# #

uma aventura no sitio com meu irmão

907 palavras | 6 |4.22
Por

eu e meu irmão, ambos quase da mesma idade, fizemos sexo gostosinho

Meu irmão tinha acabado de voltar de férias no sítio dos meus avós, e eu pensava que já não ia ter tanta liberdade para continuar com as minhas aventuras com meus pais, mas foi bem ao contrário disso. Passou uns dias que eu fiz sexo com a mamãe, e meu irmão pediu para passar uma semana no sítio dos meus avós, e essa semana foi incrível, pois dei para meu pai e agora a minha mãe! Meu irmão nem imaginava, ele é só um ano mais velho que eu, eu tenho 8 anos e ele tem 9 anos. Era domingo, meus pais decidiram ir para o sítio buscar meu irmão e também passar uma tarde lá, meu irmão amava demais aquele sítio, mas eu não voa graça.

Fomos então, bem cedinho, umas 7 horas. Chegando lá eu fiquei só em um dos quartos, meu pai decidiu andar a cavalo com meu avô e não voltou tão cedo, e a minha mãe ficou conversando com a minha avó na cozinha. Eu estava entediada, até meu irmão me chamar para ir no rio com ele, como não tinha nada para fazer, eu fui.

Ele tirou a roupa, e vi o pauzinho dele, que era até grandinho, maior do que outros paus que vi dos meus colegas de turma. Eu fiquei só de calcinha, e ele completamente pelado. Meu irmão é moreno, tem um corpo magrinho igual o meu, ele puxou muito o meu pai e eu a minha mãe, pois eu sou muito branca e ele é moreno. Eu não desviava o olhar do negócio dele, e ele percebendo, perguntou:

— O que foi?

Eu disse apenas que não era nada, mas acho que meu irmão já viu revistas pornográficas e vídeos… Tenho certeza! Afinal, no computador do meu pai ele deixa lá, sem se importar se alguém vai mexer, e o meu irmão sempre fica no computador, tanto que mal mexo no computador.

Entramos na água, e ele começou a jogar a água para mim, e eu nele, até que eu empurrei ele, ainda na parte rasa, por ser mais forte, me empurrou e ficou por cima de mim, senti o pau dele roçar a minha coxa, eu descaradamente deslizei a minha calcinha para ficar pelada. Ele ficou fazendo cócegas em mim, ainda brincando na água, senti sua mãe chegando no meu cuzinho, ele tocava mas rapidamente fingia que ainda estava fazendo cócegas.

Ele saiu de cima, e eu me levantei, fiquei completamente pelada e ele começou a me encarar. Sem jeito, ele pegou o pau dele e começou a se masturbar, e disse:

— Alice, vamos brincar?

— Tá, do quê?

— É o seguinte, vc tem que chupar meu pinto e depois te dou um chocolate.

— Tá.

Eu sorri, e fiquei ajoelhada e ele veio para cima de mim, o pau dele já estava duro, e era grande, grande para a idade dele, eu vi outros pintos de colegas de turma do colégio e achei o do meu irmão maior. Peguei no seu pau e fiquei o masturbando por um tempinho, até eu levar para a minha boca o pau dele, e comecei a chupar, no começo chupava só a cabeça e meus dentes arrastavam no pau dele, mesmo assim ele não reclamava. Eu fiquei chupando o pau do meu irmão por uns 5 minutos eu acho, logo eu senti um líquido saindo de dentro do pau dele e invadir minha boca. Ele tinha acabado de gozar dentro da minha boca e engoli tudinho, já estava acostumada a receber o leitinho do meu pai e o melzinho da mamãe.

— Agora… Vem cá.

Ele me puxou e pediu para que eu deitasse, ele me mostraria algo diferente, e que eu iria gostar… Claro que ele não sabia que eu já tinha feito algo assim.

— Pedrinho, você já assistiu aqueles vídeos de sexo do papai?

Pedrinho é o nome dele. Ele disse que sim e perguntou se também já vi, e eu respondi que sim, e que me deixava molhadinha.

Então ele encostou seu pau babado na minha bucetinha, ele enfiou de uma vez e iniciou o vai-e-vem, em movimentos rápidos, eu soltava uns gemidos baixinhos para que ninguém ouvisse a gente ali. Tava tão gostoso que eu me contorcia e agarrava na grama, e fechava meu olhos. Em seguida ele tirou seu pau de dentro de mim, disse para eu ficar de barriga para cima, ele começou a se masturbar, em poucos segundos gozou bem em cima da minha bucetinha.

Fiquei toda meladinha, me levantei, e ele disse que deveríamos nos lavar no rio para ninguém percebesse o que a gente fez. Eu concordei, e fomos pro rio nos molhar, enquanto me molhava e ele também, ele veio até mim e me deu um selinho, depois começamos um beijo de língua delicioso. Saí da água e me enxuguei com uma toalha que eu trouxe, e me vesti, depois o meu irmão fez o mesmo. Voltamos, e não falamos disso até voltarmos para casa… Obviamente nosso incesto de irmãos não parou aí, para minha sorte meu irmão depois dessa só quis mais…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,22 de 9 votos)

Por # #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Conde

    Já sei se o conto e bom pelo simples fato de Rafaella comentar kk

  • Responder Ribeirosafa

    amei. queria uma maninha assim ou um maninho pra comer.
    chama no telegram
    @ribeirosafa

  • Responder Rafaella

    Legal Kath.. Beijos !!

  • Responder nick

    tem algum contato para conversarmos?

  • Responder nick

    conta mais histórias que vocês passaram, essa está perfeita

    • kath

      vou contar sim… a minha família é bem incestuosa!