma ligação de um homem me perguntando sobre os meus serviços, expliquei para ele sobre como funciona meu atendimento e ele me perguntou sobre como era a massagem tântrica. Expliquei para ele também (eu faço massagem tântrica e homens e mulheres, mas sou hétero).

Depois de explicar tudo, ele disse que queria que eu fizesse massagem tântrica tanto nele como na mulher dele. Devo dizer que eu estranhei na hora, foi a primeira vez que me ocorreu esse tipo de pedido, mas não levei essa estranheza a sério e disse qual seria o valor cobrado. Ele aceitou, marcamos o dia, o atendimento seria na casa deles.

Chegando lá, avisei da minha chegada e fui recepcionado pelo marido, Pedro (nome fictício). Pedro é um cara normal, branco, 1,70m e tem por volta dos 40 anos. Nós cumprimentamos e entramos na casa. Primeiro fomos para a sala, fomos conversando, ele me perguntou algumas coisas e quando chegamos na sala conheci a esposa dele, Marcela (nome fictício), uma mulher com seus 30 e poucos anos, 1,60m, uma mulher bonita mas nada fora do normal, no meu trabalho já atendi até modelos, além do mais depois de ver tanto corpo nu você acaba adquirindo uma certa resistência a beleza. Nós sentamos e começamos a conversa. Eu primeiro começo minha entrevista, nela eu pergunto várias coisas, que eu vou omitir aqui já que é muito extenso.

Resumindo, o Pedro tinha um problema de ejaculação precoce e isso vinha deixando ele muito mau, além disso, por não conseguir durar muito tempo na cama, a mulher dele nem sabia o que era um orgasmo, e esse problema já tinha anos, e estava começando a afetar o casamento deles.

Depois de saber tudo o que eu precisava, nos dirigimos ao quarto deles, onde seria feito o atendimento.

Atendi primeiramente o marido, fiz meu trabalho normalmente, coloquei uma música fraca, com ele de bruços comei a massagem, primeiro com os movimentos bem leves com a costa das mãos, depois com o óleo, fui deslizando apenas as pontas dos dedos por todo o corpo, nesse momento ele já estava com uma ereção. A mulher dele que estava no quarto, só ficava observando, quando ela viu a ereção dele já apertou as pernas kkk. Terminando nas costas, ele ficou de frente, fiz meu trabalho no corpo todo de novo, do pescoço até às pontas dos pés, passando minha mão bem perto do membro dele mas nunca tocando, quando eu percebi os espasmos no seu pênis, coloquei minhas luvas e comecei a massagem no pênis (lingam). Resumidamente, depois de alguns minutos ele gozou, aliás foi um orgasmo múltiplo (não é só mulher que tem não kkk).

Terminando tudo ele levantou, ainda meio desnorteado e disse que foi maravilhoso, desde a adolescência dele ele não ficava com uma ereção por tanto tempo.

Eu devo admitir que eu estava um pouco desconfortável, durante toda a sessão, a mulher dele ficou sentada vendo tudo, e ficava olhando com uma cara estranha e me lançava olhares, e chegando a vez dela, ela se dirigiu para cama, antes de deitar ela tirou o roupão que estava cobrindo seu corpo, e devo admitir que era um corpo muito bonito, não era esses corpos esculturais, era corpo de uma mulher de verdade, com suas imperfeições que são lindas, ela tem seios médios e uma bunda avantajada, com algumas gordurinhas mas que só aumenta a gostosura dela.

Depois de ficar pelada na minha frente, deu pra perceber que ela ficou bem envergonhada, mas como é meu trabalho deixei meu sorriso de negócios no rosto e pedi para ela deitar de costas. Dei uma olhada no marido antes de começar e me surpreendi que ele ainda estava pelado, olhando atônito para mim e a mulher dele. Resolvi deixar para lá, me concentrei e comecei a massagem na Marcela.

Fiz os primeiros movimentos nela, com as costas das mãos, fui deslizando suavemente por toda a extensão daquele lindo corpo, nesse primeiro movimento foi perceptível que ela ficou toda arrepiada e ela soltou um suspiro bem longo. Não deixei nada disso me desconcentra e continuei a massagem só que agora com com o óleo, fiz movimentos com toda a mão pelo corpo, depois comecei a alternar os movimentos com as pontas dos dedos, passava sempre pelas zonas eroginas, como o pescoço, os glúteos e as dobras do joelho, quando chegava na bunda eu apertava as bandas e isso fazia ela suspirar e respirar mais forte, percebendo que ela gostava do estímulo ali, eu passei a fazer mais movimentos na área, as vezes forte e as vezes leve e suave, alguma vezes meus dedos entravam na polpa da bunda dela e chegava bem perto do cuzinho dela.

