O meu pai descobriu o meu fetiche por submissão e se aproveito

Autor

O meu nome é Lara e eu tenho 13 anos, eu sempre fui muito timida, aos 12 eu comecei a despertar o meu lado sexual e com o tempo eu descobri que eu nasci pra ser uma putinha submissa, com certeza boa parte disso veio por conta da minha criação, eu fui criada só com o meu pai, ele sempre foi muito ciumento, e eu admito que ja apanhei dele, ele ficava muito zangado por me ver de amizade com qualquer um, então eu passava o dia todo em casa, no computador.
Quando eu tinha 12 anos eu cheguei da escola mais cedo e quando entrei em casa vi o meu pai comendo uma mulher de quatro, ele batia violentamente na bunda dela enquanto puxava o seu cabelo, ela estava com as mãos amarradas, eu confesso que fiquei fascinada, e fiquei por uns 40 minutos hipnotizada olhando ele pela fresta da porta, foi o meu primeiro contato e eu senti um calafrio por todo o meu corpo, a minha calcinha de repente tava toda molhadinha e eu senti uma coceira na bucetinha, foi nesse momento que eu senti muita inveja dela, eu queria estar no lugar dela.
Quando o meu pai não estava por perto eu mais que depressa procurava no computador por videos de masoquismo e usava o apoio de braço da cadeira pra masturbar a minha buceta, eu descobri que a única pessoa que deveria me dominar era o meu pai, ele quem me criou e eu pertencia somente a ele, eu decidi então que eu daria o meu corpo a ele, mas como eu sou muito timida, tinha muita apreensão em ser negada.
Tracei então um plano…
como eu tinha medo de pedir que ele me batesse, eu daria motivos para ele me bater, fantasiava que entre as palmadas surgiria o desejo dele por mim, um certo dia eu planejei tudo, eram 22h e eu vesti só calcinha e uma blusa fininha que dava pra ver tudo, ele ja estava acostumado a me ver com pouca roupa, pois gostava de me ajudar a me vestir até os 11 anos.
As 22h eu fui até a cozinha, peguei um prato de festa e joguei no chão, não satisfeita joguei mais duas xicaras no chão, quebraram e fizeram um barulhão, o meu pai não demorou muito chegou na cozinha muito irritado, me puxou pelo braço e me puxou até a sala, enquanto gritava freneticamente comigo, enquanto ele me puxava eu só conseguia pensar no quanto ele era forte…ele me inclinou no braço do sofá, deixando a minha bunda pra cima na classica posição spank, me deu umas 12 palmadas muito ardidas e gritou comigo;
-ERA ISSO QUE VOCÊ QUERIA?
eu estava só de calcinha e ja estava tão excitada que ja não conseguia controlar os gemidos, eu estava com o rosto contra o estofado do sofá, quando senti ele parando de me bater para tocar na minha buceta que ja estava muito molhada…
-Você gosta disso, não é?
nesse momento eu senti uma mistura de medo e excitação, o meu pai começou a alisar a minha buceta e colocou a minha calcinha pro lado, foi quando eu senti… ele tirou o pau pra fora e começou a passar na entrada da minha bucetinha que ja estava encharcada.
-Eu tenho muita sorte mesmo, eu vou ser o primeiro da minha filhinha, tão novinha e tão putinha.
de repente ele tirou o pau da minha buceta e me virou de frente pra ele, me puxou e me deixou de pé em sua frente, segurou o meu rosto pra cima pra que eu pudesse olhar nos seus olhos, nesse momento ele colocou uma de suas mãos atras do meu pescoço e me guiou até o seu quarto, o mesmo quarto que eu quase nunca entrada, chegando lá eu teria a noite mais importante da minha vida….

Se vocês gostarem eu conto o resto de como foi que o meu pai tirou a minha virgindade <33
foi incriveeelll!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,33 de 3 votos)
Loading...