# #

Meu meninão de 14 aninhos

3270 palavras | 4 |4.69
Por

Fizemos um 69 super gostoso, eu esfregava a bucetinha na cara dele!

Ola meu nome é Amanda,tenho 26 sou casada e tenho 1 filha de 1 e pouco, eu ainda estou amamentando, mas mesmo depois de ter a filha continuei com o mesmo corpo de antes, firme e conservado,seguindo a genética da minha familia sou baixinha coxuda, bunda grande e seios médio,apesar de esta amamentando eles continuam firmes.
Bom vamos ao que interessa, os avós do meu marido são comerciantes no ramo de bananas, pois eles arendam sitios de bananas planta e vende as mesmas,eu e meu marido morávamos na cidade, derrepente ele abre mão de um bom emprego que tinha e resolveu que nós iamos passar uns meses com os avós dele pra ele aprender os macetes de como trabalhar no ramo uma vez que o avós ja pensavam e se aposentar, enfim pegamos nossas coisas e partimos para essa nova empreitada, os avós dele morava numa chácara enorme.Nessa chácara tinha 2 casas uma ao lado da outra, onde uma morava os avós do meu marido, e a outra morava o tio do marido que também trabalhava no ramo junto com o pai que é avô do meu marido, esse tio dele é casado e tem um filho de 14 anos que se chama Victor.
Bom, no início quando mudamos pra la eu achei super bacana o local, muito verde natureza o silêncio tanto de dia como a noite, e com o passar do tempo foi ficando um pouco chato, porque meu marido o avô e o tio passavam o dia todo transportando bananas de um lugar ora outro, a esposa do tio do meu esposo é professora em escolas públicas e particular, passa o dia todo fora só chega tarde da noite,e ai ficamos o dia inteiro eu a minha bbzinha a avó do meu esposo, e após as 13 horas o sobrinho chega da escola, mas enfim ele não cheirava e nem fedia uma vez que por ser filho único é muito mimado, tem 14 anos com mentalidade de 7, eu conversava super pouco com ele, e o mesmo chegava da escola almocava e se enfiava no quarto quase a tarde toda, eu não ia nenhum pouco com a cara dele, porque ele era um rapaz parrudo enorme e muito preguiçoso, não ajudava a vó em nada dentro dos afazeres diarios, ele vivia mais dentro da casa dele, mas quando sentia fome ia pegar comida ou algum besteirol na casa da vó, uma vez numa tarde meio chuviscosa, a vó estava tirando um cochilo, e eu estava na sala vendo TV e eu tinha dado o peito pra minha filha mamar, eu estava com uma saia e uma camiseta regata e sem sutiã, eu tinha tirado uma alça da regata pra livrar o peito que a bb estava mamando, mas ela acabou cochilando quando mamava, e eu estava intertida com o filme que assistia que nem me lembrei de recompor o peito pra dentro da camiseta, quando do nada o Victor entra na sala pra poder ir pra cosinha mas eu nem percebi que ele entrou, quando derrepente ele veio bem quetinho por trás do sofá e falou bem baixinho: a bb ta dormindo?, na hora eu tomei um susto e fiquei puta da vida, mas sem tirar os olhos da TV falei que sim, ai ele falou: seu peito ta vazando leite no rostos dela, na hora eu gelei, coloquei o peito pra dentro e com muita ignorância falei: o que vc tem a ver com isso seu abusado, por acaso vc quer mamar seu bbzão?, eu falei ironizando as atitudes dele de ser um bbzão mimado demais, ja tive vezes de imaginar que de tanto mimo ele viraria viadinho, mas ele me respondeu com toda frieza: talvez eu queira pra ver se tem o mesmo gosto dos outros leites, eu fiquei super furiosa, o fdp pebsou que eu estava oferecendo meu peito pra ele!!!, eu olhei pra ele com a cara mais feia do mundo e ele se mandou pra cosinha, e eu pensei: sai daqui vagabundo parasita kkk.
Fiquei la sentada super furiosa, esperando ele pegar o que queria e ir pra casa dele, enfim ele pegou o que queria e se foi, logo em seguida minha filha acorda procurando o peito,me levantei fechei a porta na chave voltei pro sofá e dei o peito pravela mamar, e enquanto ela mamava eu pensava no ocorrido, eu ainda esta com pensamentos ruin sobre ele, mas derrepente comecei a imaginar a possibilidade daquele marmanjo mamar meus seios, derrepente eu começo a acariciar o mamilo de um enquanto minha Filha mamava no outro, e imaginava e desimaginava ao mesmo tempo, derrepente senti um encomodo na minha calcinha, passei a mão nela e vi que a mesma estava super melada, troxe