#

Minha cunhadinha de 9 anos- parte 1

597 palavras | 11 |4.57
Por

Esse é meu primeiro conto. Tenho muitas histórias com mulheres casadas e com crianças. Mas hoje quero falar de minha cunhadinha de 9 anos

Olá, leitores. Me chamo Márcio e, tenho essa história real pra compartilhar com vocês.
Sou casado, tenho 43 anos e minha esposa tem 23. Ela tem duas irmãs, uma de 22 e outra de 9 anos, morro de vontade de comer ambas, mas a mais novinha é a que está mais próxima de acontecer. Vou chama-la de Dayane.
Dayane é uma criança normal como qualquer outra, gosta muito de brincar, porém, ela gosta de brincadeiras de adultos, tipo: baralho, dominó, jogo de três palitinhos (porrinha) entre outros, por isso ela está sempre no meio de adultos, e eu adoro, porque assim posso tirar uma casquinha de vez em quando rsrsrs. Certa vez, fomos eu, ela é minha esposa a um bairro próximo levar um computador pra um cara arrumar, chegando lá, eu não quis entrar e fiquei no carro e minha cunhadinha ficou comigo. Nisso começamos a brincar, logo ela quis meu celular, mas eu disse q se acertasse a senha eu deixava ela brincar. Ela tentou, tentou e não conseguiu fazer o desenho(senha), aí desenhei a senha na barriguinha dela e, ela ia tentando repetir no celular, depois de umas três vezes eu desenhando com dedo na barriga dela, decidi descer um pouco o dedo e fiz o desenho bem na testinha da buceta dela, ela deixou, aí vi que podia avançar, levantei o vestido dela e ela deitou no banco do carro, fiz de novo o desenho, dessa vez disse que ia funcionar. Ela tava gostando de ter seu clitóris massageado e foi deixando eu mexer. Afastei a calcinha de lado, melro com saliva o dedo e fiz movimentos circulares no grelinho dela, ela fechou os olhos e respirou fundo, eu queria cair de boca, mas fiquei com medo de assustar ela, continuei mexendo devagar até ela fechar as pernas com força prendendo minha mão. Não sei se ela gozou, mas depois ela não quis mais brincar.
Uma semana depois, fomos pra uma outra cidade pra passar o final de semana. Era casa da avó dela, tinha muita gente e vi que talvez não desse pra tirar uma casquinha dela, mas a noite quando nos preparavamos para dormir, ela quis dormir no mesmo colchão que eu e minha mulher, pois ela dormia desde pequena com minha esposa e disse que estava com saudades de dormir agarradinha nela, minha esposa deixou e eu adorei rsrsrs. Durante certo momento da noite eu olhei pro lado e vi ela só de calcinha e com as pernas abertas dormindo, peguei o celular, liguei a lanterna e comecei a mexer na bucetinha dela, senti o cheirinho é tava louco pra chupar mas tava com medo da minha esposa acordar, porém ela tinha bebido muito o dia todo e dormia que roncava, fiquei mais segura e fui tentar chupar a cunhadinha e filmar o ato. Abri as pernas dela, afastei de lado sua calcinha e comecei a dar leves lambidinhas na sua rachinha. Mambo e senti o sabor daquela bucetinha lisinha e linda, depois de uns minutos ela começou a se mexer, achei que ia acordar e parei, mas ela só se abriu mais e então continuei, senti um caldinho gostoso escorrer e fiquei muito excitado, ela estava se lubtificando e a coisa ficou mais gostosa, chupei até ouvir minha outra cunhada chegar de uma festa, aí parei. No outro dia ela estava um pouco estranha comigo, mas logo voltou ao normal.
Bom. Essa foi a primeira parte, se vocês gostarem eu continuo .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,57 de 30 votos)

