# #

O boyzinho maconheiro

832 palavras | 4 |5.00
Por

Trabalhava em uma cozinha industrial como plantonista. Um dia, chegou um boy pra área de limpeza. O garoto era magro mais não raquítico. Branco, com muitos pelos no corpo e os pelos eram lisos. Confesso que ele era uma delícia! Amo machinho peludo. Com o passar dos dias, percebi que ele não tinha nada a ver com aquele trabalho. Era muito atrapalhado. Não tinha coordenação. As vezes eu ficava observando ele e tinha dias que parecia elétrico demais e outros dias bem mais calmo. Um dia,na hora do banho,me confessou ser usuário de drogas e que, quando estava muito agitado era por falta da maconha, porque nem sempre tinha dinheiro pra comprar. Passei a emprestar dinheiro a ele pra comprar a sua droga. Eu sabia que corria o risco de não receber de volta mais eu tinha um plano. Quando fomos tomar banho,senti ele bastante agitado e então ele me pediu vinte reais emprestado,foi quando eu lhe disse que primeiro teria que me pagar o que me deve. Ele ficou sentado, pensativo enquanto eu tomava banho. Todos da cozinha já tinham metido o pé do vestiário. Ele ficou lá, sentado sem camisa, apertando as mãos. Foi quando lhe fiz a proposta. Falei que se me deixasse dar uma mamada naquele pau suado que eu esqueceria a dívida e ainda daria os vinte reais de hoje. Então me disse que não curtia e que tinha namorada. Falei que era só fechar os olhos e deixar comigo. Que seria rápido. Ele começou a apertar o pau enquanto eu me secava e quando me aproximei dele,sua vara estava super dura. Eu em pé, olhei pra ele e me ajoelhei no meio das suas pernas, tirei calça e cueca de uma vez e segurei seu lindo pau que era médio e um pouco fino,e comecei a cheirar,a beijar,a lamber e por fim caí de boca. Ele era todo peludo e tinha um odor delicioso. Amo machinhos peludos e suados. Fui descendo com a língua pro seu saco e ele foi deitando no banco. Não demorou muito e eu já estava dando linguadas naquele cu cabeludo. Que garoto gostoso. Magrinho, tão levinho mais tão bonito! Que pena que estava totalmente entregue as drogas. Chupei muito aquele cu gostoso e ele só gemia olhando pra mim. Meu pau estava muito duro e comecei a me masturbar. Deixei o cu dele bem molhado de saliva e parti pro ataque. Encostei a cabeça do pau no seu cu e comecei a tentar meter. Ele me olhou muito assustado. Pedi que ficasse relaxado mais seus olhos estavam meio aflitos e então entendi o porquê. Quando eu meti,o cu do moleque era muito largo, ele dava aquele cu em troca de drogas ou dinheiro pra comprar. Era todo boyzinho,cheio de gírias, parecia um hétero, mais,na realidade era só”capa”! Atolei o meu pau naquele cu que ele prendia enquanto eu linguava e me agarrei com ele e comecei a socar. Ele olhava na minha cara, esperando uma reação de reprovação mais o que eu queria, estava conseguindo, que era comer ele. No momento era o que me importava. Ficamos ali,como dois macacos, agarrados de frente e eu socando no garoto que só sabia gemer. Olhei nos seus olhos e o beijei. Ele tentou sair um pouco até que se entregou. Seus lábios rosa ficaram vermelhos e eram macios e quentes. Aquela foda era pra estar acontecendo numa cama e não naquele banco duro de vestiário. Acho que fiquei uns vinte minutos atrelado naquele BB,sem querer saber mais de porra nenhuma,só fuder aquele corpo suado e peludo. Anunciei que iria gozar dentro do seu cu e ele repetia no meu ouvido, desesperado,pra que eu gozasse aonde eu quisesse. O apertei contra o meu corpo,ele, abraçando as minhas costas, comecei a lhe encher de porra. Urrei de tesão e prazer. Eu realmente estava desejando aquele moleque já tinha um tempo e agora que consegui e foi tão fácil e gostoso que gozei pra caralho dentro dele. Aproveitei o embalo e o beijei como se estivesse apaixonado. Demos um tempo alí, agarrados. Tirei o meu pau de dentro dele e lhe falei obrigado. Ele nada respondeu. Fui pro banho de novo e ele foi pro outro chuveiro. Ficamos em silêncio. Dei o dinheiro a ele e fomos embora. Nunca mais vi ele. Sumiu. Depois soube que pediu demissão. Fiquei esperando pra ver quem iria entrar no lugar dele. Mais veio um senhor bem coroa, que não tinha nada a ver com o meu gosto. E foi isso. Um grande beijo pra todos. Isso foi real. Trabalhar em empresa grande trás muitas oportunidades de vc fuder gostoso com alguém.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 11 votos)

Por # #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Joao

    tenho 15 anos quero foder posso ser sua submissa sou passivo tanto faz o macho pode ser gordo ou magro velho ou novo @joaoqueen24ct

  • Responder Lucas

    Pô foi assim que comi um ajudante no meu serviço . Trabalhava em um deposito e tinha que ficar até tarde . Pô estava no vestiário tomando e ele chegou para tomar banho também .Ele tirou a roupa e fiquei olhando que bunda linda branquinha com pelinhos loiros eu fiquei de pau duro na hora . Ele viu e perguntou rindo porque eu estava de pau duro . Eu falei na cara dele . Pô você tem uma bunda linda . Ele começou a rir dizendo que sou doido . Mas também notei que ele não tira o olho do meu pau que estava muito duro . Não aguentei e bati uma punheta ao lado dele com ele me olhando . Ele ficou o tempo todo olhando meu pau .

    • Novin

      Adorei!

  • Responder Jota

    Delicia de relato. Fiquei com muito tesão. Se tiver mais aventuras conte para nós.