os meus dedos até o nariz e cheirei hummmm que cheirinho delicioso de sexo, derrepente comecou a me subir um calor.Comecei a ficar excitada, pensei comigo sera que eu estou sentindo tesão pelo que ocorreu?, sera que estou desejando ver aquele parasita mamar meus peitos? Me passava mil pensamentos pela minha cabeça e meu tesão aumentando,ai a minha filha dormiu novamente, ai eu pensei; acho que vou la provocar ele pra ver se ele tem coragem mesmo, coloquei a bb no berço, olhei no quarto da vovó pra testificar se ela dormia mesmo, tomei um banho gelAdo as pressas pra baixar o fogo rsrs, passei um creme bem cheiroso no corpo e fui na casa do Victor, chegando la bati na porta do quarto dele, acho que ele pensou que era a vó dele e mandou entrar, assim que viu que era eu ele teve um leve espanto e falou: fala Amanda !, eu falei nada ñ só vim ver o que vc estava fazendo, ai ele falou estou jogando on line com um amigo, ai eu falei ah tá, ai na mesma hora emendei pedindo obrigado por ele ter avisado que meu leite estava vazando, ai ele educadamente falou por nada, eu falei vc viu quanto leite ?ai ele falou sim, ai eu falei assim: Victor quando eu falei se vc queria mamar vc falou que queria ver se o meu leite tem o mesmo gosto dos outros é verdade?Ai ele falou meu que gagejando: sim é verdade, mas só falei porque vc me ofereceu!, eu fiquei louca de tesão,eu sentia minha xoxota inchada e fervilhando de tesão, ai eu falei pra ele: eu até poderia deixar vc mamar, mas tenho medo de vc não guardar segredo e ficar falando pra todo mundo,ele ficou em silêncio não falou nada e eu estava esperando uma resposta dele, mas ele nada disse sobre guardar ou não segredo, ai eu resolvi apelar, eu estava louca de tesão, e o filho da mãe não tomava uma atitude, ai eu perguntei pra ele: E ai Victor se eu deixar vc mamar vc guarda segredo?,ele não respondeu nada e ficou olhando pra TV, confesso que na hora morri de medo, achei que tinha estragado tudo, e como ele ficou calado por minutos, eu cheguei bem perto dele pedi desculpas, e falei que não tava mais ali quem falou!,e fui em direção da porta pra sair do quarto, quando derrepente ele me chama: Amanda.Eu olhei pra trás com um ar de esperança, e lhe respondi carinhosamente oi, ja que eu tinha passado do tesão pra muito medo, ai ele falou, desculpa eu não respondi nada porque eu tenho medo de vc contar para meus pais, ai eu respirei aliviada e o tesão resurgiu bem mais forte, e cheguei perto dele coloquei as mãos em seu peito e falei, deixa de ser bobo menino, vc acha que sou louca é, jamais falaria pra alguém, o que acontecer aqui, aqui mesmo morre, ai ele soltou um sorriso de alivio também e falou, por mim vc pode ficar sossegada, eu guardo varios segredos dos meus amigos de classe, ai eu falei meio que cheia de liberdade, é safadinho, que segredos são esses me conta! , vamos trocar confidências vai! Ele deu um sorriso e falou vou pensar no seu caso e riu, eu fui mais longe na minha liberdade e enquanto ele se soltava eu peguei a mão dele e levei por cima dos meus seios por cima da camiseta.Senti a respiração dele ofegante e coração acelerado, ai perguntei se ele ja teve namorada, ele respondeu que ja ficou mas não namorou sério com ninguém, e a eu continuava com a mão dele nos meus seios, falei brincando, ahh então vc não é BV, ele riu e disse claro que não, ai fui mais fundo e falei se ele ja tinha transado com alguma ficante, ele falou que não, nessa hira minha xoxota pegou fogo em saber que ele é um verdadeiro cabaço, perguntei se ele ficava excitado quando beijava as meninas, ele só respondeu: o que vc acha? E eu ri na hora e ja falei em seguida, então vc se masturba, pra acalmar a excitação ele só respondeu uhum, ai eu pensei é agora, fui um pouco de costas pra trás e me encostei numa mesinha que tinha no quarto dele, puxei ele pra perto de mim e falei, vou dar logo meu leite pra vc tomar, senão a jaja a sua vó e a bb vai acordar, ai peguei desci uma alça da camiseta liberando meu peito esquerdo todo pra fora e falei pra ele, não se preocupe se vc ficar excitado, isso é normal e em mim vc pode confiar,e puxei a cabeça dele até meu peito, coloquei o biquinho nos lábios dele e fui mechendo de um lado pro outro, suavemente ele foi abrindo a boca e suavemente eu ia