,

Como nosso Mundo e pequeno e as voltas que nos dá

25-06-18 7 ★ 3.78

Vou comentar com você leitores a minha historia, uma historia verídica, quando eu tinha uns 13 anos tinha um amigo o Fernando, que depois de muitas tentativas acabou me comendo, deixei ele foder minha bundinha, eu era um garoto bonitinho uma bundinha redondinha saliente, pernas bonitas, corpo lisinho, eu era bem assediado, mais acabei sedendo ao Fernando, que focou me fodendo uns dois a três anos, ate que sua família mudou=se para outro Estado, nunca mais eu o vi, mais mesmo assim continuei muito discretamente dar a bundinha.

O tempo passou, depois de muitos anos eu trabalhando em uma Fabrica da Cidade me deparei com o Fernando, eu já casado, com 43 anos, o Fernando é uns dois anos mais velho que eu, nossa foi uma satisfação só, numa oportunidade saímos para conversar e tomar umas cervejas, ele havia se separado, morava sozinho, mudou novamente para a Cidade, depois de algumas cervejas veio as recordações, ele perguntou se eu recordava da nossa juventude, eu disse que sim, ele perguntou lembra o que fazíamos, eu respondi claro que lembro, ele insistiu na pergunta e perguntou e continua fazendo, eu respondi as vezes sim, quando dá, muito discretamente, eu disse sou casado, não posso vacilar, ele então disse quer ir ate lá em casa, eu acabei indo, nossa não lembrava mais como era, mais quando ele mostrou a rola nossa que coisa , uma rola grande e muito grossa, mas com muito cuidado aguentei tudo, e assim passamos a foder de novo.

Minha mulher e uma mulher muito bonita, morena, pernas lindas, uma bunda carnuda, um corpo bem definido, um tesão, chama atenção principalmente quando se veste provocante, que é o que ela adora fazer, chamar a atenção dos homens, numa oportunidade eu apresentei o Fernando a ela, nossa o Fernando ficou tarado, depois disse toda vez que ele metia na minha bunda falava da minha mulher, ate que fomos a um aniversário e lá estava o Fernando, conversamos muito, a caminho de casa minha mulher disse amor seu amigo Fernando e sacana ficou jogando indireta, me cantando, neste dia ela estava com uma calça de laycra justa que mostrava bem a bunda, eu já tinha bebido, respondi também tu quem esta calça mostrando o tamanho da sua bunda, e o Fernando adora um cu, ficou tarado mesmo, e assim fomos conversando, eu fiquei exitado, bem por que o Fernando já havia comentado da bunda dela, imaginando ele fodendo o cu dela, já em casa na cama, ela volta a falar do Fernando, e começou a alizar minha rola, e dizia quer dizer então que seu amigo gosta de um cu, e sendo que ela adora sexo anal, adora dar o cu, eu fiquei exitado, e acabei comentando que o Fernando tem uma rola enorme e muito grossa, ela respondeu e mesmo, eu completei é tu não aguentaria aquela rola na bunda, ela respondeu como tu sabe, só tentando, eu então já super exitado, passei a meter no cu dela, eu então dizia isso sua vagabunda esta querendo ser arrombada , o Fernando vai te arrombar todinha, ela respondia isso arromba mesmo, você vai deixar ele me arrombar, e eu socava fundo acabei gozando.

No dia seguinte no horário do almoço, ela me perguntou, quando você vai me arrombar, eu disse olha a tarde eu largava o serviço as 19 horas, eu disse a ela vou tomar uma cerveja como Fernando no barzinho que fica perto da firma, ela disse posso ir lá tomar uma também, eu disse pode, estava eu e o Fernando ela apareceu, incrivelmente gostosa, uma roupa, bem provocante, chegou e disse então posso tomar uma com vocês, eu disse claro, o Fernando passou a mão na rola, eu percebi que ele ficou vidrado, bebemos algumas, eu então acabei falando para o Fernando não vai convidar para tomar a saideira na sua casa, ele meio sem graça respondeu se quiserem ir podemos ir, acabamos indo, já lá na casa dele, ele chegou e perguntou eu não entendi nada, eu respondi não é para entender e para foder, ele perguntou tem certeza, claro, e fui para a sala e comecei a dar uns amasso na minha mulher, beijando, ela fui tirando a roupa dela, deixando ela peladinha, com a bunda virada para o Fernando, que eu olho o Fernando já esta pelado de rola dura, dei um toque ele veio e colocou a rola no meio das pernas dela, eu me abaixei e comecei chupar a boceta dela e a rola dele que atravessava,minha mulher abria as pernas facilitando para eu chupar a rola dele, ela se virou de frente para ela e se beijando na boca, e eu por trás chupando a rola dele, fomos para o quarto e o Fernando começou a penetrar aquilo na boceta dela, nossa ela uivava, pedia devagar, e ele socava tudo, eu já no auge, dizia isso arromba esta boceta, tu não queria ser arrombada sua vagabunda agora aguenta ate o saco, e ela respondia isso poem tudo ate o saco, quero tudo lá dentro, e gozamos os três, eu já estava me revelando comecei a chupar a rola dele melada de porra, e chupei a boceta dela sugando aquela porra todinha, que delicia.

Demos um tempo tomamos uma cerveja, e comecei a chupar a rola do Fernando juntamente com minha mulher, eu perguntei vai querer mesmo dar o cuzinho para o Fernando, ela disse vou tentar, eu respondi não tem como tentar se virar a bunda vai ter que aguentar tudo ate o saco, ela deitou com a bunda para cima, não deu outra, ele passou lubrificante e foi tentando, ela reclamava, mandava ele tirar, teve uma hora que eu disse não tira não mete tudo, quero ver esta vagabunda chorar numa rola, e ele socou tudo mesmo, nossa ela gritou, mais depois relaxou ficou de quatro, e dizia esta vendo seu corno, eu aguento mesmo, soca tudo mesmo, ele sem dó socava mesmo, ela me chamava de corno, veado, puto, e o Fernando estragou mesmo o cuzinho dela, nossa ficou uma rosa desabrochada, um rombo, e assim passamos a nossa noite, foi a melhor noite da nossas vidas.

Depois teve outras noites, o Fernando dormia em casa com ela na cama, nos três, ele passou a meter no meu cu na frente dela, gozava na minha boca, eu chupava a rola dele esporrada, chupava a boceta dela esporrada nossa foi uma delicia, nunca fodemos tanto na vida, ate hoje as vezes a gente fode com, mais agora fodemos com outros amigos também, mais depois eu conto uma outra historia.

espero que tenham curtido.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,78 de 18 votos)

,

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. MUITO BOM ESSE CONTO BI……TESÃO

  2. Luis

    Quero foder com sua Esposa e se você for um corno bonzinho deixo vc chupar minha rola com ela.

  3. Casado

    Que conto maravilhoso!!! Tô aqui de pau duro!!

  4. Japonês Pintudo

    Então quer dizer que além de veado é corno?Por que não abrem uma nova categoria neste site,a do corno manso e a do veado corno manso?Por que vou te falar,a maior parte dos relatos é deste tipo,aff

  5. Césarbibh

    Parabéns pela putinha safada e por ser bi.
    Top e excitante estória.

  6. Fábio

    Nossa delícia de conto gostaria de fazer igual com minha mulher.

  7. Marcello

    fiquei curioso p ver essa sua esposa gostosa se vc tiver algumas fotos dela me mande pelo skype ou pelo e-mail [email protected]