Terminando a parte de trás, pedi que ela ficasse de frente e ela prontamente o fez, eu mais uma vez olhei pro marido dela e vi que ele ainda estava pelado, só que agora ele estava com uma ereção. Ali, finalmente caiu a ficha, o Pedro queria ver a mulher dele na mão de outro homem.

Respirei fundo, e me acalmei, ainda tinha que terminar meu trabalho. Olhando para a Marcela, deu para perceber que ela tava totalmente exitada, colocando mais óleo na minha mão, continuei a massagem, fiz os mesmo movimentos de novo, fui do pescoço até às pontas dos pés, dei continuidade nas partes mais íntimas, fui primeiro nós seios, massageio evemente os mamilos e toda a área envolta dos seios, durante essa parte a Marcela levantou os quadris por alguns segundo enquanto respirava bem forte, ela gozou, quando eu vi isso olhei com os cantos dos olhos e pude perceber que o Pedro estava se masturbando, finjo que não vi, e continuo a massagem só que agora descendo até a área pélvica onde eu massageio toda a área até chegar bem próximo da vagina, lá eu vou chegando aos poucos, passo as mãos ao redor, as vezes resvalando as pontas dos dedos nós grandes lábio, nisso, a respiração da Marcela começa a acelerar de novo, e ela come a ter espasmos na região pélvica, perto que chegou a horas, deslizo toda a minha mão sobre a vagina dela, vou do topo da vagina até o cuzinho dela, e volto com o dedo médio passado por entre os grande lábios, faço isso mais alguma vezes, só que na volta eu sempre fazia diferente, as vezes com movimentos mias fortes e as vezes mais suaves, a pobre da Marcela já estava revirando os olhos kkk as coxas tremiam um pouco e os espasmos não paravam, fui deslizando nós grandes lábio e pênis lábios bem devagar, subia, descia e fazia movimentos de pinça, depois fui indo sutilmente até seu clitóris que era de um tamanho normal, no momento que eu fiz o primeiro movimento, a Marcela soltou um gemido bem alto, me finjo de surdo, e continuo com o estímulo, só que agora eu pego o dedo indicador e enfio bem de leve na entrada da buceta dela, ele se tremeu toda mas isso era só o começo, nem precisei procurar muito para achar o seu ponto G, e comecei o estímulo no ponto G e no clitóris, bem leve e sem pressa, rapidamente ela começou a se contorcer, depois de alguns segundo ela soltou um grito bem alto “AÍ, EU TO GOZONDO!!”, e levantou o quadril, o que não durou muito já que ela começou a se tremer toda e caiu de volta na cama. Ela ficou bastante tempo se tremendo e com espasmos enquanto respirava alto. Vendo aquilo não deu pra segurar, fiquei totalmente ereto, felizmente graças ao meu uniforme não era visível. Quando eu olhei para o marido de novo vejo que ele estava gozando também, enquanto eu fazia a mulher dele gozar.

Fiquei parado e olhado para a situação, a Marcela mulher dele na cama toda aberta e pronta para ser fodida e para o Pedro, que parecia só querer assistir tudo. Olhando para o Pedro, ele também olhou para mim. Ele rapidamente fez um sinal com os olhos e disse:

Pedro: se você quiser pode continuar…

Eu fiquei sem entender por alguns segundos, e finalmente percebi que ele queria que eu comesse a mulher dele. Olhei para a Marcela e ela me lançou um olha com mistura de vergonha e desejo.

Olhando para ele eu perguntei:
Eu: Tem certeza, não vai dar nenhum problema depois né?

Pedro: pode ficar calmo, nós já tínhamos conversado sobre isso, e ela me disse que ia decidir só depois da sessão. Como você pode ver ela não é contra.

Olhei pra ela e ela acenou com a cabeça, meio tímida ainda mas com uma cara de expectativa.

Depois da confirmação dela não pensei duas vezes, tirei minha calça e minha cueca na hora. Tenho um pau médio, 17cm que eu sei usar muito bem. Me aproximei da cama e cheguei com o meu pau bem perto da cara dela, olhei para o Pedro e depois para ela e disse.

Eu: mama meu pau, que hoje vou dar uma aula pro seu marido corno de como se trata uma mulher.

