# # #

Me tornando uma putinha nas mãos dos meus primos #2

1739 palavras | 3 |5.00
Por

Vamos de continuação do relato anterior…

Após o meu insight sobre como ainda teria um longo final de semana pela frente, os meninos trocaram de posição Marco foi foder a boquinha da minha prima, enquanto Paulo foi comer seu rabinho de ninfeta. Aquilo era muito excitante gente, sério, ela gemia a cada estocada, os putos se aproveitavam, Marco a segurava pelo cabelo e fazia ele ir e voltar com a boca no seu pau de uma maneira agressiva. Lily estava toda melecada de baba, seu cuzinho já tinha levado rola a manhã toda, mas ela estava incansável. Eu de cá da piscina observa eles, e comecei a passar a mão na minha bucetinha… Que sensação maravilhosa, comecei a me tocar de leve, com os dedos indo e voltando e de fundo a novinha gritando de prazer. Comecei a imaginar como seriam nossas transas, como seria maravilhoso os dois me comerem ao mesmo tempo, dividir porra com a Lily…
Quando penso que não, lá estava euzinha com dois dedos na buceta hahahaha, aumentei os movimentos e quando estava para chegar no orgasmo, meus primos me interrompem. Eles deram uma pausa, não gozaram na foda, disseram que guardariam pro resto do dia… fiquei chateada, tava tão bom 🙁
Entramos em casa e partimos pro banheiro. Tomei banho junto com a Lily, e pude prestar mais atenção nela. Ela tinha pelinhos ralinho na bucetinha, e ainda por cima eram loiros. A fdp era quase perfeitinha. Começamos a nos ensaboar e aproveitamos pra conversar. Perguntei pra ela como aquilo tudo tinha começado. Ela me contou que espiou Paulo uma vez batendo punheta, e então ficou curiosa e toda noite ia lá ver, até que um dia ele a pegou no flagra e ai começou as putarias. Ele percebeu que ela gostava de ver e chamou ela pra ficar no quarto bem mais de perto, fez ela bater uma punheta pra ele e ainda gozou no rostinho dela. E foram assim, por várias noites, até as coisas evoluírem. Numa noite ele colocou um porno de uma cara comendo o cuzinho de uma mulher, e Lily foi ficando curiosa, até que ele perguntou se ela queria tentar e ai já era, amor de pica ficou kkkkkk. E eu ficando cada vez mais surpresa com a safadeza daquele puto. Durante essa conversa, perguntei se ela se masturbava com frequência. “Não preciso, os meninos me comem todo dia hihi”. “Mas é uma sensação diferente, bem gostosa também”, respondi eu. “Me mostra como é”, falou toda empolgada. Eu tinha habilidade, afinal, quase todo dia eu me masturbava, mas fazer em outra mulher é diferente. Fiz ela abrir as pernas e fui passando minha mão no seu corpo. Seus peitinhos em crescimento tinham biquinhos lindos, passei a lingua e depois dei uma mordida, arrancado suspiros da ninfeta. Continuei meu caminho, sua barriguinha tinha os ralos pelinhos loiros, e chego na sua bucetinha virgem. Ela era perfeitinha, rosa, os lábios era fechadinhos, parecia um pacotinho. Deslizei meu dedo de cima até o cuzinho, que estava de certa forma dilatado (também, levou muito rola tadinha kkkk) e voltei. Subi com minha mão até sua boquinha e fiz ela lamber meus dedos, ia usar sua propria baba nisso. Voltei a bucetinha e tratei de fazer meu trabalho. Aos poucos ela foi se soltando, gemendo mais e mais e me apertando. Comecei a penetrar ela de leve, só naquela parte mais superficial antes do himen, e ao mesmo tempo com o polegar ia no grelinho. Lily enlouqueceu, começou a gemer feito uma cadelinha, me abraçar forte e me mordia. Prontamente fui no seu pescoço e comecei a beijar, dar mordidas. Algum tempo depois suas perninhas começaram a tremer, ela soltou um gritinho e pronto… seu primeiro orgasmo com masturbação. Ela tava meio sem ar, olhei pro seu rosto com um sorriso e disse “Viu, eu disse que era bom”. “EU AMEI PRIMA” ela respondeu eufórica me dando um selinho. “Prima… hoje eu quero perder meu cabaço, quero sentir eles dentro da minha bucetinha”… Fiquei de cara com essa afirmação, mas percebi que o final de semana ia ser beeeeeem bom. “Vou te ajudar primaaaa, conte comigo, safada”, dei outro beijo nela, ligamos o chuveiro e terminamos o banho.

