# #

Intimidade com uma criança de 10 anos

530 palavras | 8 |3.42
Por

Certo dia minha mãe e meu pai decidiram levar a gente ao clube porque vão ter que trabalhar e vão levar o meu irmão. Então vai ficar eu e o amigo do meu irmao sozinhos em casa e vamos ao clube sozinhos, o amigo do meu irmão e um menino branquinho magrinho cabelinho marrom baixinho e o nome dele e paulinho. Fomos ao clube e no carro dava para ver o volume do seu pauzinho na sunga e ao chegar lá no clube tivemos que passar no banheiro para se trocar e fomos para piscina la tinha um buraco que solta agua na piscina que fica no fundo da piscina lá eu vi Paulinho botando o paizinho dele nesse buraquico e o movimento da água batia no pauzinho dele e fazia uma sensação gostosa e Ele gemendo com voz de emoção e quando ele virou vi ele com pintinho duro ficou uns 8 cm e daí o meu ficou também ao ver e daí perguntei para paulinho possi bater uma punheta para você é daí ele disse pode e meu deu um abraço senti aquele corpo de crianca e aquela voz fina, e fomos ao banheiro pedi para ele ficar pelado o pinto dele era pequeno e sem pelo e masturbei ele Paulinho chegou ao orgasmo e não saiu liquido nenhum e daí ele me masturbou também gozei feito um cavalo e depois nos abraçamos com pinto duro e pelado e voltamos para casa falamos que vamos ficar pelados até os meus pais chegarem andamos pela casa pelados e Ele também ficou peladinho teve uma hora que eu não aguentei e falei para paulinho vamos fazer sexo se esfregar um ao outro ele acenou que sim e fizemos isso eu gozei na barriguinha dele e no seu pintinho, e Ele disse para mim bem assim: MESMO EU SENDO O AMIGO DO SEU IRMAO VOCE E O MEH MELHOR AMIGO e no dia seguinte Paulinho foi a sua escola e os meus pais e o meu irmao só iam chegar em casa daqui a uma semana quando Paulinho voltou da escolinha estava chorando eu perguntei porque ele disse que os amiguinhos viram a marca de gozo no meu shortinho e vão contar para sua mãe e eu disse para ele que não vão se contarem eu digo que nao é verdade e falei pata ele bem assim: OOO VENHA CÁ VENHA QUE PENA EU TENHO DE TE VER CHORANDO Eu enfiei a mão na sua cueca e acariciei seu pintinho tirei a roupa dele dei um banho ele tinha fimose e puxei o prepúcio e o pintinho dele ficou duro uns 7 cm e eu me esfregue com ele no banheiro e depois dormimos pelado um em cima do outro na mesma cama quando eu olhei para o lado ele tava batendo punheta e chegou ao orgasmo bem na hora que eu acordei até que os meus pais chegaram nos vestimos rápido e fingimos estar lendo um livro e dissemos que nos damos muito bem se quiserem vai ter a parte 2 desse conto.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,42 de 24 votos)

Por # #

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Belém PA

    Kkkkk 🤣😂

  • Responder Gaysfafado

    Por favor continue escrevendo, não liga para esses idiotas

  • Responder Anônimo

    Oi me chamem no telegrama
    @Limafelipe

  • Responder Robson Moreno

    Não curto contos com gays, mas cadê a pontuação desse texto?

  • Responder Mazim

    E daí vc acordou kkkkk

  • Responder Magali

    Que bosta !!!
    Não creio que alguém queira, então não precisa escrever mais nada…por favor.

  • Responder Magali

    Faça um favor a você, e aos demais leitores…
    Não escreva mais nada, a não ser que aprenda a escrever.
    Vai escrever errado desse jeito…lá na puta que o pariu…

  • Responder Ajs

    Não sei como tem coragem de escrever uma bosta dessa, aliás nem sabe como escrever, só espero que nunca mais escreva nada