,

Meu vovo me ensinou a mastubar

13-07-18 Por 8 ★ 4.71

Olá. Essa história passada quando meu avô paterno ainda era vivo, ele morava com a minha avó no interior, por conta disso não os via frequentemente. Eu era a primeira neta por isso era bastante mimada, sempre que eu ia para lá voltava com um brinquedo novo, mas para poder levar os brinquedos para casa tinha uma condição. Algumas vezes eu passava o fim de semana na casa dos meus avós e é nessa ocasiões que meu avô aproveitava para poder me ensinar, como ele chamava, “brincadeira de adultos”. Eu me lembro de sempre que eu chegava na casa deles eu já sabia que o vovô ia me chamar para brincar, então ficava ansiosa a viagem inteira ia logo de vestido por que sabia que Vovo ia gostar e como ele mesmo me ensinou assim que meus pais saíssem era já para eu tirar minha calcinha. Não me lembro bem como tudo começou só que era uma coisa que eu adorava na infância. Assim que meus pais saiam Vovo logo dizia para eu ir para o seu quarto para assistir desenhos, eu ia correndo para o quarto colocava algum filme da Disney tirava minha calcinha e esperava meu avô. Depois de alguns minutos ele aparecia e trancava a porta do quarto.
Vovô sentava na cama e pedia para sentar no seu colo, ele começava a pergunta coisas banais como eu estava na escola se tinha amigos, enquanto passava as mãos calejadas dele pela minhas peninhas macias, e ao mesmo tempo levantava o vestido. Quando ele sabia o vestido e via minha bucetinha lisinha e fofinha, ficava muito feliz por eu ter seguido seu pedido de ficar sem calcinha. Então com a grande mão dele, começava a acariciar minha bucetinha, e esse era o momento que eu mais gostava, ficava na minha casa so pensando e sentido saudades de sentir as mãos do vovô na minha xotinha, sentir os dedos dele massageando meu grelinho, eu ficava louquinha com aquilo e o vovô sabia disso por isso fazia questão de sempre fazer em mim para garantir de eu ficar viciada nas brincadeiras de adultos. Depois q o meu avô passava bastante tempo brincando com minha bucetinha ele me tirava do seu colo e pedia para eu tirar a roupar para ele igual as dançarinas que ele me mostrou nos filmes. Eu começava a dançar enquanto tirava meu vestido e tentando ao máximo parece bem sensual. Vovo ficava achando graça da minha dança e assim que ficava totalmente peladianha ele me pegava e deitava na cama, onde mandava eu ficar quietinha para ele poder provar do corpinho da netinha dele. Eu ficava lá deitada e Vovo começava me beijando, ele tinha também me ensinado a beijar como adulto, depois ia descendo, beijava meu pescoço e quando chegava nos meu peitinhos, que ainda não estavam desenvolvidos, chupava e mosdiscava meus mamilos, eu adorava quando ele fazia isso pedia para o Vovo continua e ele amava ouvir meus gemidos. Ele continuava a exploração do meu corpo com a boca e decia até chegar na minha vagina infantil, então começava a chupar, nesse momento eu perdia minha mente quando sentia a sua língua, me lembro de vezes de implorar para ele não parar. Vovo sabia justamente oque fazer para eu ficar louquinha e viciada.
Quando ele terminava comigo ele tirar a cueca e pedia para eu mamar o pau dele. Devo confessar que nunca foi muito boa, mas ele nunca reclamou, por minha boca ser um pouco pequena para o pau dele, então era difícil deu chupar, vovô para incentivar muitas vezes passava doce de leite por cima de seu pau para eu poder lamber, eu amava quando ele fazia isso pq eu poderia “tomar” um dos meu doces favoritos e ainda fazer o Vovo feliz. Eu lambia a cabeça do pau dele e depois o comprimento, também lambia as bolas já que ele dizia q gostava. Eu chupava seu pau enquanto massageava as bolas. Fazia isso até ele gozar que geralmente era na minha cara.
Passávamos a tarde em seu quarto só saíamos quando estava anoitecendo. Acho que minha avo sabia oque aconteceu com a gente mas ela nunca falou nada então nunca me importei. Na hora de dormir vovo pedia para eu dormir peladinha pq de noite ele ia fazer uma surpresa. Como sempre tive uma sonho pesada numa soube oq ele fazia enquanto dormia.
Vovo me adorava falava muitas vezes que o sonho dele era ter uma filha mas nunca teve e comigo ele pode realizar os seus desejos.

(Então vou terminar por aqui espera que tenha gostado e desculpem por qualquer erro. Deixe um comentário por que isso me deixa animado para continuar, gosto de muito de escrever contos assim fica extremamente existida enquanto escrevo e quero compartilhar isso com vocês e quando vejo q vcs gostam fico querendo escrever mais. Vou deixar meu comentário com Contatos)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,71 de 42 votos)

Por ,

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Adorei seu conto. .manda pra meu e – mais
    [email protected]
    E vc mãe que tem filhinhas manda seus contos.

  2. Professor

    Sou professor de matemática no RJ procuro alunas safadinhas para aulas particulares
    [email protected]
    Skype e email

  3. Lolipop2.1_ insta

    Leiam tbm meus outros contos
    E se quiser seguir é só mandar mensagens pedindo

  4. Yan

    Vc é uma delícia 😋😍

  5. T

    Oi mandei uma mensagem para vc no Telegram

  6. Gabi

    Gente desculpa mas errei na verdade é lolipop2.1_ no insta a foto do perfil é um desenho é só pedir para seguir e depois falar q véi dos contos

  7. Pai

    Incrível seu conto parabéns

  8. Luís

    Amei o conto. Eu amo todos os seus contos já li todos. Espero que continuem a escrever