O Pedro quando ouviu isso ficou doido, começou a punheta de novo. E a Marcela me olhou nos olhos um tempinho e bem de leve começou a chupar meu pau, primei só na cabecinha e depois foi revesando com lambidas no saco e as chupadas. Eu peguei ela pelos cabelos e comecei a foder a boca dela bem de leve, depois fui aumentando a força e fazendo ela engolir mais meu pau.

Sai daquela posição e deitei na cama.

Eu: vem aqui, que eu quero chupar essa buceta enquanto você mama meu pau cachorra.

Começamos um 69 bem gostoso, eu me acabava naquela buceta, chupei do clitóris até a porta doo cu, a mulher ficou toda arrepiada, nisso eu comecei a dar palmeiras na bunda dela, chamei ela de cachorra, piranha e puta traidora. O corno já tá ficando doido, vendo mulher dele sendo dominada por outro homem. Ela de novo. Já eu, ainda não tinha gozado, e estava sedendo por aquela buceta.

Sai de baixo dela e mandei ela ficar de quatro na direção do marido dela. Posicionei meu pau na entrada da buceta dela.

Eu: Me diz sua puta, o que você quer que eu faça, mas diz olhando nos olho desse corno.

Essa já tava no pao, olhou pro Pedro e disse bem alto.

Marcela: me come seu safado, me come porque meu marido corno não dá conta!!

Dei um tapa no rabo dela e mandei ela repetir e pedir com jeitinho.

Marcela: por favor, me come, eu preciso de um macho de verdade, esse corno me deixa sempre na mão!! Por favor!!!

O corno do Pedro só ficava olhando com uma cara de quem queria mais!!

Não pensei duas vezes, meti na buceta da safadinha, fiquei fodendo ela de quatro, chamei ela de cachorra e tudo mais.

Eu: isso sua cachorra, tá gostando de dar a bucetinha na frete do seu marido corno não é? A parti de agora eu vou ser seu macho, e esse corno vai só poder olhar enquanto eu te faço mulher.

Marcela: sim, sim, você agora é meu homem, me come safado, come sua cachorra.

Mudei de posição, mandei ela me cavalgar agora.

Eu: isso mesmo sua piranha, rebola no meu pau, rebola gostoso na pica do teu macho.

Enquanto ela cavalgava eu brincava com o clitores dela, logo ela começou a se tremer, sinal de que ia gozar, eu também já estava quase gozando, o problema é que eu não tava usando camisinha.

Eu olhei pro corno do Pedro e perguntei:

Eu: onde você quer que eu goze seus corno, quer que eu goze no corpo da minha puta, na boca ou você quer que eu goze na buceta dela.

A última foi só da força do momento, mas eu não esperava a resposta dele.

Pedro: goza dentro dessa puta, engravida ela.

Marcela: é isso que vc quer! Quer que outro macho me esporre?

Não estava mais nem aí, segurei ela pela cintura e comecei a meter bem forte, não demorou muito e eu dei uma gozada bem forte, tudo dentro daquela buceta casada.

Eu: isso sua puta, vai ser minha agora, sente minha porra nessa buceta vai!!

Marcela: Ahh! Tô gozando seu puto!! Me enche de leite!!!

Depois de gozar, ela caiu por cima de mim bem cansada, mesmo assim não esqueceu de me dar um beijo bem gostoso.

Depois de gozar eu olhei para o Pedro e disse.

Eu: pode me chamar de novo, a parti da próxima a massagem tântrica na sua mulher vai ser de graça, ok cornão!?

Então foi isso, esse foi o primeiro conto que eu escrevi, e espero que não tenha ficado muito massa te, eu retirei muitos detalhes para não ficar muito extenso. Agradeço a todos por lerem.

No próximo, eu conto como eu tirei a virgindade anal da Marcela!

Quem quiser entrar em contato comigo, eu sou de Manaus.
Telegram: massomanaus

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,74 de 23 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Pnt ID:gqbq4oxid

    Nossa que conto… é de Manaus é??? Hummm coloca o contato dessa casa de massagem.

  • Responder putinha ID:41igvwnmoic

    delícia, quero vc me comendo também hehe
    chamem no telegram quem for de manaus e quiser uma putinha
    @maosgl

  • Responder Topotudo ID:8cipmr1c8i

    Queria que minha esposa desse para outro e depois ela deixasse eu limparais ela não topa.

    • Massomanaus ID:830zqow49i

      Vc é de Manaus? Se for, podemos nos falar, adoro ser macho de casada. Me chama lá no telegram 👆