enfiando meu peito todo na boca dele, ele começou a mamar igual um bezerrinho, e o que escorria ele passava a língua pra não deixar escapar e aumentar ainda mais o meu tesão, nessa hora eu perdi o controle e abracei ele forte e falei no seu ouvido, aiiii Victor como vc mama gostosooooooooo hummmmm, mama no outro também vai, tira ele pra fora vai meu meninao, ai ele me obedeceu e baixou a outro alca da minha camiseta em um momento ele tinha meus 2 peitinhos livres pra ele chupar e mamar, eu sentei na mesinha, abri minhas pernas e puxei com força o corpo dele contra o meu, eu sentia seu membro duro dentro da bermuda tocando minha bucetinha inchada e molhadaPor cima do vestido, levantei o rosto dele, fiz ele cheirar meu pescoço,eu fui até seu ouvido e falei carinhosamente Vitinho vc ta excitado?, ele apenas balançou a cabeça dizendo que sim, perguntei se podia tocar no pau dele, ele balançou a cabeça dnv dando sinal que sim,e ele continuava a cheirar e lamber meu pescoço, eu meti a mão no pau dele por cima da bermuda, e apertei, esta duro como pedra, ai ele levantou o rosto e deu um gemido perto da minha boca, eu aproveitei e meti minha língua pra dentro da boca dele, e iniciamos um longo e gostoso beijo bem molhado que nossas salivas escorriam pelo queixo, ficamos mais louco do que ja estávamos, ele me abraçou forte beijando minha boca e gemendo sem parar, eu continuava alisando o pau dele por cima da bermuda, derrepente, eu abri o botão da bermuda dele coloquei a mão dentro da sua cueca, e puxei o pauzão dele pra fora,e comecei a punhetar vagarosamente, esse menino perdeu o controle me beijava me abraçava me acariciava, eu gemia igual uma louca segurando o pau dele, derrepente ele tira minha camiseta toda e começa a beijar meu pescoço descendo até o ombro e chegando novamente nos meus seios e chupando com vontade, e eu batendo punheta pra ele e esfregando a cabeça do pau dele nas minhas coxas, eu levantei a saia mais um pouco e passei a encostar a cabeça da pica dele na minha bucetinha por cima da calcinha,ai cheguei no ouvido dele e falei: você quer colocar esse pau na minha bucetinha? Ele apenas balançou a cabeça dizendo que sim, mas eu falei que queria ouvir da boca dele ele dizendo que sim, ai ele falou que sim, ai eu falei o que vc quer hein?, ai ele falou, quero colocar o pau dentro, ai eu falei dentro da onde, ai ele falou : da sua bucetinha, ai eu falei: vou precisar da sua ajuda ta!, ele falou :ta, ai eu falei coloca a mão na minha bucetinha, ai ele colocou, ai eu falei puxa minha calcinha pro lado, ele puxou, ai ei falei coloca seu dedo na rachinha, não é pra enfiar o dedo ta!, ele :ta, eu agora começa a massagear bem suave, ele começou a massagear meu clitóris que tava tesudo e inchado de tesão e iniciou uma ciririca bem desajeitada, mas tava uma delicia, enquanto ele batia pra mim, eu batia pra ele, enquanto nos beijavamos e trocávamos palavras carinhosas, ele dizendo que me amava, eu falava o mesmo pra ele, chamando ele de meninao gostoso e cheiroso, ele começou a pegar jeito na ciririca e aumentava o ritmo das caricias, eu gozava igual uma louca nos dedos dele, ele falou que ja não estava mais aguentando, eu pedi pra ele parar a ciririca, e falei, segura minha calcinha pro lado que vc vai gozar na minha bucetinha, levei a cabeça do pau dele na entrada da minha fenda, e não teve dificuldade de entrar porque nós ja passávamos do limite de molhados, nós estavamos encharcados, o pau dele entrou com tudo, eu baixei mais a bermuda dele,levantei mais a minha saia, abri bem as pernas e falei:Mete esse pauzão gostoso em mim, mexe com todas suas forças meu meninao gosstoso tarado e safado, e ao mesmo tempo que eu pedia rola, ele bombava gostoso e com força na minha xaninha quente inchada, e nossas linguas se entrelaçavam na boca num beijo profundo e molhado, ambos gemiamos muito, ele começou a me chamar de gatinha gostosa, derrepente ele anúnciou que ia gozar, e acelerou nas estocadas e mandou um jato imenso de porra densa e grossa pra dentro da minha xoxota, e é claro eu também gozei junto, ficamos ali um pouco abraçados nos acariciando, e recompondo nossas energias, mas ele continuou com o pau atolado em mim, mas eu sentia sua porra vazar da minha xana e escorrer pelo meu cuzinho….Que