Priminho safado

Autor

Olá a todos, bom vou relatar o que ocorreu à muito tempo atrás, para ser mais exato hoje tou com 30 e na época tinha 13 anos. Esse meu primo por volta de 8 à 9 anos, não vou falar cidade e estado porque acho isso irrelevante! E também deixarei os nomes anônimos. Vamos lá! Nessa época é claro que já tinha despertado sexualmente, já batia várias bronhas pensando em amigas, primas, professoras e mulheres gostosas! Mas nunca passou na minha cabeça ter relações sexuais com meninos, até repudiava. Mas tudo mudou quando esse primo que mora em uma cidade vizinha veio novamente lá em casa, na verdade ele sempre ia, lembro que tudo começou muito rápido, nesse dia tava jogando uma bola do lado da minha casa no terreiro de barro, cidade do interior, pequena! Ele veio jogar também, começamos a jogar de repente sinto sua mão por cima do meu pau, quando ele vinha tomar a bola, gostei da situação. Assim ficamos brincando mais um tempinho, aí falei vamos beber água? Vamos! Chegando lá ele de frente para mim, olhou e disse assim "você gosta né quando eu pego aí". Tacou a mão de novo. Deixei tava gostando, uma mãozinha alisando o pau é muito bom. Fui deitar em uma rede e ele veio e deitou também, juro que ele ficou pegando e disse coloque para fora! O medo era grande mais o tesão era maior, coloquei e ele ficou pegando gostou de alisar a cabeça. Punhetava mal mas punhetava! Nisso tia chamou para ir embora, ele foi, se passou uma semana ele veio de novo, eu criava umas ovelhas e com a desculpa chamei para ir pastorear comigo, era numa mata pertinho de casa, mas tinha pouquíssimas casas perto, chegamos lá sentamos, já fui de pau duro, coloquei para fora e ele brincou muito com ele, daí chamei ele para dentro do mato, ele veio coloquei ele de costa para mim, e ele perguntou o que eu ia fazer, disse que ia comer o cú dele, baixei o short e fiquei pincelando o cú dele, ele adorou, quando ia meter escutei um barulho, um velho que tinha uns bichos estava pastoreando lá também quase pega. Parei e fomos para casa. Desse dia em diante era só ele chegar, tanto eu quanto ele tava viciado. Esperar a casa ficar fazia, um dia ficou só mãe e tia lá na cozinha levei ele pro quarto coloquei ele com as mãos na parede e a bunda empinada e fui entrando ele reclamou de dor, aí coloquei ele de joelhos no chão apoiado na cama, mano ele tinha uma bunda grande e bem redondinha, e o cuzinho pequeno e apertado, consegui introduzir metade do cacete ele não deixava mais que isso, pronto! Era só dá uma brecha levava ele é colocava ele nessa posição. O danadinho brincava de trancar o cuzinho, e ria muito com isso! Mas logo abria para rola entrar! Mas ele gostava mesmo era de sentar na rola, não dentro mais encaixava o rego e ficava deslizando, também gostava o cuzinho quentinho, e sempre que punhetava ele adorava brincar com a cabeça deve ser porque é macia. Pedi para ele pôr na boca, mas não quis de jeito nenhum, tentei por na força, porém se insistisse podia perder o cuzinho também. Passei dois anos comendo ele, não sei como ninguém nos pegou, quando ele fez 11 anos ele tava com uma bunda de mulher adulta, suspeitei que ele tava dando para alguém na cidade dele, ele começou a não querer mais me dar. A última vez levei ele puxando pelo braço para o quarto, ele dizendo que não queria, "não quero, não quero", levei na marra, sabia que ele não ia gritar nem fazer barulho, não ia querer que a mãe soubesse que era viado. Cheguei no quarto baixei o short coloquei de quatro e realmente tava com uma bunda linda, muito grande! Ele tentou resistir sem exceto, trancou a bunda contraindo ela, mas abri com as mãos e coloquei o pau, muito duro, do jeito que tava abria buraco em parede imagine um cuzinho, meti no cú com força, ele dizia não, mas logo só fazia careta. Sem ele querer fiquei com mais tesão, comi muito, meti até o tronco com força. Fez cara de choro mas aguentou calado, gozei dentro do cuzinho dele! Quando acabou ele saiu do quarto, desse dia para cá mal falamos mais, tava na hora de parar mesmo, o cú tava nascendo uns pelinhos e cú cabeludo não dá! Kkkk Gente "Desculpe" acho que não contei de uma forma legal, faltou muitos detalhes, mas é porque não sou escritor.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,25 de 4 votos)
Loading...