Depois desse “contratempo” descemos para a cozinha, onde os meninos estavam. Lily colocou um vestidinho rosa bem curto, enquanto eu vestia uma regata e shortinho jeans e meus primos apenas de sunga.
“Demoraram hein” disse Paulo. “Acho que o DJ lá foi bom” completou Marco dando risada.
Como era hora de almoço fomos os 4 fazer umas sandes e comer fruta para reabastecer energias , os meninos já tinham adiantado bebida e feito uma mesa com pães, frios e umas frutas. Eu peguei num cacho de uvas e comecei a chupar. Paulinho tava do meu lado, e seu cacete estava a meia vida… e lá fui eu com minha mãozinha bater uma punheta nele. Acho que Lily e Marco perceberam, e estava ela a fazer o mesmo nele. Quando sentiu que ia gozar, Paulo rapidamente tirou minha mão pra eu parar, só que eu continuei e lá se veio ele a esporrar. Peguei a primeira coisa que tinha na frente e coloquei na direção dos jatos de porra que voavam. Agora meu pãozinho estava saboroso, porra quentinha pra mim. Tratei de comer e tava gostoso gente! Dei um pouco para Lily e ela gostou tanto que fez o mesmo com Marco, quando ele tava pronto para esporrar ela apontou o pau dele para um bocado de pão, tratou como se fosse manteiga e comeu! Ela me deu um pouco e puta merda, fiquei molhadinha com a sensação.
Terminamos de comer, os meninos foram se lavar e quando voltaram, eu tive uma ideia e disse para todos “Gente eu tenho um plano, este fim de semana como só tamos os 4 temos que ficar nuzinhos o tempo inteiro, a Lily e eu não nos podemos sentar em lugar nenhum, nós só podemos sentar no pau de vocês, e além disso vocês meninos não podem jogar essa porra gostosa para fora , tem que gozar dentro do nosso cu ou xaninha ou então na nossa boca para bebermos ou na nossa comida concordam?” Os 3 concordaram e tascamos beijos uns aos outros para selar negócio kkkkk
Após nosso combinado foi chegando o inicio da tarde e me dando aquele sono, afinal, eu tinha acordado cedinho. Falei com os meninos que precisava descansar e eles concordaram. Parti pro quarto, me deitei e me senti a bela adormecida, capotei de sono.
Não sei quanto tempo tinha se passado, mas eu começo a sentir algo me batendo na bunda (eu tava dormindo pelada por causa do acordo né gente) meio sonolenta e ainda tomando consciência, as sensações começam a vir. Sentia um vai e vem na minha bucetinha. Algum dos putos tava me comendo dormindo (ai gente sério, esse até hoje é um dos fetiches que mais amo), comecei a soltar um gemidinhos, e empinei minha bunda pra aquele pauzão entrar mais fundo na minha xaninha. Ele foi aumentando as estocadas, um vai e vem frenetico, sentia suas bolas indo de encontro a minha bunda, levava vários tapões na minha raba que a essa hora já estava vermelhinha. Ele deitou com o corpo sobre o meu, jogando todo seu peso em mim, e foi alternando o ritmo, agora mais devagar, veio no meu ouvido e sussurrou “minha prima putinha deliciosa, gosta de levar rola até dormindo né cachorra”… era o Marco. Eu toda manhosa, respondi “uhum, eu gosto”, “então toma cadelinha”. Começou a me foder rápido, com força, me fazendo sentir a putinha que sou, fiquei maluca de tanto tesão que comecei a gritar “vai me fode, por favor, soca essa rola todinha em mim”. Ele atendeu, seu corpo suado, sua respiração ofegando, seu pau me abrindo todinha, que delicia. Pra fechar com chave de ouro, ele enrola meu cabelo na mão e começa a puxar, perguntando “quem é minha putinha? hãn, quem é?”, “sou eu”, respondi. “Mais alto vadia, não escutei” e paaf, me deu um tapao na bunda. “SOU EU, AGORA FAZ ESSA CADELINHA GOZAR, EU TE IMPLORO” gritei. Marco aumentou a metida, até que começou a gemer e eu senti sua porra quentinha inundar toda minha xaninha. Gozamos juntos, e ele caiu de novo seu corpo sobre o meu, beijando meu pescoço e me chamando de gostosa.
A porra dele tava escorrendo, vazando pela meu buraquinho que tinha acabado de ser arrombado. “LILY VEEEEM AQUI” grite pra minha prima. “O queeee?” chegou ela no colo, engatada no pau no Paulo, Marco mostrou minha bucetinha melada e ela entendeu. Caiu de boca e chupou todinha, depois veio me tascar um beijo. Que delicia de tarde!!!!!
Segundo round de fodas já tinha ido, outro banho (dessa vez o Paulo me acompanhou, e mais fizemos safadeza do que banhamos kkkkk). Fomos jantar e ficamos na sala vendo filmes até tarde.

E assim foi a sexta feira e primeiro dia , até agora tava a gostar bastante nunca me senti tão bem comigo mesma, chegou ao fim da noite e fomos para a cama , os meus tios me disseram que como eles não estariam presentes eu podia dormir na cama deles, a cama era enorme e não queria dormir sozinha então chamei os 3 para virem dormir comigo, imaginem a fotografia, o Paulo na ponta a encochar em mim, eu de frente para lily enquanto o Marco encochava ela, óbvio que eles de pau duro, e se aproveitavam pra meter na gente kkkk. A Lily sussurrava no meu ouvido “ te amo priminha, obrigado por este dia” eu respondi então “sou eu quem preciso agradecer, vocês estão sendo incriveeeis” e tasquei um beijo e fiquei massageando a xana dela para ela adormecer…

Esse foi o primeiro dia gente, obrigado quem leu até aqui.
Digam o que acharam, se estão gostando. Avaliem o conto, que logo logo tem mais. E já adianto… no sábado uns amigos dos meus primos vierem pra cá, e o resto eu conto depois.
Beijos de luz a todosss! <3

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 14 votos)

Por # # #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Gama

    Adorei os dois contos. Adoraria mais ainda saber do restante do final de semana. Pode me mandar por email? Ou irá postar aqui ? Estou louco de tesão nessa história

  • Responder Rob

    delícia, qual seu email bb

  • Responder Negro tudo

    Nota 10, quero ler até o final do conto!