Minha esposa putinha e deliciosa

Somos um casal com uma atividade sexual muito boa e adoramos brincadeiras , minha mulher tem 38 anos e eu 40 , e uma das brincadeiras que minha mulher mais gosta é dela se passar por garota e programa e me servir ela incorpora e faz loucuras , e adora quando deixo dinheiro no criado mudo quando saio para o trabalho, mas sempre dentro de casa , mas na nossa ultima vez ela pede que queria fazer a brincadeira na rua e sentir toda a adrenalina fiquei de pensar , e durante a semana essa ideia não saia da cabeça e sentia um calor enorme ao pensar, resolvi e liguei marcando o dia pra nossa aventura mas peço que ela compre uma roupa provocante e linda.
Marquei para um meio de semana em um bar na Rua Augusta em são paulo e proximo a um hotel pois assim depois das brincadeiras iría-mos terminar a noite dando aquela trepada.
Ela fica pronta e estava maravilhosa , um vestido azul claro curto e solto que mostrava suas belas coxas um decote enorme nas costas que iam até o inicio da bunda e um decote na frente sustentado por finas alças que se podia controlar e ela deixou no limite , e sem soutien seus seios marcavam o tecido muito maquiada e um batom vermelho marcando sua boca.
Entramos separados no bar , vou a mesa e ela ao bar com bancos altos ela senta e cruza as pernas , e nos dá uma visão deliciosa , ela bebia seu drink e eu a paquerava de longe, e logico que chamava atenção de outros homens , chamo o garçom e dou um bilhete e peço que entregue a ela , ela lê e vem até a mesa , era outra mulher se encrina na mesa e me dá a visão de suas tetas deliciosas , e eu falo que a queria e pagaria por isso , para minha surpresa ela fala que ia pensar se vira e volta pro bar , mas na volta um homem de uns 50 anos a para no caminho e fala em seu ouvido e sorri e me aponta e fala com ele , ele sorri e volta pra mesa, ela volta até mim e sorrindo fala que o cara tambem pensou que ela era uma prostituta e me ofereceu uma grana pra trepar com ele , mas que falou que ela era casada e tudo era uma brincadeira mas que o cara ficou ainda com mais desejo sabendo disso , e antes que eu fale ela fala posso amor deixa eu ser uma putinha essa noite , alucinado com ciumes e tesão pergunto se ela tem certeza disso e ela acena que sim , mas eu dou a condição que eles fossem pro hotel assim seria mais seguro, ela vai até a mesa e de lá dá um sinal de positivo e sai com o cara , vou atrás e vejo ela toda solta indo pro hotel e ele apalpando sua bunda .
Fiquei na frente do hotel um tempo zonzo e fui pro bar hotel e pedi uma bebida .
Duas horas se passam quando vi o cara saindo, subo e a encontro sentada na cama alegre e feliz ao me ver ela fala vem meu amor vem pra sua putinha mais feliz do mundo, e ela começa a falar, que assim que entrou no quarto e cara a rodopiava e falava que ela era deliciosa , e levantando seu vestido a deixa de calcinha e sapados , teve seus seios beijados e sugados e ela saiu do corpo de uma mulher casada e se entregou como uma puta , tirou a calça do cara e fez um boquete que ele ficou louco , a ponto dele a pegar e jogar na cama rasgar sua calcinha e caiu de boca em sua xoxota toda depiladinha e sugar toda ela , ele chupava e metia os dedos dentro dela e ela louca deu varias gozadas, até que ele levanta e ela vê ele preparado para penetrar em sua xoxotinha , ela se vira e de quatro fala que ele a coma por tráz e ele agarra sua bunda grande e redonda e enfia o seu pau em sua buceta melada e a fode sem dó ela fala que geme e grita de prazer e dor o cara bate em sua bunda e urra de tesão a cada rebolada com o pau dentro ela tira do cara elogios e xingamentos e ela goza de forma intensa e ele tambem inunda sua bocetinha de porra, ele desaba ao seu lado e ficaram calados uns cinco minutos , até que ele levanta e a olhando nua na cama depois do sexo fala que ela era espetacular e que o seu marido era um cara de sorte, toma um banho deixa a grana na mesa e fala que ele era de outra capital mas que ela sempre que quisesse brincar com o marido ligasse pra ele que seria um prazer fazer parte das brincadeiras.
Ela falava e seus olhos brilhavam e ela fala vem meu corninho vem fazer sua esposa ter um final de noite ainda melhor vem fazer amor comigo vem tirar o cheiro de outro macho de dentro de mim, tira o lençol e de pernas abertas mostra sua buceta melada da porra do cara , me jogo na cama e a beijo imagino ela com o pau dele na boca , ela se abre e eu a penetro sinto ela melada e deliciosa ela grita falando que eu foda a puta safada a cada estocada ela geme e grita , eu a coloco de quatro e a penetro e ela fala que eu a estupre com força pra ficar toda doida por uma safada , pergunto no auge do tesão Ele comeu seu cuzinh e ela de pronto fala não esse é só seu , tiro da buceta emelo seu cuzinho encaixo e ela geme equando minha cabeça penetra dentro dela , e grita quando a penetra , ela numa mistura de manha e choro pede que eu foda seu cuzinho e com a mão toca seu clitoris , entro e saio de dentro dela com força a punindo de ter sido tão safada , e ela urrava de prazer até que ela goza e pede que eu goze pois não aguenta mais e encho seu cuzinho de porra, ela fica deitada de bruços mas com a bunda pra cima e eu em pé a olhava e admirava , via su bucetinha babando melada e fudida e seu cuzinho expelindo a porra , e estava deliciosa, ela solta o corpo e apaga em um sono deito e durmo ao seu lado.
No dia seguinte no banho ela agradece pela aventura e fala que estava realizada e feliz, e eu falo que daquele dia em diante ela podia ser uma putinha no quando quisesse pois ela foi sensacional, e que ela me avisasse pra eu fazer a ligação pro seu cliente ou outros que ela achasse delicioso e nos beijamos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...