delíciaaaaaaaaaaaaaaa, ai eu tirei o pau dele de dentro de mim, peguei uma toalha me limpei e falei pra ele ir pro banho, que eu ia la na outra casa ver como estava a bb, e se a vó dele ainda dormia, ele me obedeceu foi para o banheiro, e eu fui la na casa rapidinho, vi que a bb e a vó ainda dormiam,coloquei uma manta por cima da bb por conta do friozinho que fazia aquele dia, e rapidamente voltei pra casa do Victor, ele ainda estava no banheiro, desta vez todo pelado, que corpo lindo, que pauzão maravilhoso e cheio de veias, nem parecia ter seus 14 aninhos kkk, mas como falei no começo ele é grande, forte e parrudo.Ele ficou meio que envergonhado por eu ver ele todo pelado, e tentou esconder o pau pra parede, mas eu logo arranquei toda minha roupa, fiquei toda peladinha, abracei ele por trás e fui direto com a mão na sua tora, que ainda estava duríssima, comecei a beijar o pescoço dele, mordiscar a orelha ele jogou o rosto pra trás e comecamos a nos beijar embaixo do chuveiro, eu virei ele de frente, me agachei e coloquei todo aquele monumento na minha boca, eu rodeava a cabeça do pau com a língua, depois colocava tudo de uma vez na minha boca, ele gemia, me chamando de gostosa, eu falei pra ele relaxar que eu também queria beber o leitinho dele, não demorou muito ele anunciou que ia gozar, e mandou um jato super forte de esperma na minha boca, eu tirei o pau da boca e comecei a punhetar na minha cara, e a porra também inundava meu rosto todo, ele gozou tanto que até ficou molinho, se apoiou na parede e foi sentando no chão vagarosamente, ai eu me levantei lavei meu rosto, e enquanto ele estava no chão eu me aproximei e coloquei minha xota na cara dele, e pedi pra ele lamber, ele meio assustado lambia minha rachinha, e na medida que ele lambia, eu mexia forte esfregando minha bucetinha inchada na cara dele, e com jeitinho ele passou a lamber e chupar meu clitóris, eu não contive e gozei igual uma louca na cara dele, e ele igual um bezerrinho bebia todo meu sulco, na mesma hora eu levantei ele nos beijamos, trocamos palavras carinhosas, e eu falei pra ele : vamos pra sua cama rapidinho que eu quero cavalgar gostoso nesse pau, na mesma hora ele me puxou pelo braço como se fosse meu dono, me levou pro quarto, ficamos se beijando, ai ele falou:adorei beber o caldo da sua buceta, ai ele me sentou na beira da cama, abriu minhas pernas e começou a chupar, só que dessa vez ele chupava com força e com vontade que eu não resisti e gozei denovo na sua cara,ele levanto ficou em pé no chão e eu deitada na berada da cama, ele socou a rola na minha xota, na posição frango assado, foi uma delicia, a cada escotada minha xota fazia ploc ploc, e o cheiro de sexo exalava por todo quarto, mas antes dele gozar eu sai dessa posição, pedi pra ele deitar na cama, fiz um 69 bem gostoso com ele, rebolando e esfregando minha bucetinha na cara dele, o menino ia a loucura, ai depois eu sai dessa posição e sentei com tudo na vara dele fazendo ela sumir na minha xana, e fiquei num sobe e desce bem gostoso, que em poucos minutos gozamos juntos gemendo, berrando uivando igual cachorros loucos kkk, depois deitei meu corpo sobre o dele e ficamos nos olhando nos olhos, ele falou que me amava, eu também falei o mesmo, nos beijavamos bem gostoso, depois levantei peguei minha roupa, me vesti e falei pra ele, que eu tinha que ir, senão a vó ia acordar e azedar todo o nosso segredo, ele apenas sorriu e falou, que estava tudo bem, mas eu falei, se vc se comportar, e ficar de boa, toda vez que tivermos oportunidade vc vai me comer gostoso sempre….Ele deu um belo sorrisão e falou que jamais se comportaria mau, e que não queria mais me perder, resumindo eu dei um verdadeiro chá de calcinha nele que ele ficou super apaixonado por mim, e eu por ele é claro, e as nossas tardes na chácara se tornaram super interessante, gostosa e cheia de gozos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,69 de 26 votos)

Por # #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Adriano

    Amei seu conto e gostaria de saber mais sobre vc. E queria receber fotos sua. Meu e-mail é [email protected]

  • Responder Balla

    Legal boa imaginação

  • Responder Rafael Eros

    Muito bom

  • Responder Miller

    Que delicia de conto, queria ser o menino nessa hora.