Por #

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Israel

    Caraca Duílio…
    Eu tbm dei uma sorte dessas, qdo minha cunhadinha veio morar em minha casa. Ela tinha 7a na época, e era eu que praticamente cuidava dela. Arrumava a mesa do café da manhã, levava e buscava na escola, dava almoço, ajudava ela com as tarefas da escola e depois ela passava o resto da tarde assistindo tv, até a hr do banho, que eu ajudava tbm(rsrs). Td isso era possível, pq a minha oficina de consertos de eletrodomésticos, funcionava no porão de casa. Morávamos em Itapevi, e minha mulher, trabalhava na região do ABC, então eu tinha todo o tempo do mundo com a Gabi, e ela me adorava, e por isso as brincadeiras fluiam numa boa. Durante dois anos, fizemos quase tudo, só não a penetrei. Mas a cada dia, ficava mais difícil resistir a tentação…até que minha mulher, precisou viajar para participar de uma palestra. Ela saiu de casa numa segunda-feira as 08:00h, e voltaria só na quarta-feira a tarde. Na tarde daquele mesmo dia, a virgindade da Gabi se foi. E acredite se quiser, parecia até que ela já esperava por isso, pq a impressão que deu, foi que ela queria aquilo, tanto quanto eu. Desde aquela tarde, posso dizer, que ela virou minha amante. E foi assim por 12 anos.

  • Responder Ismael

    A empregada da minha madrinha, trazia a neta dela todos os sábados, e como eu passava o dia estudando, ela costumava subir pro meu quarto e ficar lá. Pra distrai-la, dava um caderno e lápis de cores para ela brincar. Um dia ela deitou na cama pra desenhar, e o vestidinho dela subiu. Só de olhar aquela bundinha com a calcinha toda enfiada, fiquei de pau duro. Eu não acreditava naquilo. Meu pau mede somente 14cm, eu olhava, e imaginava que uma bundinha daquelas, aguentava minha rola fácil. Brinquei com ela pra sentir a reação.
    Sentei na cama, e apoiei a mão nas costas dela.
    – tá desenhando o que princesa ?
    – um cubo mágico tio
    – hum, tá bonito
    Acariciei ela e aproveitei pra subir o vestidinho.
    Pqp, que bundinha linda ! Ela olhou e sorriu. Inclinei o corpo e dei um selinho nela. Ela arregalou os olhos.
    – tio vc beijou minha boca !
    – desculpa amor, foi sem querer, é que vc virou o rosto.
    – tá bom tio
    – mas eu gostei de beijar sua boca
    – mas não sou sua namorada tio
    -pode ser se vc quiser
    – eu quero tio
    -mas é segredo, vc guarda ?
    – ahã
    – tem que prometer
    – eu prometo tio
    Levantei, falei pra ela ficar quietinha me esperando. Desci pra ver onde estavam todos. Tudo tranquilo.

    • Robson Moreno

      Kd o resto

  • Responder Miguelito.061.

    Eu já comecei minha vida sexual depois de descobrir que o Marido de uma empregada comia a filha da six anos e o filho da Dona d casa onde moravam de aluguel a filha tomava no cu como se fosse uma mulher levando pau na buceta já o menino de seven anos dava chorando mas aguentava gostoso.

  • Responder Duílio

    Com 9a, minha cunhadinha já cavalgava gostoso com minha rola na bucetinha. Nossas trepadas eram de manhã pq eu trabalhava por conta, e não tinha horário fixo. Logo que minha mulher saía para o trabalho, a safadinha já vinha pra minha cama, e tínhamos um tempo, até a hora de leva-la pra escola. Quando perdia a hora, passávamos o dia fudendo. A guria metia porque gostava, e chupava como ninguém. Apesar de nova, ela tinha uma coisa de bom, sabia se comportar, e não dava bandeira. Mas, como nem tudo é perfeito, qdo minha mulher engravidou, ela já com16a, começou a dar trabalho. Enciumada, ela não media as consequências do que fazia e falava. Morávamos num sobrado, e qdo minha mulher estava no quarto, a fdp saía do banho peladinha, se jogava em cima de mim dizendo que estava com vontade de foder. Depois, ela subia as escadas, mostrava a buceta escorrendo porra e ia para o quarto dela dando risadas. Fomos amantes por 13 anos, e mesmo depois de casada, saímos algumas vezes. Hj ela está com 32, e continua gostosa como sempre foi.

  • Responder Pachecao

    Adorei queria chupar à Bucetinha dela também. Continue não demore a publicação

  • Responder Portuga

    Tem telegran amigo

    • Juninho

      Claudio sossai chama la no telegram

  • Responder Maciel

    Vai fundo , abusa dela logo e vê se coloca a esposa no meio pra abusa dela tambem e ser sua cumplice

    • Maciel

      Obrigado Maciel. Vou escrever mais uma parte dessa história que está acontecendo agora.

  • Responder Maciel

    Eu tambem sou pedófilo